Revista GGN

Assine

Em carta, Dirceu, Delúbio e Genoino pedem respeito à lei

Do G1

 
Carta foi mostrada à imprensa por advogado de Delúbio Soares. Segundo o defensor, texto foi escrito por Delúbio, Dirceu e Genoino.
 
Um dos advogados que defendem o ex-tesoureiro do PT Delúbio Soares, Luiz Egami, visitou seu cliente no presídio da Papuda nesta terça-feira e, ao sair do encontro, mostrou à imprensa uma carta que, segundo ele, foi escrita por Delúbio, José Genoino e José Dirceu.

A carta está assinada pelos três, mas o advogado não quis dizer de quem é a letra no bilhete.

No texto, os três petistas escrevem que querem "respeito à lei". Disseram também que não aceitam "humilhação" e preferem o "risco e a dignidade da luta".

Veja a frente e o verso da carta:

Carta escrita por presos do mensalão na Papuda (Foto: Luciana Amaral/G1)
Verso da carta escrita por Genoino, Delúbio e Dirceu na prisão (Foto: Luciana Amaral/G1)
 

Delúbio, Genoino e Dirceu estão detidos em um setor do presídio reservado para presos que cumprem pena em regime semiaberto. Na última sexta-feira (15), o presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Joaquim Barbosa, emitiu mandados de prisão para 12 réus condenados no processo do mensalão, entre eles os três petistas.

Dirceu e Genoino se entregaram à polícia ainda na sexta, em São Paulo. Delúbio se entregou no sábado, em Brasília. Os condenados presos foram transferidos para a capital federal no fim de semana e, nos primeiros dias na Papuda, ficaram em celas que não eram as do semiaberto, o que gerou protestos das defesas dos réus que foram condenados a esse tipo de regime de prisão, como é o caso dos três petistas.

Nesta segunda, após analisar as ordens de prisão emitidas pelo presidente do Supremo Tribunal Federal, a Vara de Execuções Penais do Distrito Federal determinou que aqueles que tinham direito ao semiaberto deveriam ir para o setor reservado para esse tipo de regime.

 

Média: 5 (7 votos)
5 comentários

Comentários

Espaço Colaborativo de Comentários

Opções de exibição de comentários

Escolha o modo de exibição que você preferir e clique em "Salvar configurações".

minha opinião é simples

podiam ter evitado tudo isso se fossem mais coerentes com o próprio discurso. quando largaram mão disso, em função da manutenção no poder a qualquer custo, se expuseram. e como o próprio lula disse a oposição não permirtiria o menor desvio de conduta.

mas os cabeções resolveram usar o mesmo método de corrupção que o psdb já tinha usado, é muita burrice, merece mesmo a cadeia, ou como se diz tem que dar com um gato morto na cabeça, até o gato miar.

Seu voto: Nenhum (1 voto)

Esse documento em que a perícia da PF constatou ter sido feita uma rasura, o senhor sabe quem o rasurou?

A vida é curta demais para se beber cerveja barata!!

A folha é contra a corrupção no pt, no psdb não!!!

 Frede69

Palhaçada Semiótica

"Dirceu e Genoino se entregaram à polícia ainda na sexta"

Este coisa de dizer que eles "se entragaram" a polícia é mais uma palhaçada desta impressa. Eles não estavam foragidos, foram até a PF por iniciativa própria em cumprimento a um mandato de prisão. Portanto, eles SE APRESENTARAM à polícia. Esta de que eles "SE ENTREGARAM" é uma forma sutil desta impressa ridícula dizer que eles são perigosos criminosos, foragidos que viram que era inútil resistir a prisão e portanto "SE ENTREGARAM".

Mais uma tentativa de aumentar e negativar qualquer coisa vinda de nossos presos políticos.

Seu voto: Nenhum (4 votos)
imagem de José Nunes Guerreiro
José Nunes Guerreiro

Concordo plenamente. Temos

Concordo plenamente. Temos que ampliar esssa iniciativa.

Seu voto: Nenhum (1 voto)
imagem de João Jorge
João Jorge

Comitê por um Julgamento Justo.

Está mais do que claro que o julgamento da AP 470 foi uma farsa para atingir e desconstruir o PT e suas lideranças históricas, beneficiar a oposição neoliberal quanto ao embate político, atender os interesses da mídia pela saída do trabalhismo do poder federal e catapultar a carreira política de Joaquim Barbosa, Ayres Brito e outros ministros do STF..

Entendido sob esse prisma, nada mais legítimo que cidadãos de todo o país que compõem parte da sociedade civil, indignados com a ruptura do Estado Democrático de Direito, se organizem para a defesa dos réus que foram condenados sem provas e contra provas robustas que foram escondidas e ignoradas pelo relator do processo e pelo Ministério Público Federal.

A despeito da perseguição política que essa iniciativa possa gerar, mesmo estando num país em que o poder central é assumido por um governo popular, estou disposto a aderir a qualquer iniciativa no sentido de lutar por um novo julgamento, um julgamento justo, para todos os envolvidos na ação penal 470 e pela libertação dos réus.

Para aqueles que pensam como eu, favor indicar-me como aderir a um "Comitê por um Julgamento Justo", ou então, sugerir, através de adesões, como todos juntos podemos nos organizar. 

Seu voto: Nenhum
imagem de José Nunes Guerreiro
José Nunes Guerreiro

Concordo plenamente. Temos

Concordo plenamente. Temos que ampliar e tornar realidade essa iniciativa.

 

Seu voto: Nenhum (1 voto)

Comentar

O conteúdo deste campo é privado e não será exibido ao público.
CAPTCHA
Esta questão é para testar se você é um visitante humano e impedir submissões automatizadas por spam.