Revista GGN

Assine

Entenda a prisão de Henrique Eduardo Alves e acusações que miram todos os Poderes

Grampos do celular de Léo Pinheiro indicam influência de Alves e de Cunha junto a representantes de todos os Poderes: além da Câmara, Senado e Presidência, também junto à PGR, STJ e TRF-5
 

Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/ Agência Brasil
 
Jornal GGN - O ex-presidente da Câmara dos Deputados, Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN), foi preso na manhã desta terça-feira (06), em um desdobramento da Operação Lava Jato, com as delações da Odebrecht, no âmbito da Justiça Federal do Rio Grande do Norte.
 
Também foram alvos da Polícia Federal o secretário de Turismo de Natal, Fred Queiroz, preso preventivamente, e o cunhado do ex-deputado, o publicitário Arturo Arruda, levado a prestar depoimento coercitivamente. Fred Queiroz é um dos homens de confiança de Henrique Alves, atuante nas campanhas do ex-ministro, e seu cunhado Arruda é publicitário da Art & C, agência que supostamente operava em quase todos os governos do Rio Grande do Norte.
 
Batizada de Manus, a Operação com mira no ex-ministro de Michel Temer apura as práticas dos crimes de corrupção ativa, passiva e lavagem de dinheiro. Com base nos depoimentos da Odebrecht, a acusação é de que Henrique Eduardo Alves e o ex-deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ) receberam propinas de contratos das obras da Arena das Dunas, estádio em Natal construído para a Copa do Mundo.
 
As investigações levaram a indícios de que a construção sofreu um sobrepreço de R$ 77 milhões, favorecendo duas grandes construtoras, uma delas a OAS, e mediante o pagamento de caixa dois a Alves e Cunha. A Justiça Federal do Rio Grande do Norte também pediu a prisão do ex-deputado já preso na Lava Jato em Curitiba. Ambos teriam recebido as quantias de suborno por meio de doação eleitoral oficial, entre os anos de 2012 e 2014.
 
Segundo os investigadores, mensagens do celular do ex-presidente da OAS, Léo Pinheiro, foram grampeadas, com conversas do executivo e do ex-presidente da Câmara, Eduardo Cunha, indicando a influência do ex-parlamentar em todos os Poderes: Judiciário, Executivo e Legislativo. A essa pressão exercida por Cunha e por Alves que os procuradores justificaram as prisões.
 
"As prisões preventivas estão fundamentadas no risco à ordem pública, risco de reiteração delitiva e na necessidade de resguardar a aplicação da lei penal, diante do elevado poder de influência dos dois principais investigados", afirmou o procurador da República, Rodrigo Teles, em coletiva de imprensa.
 
"Mensagens captadas, encontradas no celular de Léo Pinheiro, e trocadas entre ele e Eduardo Cunha. Áudios que mostram, inclusive, interferências no Tribunal Regional Federal da 5a. Região. Dados telefônicos mostram contatos com ministros do Superior Tribunal de Justiça (STJ), com a própria Procuradoria-Geral da República, no âmbito do Executivo com a Presidência da República, no âmbito do Legislativo, além da Câmara dos Deputados, como é natural, mostram também contatos com o Senado Federal. Então, numa situação como essa, dificilmente um processo envolvendo esse tipo de réu tenha alguma eficácia caso permaneçam soltos", completou.
 
Ao todo, foram cumpridos 33 mandados pela PF: cinco de prisão preventiva sem prazo de detenção, seis de condução coercitiva e 22 de busca e apreensão. Além do Rio Grande do Norte e Natal, a cidade de Mossoró, na região Oeste do estado, onde vive o publicitário Arturo Arruda, foi alvo da ação policial, e Curitiba, no Paraná. Em Natal, os delegados também cumpriram mandados de busca e apreensão na produtora Peron Filmes.
 
"A Operação tem como pano de fundo a troca de vantagens indevidas. Para dar a aparência de legalidade, foram montadas prestações de contas que na verdade são falsas. Há empresas inexistentes, algumas delas constituídas por laranjas, que não prestaram serviço algum a campanha dos candidatos. Na verdade, o recurso foi retirado da conta da campanha e acabou abastecendo as despesas pessoais dos investigados", descreveu o delegado da PF, Santiago Hounie.
 
