Revista GGN

Assine
Armando Rodrigues Coelho Neto
ARMANDO COELHO

Injustiça dos delegados da PF contra Dilma – 3, por Armando Coelho Neto

 

Injustiça dos delegados da PF contra Dilma – Parte 3

por Armando Rodrigues Coelho Neto

Não fosse o propósito de aparar arestas, “Traição dos delegados da PF contra Dilma” seria um título muito mais honesto... Eis como encerramos a Parte 2 desta breve série, na qual temos mostrado as leis sancionadas na gestão da presidenta Dilma Rousseff (Fora Temer!) e não reconhecida pelos delegados da instituição. Entre 2011 e 2014, ela aprovou 13 normas para o fortalecimento da Polícia Federal, entre elas, a autorização de concurso em 2011, para o ingresso de 1.200 novos policiais, 150 dos quais delegados.

Nessa terceira fase, cumpre registrar o advento da Lei 12.855/2013, que institui “a gratificação de fronteiras”, ou seja, bonificou e ou incentivou algumas categorias, entre elas, agentes, escrivães, papiloscopistas, peritos e delegados da Polícia Federal a irem trabalhar nas unidades fronteiriças.

Logo no primeiro artigo, lista outros beneficiados igualmente ingratos: Polícia Rodoviária Federal, Receita Federal do Brasil, Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento e do Ministério do Trabalho e Emprego, que atuem em “localidades estratégicas, vinculadas a prevenção, controle, fiscalização e repressão dos delitos transfronteiriços”.

Especificamente para a PF, Dilma sancionou o Decreto 8326/2014, que criou o “gatilho de concurso”. Atingido um contingente X de vagas, a abertura de  concurso é obrigatória. Já a esperada reforma do Estatuto dos Estrangeiros veio com a Lei 12.878/2013, que altera a Lei 6.815/80 (estabelece nova disciplina à prisão cautelar para fins de extradição).

Mais poder e prestígio para os ingratos delegados vêm na Lei 12.961/2014 (Drogas Apreendidas). No Art. 32, determina que “As plantações ilícitas serão imediatamente destruídas pelo delegado de polícia na forma do art. 50-A, que recolherá quantidade suficiente para exame pericial, de tudo, lavrando auto de levantamento das condições encontradas, com a delimitação do local, asseguradas as medidas necessárias para a preservação da prova”.

Mas, uma das maiores ingratidões contra a presidenta Dilma Rousseff está na Lei Complementar 144, de 14 de maio de 2014. Nessa, mais especificamente, a ingratidão parte do sexo feminino. Sim, da mulher policial, que teve o seu tempo de aposentadoria reduzido em cinco anos. Na mesma lei, ficou garantida a aposentadoria voluntária, com salário integral, independentemente da idade, após 30 (trinta) anos de contribuição, desde que conte, pelo menos, com 20 (vinte) anos de exercício em cargo de natureza estritamente policial, se homem; e, após 25 (vinte e cinco) anos de contribuição, desde que conte, pelo menos, 15 (quinze) anos de exercício em cargo de natureza estritamente policial, se mulher.

Dilma contemplou outro velho anseio dos “garotos mimados” em outubro de 2014, quando aprovou a Medida Provisória 657/2014, num ato que torna  privativo dos delegados o comando geral da PF. E, em dezembro daquele mesmo ano, a providência foi convertida na Lei 13.047/14. A chefe de Estado cujo rosto fora objeto de tiro ao alvo, fechou a porteira do “qualquer um pode”, até mesmo políticos. Afinal, até um delegado da Polícia Civil (Romeu Tuma) chefiou a PF e, durante muito tempo, o cargo era controlado pelo Exército. A propósito, as forças golpistas reacionárias distorceram completamente essa importante medida. De nada valeu nossa esclarecedora palestra na Grande Loja Maçônica de São Paulo.

Tratam-se de normas que, de uma forma ou de outra, direta ou indiretamente, contaram com forte atuação da Associação Nacional dos Delegados de Polícia Federal e da Federação Nacional dos Delegados da Polícia Federal. Propositivas, idealizaram, sugeriram, redigiram e foram persuasivas, azucrinando parlamentares nas aprovações. Também delas o reconhecimento foi zero.

Claro que não dão e nem darão o braço a torcer. Mas, nesse pós-golpe, os Policiais Federais já ensaiam protestos para fevereiro deste ano, contra a reforma da previdência, que está sendo imposta pelo governo golpista. Muitos deles que diziam, “qualquer coisa menos Dilma, Lula ou PT”, terão agora de assistir a seus representantes de classe numa renhida batalha contra a faixa presidencial no pescoço de “qualquer coisa”.

Deixa-se, pois, a critério do leitor, a escolha do título. Injustiça ou traição, a Polícia Federal entrou irreversivelmente para o lamaçal da história dos golpes. Fim?

 

 

Média: 4.7 (12 votos)
12 comentários

Comentários

Espaço Colaborativo de Comentários

Opções de exibição de comentários

Escolha o modo de exibição que você preferir e clique em "Salvar configurações".
imagem de Carlos Elísio
Carlos Elísio

Bom, minha dúvida reside no seguinte:

Se estes benefícios não foram suficientes para que estes cidadãos assumissem a importante condição de mantenedores da lei e do direito, mantendo-se equidistantes de partidos políticos ou de quaisquer outras relações não condizentes com suas posições, gostaria de saber quais foram então suas motivações para se aproximar de um partido, psdb, com vários membros comprovadamente corruptos, além de tentar fundar no pr uma republiqueta tupiniquim, logo neste estado onde escandalos como máfia das falencias, banestados, alem de facilitação de contrabando por algumas autoridades policiais, que hoje são festejadas por coxinhas.

