Revista GGN

Assine

Delator da Lava Jato já era suspeito por formação de cartel desde Mário Covas

Augusto Mendonça, da Toyo Setal, é primo de Marcos Mendonça, ex-deputado e ex-secretário de Cultura do PSDB. Em 1999, ambos foram alvo de denúncia sobre monopólio nas obras contratadas pela Pasta

Jornal GGN - Renato Duque é o elo com o clube de empresários milionários que formaram um cartel para fraudar contratos, licitações e participar dos esquemas de pagamento de propina com dinheiro da Petrobras. Duque, segundo informou Paulo Roberto Costa, chegou à condição de diretor de Serviços da estatal em meados de 2002, por indicação do ex-ministro da Casa Civil José Dirceu (PT) - condenado no processo do mensalão. Por isso a grande mídia atribuiu a Duque o apelido de "afilhado de Dirceu". Veja destaca isso, sempre que pode, nas manchetes que produz sobre a Operação Lava Jato.

“Renato Duque comandava o setor responsável pelas licitações de obras de todas as diretorias e pelo acompanhamento da execução dos contratos. Por meio dela, o PT ficava com 2% do valor de todos empreendimentos da estatal petrolífera. A Diretoria de Abastecimento, que era controlada pelo PP por intermédio de Paulo Roberto Costa, e a de Internacional, que era controlada pelo PMDB via Nestor Cerveró, ficavam com 1%”, publicou o Estadão, na tarde desta terça-feira (18).

Quem denunciou o papel central de Duque no esquema foi o executivo da Toyo Setal Augusto Ribeiro de Mendonça Neto. Essa semana, Mendonça e outro executivo do grupo, Julio Gerin de Almeida Camargo, foram destaque nos jornais por terem virado as mais novas peças-chave na Operação da Polícia Federal. Depois de Nestor Cerveró e Paulo Roberto Costa, são Mendonça e Camargo quem têm soltado o verbo e delatado empresários corruptores. Eles foram os dois primeiros executivos que pediram um acordo de delação premiada à Justiça.

Recentemente, quem traçou o perfil de Mendonça Neto na Folha foi o jornalista Mário César Carvalho. No texto, ele destaca que a Toyo-Setal é uma empresa controlada pela japonesa Toyo Engineering, e possui parcerias que somam mais de R$ 4 bilhões com a Petrobras. “Os contratos que a Toyo-Setal conquistou na Petrobras partiram de projetos e licitações da diretoria de serviços, ocupada entre 2003 e 2012 por Renato Duque, indicado ao cargo por José Dirceu”, escreveu.

Em 1999, coincidentemente, o repórter da Folha também citou em uma reportagem-denúncia os negócios de Mendonça Neto. À época, foi colocado em xeque a relação da Secretaria de Cultura do Estado de São Paulo, então capitaneada pelo ex-deputado Marcos Mendonça (PSDB), com algumas empeiteiras. A suspeita era de formação de cartel (monopólio) para realizar as obras da Pasta. A empresa de Mendonça Neto, a PEM Engenharia, era sempre subcontratada para fazer as instalações hidráulicas e elétricas.

Augusto Mendonça, ao contrário de Duque, não recebeu da grande mídia um padrinho do nível de Dirceu, um cacique petista. Mas poderia ser associado Marcos Mendonça. O tucano foi deputado e atravessou como secretário de Cultura as gestões Mário Covas e Geraldo Alckmin em São Paulo. Hoje, Marco Mendonça preside a Fundação Padre Anchieta, mantenedora da TV Cultura.

Na reportagem de 1999, a Folha destacou que a “PEM tem como sócios dois primos do secretário Marcos Mendonça: Roberto Mendonça e Augusto Mendonça”. E informou que embora fosse questionável do ponto de vista moral, a PEM doou R$ 100 mil para a campanha de Covas. “Mas é tudo legal”.

Processo que corria na 7ª Vara de Execuções Fiscais de São Paulo denota que a Setal Engenharia, Construções e Perfurações S.A. faz parte do grupo PEM Setal, dos sócios Roberto e Augusto Mendonça, e era alvo de execução fiscal no valor de R$ 20 milhões, em 2011.

Nos autos da apresentação de embargos declaratórios, consta que “As dívidas existentes do referido grupo econômico com o Fisco chegou ao estratosférico valor de mais de R$ 168 milhões, com notável concentração desse montante sobre a empresa ora executada nestes autos [Setal Engenharia], que, sozinha, deve quase R$ 160 milhões.”

A Pem Setal trabalhou, ainda assim, com a Petrobras na construção de plataformas.
 

Média: 3.9 (9 votos)
51 comentários

Comentários

Espaço Colaborativo de Comentários

Opções de exibição de comentários

Escolha o modo de exibição que você preferir e clique em "Salvar configurações".
imagem de alêminas
alêminas

MOSCA TSÉ-TSÉ

Será que governo, PT e parlamentares foram picados pela mosca tsé-tsé? aquela que provova a doença do sono? Ninguém (além de Dilma) fala nada! Só leva ... E a convocação do tesoureiro Vaccari ontem foi brincadeira, né? Aí "os caras" deitam, rolam E gargalham. cOM RAZÃO.  Tá  fácil de demais. É Brasil e Alemanha do famigerado 7x1.. né?  Tem algo estranho nesse mundão político. Que tem, tem ...

Seu voto: Nenhum (2 votos)

Não existia combate à corrupção antes do governo Lula

O pig está jogando nas costas do PT o envolvimento de funcionários técnicos dos quadros da Petrobrás. Se é isso,  a mídia tucana vai ter muito  a noticiar, pois não foi somente nem nem dois ladrões do dinheiro público que foram expulsos a partir do início do governo Lula, precisamos desenhar para os trolls  senão eles não entendem, se bem que sabem disso sim, mas preferem repetir feito papagaios o esgoto que jorra das Vejas, Globos, Folhas e Estadões, quem saber um dia eles resolvem dar uma olhada no outro lado da notícia, os blogs

http://www.cartamaior.com.br/?/Coluna/Nao-existia-combate-a-corrupcao-politica-antes-do-governo-Lula/30955

Seu voto: Nenhum (3 votos)

 

...spin

 

 

imagem de Marcus Augusto
Marcus Augusto

Subiu no telhado...

Xiiiiiiiiiii...O Consenza subiu no telhado...

 

Reprodução de trecho da agenda de Paulo Roberto Costa

Seu voto: Nenhum (3 votos)

Aqui...eu, assi como o Ivan,

Aqui...eu, assi como o Ivan, não entendi patavinas do que se trata o seu comentário. Nesse caso, sim, vc deve desenhar.