"Além da obra [Arena das Dunas], há indicativos de que houve uma ação contundente para retardar a apuração de irregularidades nessa obra. E essa ação irregular retardou em anos a detecção dos desvios perpetrados", acrescentou.
 
As trocas de favores com empreiteiras
 
A Operação Manus não apenas mirou os dois ex-presidentes da Câmara dos Deputados e seus poderes de influência sobre todos os Poderes da República, como também as principais empreiteiras foram arroladas nas investigações.
 
Sobre a OAS, além dos interesses envolvendo diretamente a obra da Arena das Dunas, há indicativos de que houve uma ação contundente para retardar a apuração de irregularidades na obra, ou seja, obstrução à Justiça, segundo Rodrigo Teles. 
 
Ainda, a empreiteira de Léo Pinheiro teria se envolvido em outras "trocas de favores". Uma delas, relacionada à privatização dos aeroportos do Galeão e de Confins. O Conselho Nacional de Desestatização - CND colocava restrições à participação de empresas que já detinham concessões em outros aeroportos, além de um limite percentual de participação de empresas estrangeiras.
 
"O CND estava impondo algumas restrições à participação de empresas nesses processos seletivos, o que contrariava os interesses da OASA OAS procurou esses políticos para que esses entraves fossem superados e o Tribunal de Contas da União acabou proferindo um acórdão em que isso atendeu aos interesses da OAS", disse o procurador.
 
Outra interferência da empreiteira estava na Lei Complementar 283 de 2013, com o objetivo inicial de auxiliar na negociação da dívida de São Paulo. "Era de interesse da OAS também, e houve aí a atuação direta e imediata de Eduardo Cunha, apresentando uma emenda que satisfazia os interesses da OAS, e acabou sendo aprovado", explicou.
 
Com relação à Odebrecht, apontaram os investigadores, o motivo principal para o pagamento dos valores por meio de caixa dois era o interesse do grupo de investir na privatização de empresas. E a Carioca Engenharia, "havia uma relação antiga de pagamento de propina para o grupo de Henrique Alves e Eduardo Cunha, com objeto já de uma Ação Penal em Brasília, inclusive com o pagamento de vantagens indevidas no exterior, com contas ocultas na Suíça", acrescentou. 
 
Por fim, a Andrade Gutierrez também foi mencionada por pagamento de propina aos peemedebistas, referente a uma medida provisória, objeto de investigação ainda sob o comando do Supremo Tribunal Federal(STF), que deve ser encaminhado à Justiça Federal do Rio Grande do Norte.
 
"Era uma relação de troca de favores: eles pagavam as doações oficiais e não oficiais e obtinham esses 'favores' por parte dos parlamentares, o que caracteriza o crime de corrupção de forma bem nítida", disseram os investigadores.
 
Em números
 
"Ajudando a OAS a obter financiamentos do BNDES, ele [Henrique Alves] recebeu doações eleitorais oficiais. A OAS diretamente para a campanha dele passou R$ 650 mil, para o PMDB estadual do Rio Grande do Norte passou R$ 3 milhões só no ano de 2014. Não é só a OAS, a Odebrecht passou R$ 2 milhões. A Carioca Engenharia deu R$ 400 mil. A Andrade Gutierrez passou R$ 100 mil. Tem que ser feito um cálculo ainda, porque tem as doações eleitorais de 2012 também", disse o procurador da República, Rodrigo Teles.
 
Denúncia PGR
 
Alves já havia sido denunciado, em junho do último ano pela Procuradoria-Geral da República (PGR), já que ocupava o posto de ministro do Turismo de Temer. Na peça, o Ministério Público da Suíça teria colaborado com as investigações e apontado uma conta secreta de Alves no país, com mais de R$ 2 milhões. 
 
