Revista GGN

Assine

Governo Temer empurra Brasil de volta ao mapa mundial da fome

Foto: Agência Brasil
 
 
Jornal GGN - A crise econômica aumentou o desemprego no Brasil e ações deflagrados no governo Temer, sob o guarda-chuva do ajuste fiscal, empurra o País de volta ao mapa mundial da fome da ONU. Entre elas, a exclusão de pessoas do programa Bolsa Família e o corte no programa de agricultura familiar, que tem impedido centenas de milhares de pessoas de terem renda suficiente para comprar alimentos. É o que aponta reportagem publicada pelo jornal O Globo neste domingo (9). 
 
Segundo o veículo, "três anos depois de o Brasil sair do mapa mundial da fome da ONU — o que significa ter menos de 5% da população sem se alimentar o suficiente —, o velho fantasma volta a assombrar famílias" no Brasil.
 
O alerta conta em relatório que será apresentado às Nações Unidas na próxima semana, sobre o "cumprimento de um plano de ação com objetivos de desenvolvimento sustentável acordado entre os Estados-membros da ONU, a chamada Agenda 2030".
 
O Globo ouviu de Francisco Menezes, coordenador do Ibase (Instituto Brasileiro de Análises Soicias e Econômicas) e consultor do ActionAid, que "o país atingiu um índice de pleno emprego, na primeira metade desta década, mesmo os que estavam em situação de pobreza passaram a dispor de empregos formais ou informais, o que melhorou a capacidade de acesso aos alimentos".
 
Mas a mudança na base de dados do Bolsa Família com o intuito de esvaziar o programa, realizada no final do ano passado, além da "redução do valor investido no Programa de Aquisição de Alimentos da Agricultura Familiar (PAA), que compra do pequeno agricultor e distribui a hospitais, escolas públicas e presídios, são uma vergonha para um país que trilhava avanços que o colocava como referência em todo o mundo".
 
O jornal lembrou que, ano passado, Temer promoveu um "pente-fino" no Bolsa Família com a desculpa de que o programa estava cheio de beneficiários que adulteravam os dados para continuar recebendo a ajuda de custo do governo sem ter necessidade. Com esse valor "economizado", Temer pretendia fazer um reajuste no programa.
 
Porém, segundo O Globo, o pente-fino do governo só mostrou que a pobreza no Brasil avança a passos largos, em meio a crise econômica.
 
"O resultado [do pente-fino], porém, foi a confirmação de um fenômeno de empobrecimento. Ao cruzar bases de dados, a fiscalização encontrou mais de 1,5 milhão de famílias que tinham renda menor que a declarada — haviam perdido o emprego, mas não atualizaram o cadastro — e, por isso, teriam direito a benefícios maiores do que recebiam. Isso corresponde a 46% dos 2,2 milhões de famílias que caíram na malha fina por inconsistência nos dados. E o prometido reajuste no benefício, que seria de 4,6%, foi suspenso no fim do mês passado pelo governo, por falta de recursos."
 
No Facebook, a assessoria de Lula comentou a reportagem. "O Brasil estava no caminho da inclusão social e da redução da fome e da miséria, com programas sociais que são referência em todo mundo. Com a sabotagem promovida pelos golpistas e o golpe, o Brasil saiu desse caminho."
Média: 4.1 (7 votos)
9 comentários

Comentários

Espaço Colaborativo de Comentários

Opções de exibição de comentários

Escolha o modo de exibição que você preferir e clique em "Salvar configurações".
imagem de Omar da Silva
Omar da Silva

A Globo sempre chefiou os

A Globo sempre chefiou os grupos de mídia na companha contra as políticas do PT a favor da destribuição de renda. Defende o golpe hoje e sempre. Espera o quê com uma reportagem dessas?

Não faz nenhuma referência ao partido que chefiava o governo e reuniu ou criou programas para tirar o Brasil do secular atraso?

Imoral.