Seu voto: Nenhum (2 votos)

Ques as forças maiores me livrem de linchar o devido processo legal

Francy e Ivan, o troll tirou a imagem daqui

Francy, o troll tirou a imagem daqui

http://g1.globo.com/politica/blog/blog-do-camarotti/post/comando-da-petrobras-esta-inseguro-com-cosenza.html

Seu voto: Nenhum (3 votos)

 

...spin

 

 

imagem de Ivan de Union
Ivan de Union

Quem eh Consenza e o que ele

Quem eh Consenza e o que ele tem a ver com o assunto e o que esse print de tela tem a ver com o assunto do post?

Seu voto: Nenhum (4 votos)

Mais um "afilhado do Zé Dirceu?" Não

Esse conhecido troll que responde pelo nome de Marcus Augusto passa informações pela metade, nem o link onde ele pegou essa imagem da agenda do delator, deve ser pq ficou decepcionado ao constatar que Consenza é um técnico e não alguém que saiu dos quadros do PT para ocupar cargos na Petrobrás. Como se sabe,  isso era corriqueiro na Era FHC, quando só se pensava em detonar a empresa que, hoje, exibe lucros estratosféricos para desespero da turma de Higienópolis.  Quero saber se o Aécio Neves, presidente do PSDB, não vai ser chamado a depor para explicar a propina recebida pelo falecido Sérigo Guerra, se o figura morreu, o PSDB ainda não...Kd o Alvaro Dias, o Franchiscini, e o processo do trensalão tucano em que pé está...

Mais um "afilhado do Zé Dirceu?" Não. Trata-se de técnico da Petrobrás e, se cometeu crimes, que pague por isso,  que sejam punidos, doa a quem doer, que isso se aplique também aos tucanos até agora poupados, inclusive deveriam começar as invetigações pelo menos a partir de 1997, quando Paulo Francis denunciou a roubalheira na Petrobrás e, ao invés de investigar, FHC abriu processo contra o jornalista, que terminou morrendo por esse motivo. Quem é Consenza? Funcionário dos quadros da Petrobrás há mais de 38 anos, antes que apontem-no por ai como mais um indicado pelo Zé Dirceu. Não se tem certeza do seu envolvimento, apenas foi citado pelo delator, só sei que muitos funcionários públicos foram demitidos nos últimos anos por prática de corrupção, isso é bom, que continue assim, que os ratos não tenham sossego, que isso se aplique também aos tucanos de bico grande:

O SR. PRESIDENTE (Vital do Rêgo. Bloco Maioria/PMDB - PB) – Agradeço, Deputado Bacci. Esperamos o retorno da decisão do Supremo Tribunal Federal sobre o mandado de segurança que impetramos com o apoio de V. Exª.

Peço à Secretaria para conduzir o Sr. José Carlos Consenza.

Sr. Relator, com a palavra. (Pausa.)

Já conosco o Sr. José Carlos Cosenza, Diretor Administrativo de Abastecimento da Petrobras.

Passo a palavra ao depoente.

O SR. JOSÉ CARLOS COSENZA – Boa tarde a todos.

Antes de fazer um breve relato da minha carreira dentro da Petrobras, eu queria comentar um pouquinho a minha ausência na semana passada, involuntária. Lamentavelmente, não pude estar presente à sessão, em função de uma dificuldade pessoal, um problema particular, um problema de saúde. Tive de ficar afastado alguns dias, mas estou aqui hoje para responder às perguntas que vocês julgarem convenientes fazer para mim.

Meu nome é José Carlos Cosenza. Nasci no Rio Grande do Sul, em Porto Alegre, tenho 63 anos de idade, sou casado, tenho dois filhos, um casal de filhos, e comecei minha carreira na Petrobras em 1975. Fiz o concurso da Petrobras em 1975, ano que me formei em Engenharia Química, e, sendo aprovado, fui admitido no dia 21 de janeiro de 1976. Tendo participado do concurso que fiz, vim ao Rio de Janeiro, onde fiz o curso regular da Petrobras, por cerca de nove meses, e, depois de aprovado, assumi, então, o cargo de Engenheiro de Processamento I e fui designado para a Refinaria Alberto Pasqualini, no Rio Grande do Sul, onde comecei minha carreira na área industrial da companhia.

Feito este registro, continuei por 19 anos na Refap, Refinaria Alberto Pasqualini, onde exerci várias funções, como de engenheiro de projeto, engenheiro de acompanhamento de unidades de processo, e, depois, cargos gerenciais. Fui gerente setorial de uma área da refinaria, área importante, de craqueamento catalítico, responsável pela produção de 60% da gasolina de uma refinaria, fui, depois, chefe da Divisão de Operações, ou seja, responsável por todas as operações da refinaria, seja no horário administrativo, seja no noturno, e, depois, então, nessa função, exerci como gerente de operações por cerca de sete anos.

Passado esse período, que completou, no total da minha carreira na Refap, 19 anos, fui para o Rio de Janeiro, onde tive a oportunidade de começar um dos trabalhos mais importantes para a Petrobras, na área de confiabilidade das instalações industriais. A área de confiabilidade das instalações industriais é um dos grandes baluartes que nós temos dentro da Petrobras para se conseguir os resultados de aumento de processamento das nossas refinarias porque se preocupa com a visão global do processo, seja do ponto de vista da instalação industrial propriamente dita, seja do ponto de vista de segurança, meio ambiente e segurança pessoal das pessoas. Então, é um trabalho bastante abrangente. Pioneiramente, eu me orgulho de ter começado, em 1995, esse trabalho, onde exerci a função de gerente de confiabilidade das instalações industriais.

Passado esse período, fui designado gerente-geral da Refinaria Presidente Getúlio Vargas, no Paraná, uma das nossas refinarias mais importantes, por suprir o Estado do Paraná e parte do Estado de Santa Catarina. É uma refinaria bastante complexa, que possui um número de unidades bastante importante para suprir o mercado nacional. Nessa planta, nós tivemos várias experiências importantes. Foi onde começou a minha carreira gerencial como gerente-geral de unidades industriais. Ali, nós tivemos oportunidade de desenvolver trabalhos de ISO 9000 na área de produtos, uma refinaria bastante confiável e bastante estruturada. Esse trabalho me rendeu a oportunidade de ir para a refinaria de Paulínia, São Paulo, próximo a Campinas.