 

 

Seu voto: Nenhum
imagem de Maura Bezerra Vilar
Maura Bezerra Vilar

INJUSTIÇA E TRAIÇÃO!Tudo

INJUSTIÇA E TRAIÇÃO, tudo junto e misturado, pois perdi a confiança na FDP dessa INSTITUIÇÃO....
TEM QUE FAZER UMA limpeza séria, tirando todos esses que surgiram com o CORRUPTO GOLPISTA FHC!

Seu voto: Nenhum (1 voto)
imagem de jossimar
jossimar

Bem feito para a Dilma e

Bem feito para a Dilma e também para os delegados.

Temer, NÃO os deixe de fora da reforma da previdência. Que se danem.

Seu voto: Nenhum (2 votos)
imagem de maria rodrigues
maria rodrigues

Foi a partir da Lei 657/2014

Foi a partir da Lei 657/2014 que a PF passou a ter ódio de Dilma. Os agentes não gostaram do ato que deu aos Delegados o comando geral da Instituição. Fiquei sabendo disso através do marido de uma sobrinha, que é agente na área de Química do MS. Sempre o vi destilando muito ódio a Dilma, que se acirrou depois dessa medida. A PF chora de bariga cheia, porque é uma corporação ultra bem-paga, com muitos salários indiretos, e vida mansa. 

Seu voto: Nenhum (1 voto)
imagem de Crazy Horse
Crazy Horse

Coxinhas concurseiros tomaram as instituições

PF, MPF, Judiciário entre outros estão tomados por coxinhas concurseiros  e deu no que deu, nós da esquerda não nós preocupamos com esse cargos, gostamos de ficar aqui em Floripa na beira do mar fumando maconha e vendendo artesanato.

Acho que vamos ter que esperar uma nova geração nessas instituiçoes para podermos fazer algo.

Seu voto: Nenhum (3 votos)
imagem de Ines
Ines

Essa é uma excelente matéria.

Essa é uma excelente matéria. Escrita por delegado aposentado da PF que tem conhecimento de causa sobre o que argumenta. Deduzo que toda melhoria criada por Dilma para a PF foi ignorada por um grande grupo que se tornou uma máfia política de grandes proporções. Foi de fato uma grande traição e que será revertida contra eles próprios.

Seu voto: Nenhum (3 votos)
imagem de Maura Bezerra Vilar
Maura Bezerra Vilar

Concordo INÊS!

Pois é INÊS o ARMANDO RODRIGUES COELHO NETO é acho mais pessoa de muito conhecimento dá causa....

Seu voto: Nenhum (1 voto)
imagem de Andre Pereira
Andre Pereira

Eu quero ver, quando entrar

Eu quero ver, quando entrar um modelo tipo Trump, e criar uma policia Nacional.

Seu voto: Nenhum (1 voto)
imagem de CBarros
CBarros

PF defendam o povo e não partidos políticos

A PF como a socieadade civil também está dividada em várias matizes. A PF de SP a PF do PR a PF do RS  do RJ e vai por ai afora cada uma delas tem em comum o ódio ao PT a Dilma e Lula. Como a sociedade civil, a PF também é manipulada pela mídia e diria de uma forte até mais acentuada, uma vez que suas ações são alardeadas cinematograficamente. Porém, cairão no futuro na real do mal que estão fazendo às suas próprias famílias e ao país. A PF deveria se orgulhar do valor da instituição, de quanto milhões de brasileiros gostariam de poder ser um dos seus sevidores para servirem ao país e não ficarem tomando posições partidarias.

Seu voto: Nenhum (3 votos)
imagem de CarlosH
CarlosH

Seu artigo merece 2 estrelas

Se a esquerda fechar com eles ou com os vulgos coxinhas, a esquerda morre politicmante. Porque é uma contração, dizer que não se pode aliar com os politicos e partidos que votaram a facor, mas tudo bem com quem bateu panela????

Nãao vejo direfença nenhuma entre uns e outros. Esse papinho de que foram massa de manobra e manipulados já tá enchendo o saco. Senso de realidade zero. E sinto muito, não quero ser defendidno por uma instituição como ela.

Seu voto: Nenhum (2 votos)
imagem de JSFMarcelo
JSFMarcelo

Eu diria que é injustiça, já

Eu diria que é injustiça, já que para os membros da PF o fortalecimento da instituição se deve a eles mesmos, vão dizer que lutaram para aprovação das leis e que se dependessem da ex-presidenta não teriam conseguido nada.

Seu voto: Nenhum (5 votos)
imagem de carlos alberto rodrigues de carvalho filho
carlos alberto rodrigues de carvalho filho

A PF a serviço do golpe

 A PF praticamente não existia antes do Lula, eram 06 operaçoes grandes por ano na epoca do FHC, a guarda municipal de Paulinia talvez fosse mais atuante.Quando entrou o PT aparelhou-se a PF para combater a corrupção, contratou-se agentes , aparelhou a inteligencia e estrutura,um exemplo de policia atuante, atuante de acordo com certos interesses, é parcial, seus agentes são subordinados, tanto que quando Lula foi conduzido coecirtivamente os agentes constrangidos diziam cumprir ordens, o problema são os diretores parciais, parciais porque não tocam nos incorruptiveis tucanos.

Seu voto: Nenhum (6 votos)
imagem de Carlos_Henrique
Carlos_Henrique

Injustiça

Injustiça, pois traição traz implícito que havia uma aliança, o que podemos afirmar agora com segurança que nunca houve.

Seu voto: Nenhum (12 votos)

Comentar

O conteúdo deste campo é privado e não será exibido ao público.
CAPTCHA
Esta questão é para testar se você é um visitante humano e impedir submissões automatizadas por spam.