Seu voto: Nenhum
imagem de Serjão
Serjão

O agradecimento a todos, do fundo da alma

rede esgoto e famiglia marinho, veja, band, record, sbt, m a villa e a todos da jovem pan, lobão, mainard, aecio, roberto freire, cristovam buarque, reinaldo azevedo, boechat, datena, miriam leitão, bolsonaro, paulinho da força, cunha e a toda companheirada anonima e abnegada do congresso, romário, dallagnol, moro, skaf, gilmar mendes, marta, estadão, folha, cataguri, roger, waack, bonner, mi$hell, huck, fagner, capital inicial, carmen lúcia, joice hasselmann, casoy, fhc, moreira franco, zezé camargo, fafá, serra, perrelas, olavo carvalho, marina, hélio bicudo, agripinos, aloysio nunes, renan, teori, rosa weber, steinbruch, alvaro dias, ana amelia, tasso, ronaldo fenomeno, jader barbalho, eunício, collor, anastasia, brazucas globounius, alckmin, marcelo madureira, regina duarte, suzana vieira, sheherazade, marcelo serrado, humberto martins, ary fontoura, gentili, juliana paes, paulo ricardo, wandelei silva, wanessa camargo, evandro mesquita, luana piovani, rodrigo constantino, augusto nunes, Jabor, catanhede, merval, noblat, antonio carlos pereira, camarote, pontual, roberta miranda, otávio mesquita, ellen jabour, malvino salvador, lewandowski, tóffoli, Barroso, fux, delcídio, rosa weber, fábio porchat, vital farias.............................................................................

 

Seu voto: Nenhum

A volta ao Mapa da Fome era que o golpismo queria

Queria e conseguiu.

Porque o golpe não seria bem-sucedido se não contasse com uma certa classe média que, incomodada por não ter mais seus escravos, ops, empregados domésticos e tendo que dividir "seus" espaços "exclusivos" com a classe popular que ascendeu, gritou "quero meu país de volta", sendo que seu país incluía a escravidão, ops, o emprego doméstico e as classes populares de volta ao seu lugar, seja em posicionamento social, seja em posicionamento de consumo.

Então era necessário que a política social do pós-golpe fizesse o que foi feito: devolver o Brasil ao Mapa da Fome. Trazer a miséria extrema de volta.

E, olha só, de bônus a volta ao Mapa da Fome:

- Devolve o espaço às "senhoras da sociedade" fazer proselitismo travestido de "ação social" e "caridade". Quem sabe Marcela Temer ou a mulher do Rodrigo Maia tem "pena desses pobres" e ressucita a boa e velha LBA?

- Devolve a vitalidade às seitas da Teoria da Prosperidade (porque será que a Igreja Universal do Reino de Deus e sua emissora de televisão estão fechadíssimas com Temer?)

Seu voto: Nenhum

Stefan Zweig disse que o Brasil é o país do futuro.

Já a elite brasileira quer que o Brasil seja o país do passado.

E o Brasil vai se transformando no país do futuro do pretérito.

Era uma vez.......

Era uma vez uma classe média fútil, narcísica, que não precisava do Estado pra nada.... Reclamar de tudo, principalmente dos "pobres que ela sustentava", era um dos hobbies dessa gente. Um dia, o país, que tivera mudanças sociais magníficas pelas mãos de um ex-operário, respeitado em todo o mundo por sua obra grandiosa e única, atravessa uma crise normal, passível de ajustes, nas mãos de sua sucessora. Mas um candidato derrotado, uma rede de televisão e um juiz aproveitam a brecha aberta.... Convulsionam o país, pessoas até então razoavelmente normais, tornam-se histéricas, agressivas, fanáticas, semelhantes aos religiosos fundamentalistas.

Elegem o ex-operário e sua sucessora como os bandidos do país, o "satanás de suas almas perturbadas", passam a ofender nas ruas autoridades e artistas simpatizantes ao partido de ambos, têm sede de sangue os membros do rebanho...... Os verdadeiros donos do país, os grandes banqueiros, industriais, barões da mídia, associados aos membros do Judiciário, sentem o momento, a oportunidade do golpe, da retomada do poder e o desmonte de tudo o que realizara o ex-operário.....

Com seus corações insensíveis, suas mentes bloqueadas, petrificadas, doentes pelo nojo e o fanatismo, os membros do rebanho não se importam com a fome, a miséria, o desemprego, seu narcisismo lhes diz que não serão afetados, são naturalmente superiores, afinal. Quem são nordestinos, favelados, pobres vendidos por uma tal de bolsa esmola, para decidir pelo voto quem governaria o país deles, a classe social superior, a turma que produz e sustenta o país, que é afinal deles, só deles?