Essa refinaria de Paulínia, essa refinaria Repar é uma das nossas refinarias mais importantes, que produz em torno de 200 mil barris por dia de derivados de petróleo.

A refinaria da Replan, onde eu tive a oportunidade de trabalhar logo em seguida, em 1999, assumi a Refinaria de Paulínia, é a maior refinaria da Petrobras. Eu me orgulho muito de todos esses conceitos que a gente aprendeu durante todo esse período em que eu estive na Repar e na Refap. A gente implementou uma série de modificações na linha de melhoria de confiabilidade, passando a refinaria de uma refinaria com um desempenho operacional bastante fraco para uma refinaria com um resultado excepcional, que se traduziu, naquele ano, em um dos melhores resultados econômicos que nós tivemos no ano de 2000.

Outro orgulho importante que eu tenho também é pelo fato de que, no estudo que foi feito, nós – a Petrobras sempre trabalha com benchmarks internacionais –, no caso do refino, trabalhamos com um benchmark muito importante, que é o da Solon. A Solon é uma consultoria internacional que, praticamente, tem a seu cargo a avaliação de cerca de 70% a 80% das refinarias do mundo que operam com ela, e esses indicadores são comparados com os nossos. Então, foi um ano em que o nosso custo de manutenção foi o menor do estudo da Solon. De cerca de 300 refinarias, a nossa refinaria de Paulínia foi a que teve o menor resultado. Isso, a priori, é muito importante, porque denota uma grande ação de gestão para melhoria de resultados. Naquele ano nós tivemos um nível de confiabilidade das instalações que foi o mais alto da história da Replan. Então, foi muito além, e, como consequência disso, houve um resultado bastante significativo na área ambiental, pois nós tivemos um trabalho, já naquela época, em 1999, de estudo de redução do consumo de água na região – o Rio Jaguaribe é que supre essa refinaria – e tivemos uma redução de 40% no consumo de água, fruto de uma gestão importante que foi realizada na refinaria, e isto nos valeu um prêmio. A Cetesb, o órgão ambiental do Estado de São Paulo, nos distinguiu com um prêmio pelo fato de termos provado e mostrado à equipe técnica da Cetesb um resultado de redução de 40% no consumo de água.

Bem, depois desse trabalho, certamente fruto desse trabalho, fui para a área internacional, onde tive a oportunidade de trabalhar por cerca de sete anos. Nessa área, na área internacional da Petrobras, eu me dediquei. Trabalhei em três países: primeiramente na Argentina, depois no Uruguai e, finalmente, nos Estados Unidos. Depois dos Estados Unidos, voltei para o Rio de Janeiro, onde, em junho de 2008, assumi a gerência executiva do refino, uma das seis gerências executivas da área de abastecimento da Petrobras. Essa gerência de refino tem uma abrangência em todo o País, porque sob sua responsabilidade estão todas as 12 refinarias do País e a planta de industrialização de xisto, em São Mateus do Sul, no Estado do Paraná, sendo que já está concretizada a entrada da RNEST para o próximo mês, novembro. Então, a amplitude desse trabalho é bastante significativa e requer uma dedicação muito intensa.

Passamos momentos muito importantes nesse período porque conseguimos – vou me antecipar –, no período de 2008 a 2014, atualmente, reduzir a importação de derivados na faixa de 390 mil barris por dia, à custa, basicamente, de melhoria de gestão das nossas instalações, conseguido com pouquíssimo investimento. Acho que este é um exemplo do qual eu me orgulho, eu e minha equipe, hoje equipe do abastecimento, mas, quando comecei no refino, gerência executiva do refino, porque conseguimos uma melhoria a custo baixíssimo e com grande resultado para o País, porque essa é a nossa preocupação.

Além disso, começamos um processo muito importante, ainda como gerente executivo de refino, de integração entre as refinarias. Qual é o objetivo? Qual foi o objetivo, que hoje está ampliado? Como Diretor de Abastecimento, eu o ampliei. É a integração entre os ativos, integração entre as refinarias próximas. Por exemplo, cito, textualmente, o caso da refinaria do Planalto, Replan, onde eu trabalhei, e a refinaria do Vale do Paraíba, Henrique Lage, em que a troca de produtos entre essas instalações industriais bastante complexas resultou em melhorias significativas de resultados para a Petrobras, com redução de importação, melhoria de custos, o que é uma função muito importante do gerente nesse momento, quando se está com o parque de refino que ainda tem importações, que vão ser minimizadas com a entrada da RNEST e do Comperj, brevemente, em 2016. De qualquer sorte, esse trabalho rendeu para a companhia um resultado bastante importante, com uma redução de em torno de 380 mil barris de derivados por dia, às custas, como falei, basicamente, de um processo de gestão e de uma forte integração entre as refinarias, o que continua hoje, comigo como Diretor de Abastecimento.

Do período de 2008 a 2012, exerci a função, então, de gerente executivo do refino, uma das seis gerências executivas da área de Abastecimento. Em 2012, fui convidado pela nossa Presidente Graça Foster para assumir a Diretoria de Abastecimento da Petrobras. Aceitei em junho, final de junho de 2012, e estou nela até hoje.

É importante ressaltar que, nesse período, buscamos incrementar fortemente a integração, buscando melhoria de resultados adicionais ao que havia sido obtido até então, fruto dessa integração, então, agora, entre os gerentes executivos sob minha coordenação. Os resultados são bastante alvissareiros, com a entrada em operação de várias plantas que melhoraram a qualidade do diesel e da gasolina que produzimos no País. Hoje, temos qualidade de produto em nível internacional: diesel com 10 ppm – na Europa são 10 ppm, nos Estados Unidos , 15 ppm, e estamos trabalhando com 10 ppm em todo o País – e gasolina com 50 ppm, o que também é outro marco importante. Toda nossa gasolina vendida no País é produzida com 50 ppm. Então, esse trabalho resultou, além, digamos, do aproveitamento das instalações, em melhoria importante de qualidade de ambiente no País, das emissões veiculares, em função da melhoria da qualidade do combustível com que suprimos o País.

Então, esse período na Diretoria de Abastecimento foi muito profícuo, está sendo muito profícuo, porque os resultados estão sendo colhidos na amplitude um pouco maior do que o eram quando eu era gerente executivo, obviamente pelo fato de eu ter sob minha responsabilidade não somente a área de refino, mas também a área comercial, a área de logística, petroquímica, que são fundamentais no sentido de agregar valor à produção nacional, o que é o nosso objetivo no nosso dia a dia de trabalho.