Também foram feitas as quebras dos sigilos fiscal, bancário e de comunicação dos envolvidos. De acordo com as novas investigações desde então, Henrique Alves teria emprestado sua conta secreta na Suíça para que Eduardo Cunha recebesse parte da propina de contratos sobrevalorizados das obras públicas. Á época, Alves disse que desconhecia como a quantia estava na conta.
 
 
Assine
 
 
Reveja a coletiva de imprensa:
 
 
 
O momento da prisão de Henrique Eduardo Alves:
 
 
 
Média: 5 (5 votos)
23 comentários

Comentários

Espaço Colaborativo de Comentários

Opções de exibição de comentários

Escolha o modo de exibição que você preferir e clique em "Salvar configurações".
imagem de João de Paiva
João de Paiva

Post que é um 'samba do crioulo doido'

Felizmente a inteligência, o senso e a massa crítica dos leitores do GGN são elevados. Como mostra Ivan de Union, há uma confusão deliberada entre o que se chama de doação eleitoral oficial, Caixa 2 e propina. Ora, se um valor é depositado e declarado como doação eleitoral oficial ele NÃO pode ser considerado propina; nem mesmo uma delação premiada obtida a fórceps, com pessoas presas, coagidas, ameaçadas e torturadas psicologicamente pode mudar esse fato.

É claro que TODA e QUALQUER empresa faz doação a campanhas de partidos e candidatos visando obter uma boa relação com os legisladores e futuros  governantes, já que empresas que realizam obras públicas têm interesses em que os governos toquem o maior número possível de grandes obras;  isso faz parte do jogo, das regras do capitalismo. Nos EUA e noutros países onde o lobbby é legalizado isso ocorre rotineiramente; como mostrou André Araújo, apenas nas cercanias de Washington DC atuam mais de 800 escritórios de lobby, tanto de empresas dos EUA como estrangeiras, que atuam nesse país.

Apenas os ingênuos, os incautos e os de má-fé não percebem o ardil da Fraude a Jato em desmantelar TODO e QUALQUER setor empresarial em que empresas de capital nacional se mostravam competitivas, tanto no Brasil como no exterior, tirando mercado das estadunidenses, européias  e asiáticas. Essa mistura e confusão deliberada - colocando no mesmo saco as doações eleitorais oficiais, as não declaradas (caixa 2) e as propinas - está em sintonia com a trama e os ditames do alto comando internacional do golpe - que fica nos EUA. Outro sórdido objetivo, o de criminalizar de forma generalizada o sistema político, também faz parte da estratégia de dominação imposta pelo alto comando.

O pagamento feito a parlamentares, para que estes apresentem PLs que atendam aos interesses das empresas - embora seja uma perversão e a compra do apoio parlamentar - também constitui prática de lobby, considerada crime no Brasil, embora noutros países, como EEUU, seja legalizada, institucionalizada. Também sou contra este tipo de lobby e defendo que continue sendo criminalizado, pois se assim não for o mandato dos parlamentares passa a pertencer às empresas que os financiam dessa forma. Ou seja: mesmo que seja legal a doação para a campanha política do candidato ou do partido, considero razoável e necessário que o parlamentar não possa obter vantagem econômica, para apresentar ou apoiar projetos de lei cujo interese não seja o dos eleitores, mas sim das empresas que lhe pagam vantagens pecuniárias.

É necessário que se faça a distinção entre o financiamento de campanhas e partidos da compra pura e simples do parlamentar por parte de empresas. As campanhas custam uma fortuna e se não houver financiamento público - e até hoje ele não foi implantado no Brasil - nenhum partido ou candidato de origem popular tem condições de competir. Mas uma vez eleito, NENHUM parlamentar pode receber qualquer tipo de benefício e NENHUMA empresa pode oferecê-los àqueles que foram eleitos. 

Aos observações que fiz em relação aos parlamentares, valem também para os cargos nos poderes executivos.

Seu voto: Nenhum (2 votos)
imagem de Ivan de Union
Ivan de Union

MAAAASSAAAAAAA de comentario,

MAAAASSAAAAAAA de comentario, Paiva!

Duas sentencas do penultimo paragrafo merecem 10.000 estrelas!!!