Há gritos nas varandas, muito júbilo nas ruas, nos risos, nas redes sociais, quando um elemento conhecido como "Cunha", lidera o ato final, e é decretado o afastamento da eleita pelo povo, a quem eles gostam de jocosamente chamar de "a anta", ou "a vaca...."

Estranhamente, há silêncios nas varandas, nas ruas, pouquíssimas manifestações da turba nas redes sociais...... É como se o mundo tivesse acabado em paz com o novo governo, não se importam se entrega tesouros super bilionários, como o pré-sal, perdão de dívidas dos grandes bancos, verbas polpudas para a grande mídia, a entrega dos ativos nossos às teles, bagatela de cem bilhões de reais.....

Não se incomodam com os 14 milhões de desempregados, o caos, os vexames internacionais, as perversões na Justiça, a destruição de toda a cadeia de petróleo e da construção civil pesada, as empresas sendo humilhadas e processadas mundo afora, uma destruição jamais ocorrida antes em qualquer país do mundo......

Estão distraídos, acompanham a novela ao estilo mexicana, chamada "a operação lava jato", com Rodrigo Janot, Sérgio Moro, Gilmar Mendes, nos papéis principais, horário variado, na rede Globo de televisão...... Apesar do cansaço, pois uma coisa chamada prova não aparece, esperam ansiosos o dia da prisão pelo herói justiceiro Moro, do ex-operário, o chefe da quadrilha, gostam de chamá-lo de "Molusco".....

Eu nem escreveria sobre eles, nem faria esse texto na verdade, não fosse esse "detalhe", a FOME........ A ONU, a mesma ONU, que nos aplaudia, celebrava, dava como exemplo ao mundo, pelos dois governos do ex-operário, nos diz que voltamos ao mapa da fome.......

É provável, não que eu queira julgar esses brasileiros de nossa elite e classe média, que eles sigam como são, distraídos, indiferentes..... Talvez, alguns digam num tom algo irritado: "essa porra de conversa de fome, de novo? Vão trabalhar vagabundos..... Ninguém me deu nada! Cheguei onde cheguei por meus méritos, minha luta.... Tô cansado de sustentar vagabundo que depois vota em petralha......"

Seu voto: Nenhum
imagem de Sandra Nunes
Sandra Nunes

Seu comentário brilhante!!

Parabéns pelo texto!! Não resisti, vou compartilhar... Abraços

Seu voto: Nenhum
imagem de Serjão
Serjão

Brilhante

As FFAA do Brasil nos salvará e nos redimirá a todos!

o papel que cabe ao EB

O Que Querem Fazer do Exército - por Nilson Lage

No Tijolaço

gendar

O império global destina ao Exército Brasileiro o papel de uma grande corporação de meganhas – e isto já está acontecendo.

The Economist, porta-voz do poder do dinheiro noticia a transformação em curso:

“À falta de vizinhos belicosos, rebeliões armadas ou de muito apetite para projetar seu poder além-fronteiras, o Ministro da Defesa, Raul Jungmann, reconhece que as forças armadas do país “não têm atributos militares clássicos.”

E prossegue:

“Com 334 mil soldados a sua disposição, o governo tem que achar o que fazer com eles.(…) Para o grosso das forças, tem adotado(..) o que Alfredo Valadão, da Sciences Po, uma universidade de Paris, chama de ‘uma mentalidade policial-militar (‘confabulary’)’ – cobrindo os vazios deixados pelas corporações de segurança doméstica”.

Preparação para isso já está em curso:

“Em um centro de treinamento em Campinas, perto de São Paulo, soldados são expostos a gás asfixiante e bombas de efeito moral para que sintam o efeito de tais armas antes de atirá-las em civis”

É certo que há resistências, que vão do temor de desgaste do prestígio das Forças Armadas à suposição de que sua presença em missões internas esvazie a autoridade civil:

“O Exército em si aspira a um papel muito diferente. O rascunho da próxima revisão oficial da doutrina é escassa em’ameaças específicas – o termo ‘ameaças’ (threats‘) aparece com a frequência de um décimo do que ocorre em análise inglesa similar de 2015 – mas alonga-se em ‘capacitações’ desejáveis. Principalmente, coloca, o Brasil deve proteger suas riquezas naturais”

A matéria alega que é uma hipótese remota “salvo [se} a mudança climática leve potências estrangeiras desesperadas a serem seduzidas pela exuberante natureza brasileira”.