Era isto que queria comentar com vocês sobre a minha carreira: são 38 anos dedicados à empresa. Tenho 63 anos, 38 dos quais dedicados à companhia.

Estou à disposição, Sr. Presidente, para as perguntas que julgarem convenientes.

Obrigado pela atenção.

Segue link para o depoimento na íntegra

Esta é a versão em html do arquivo http://www19.senado.gov.br/sdleg-getter/public/getDocument?docverid=da042734-68b8-4415-8644-47925c418045;1.1.

 

URL:

 

http://webcache.googleusercontent.com/search?q=cache:RkjMwPA4qawJ:www19.senado.gov.br/sdleg-getter/public/getDocument%3Fdocverid%3Dda042734-68b8-4415-8644-47925c418045%3B1.1+&cd=9&hl=pt-BR&ct=clnk&gl=br

Seu voto: Nenhum (2 votos)

 

...spin

 

 

Ivan, veja quem é Consenza

"BRASÍLIA - O ex-diretor da Petrobras Paulo Roberto Costa e o doleiro Alberto Youssef afirmaram que o atual diretor de Abastecimento da Petrobras José Carlos Cosenza recebeu “comissões” de empreiteiras contratadas pela estatal. Cosenza substituiu Costa na diretoria e participou nesta quarta-feira, ao lado da presidente da Petrobras, Graça Foster, da conferência de divulgação de dados operacionais do terceiro trimestre de 2014. O diretor negou ter recebido comissões.

Leia mais sobre esse assunto em http://oglobo.globo.com/brasil/costa-youssef-dizem-que-atual-diretor-de-abastecimento-da-petrobras-recebeu-comissoes-14583310#ixzz3JUu7moPq"
 

Seu voto: Nenhum (2 votos)

webster franklin

imagem de Ivan de Union
Ivan de Union

"A Pem Setal trabalhou, ainda

"A Pem Setal trabalhou, ainda assim, com a Petrobras na construção de plataformas":

QUEM foi o tecnico que assinou a permissao interna que dava o ok pra essa compania continuar a trabalhar pra Petrobras?

Alguem sabe?  Pode ser importante.

Seu voto: Nenhum (1 voto)

Duque, segundo informou Paulo

Duque, segundo informou Paulo Roberto Costa, chegou à condição de diretor de Serviços da estatal em meados de 2002, por indicação do ex-ministro da Casa Civil José Dirceu (PT) - condenado no processo do mensalão."

Meados de 2002 é o mês de Julho de 2002, portanto não tinha ocorrido as eleições de Out/2002, não se sabia quais seriam os candidados que iriam disputar o segundo turno e muito menos quem seria o presidente da república e seus ministros. Como pode JD ter indicado  Duque à condição de diretor de Serviços da estatal em meados de 2002?????????????????? 

 

Seu voto: Nenhum (3 votos)

webster franklin

E eu pensava que era onunico

E eu pensava que era o único que tinha notado que o governo eleito em 2002 tomou posse em 2003.
Será que só nos sabemos desta informação confidencial?

Seu voto: Nenhum (1 voto)

Ex-diretor da Petrobras

Ex-diretor da Petrobras Renato Duque já gerenciava grandes contratos desde 2000, no governo FHC

Não sei quem indicou de fato para a diretoria de serviços o ex-diretor da Petrobras Renato Duque (preso temporariamente ontem, 14, na operação Lava Jato).

Mas notícia de 2 de janeiro de 2003, informa que ele era engenheiro de carreira desde 1978 e foi uma solução de continuidade da gestão anterior, pois ele já gerenciava contratos de sondas e serviços de perfuração, embarcações, helicópteros, serviços submarinos desde o ano 2000.

A revista Veja o chama de “petista”, mas parece improvável que o PT conseguisse emplacar alguém em uma gerência dessa importância em pleno governo FHC.

Eis o trecho da notícia publicada no Bahia Negócios:

Renato Duque – Diretor de Serviços, 47 anos. Engenheiro Elétrico formado pela Universidade Federal Fluminense, com especialização em Engenharia do Petróleo e pós-graduação MBA na UFRJ. Engenheiro de Petróleo Sênior da Petrobras, onde ingressou em 1978. Assumiu diversas funções de gerência na empresa (plataformas, unidades de exploração, perfuração, operações especiais). Entre 1995 e1999, foi Gerente de Recursos Humanos da área de Exploração e Produção, coordenando todas as unidades operacionais nesta atividade. Foi também Gerente de Engenharia e Tecnologia de Poço do E&P. Desde novembro de 2000 é Gerente de Contratos da área de Exploração e Produção, onde coordena especificação técnica, análise de mercado e contratação de sondas de perfuração, embarcações e helicópteros, além da contratação de serviços de perfuração, embarcações especiais de lançamento de linhas e serviços submarinos.

 

Seu voto: Nenhum (1 voto)

zanuja

Genial

Solução de continuidade foi ótimo. Adorei.

- Escuta aqui, Renatinho. Você vai continuar fazendo na diretoria a mesma coisa que fazia na gerência. Só que agora a propina é nossa. E tá tudo solucionado.

Seu voto: Nenhum (6 votos)

Bobinho, nada a ver, não eram petistas não, vai ai o desenho

"Solução de continuidade" é um termo usado na administração pública. Quando Lula assumiu o governo respeitou este princípio, de forma que até hoje muitos tucanos estão à frente de muitos cargos no serviço público, em especial na CEF, BB, PF e Receita Federal, Órgãos em que o PT evitou fez questão de manter seu quadro técnico, talvez com receio de ser acusado de "aparelhar" a administração pública que terminou sendo infestada por ratos tucanos e corruptos como Duque. Ou será que vc não se lembra da Lina Vieira, que ficou à frente da Receita Federal mesmo sendo tucana de carteitrinha e esposa de um ex-ministro de FHC. Pois é, vc deve se lembrar da tucana Lina Vieira, que todos os dias aparecia no JN mentindo para impedir a candidatura de Dilma. Ou será que vc não sabe que era Aécio Neves o presidente da Câmara dos Deputados quando das licitações pelas quais João Paulo Cunha foi condenado? Ou você não sabe que eram tucanos os responsáveis pela Operação Visanet cuja culpa caiu nas costa de Pizzolato. Vai o desenho da Lina Vieira

Confirmado: Marido de Lina Vieira foi Ministro de FHC Alexandre Firmino, acompanhou Lina Vieira no depoimento ao Senado

O maridão de Lina Vieira (ex-secretaria da Receita Federal), aquela que inventou uma reunião, sem data, nem hora, com a Ministra Dilma Rousseff, chama-se Alexandre Firmino de Melo Filho.