Seu voto: Nenhum

Quais são

os juizes corruptos do STJ ???

 

Se não aparecer nenhum nome, posso concluir que são todos.

Seu voto: Nenhum (4 votos)

Tão logo Dilma fora eleita,

Tão logo Dilma fora eleita, esse imbecil da gang do Cunha revogou o decreto da participação social, já como parte das pautas bombas em conluio com a midia, mercado e gente como Caiado. A zelite zelote que deu o golpe indo pro xilindró para que  a gang do PSDB, de confiança da Globo, assuma o poder,  eita nóis...

Seu voto: Nenhum (7 votos)

 

...spin

 

 

Interessante é que depois

Interessante é que depois daquela visita fraterna de seus pares, dizem que acompanhada à distância pelo príncipe, o Senador Aécio recolheu-se de novo e não falam mais dele.

Será que vai  sobreviver? 

Se o psdb de alguma forma herdar o trono, deve querer salvá-lo.

Afinal, o mineirinho é como qq um do time, havendo até, segundo o Nassif, casos mais pesados.

Seu voto: Nenhum (4 votos)
imagem de Ivan de Union
Ivan de Union

Nesse meio tempo, dois meses

Nesse meio tempo, dois meses atraz...

http://jornalggn.com.br/noticia/temer-sinalizou-que-teria-dilma-no-seu-c...

Seu voto: Nenhum (1 voto)
imagem de Junior 5 Estrelas
Junior 5 Estrelas

Com todo respeito que tenho

Com todo respeito que tenho pelo Blog,pelo seu editor,por Dona Lourdes,por Maria Inês,pelos cadastrados e cadastradas que aqui batem ponto,apesar das divergencias,o carinho que  tenho por Dona Vera Lucia Venturini,por Duduoutro,pelo substituto de Newton Carlos,Andre Araujo,a bravura indômita de Ivan de Union,em resistir ao doido manso do Trump,enfim,de todos,pergunto-lhes:Vocês conhecem o "EDGAR"?

Seu voto: Nenhum (2 votos)
imagem de Edemar Motta
Edemar Motta

Tenho um primo distante,

Tenho um primo distante, Edgar Ganta. Seria esse?

Seu voto: Nenhum (3 votos)
imagem de Junior 5 Estrelas
Junior 5 Estrelas

Companheiro Motta,já eu tenho

Companheiro Motta,já eu tenho um primo carnal de nome Edgar Romeu.Só que ninguém,absolutamente senhor ninguem na minha terra, conhece o infeliz pelo seu nome proprio.Agora,seja lá quem for,procurar por Xupy Lopes,todo mundo vai saber de quem se trata.

Seu voto: Nenhum
imagem de Ugo
Ugo

sei lá

Codinome júnior 5 estrelas?

Seu voto: Nenhum (1 voto)
imagem de Junior 5 Estrelas
Junior 5 Estrelas

Eu não companheiro Ugo.Se

Eu não companheiro Ugo.Se você olhar para o seu seio familiar,você encontrará alguem com tres letrinhas,igualzinho ao seu nome.Ainda não escapou hum,por que eu deixaria você escorrer pelo meus dedos.Na minha terra,não se deve mexer com quem está quieto.

Seu voto: Nenhum (1 voto)
imagem de Ugo
Ugo

sei lá

Senso de humor zero.

Senso do ridículo dez.

Seu voto: Nenhum (2 votos)

O usurpador Michel Temer

O usurpador disse que derrotaria seus inimigos como Carlos Magno da távora redonda... e será derrotado pelos amigos no xadrez.

Seu voto: Nenhum (4 votos)
imagem de ze sergio
ze sergio

henrique....

País dos 100.000 assassinatos. Que transformam em apenas uns 56 ou 60.000. A própria reporter identifica a fraude. Mortes a esclarecer não entram na estatistica. Picolé de Chuchu agradece. Diluindo tamanha tragédia por uma população gigantesca mascara seus números. Podemos ter isto na Presidência. E achamos que estamos mal?! Imagina? 30 anos de uma tal Constituição Cidadã. Enorme salto social, brada nossa esquerda, que agora é centro esquerda, que dizem até direita é. Honestos e Anticapitalistas, com certeza, afirmavam. Nada como um dia após o outro. A verdade vos libertará. (P.S. Onde estão os assassinos das chacinas em SP, nos responda, antes que derreta caro Picolé?)

