Revista GGN

Assine

Joaquim mostrou a realidade de um país sem códigos e sem leis, por Motta Araujo

Quando no julgamento dos Embargos Infringentes a tese de formação de quadrilha caiu e José Dirceu foi beneficiado disse em comentario aqui que na pratica pouco iria acontecer a favor do Zé. O Ministro Barbosa é dono desse processo para todo o sempre, os presos são dele, prisioneiros do Monarca, como na França de Luis XIV, não importa o que digam os outros Ministros. Estamos assistindo aqui no Pais uma completa SUBVERSÃO da justiça.

Não há mais regras, códigos, as leis não são respeitadas, o processo penal é o que juiz quiser. Diante de um Congresso emasculado, entregue ao rodapé da politica, exclusivamente cargos e verbas, o Judiciário faz o que quer, especialmente após a consagração do poder desse Ministro déspota que todos temem, dentro do DNA de passividade que cada vez mais se aprofunda na alma brasileira. Pode-se fazer qualquer coisa no Brasil de hoje, ninguém reage. Redes sociais são uma ficção, não produzem efeitos práticos. Quando pensamos em episódios de heroismo domo "os dezoito do Forte de Copacabana", a revolução de 1924 em São Paulo, a Coluna Prestes, a revolução Constitucionalista de 32, o suicídio de Getúlio, vemos que a alma brasileira foi corroida, acovardada, ninguem enfrenta nada. todos só pensam no seu contracheque, no emprego da cunhada, nas ferias em Miami, pode-se cometer qualquer injustiça que o brasileiro não se mexe.

No caso do Zé Dirceu, encerrado o processo penal no STF, o papel dos julgadores TERMINOU.   Pelas leis brasileiras a execução da pena tem outro juiz natural, o Juiz das Execuções Penais do Tribunal  que rege o cumprimento das penas,  o Tribunal de Justiça do Distrito Federal, que é autonomo, é outro Tribunal. Caberia esse Tribunal e ao juiz designado como UNICA autoridade judiciaria no processo AUTONOMO de execução da pena decidir sobre esta execução, sozinho, dentro de sua autoridade legal, não precisa pedir a benção de outro juiz e nem permissão para despachar.

Por um conjunto de atos de subversão da justiça , é o STF e exclusivamente na pessoa do Ministro relator que pilota a execução da pena, o Juiz natural da execução penal, ABDICOU de sua função. A subversão das leis é COMPLETA.

Não se vê qualquer reação da AGU, da PGR, da OAB, dos proprios demais Ministros do STF, do pleno do Tribunal de Justiça do Distrito Federal. Todos tem medo do "home". O Ministro Relator poderia sem maiores problemas, despachando de casa, baixar um ato de próprio punho e assumir a Presidência da Republica. Ninguém vai reagir.

 

Média: 4.6 (36 votos)
70 comentários

Comentários

Espaço Colaborativo de Comentários

Opções de exibição de comentários

Escolha o modo de exibição que você preferir e clique em "Salvar configurações".

                 C A L O T

                 C A L O T E   J U D I C I A L

AO RESPONDER À PESQUISA DE SATISFAÇÃO DO USUÁRIO DA JUSTIÇA NO BRASIL, É IMPERIOSO TORNAR PÚBLICO O FATO QUE SE SEGUE; PORQUE DEUS SABE QUE ENQUANTO HOUVER INJUSTIÇA ENTRE OS HOMENS, NÃO HAVERÁ PAZ NA TERRA:

Saiba todo o Povo Desperto que as  principais Autoridades que se assenhorearam do poder da justiça, como titulares do STF e do CNJ, além da própria Presidência da Republica; já têm conhecimento  formal do caso, e se mantém indiferentes ante a consumação de mais uma injustiça: Depois de ter sido julgado favoravelmente em última Instância, pela 3ª. Região do STF; o Processo no. 88026001-2 de 1988, foi sumariamente sepultado vivo pela 14ª. vara da justiça federal em São  Paulo/SP, por falta de IRRESIGNAÇÃO; constituindo-se em prova formal e inconteste de um vergonhoso calote judicial, perpetrado por pura maldade contra um jornaleiro-Pai de família, sacrificando particularmente órfãos e viúva que dependerão da respectiva aposentadoria para sobrevivência; corroborando o injusto e desumano estado de direito que tem imperado nessa babilônia brasileira.