Foi Ministro da Integração Nacional do governo FHC, interino por quase um ano, no período de 20.08.1999 a 17.07.2000.


Antes de assumir como ministro, foi secretário executivo do ministério.

Alexandre Firmino é publicitário e economista. Sua agência "Dois A Publicidade" já atendeu o governo do Rio Grande do Norte (governo do PSB da base governista) e a Prefeitura de Natal (governo demo-tucano do PV, apoiado por Agripino). Também é sócio em gráfica.




Falta confirmação se trabalhou em campanhas políticas. Há boatos de que já trabalhou na campanha de um famoso senador do DEMos do Rio Grande do Norte. A confirmar.

Bons policiais sabem que para desvendar um crime que parece inexplicável, uma boa pista é a motivação.

Pois apareceu a clara motivação política para toda essa encenação.

Tudo indica que a bancada de senadores demo-tucanos conspiraram de novo, com a mãozinha de FHC e Serra por trás desse teatro todo.

Ahhhh ... Você viu essa informação biográfica do marido de Lina em algum jornal ou blog do PIG (imprensa corporativa)? Viu no Jornal Nacional ou em outro canal da TV? Não leu, nem viu.

A mídia sabia e sonegou essa informação do distinto público, participando da encenação.

E qualquer jornalista mais experiente em Brasília sabia disso. Noblat, para dar apenas um exemplo, já trabalhou como marqueteiro na campanha de José Agripino Maia, para governador do Rio Grande do Norte, nas eleições de 1990, e conhece bem os bastidores do poder no Rio Grande do Norte. 

 

Seu voto: Nenhum (4 votos)

 

...spin

 

 

DELAÇÃO

DELAÇÃO QUESTIONADA

Ex-diretor da Petrobras processa Paulo Roberto Costa por calúnia

 

14 de outubro de 2014, 14h36

Por Tadeu Rover

O ex-diretor de serviços da Petrobras Renato de Souza Duque ingressou com ação penal por crime de calúnia contra Paulo Roberto Costa, ex-diretor de abastecimento da Petrobras. De acordo com o advogado Alexandre Lopes de Oliveira, que assina a petição inicial, Costa acusou falsamente Renato Duque de cometer o crime de corrupção passiva. A ação foi protocolada no 9º Juizado Especial Criminal do Rio de Janeiro.

Em interrogatório à Justiça Federal, Paulo Roberto Costa (foto) afirmou que as grandes empresas contratadas pela Petrobras para tocar projetos de produção, gás e energia costumavam fazer um “acordo prévio” para acrescentar em seus orçamentos uma taxa para agentes políticos. Cerca de 3% dos valores dos contratos eram desviados para “ajuste político” e repassados a partidos.

De acordo com Costa, isso era conversado dentro da companhia e o ex-diretor de serviços Renato de Souza Duque era um dos que entregavam, pessoalmente, o valor recebido a João Vaccari Neto, tesoureiro do PT. Paulo Roberto Costa afirmou ainda que as diretorias e presidências da Petrobras foram sempre por indicação política, sendo Renato Duque indicado pelo ministro da Casa Civil José Dirceu.

Costa foi preso em março em meio à operação lava jato, que investiga suposto esquema de lavagem de dinheiro e evasão de divisas que seria comandado pelo doleiro Alberto Youssef. Ele assinou acordo de delação premiada com o Ministério Público Federal.

Na queixa-crime, o advogado Alexandre Lopes de Oliveira critica as afirmações de Costa. De acordo com o advogado, o delator, “pessoa confessadamente corrupta”, mentiu com base na boataria apontando empresários, políticos e ex-diretores da estatal como participantes dos atos de corrupção. “Quanto mais mentiras Paulo Roberto Costa disse, para delas tirar proveito, mais queixas criminais em que figurará no polo passivo da lide haverão de ser postas”, afirma o advogado na petição inicial.

De acordo com Alexandre Oliveira, Renato Duque (foto) nunca foi apadrinhado de ninguém, tendo sido nomeado diretor devido à sua competência e aos seus muitos anos de empresa, inclusive dirigindo várias gerências. Além disso, afirma que seu cliente jamais extorquiu empresários ou integrou sociedades empresariais para lavar dinheiro.

“Paulo Roberto atribui aos outros todos os desvios de caráter que carrega em si mesmo, como o próprio asseverou ao Juízo da 13ª Vara Federal de Curitiba, admitindo ter recebido propina de empresas privadas, ter corrompido pessoas, ter desviado valores, ter remetido dinheiro sujo para fora do país, ser parceiro de maus políticos e sócio de doleiro cuja vinda anteata fala por si”, diz o advogado.

Na ação, Alexandre Oliveira explica ainda que o crime de calúnia não está acobertado pela imunidade prevista no artigo 142, inciso I, do Código Penal. “Somente a injúria e a difamação irrogadas em juízo estão acobertadas pela imunidade. Não é disto que se cuida a hipótese. De todos os crimes contra a honra, Paulo Roberto Costa cometeu o mais grave”, afirma.

Processo do PT
Nesta segunda-feira (13/10), o presidente do Partido dos Trabalhadores, Rui Falcão, também apresentou queixa-crime contra Paulo Roberto Costa por crime de difamação, por imputar falsamente crime a terceiros e por ofender a honra do PT. O pedido foi feito ao Juizado Especial Criminal do Foro Central da Região Metropolitana de Curitiba.

Além disso, o PT apresentou requerimento ao ministro Teori Zavascki (foto), do Supremo Tribunal Federal, e ao procurador geral Rodrigo Janot, para que seja disponibilizada a íntegra do acordo de colaboração premiada e dosdepoimentos que o acompanham, “para que se possa conhecer por inteiro as acusações, esclarecer os fatos e refutar as inverdades propaladas”.

No requerimento, reitera-se que o pedido tem o sentido de “assegurar a lisura do pleito eleitoral, afetada pela divulgação irresponsável de declarações graves e levianas, porque desacompanhadas até o momento de qualquer prova que sustente minimamente suas frágeis assertivas”.

O jornal O Estado de S. Paulo disponibilizou trechos do depoimento de Costa que foram incluídos em um dos processos a que o ex-diretor responde em Curitiba. Os vídeos estão disponíveis sem sigilo.

Clique aqui para ler a petição.

 

Seu voto: Nenhum (1 voto)

zanuja

Cadê o Governo?   O que a

Cadê o Governo?