The Economist não escreve, mas está implícito que, como o Brasil está ofertando atualmente todo o estoque de sua “exuberante natureza” aos que se dispõem livremente a explorá-la, não haverá muito sentido em defendê-la.

O antetítulo da matéria é antológico: “Procuram-se inimigos“.

http://www.tijolaco.com.br/blog/o-que-querem-fazer-do-exercito-por-nilson-lage/

Seu voto: Nenhum
imagem de ze sergio
ze sergio

governo....

É inaceitável. Diminuir a assistência às populações carentes numa realidade nacional como vivemos, não é uma vergonha. É um crime. E deveria ser tratado como tal. Precisamos de políticas assistenciais ainda por alguns anos, mas principalmente um Estado que funcione competentemente em todos municípios. É criminoso que neste Brasil de 2017, Assistência Pré-Natal, Planejamento Familiar, Creches, Pré Escola, Alfabetização, Assitência médica e odontológica a gestantes e 1.a infância e cursos profissionalizantes não sejam regra em todos municiípios brasileiros. Não existe uma única explicação ou desculpa para que isto não ocorra. Qualquer atitude politica para a obstrução ou impedimento destes serviços deveria ser tratado como crime.   

Seu voto: Nenhum
imagem de Antonio C.
Antonio C.

Comentário.

É a realização da classe média golpista. Seu papel agora é ficar miudinha e torcer para que se realize o desejo oculto de cada um de seus membros, sofrer um assalto ou furto e desejar a morte na vala de miseráveis. E esconder bem escondidinho a responsabilidade.

E o quotidiano nos recheia de pérolas vindas dos tipos mais rudimentares.

O MIlton Neves, aquele apresentador que faz mais publicidade do que outra coisa, desceu a lenha no Bolsa-Família na última semana, no Terceiro Tempo, após o jogo do Palmeiras (não sou palmeirense, aliás, isso não importa).

Claro, não são todos os seus ouvintes que compram os produtos que ele anuncia.

 

Seu voto: Nenhum (1 voto)

Não só o temer...

Mas juízes e suas sentenças estapafúrdias, o legislativo mais corrupto da história, o jornalismo da grande mídia provocam a fome, a miséria e levam pessoas a violência quer seja pela fome, falta de condições!

Pessoas morreram e morrerão por este motivo...

Se houvesse um poder que entendesse isso, teriam que punir o setor financeiro que é o pai do golpe!

Temos que apontar o dedo para os responsáveis para que eles saibam que o vinho mais caro que bebem vai custar fome de outro!

Isso não é trivial!

Seu voto: Nenhum (2 votos)

"O que fazemos na vida, ecoa na ETERNIDADE!" (Máximus - Gladiador)

"Os dois mais importantes dias em sua vida são o dia em que você nasceu e o dia em que você descobrir o porquê... - M

O golpe fracassou, mas a conta a pager dos golpista aumenta

O golpe faliu.

Mas também o que eles golpistas tinham no bolso era um pivete como o temer, não podia dar coisa diferente.

Mas a destruição de todas as facetas do país, do moral ao econômico, passando por uma constituição rasgada, deixa uma dívida aos golpistas que é imensa e impagável.

Agora acrescida com a volta do país à lista da fome. Atingimos um inimaginável fundo do fundo do poço por covardia dos que deviam nos proteger da ilegalidade total  e de bandidos. Depois do golpe o caos e em seguida o desastre presente. Desastre dentro do desastre.

E ainda têm medo do LULA. Idiotas. Ele é a única possibilidade da sobrevivência deles. É a unica possibilidade de o país ressurgir o país e tentar atenuar, se for possível, o absurdo desastre que causaram.

Anulem o golpe, senhores. É urgente e imprescindível.

 

Seu voto: Nenhum (1 voto)

Quem não desconfia de si próprio não merece a confiança dos outros (ditado árabe)

Comentar

O conteúdo deste campo é privado e não será exibido ao público.
CAPTCHA
Esta questão é para testar se você é um visitante humano e impedir submissões automatizadas por spam.