Seu voto: Nenhum (7 votos)
imagem de Ivan de Union
Ivan de Union

Pela milesima vez:

LER ANTES DE COMENTAR.  ATENHA SE AO ASSUNTO DO POST SOMENTE.

Seu voto: Nenhum (5 votos)
imagem de Carlos França
Carlos França

Mais presos, mais, todo dia.

Mais presos, mais, todo dia. Desde que não seja tucano ou da família do Eduardo Cunha... se o Joesley delatou pagamentos para a "família" no período em que está preso, deve ter entregado comprovantes à PF ou PGR; a "família" não pode alegar que não sabe que esse dinheiro é propina, suborno para evitar delação.

 

Seu voto: Nenhum (3 votos)
imagem de Ivan de Union
Ivan de Union

Continua confuso!

"As investigações levaram às informações de que a construção sofreu um sobrepreço de R$ 77 milhões, favorecendo duas grandes construtoras e mediante o pagamento de caixa dois a Alves e Cunha. A Justiça Federal do Rio Grande do Norte também pediu a prisão do ex-deputado já preso na Lava Jato em Curitiba. Ambos teriam recebido as quantias de propina por meio de doação eleitoral oficial, entre os anos de 2012 e 2014":

Pera la, primeiro eh pagamento de CAIXA DOIS, depois eh PROPINAS por meio de DOACAO ELEITORAL OFICIAL!

Em outras grandes noticias, perdao a todos que estao acreditando no item.  Eu nao estou e nao tem a ver com o paragrafo acima mas com a situacao macarronica em si.  Pra piorar, nao tem conta bancaria nenhuma escondida por enquanto, o que ha de prova eh DOACAO ELEITORAL OFICIAL sendo usada como prova de lavagem de dinheiro!!!!!!!!!!!

Ja virou bagunca mesmo...  nao da pra acreditar, me contem fora da plateia desse caso.

Seu voto: Nenhum (1 voto)
imagem de Junior 5 Estrelas
Junior 5 Estrelas

Parabens pela correta

Parabens pela correta interpretação do texto.Mas permita-me que eu lhe faça uma indagação:O EDGAR está por aí?

Seu voto: Nenhum (1 voto)
imagem de Marco Albuquerque
Marco Albuquerque

Ele saiu pro almoço. Mas

Ele saiu pro almoço. Mas agora pergunto: bebeu?

Seu voto: Nenhum (1 voto)
imagem de Ivan de Union
Ivan de Union

(???)

(???)

Seu voto: Nenhum (1 voto)

Olá Ivan

É que entre as 84 perguntas que a PF enviou ao Temer ela pergunta se ele conhece umtla Edgar. 

E ninguém parece saber de quem se trata...

Seu voto: Nenhum (2 votos)

"Penso, logo existo"

imagem de Junior 5 Estrelas
Junior 5 Estrelas

Companheiro Fraga,ainda bem

Companheiro Fraga,ainda bem que você socorreu esses dois desantenados.Observe que até pontos de exclamação,por aqui, valem 5 estrelinhas.Eu ainda não testei hum minuto de silencio.

Seu voto: Nenhum
imagem de Ivan de Union
Ivan de Union

Pensando beeeeemmmm... Quem

Pensando beeeeemmmm...

Quem tem cara de mordomo nao eh o proprio Temer?

Edgar eh ele?  Eh isso?

Seu voto: Nenhum (2 votos)
imagem de Ivan de Union
Ivan de Union

O do

O do Brooklyn?

 

(kkkkkkkk...  piada historica pra mim, never mind)

Seu voto: Nenhum (1 voto)

Comentar

O conteúdo deste campo é privado e não será exibido ao público.
CAPTCHA
Esta questão é para testar se você é um visitante humano e impedir submissões automatizadas por spam.