 

O que a Vara do Juiz Moro decidir.

O que o Ministério Público quiser.

O que o Supremo julgar.

Nada disso é tão importante quanto o cerco à Presidenta reeleita.

A Oposição e seus instrumentos – por exemplo, os delegados aecistas denunciados pela Conceição Lemes e a Julia Duailibi – decidiram: se tomar posse, ela não vai governar.

No dia em que a pedra não ficar sobre a pedra, ela já poderá não estar no Poder – como anuncia, todos os dias, o Ataulfo Merval.

Ou já terá cumprido o mandato.

O ciclo na Justiça e na Polícia será mais lento que o ciclo Político.

E dessa vez, a Casa Grande resolveu que não vai perder.

Que história é essa de a senzala governar ?

Onde já se viu essa esculhambação ?

Não foi para isso que fizemos a República !

Chega de Bolsa Família, Pronatec, ProUni, – isso é bolivarianismo !

Ração para bovinogente mal informada.

O Moro, a PF do , o Supremo – eles têm seus ritos e prazos.

O Golpe é outro regulamento.

Um sobe de escada e outro de elevador.

A Presidenta foi ao Grupo dos 20 na Austrália, lá onde o diabo perdeu as botas. 

Ao voltar, deu uma entrevista muito serena e sensata, quando enfiou a Lava Jato pela goela do PiG.

Mas, isso foi no Século passado.

O Golpe do Merval já subiu vários andares.

E da Vara do Moro vaza até sonho.

(Desde que não toque em tucano ou tenha privilégio de foro – muito menos uma combinação dessas duas condições excludentes. PSDB lá se chama de “alguns”)

Da PF do zé, então, vaza o que ainda não entrou.

E o Governo ?

Bom, o Governo, bem, quer dizer, a Presidenta chegou.

Amanhã ela despacha com o Mercadante às 10h00.

E mais nada.

É natural. 

Ela deve estar cansada e a meditar sobre o “Governo novo, ministros novos”.

Presidente/a da República não tem e não deve dar entrevista todo dia.

Mas, num cerco implacável, sangrento, numa fuzilaria infernal, de todos os lados, é preciso reagir.

Pelo menos para não dar a impressão de que se está morto.

Como reagir ?

Quem reagir ?

Primeiro, um Porta-Voz da Presidência da República.

No Brasil, o cargo se transformou num assessor político da Presidência, um redator cinco estrelas e num gerente da SECOM.

Nos Estados Unidos, o Porta-Voz é mais importante que o Ministro da Fazenda.

(Que, aliás, é menos importante, no Brasil, que o Ministro das Comunicações)

O Porta-Voz deveria se reunir com os jornalistas credenciados na Casa Branca, quer dizer, no Palácio do Planalto, duas vezes por dia.

No fim da manhã e no meio da tarde (para pegar os telejornais do início da noite.)

Ele dá as informações de interesse da Presidência e se submete às perguntas da imprensa.

Enfia o pé na jaca.

Tira a espada da coxa e responde aos ataques.

Ah, mas os jornalistas que cobrem o dia-a-dia do Planalto não são as estrelas do PiG, seus colonistas (do ABC ) estrelados, de muitos chapéus.

Se o Porta-Voz tiver o Poder de um Porta-Voz, que fale pela Presidenta, as estrelas passarão a gravitar em torno dele.

Ou quem ali estiver vai virar estrela.

Outro que tem que falar é o Ministro da Justiça.

Mas, no caso do Governo Dilma, é até melhor que ele não fale nada.

O segundo a falar nesse bombardeio incessante, permanente, para revidar o ataque é o Ministro da Política.

Seja ele Chefe da Casa Civil, Ministro das Relações Institucionais, ou Ministro da Justiça, como foi desde o Império até, até, até que uma das pragas do Egito se tenha abatido sobre a Pasta de Nabuco de Araújo.

O Governo Dilma não tem Ministro da Política.

Como não tem Porta-Voz.

Como não tem Ministro da Justiça.  

Como não tem Ministro das Comunicações.

Aí, o Ataulfo governa.

O Moro governa.

A PF do zé governa.

E o Governo cai.

Paulo Henrique Amorim

Seu voto: Nenhum (2 votos)

 

Combatendo a hipocrisia nacional que alimenta o fascismo.

A elite tupiniquim só pensa em dar o golpe

Se vc tiver paciência para ler alguns artigos aqui linkados e vc entenderá que a Justiça não está interessada em punir corruptos caso estes sejam aliados do PSDB, para se ter uma idéia o PSB está sendo poupado só pq rompeu com Dilma,,,que maravilha né...se vc quiser tirar uma carteirinha de ladrão imune é só se aliar aos tucanos, ai midia, MP e Jusitça não o incomodarão de jeito nenhum

http://lexometro.blogspot.com.br/

Seu voto: Nenhum (8 votos)

 

...spin

 

 

Hoje li vários artigos da série Como tirar o dos tucanos da reta

Fernando Brito sobre o "alguns".,,,quem seria o tais "alguns": O Estadão já melhor nisso

estad

"(...) Francamente, para arranjar uma manchete dizendo que a a empreiteira Queiroz Galvão “fazia doações a PT, PP, PMDB ‘e mais alguns'” não é preciso se dar ao trabalho de obter com a ajuda de “policiais isentos” cópia do depoimento de um executivo da empresa que foi preso, se não é para falar de doações ilegais ou propinas.

Basta acessar a página do TSE  e ver a quem ela doou. Para saber, inclusive, quem são os “alguns”.Além dos citados, são, em 2010: o PSDB, o então DEM, o PTB ( da coligação de José Serra), o PR, o PSB, o PC do B e até o minúsculo PHS(...)"

Saiba mais

http://tijolaco.com.br/blog/?p=23130

Seu voto: Nenhum (5 votos)

 

...spin

 

 

imagem de Marcus Augusto
Marcus Augusto

A Vaccari estará indo pro brejo??????????????????

Será que Vaccari emulará o mensaleiro, o "companheiro", Delúbio e aparecerá com vários "lexotans" na cabeça???????????????

Seu voto: Nenhum (15 votos)

fixação em contribuições para os partidos...

de repente até dentro do máximo permitido por lei

e temos presos prometendo devolver milhões e mais milhões

que estranho

é muita grana, se comparada com as doações, o que me leva a crer que teve distribuição por fora

Seu voto: Nenhum (4 votos)
imagem de rl
rl

O papel dos partidos

A mídia tem informado que os presos na operação lava-jato já se comprometeram a devolver mais de 420 milhões de reais, e algumas autoridades esperam que o valor suba a 700 milhões. Ué, como os coitados dos presos vão conseguir essa dinheirama, se o roubado da Petrobras foi destinado ao PT e partidos aliados? Ou não foi?  Se não foi, vamos fazer outra AP 470 e reviver o dominio do fato.

Seu voto: Nenhum (6 votos)

Pois é troll desocupado, a maior parte da grana tá com o PSB

Pois é troll desocupado, a maior parte da grana tá com o PSB, partido que recebeu a maior parte de doações mas que não está sendo arrolado no processo pq não faz mais parte da base do governo Dilma. Parece que você não acompanhou o julgamento do "mentirão", pois se tivesse feito isso saberia que isso é repetição da mesmo modus operandi de uma elite que só pensa em usar as Instituições para ódio, vingança e golpes contra todo e qualquer governo que se atreva a não rezar na cartilha da Casa Grande da qual você é papagaio.

Seu voto: Nenhum (4 votos)

 

...spin

 

 

exatamente...

muita coisa não confere, não bate....................................salvo como repetição da armação 470

me recuso a acreditar que um doleiro conhecidíssimo do MPF tem poder para interromper pagamentos da Petrobras por serviços prestados por algumas das empreiteiras

tem diretores alegando que foram ameaçados............................mas por um doleiro e um operador do PMDB, como?

Seu voto: Nenhum (1 voto)

recomendo que estudem PC Farias...

não lembro ao certo, era vice do Collor?

Seu voto: Nenhum (1 voto)

será que fazem esse carnaval todo...

mas apenas para esconderam a distribuição por fora com retorno aos poucos, através dos doleiros?

Seu voto: Nenhum (3 votos)
imagem de almeid
almeid

http://politica.estadao.com.b

http://politica.estadao.com.br/blogs/fausto-macedo/ex-gerente-da-petrobr...

Seu voto: Nenhum

Não se dá notícia desse

Não se dá notícia desse jeito. Ou se está com a verdade ou não se está, independente do lado.

O Duque assumiu a diretoria em 02/01/2003, junto com todos os outros diretores e o presidente Zé Eduardo Dutra.

Se assumiu no primeiro dia de janeiro, deve ter sido escolhido em 2002 após as eleições, como toda a diretoria do BB, da CEF, de Itaipu, etc

Não criem ilusões nas quais querem crer, por favor.

Quanto a empresa operar nas instências corruptas dos governos desde a década de 90, isso é o óbvio, a Odebrecht opera desde a década de 60 e as outras idem. Qual a novidade ?

O problema não é o PT ser diferente dos outros, mais ou menos corrupto, o problema é o PT ser exatamente igual aos outros.

 

Seu voto: Nenhum (8 votos)

PT igual, ah tá....

O problema não é o PT  ser um partido de santos e sim a Justiça fazer-se de cega, surda e muda a ponto de não enxergar  verdadeiramente poderosos, os corruptos de fato nesse rolo, aliás, faz de tudo para não enxergá-los, tanto que não pergunta sobre eles quando interroga os delatores,  esse seu discursinho crregado de falso moralismo e hipocrisia,  bem ao gosto do pig não me convence, vamos aos números

Seu voto: Nenhum (9 votos)

 

...spin

 

 

Faz isso não..

Não queira me tirar prá lóqui.

O PT esteve 12 anos a frente do executivo e poderia ter exposto toda a robalheira do PSDB, não o fez porque estava preocupado com a sua vez de roubar.

Você relaciona o caso SUDAN(sic). O caso SUDAM deu na cassação do Jader Barbalho. Agora olha aí que lindo o filhote de corrupto, de assassino, personagem principal do documentário Manda Bala, com Lula e Dilma há poucos dias :

Seu voto: Nenhum (8 votos)

Faz isso não....

Velho truque esse da imprensa em mostrar governos progressistas como um mar de lama. Como nos relatou recentemente o jornalista Jânio de Freitas, a  mídia fez com que o povo brasileiro espumasse de raiva contra Vargas por causa de um suposto "mar de lama", sendo que,  diante do seu suicidio, o ódio se voltou contra os meios de comunicação e sedes destes veículos que hoje repetem a história foram atacados por uma população que, diante do cadáver de Vargas,  ficou em estado de fúria e passou a atacar carros das  Globo da vida nas ruas. 

Que pelo desta vez  um processo não seja usado para velhos golpes e, pelo contrário, se paute em princípios republicanos, pois que, se isso ocorrer, os tucanos envolvidos no "petrolão" não serão excluidos da denúncia. Que MP, Justiça e mídia não os protejam, que não se fique restrito às delações premiadas, às palavras de bandidos, que se vá a campo à cata de provas contra todos os envolvidos a partir de 1997, quando o jornalista Paulo Francis fez sérias denúncias de desvios na Petrobrás. Afinal de contas pq não se pode mexer com FHC e sua turma? Será que os brasileiros trazemos no nosso  DNA essa coisa de poupar os verdadeiramente poderosos, melhor então pegar uns bagres e tudo ok, a velha lógica da cadeia s só para o PPPP. Justiça boa é justiça justa, o que implica em processos baseados em provas materiais e não apenas nas palavras de delatores, que parem de preguiça e investiguem a tudo e a todos, sem distinção, já repeti isso mil vezes

 

Saiba mais

http://www.lexometro.blogspot.com.br

Seu voto: Nenhum (2 votos)

 

...spin

 

 

imagem de Motta Araujo
Motta Araujo

O PT é mais decuidado que os

O PT é mais decuidado que os outros e desconhece certos protocolos.

Seu voto: Nenhum (8 votos)
imagem de almeid
almeid

Verificar (comprovar) esta

Verificar (comprovar) esta informação na ALERJ - CPI da P 36 - Se for, o Barusco é figura importante na Petrobrás há muito tempo...

CPI DA P-36 OUVE MAIS QUATRO PESSOAS HOJE

A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que apura as causas do acidente com a plataforma P-36 se reúne nesta segunda-feira (24/09), às 11h, na sala 311, do Palácio Tiradentes (Rua 1º de Março s/n - Centro), para mais uma acareação. Foram convidados a depor o presidente da Marítima, German Efromovich; Pedro José Barusco Filho, técnico da Petrobras que trabalhou na construção da P-36; Cristina Ferraz, secretária da área jurídica da Petrobras; e Mauro Dorricott, da Halliburton. - See more at: http://www.alerj.rj.gov.br/common/noticia_corpo.asp?num=759#sthash.77rTG6KI.dpuf

 

Seu voto: Nenhum (1 voto)

Pois é ! mas hoje a quase

Pois é ! mas hoje a quase natimorta CPMI conseguiu convocar o Duque e o Vaccari p/ prestar depoimentos. Nenhum outro "tesoureiro" foi convocado. A TV Band disse que os governistas "cochilaram", mas com o PMDB presidindo e em conluio com o PSDB, daria para se fazer algo? Se alguem do PT faltou, está tb no meio. Mas o locutor não deixou de mencionar que a oposição já está pedindo votos de 50 deputados, nº necessário para outra CPI no próximo ano. Malvados e certos de vitória ! Líquido e certo c/ a união dos 2 partidos, se tornam invenciveis, com o beneplácito do josé cardoso.

Seu voto: Nenhum (6 votos)

lenita

engraçado é que Fernando Baiano se entregou hoje...

segundo os dois delatores, era o encarregado de receber as propinas diretamente para o PMDB

Seu voto: Nenhum (5 votos)

Seguindo a risca golpista:

Seguindo a risca golpista: Dirceu indicou e pronto!!!

Alguem quer peitar?

Seu voto: Nenhum (6 votos)
imagem de Ivan de Union
Ivan de Union

JDirceu????? Isso faz sentido

JDirceu?????

Isso faz sentido pra alguem?  Que Jose Dirceu "indicaria" alguem pra um cargo tecnico totalmente fora de seu proprio ramo de conhecimento tecnico?  Lula fazia isso com juizes e olhe no que deu!

Eh mentira de Yousseff.

Seu voto: Nenhum
imagem de mario lucio de oliveira
mario lucio de oliveira

LULA ASSUMIU EM 2003 NÃO EXISTIA DIRCEU MINISTRO EM 2002

As noticias devem criteriosamente passar por filtros para não desinformar o leitor ou ouvinte/telespectador.

Uma observação; "diante da cegueira de querer empurrar tudo para o PT que cometeu o pecado de não investigar os tucanos quando assumiram o governo" coetem erros primarios como o de ignorar e não dar a difusão que merece PAULO ROBERCO COSTA. ter sido indicado pelo PP e nomeado para cargo de poder na Petrobras por FHC no ano de 1999.

mario oliveira

Seu voto: Nenhum (7 votos)
imagem de Aroeira
Aroeira

Se todos querem fazer um acordo de delação premiada...

Se todos os corruptores pedirem um acordo de delação premiada e a Justiça aceitar, no final não sobrará nenhum deles para ir preso. Ou sobrará? Eu que me cuide!

Seu voto: Nenhum (4 votos)
imagem de Motta Araujo
Motta Araujo

A maioria não optou por

A maioria não optou por delação premiada.

Seu voto: Nenhum (3 votos)

Aparelhamento é isso?

O PT "aparelha" com. tucano?

Seu voto: Nenhum (6 votos)

Eu quero saber quando é que

Eu quero saber quando é que os delatores vão entregar os ministros do STJ e do STF com os quais empreiteiras sempre tiveram relações promíscua, inclusive com anulação de operação policial por causa de "filigranas", o disfarce usado para esconder algo maior. Vamos derrubar a República, meu grito maior será quando vir o judiciário no chão para eu pisar com meus dois pés nesse poder que é o mais corrupto.

Seu voto: Nenhum (12 votos)

 "Se eu tiver que escolher entre um amigo e um oprimido, eu fico com o oprimido. Eu tenho lado e não escondo! Não sou daqueles que ficam em cima do muro para agradar lad

imagem de altamiro
altamiro

lula só tomou posse em

lula só tomou posse em 2003.

portanto, indicação de dirceu em 2002 só pode ser piada...

ou invenção...

Seu voto: Nenhum (10 votos)

Eu ia compartilhar mas o

Eu ia compartilhar mas o artigo tem erros. E caso o PT tivesse indicado, não o indicou para roubar já que o traste era funcionário de carreira.

Seu voto: Nenhum (10 votos)

zanuja

Lula só foi presidente a partir de 2003

Indicaçao de Dirceu em 2002? Quem aceitou? 

Seu voto: Nenhum (17 votos)

Em PLENO GOVERNO FHC, meados

Em PLENO GOVERNO FHC, meados de 2002, OPOSIÇÃO AO PT, vem o Zé Dirceu e nomeia um diretor da Petrobrás...

Estão jogando o lixo de tudo debaixo do tapete do PT...

O Nassif tem razão...

Preparem-se, vem golpe por ai!

Seu voto: Nenhum (11 votos)

"O que fazemos na vida, ecoa na ETERNIDADE!" (Máximus - Gladiador)

"Os dois mais importantes dias em sua vida são o dia em que você nasceu e o dia em que você descobrir o porquê... - M

Pois é. Tao certo quanto 2 + 2 sao 5...

Nem estao preocupados com plausibilidade, tao certos de ter os meios para o golpe. 

Seu voto: Nenhum (2 votos)

O José Dirceu, indicar um

O José Dirceu, indicar um diretor da Petrobrás, em plena campanha eleitoral, acirrada como foi, tenho de acreditar nisso?

Seu voto: Nenhum (14 votos)

Estão subestimando nossa

Estão subestimando nossa inteligência e capacidade de raciocínio. Em 2002 PT estava em campanha presidêncial. PSDB aceitar indicação de Dirceu? Me engana que eu gosto,. O Duque na época era FILIADO AO PSDB e depois migrou para o PMDB. Quem indicou Duque foram Henrique Alves e Eduardo Cunha.

Seu voto: Nenhum (12 votos)

zanuja

imagem de Spok da Silva
Spok da Silva

"chegou à condição de diretor

"chegou à condição de diretor de Serviços da estatal em meados de 2002, por indicação do ex-ministro da Casa Civil José Dirceu (PT)".  Pelo que sei, meados de 2002 era governo FHC ainda e Dirceu não teria como indicar ninguém para a Petrobras.

Seu voto: Nenhum (11 votos)

Mas essas informações nunca vão aparecer na

"Gazeta de Higienópolis" e afiliadas.

Quando tem algo do PSDB o texto é destruído instantaneamente. Tucano é por definição, inimputável.

Seu voto: Nenhum (12 votos)

Comentar

O conteúdo deste campo é privado e não será exibido ao público.
CAPTCHA
Esta questão é para testar se você é um visitante humano e impedir submissões automatizadas por spam.