(GL.4.30) – Contudo, que diz a Escritura? (SL.68.5) –  Pai dos órfãos e juiz das viúvas é Deus em sua santa morada;  (PV.21.23) – porque o Senhor defenderá a causa deles e tirará a vida aos que os despojam:(SL.33.14) Do lugar da sua  morada, observa todos os moradores da terra: (1CR.16.14) – Ele é o Senhor nosso Deus; (RM.2.6) – que retribuirá a cada um segundo o seu procedimento: (DT.27.19) – Maldito é aquele que perverter o direito do estrangeiro, do órfão e da viúva: (EC.34.26) – Quem tira a um Homem o pão que ele ganhou com o seu amor, é como o que mata seu o  próximo: (HB.10-30) – Ora, nós conhecemos Aquele que disse: A mim pertence a vingança, eu retribuirei; (LS.1.15) – porque a justiça é perpetua e imortal: (JB.15.25) – Isto, porém, é para que se cumpra a palavra escrita na sua lei; (JR.4.27) - pois assim diz o Senhor: (ML.3.5) - Chegar-me-ei a vós outros para juízo; serei testemunha veloz contra os feiticeiros, contra os adúlteros. contra os que juram falsamente, e contra os que defraudam o salário do jornaleiro, e oprimem a viúva e o órfão, e torcem o direito do estrangeiro e não me temem, diz o Senhor dos Exércitos: (PV.28.20) –O Homem fiel será acumulado de bênçãos, mas o que se apressa a enriquecer não passará sem castigo:  (JR.16.21) – Portanto, eis que lhes farei conhecer, desta vez lhes farei conhecer a minha força e o meu poder; e saberão que o meu nome é Senhor Arnaldo Ribeiro; (FL.2.6) – pois ele, subsistindo na forma de Deus, não julgou como usurpação ser igual a Deus; (LS.2.23) – porquanto Deus criou o Homem inexterminável, e o fez à imagem da sua semelhança:  (JÓ.16.19) – Agora já sabei que a minha testemunha está no céu; e, nas alturas quem advoga a minha causa.

Seu voto: Nenhum

Tambem não é assim !

A desilusão do Motta Araujo, é compreensível, porem ele é um pouco descrente, do que a nova sociedade civil, é capáz de fazer, quando organiza-se, e/ou resolve fazer a sua parte.

Saindo do campo Judiciário, que conforme os fatos por ele relatados e previstos, estão realmente ocorrendo, sem que a categoria jurídica e advocatícia tome qualquer atitude, realmente procede a questão de que estamos vivendo numa verdadeira República governada não pelo Poder Judiciário, mas por apenas um juíz, que sente-se e se quer, o "dono" da razão, e acima do bem e do mal.

E como estamos carente de um Legislativo que "peite" este ditador da justiça, e que coloque-o no seu lugar constitucional, é a hora da sociedade civil organizar-se, através dos partidos e das organizações de classes, e partir pra um enfrentamento, que demonstre a estes déspotas do STF, que mesmo eles estando na mais alta côrte jurídica da nação, eles devem satisfações ao povo.

Tá quase chegando a hora, da "onça beber água" 

Seu voto: Nenhum

Os poderosos  vieram na escuridão, e destruiram a única rosa do meu jardim; Depois vieram novamente às escondidas, e destruiram todas as minhas roseiras, porem jamais conseguirão impedir, a chegada da primavera.

imagem de altamiro souza
altamiro souza

é isso aí - emascularam -

é isso aí - emascularam - gostei do termo - as instituições e isso obviamente pode ser um perigo para elas 

lembremos das palavras de brecht....um dia esses malucos tipo barbosào podem invadir sua casa....

Seu voto: Nenhum (1 voto)
imagem de Marcelo de Sousa Nascimento
Marcelo de Sousa Nascimento

Um retrato do STF

LINCHAMENTO DE DIRCEU, JORNALISMO DE ESGOTO DA VEJA E MARCHA DA FAMÍLIADavis Sena FilhoDAVIS SENA FILHO24 DE MARÇO DE 2014 ÀS 16:33

Não sei se é alienação política ou má-fé mesmo, mas compreendo que essas pessoas marchadoras mais pareciam com loucas varridas saídas diretamente de um hospício, do que propriamente indivíduos de extrema direita

 

O ex-ministro da Casa Civil, José Dirceu, é linchado moralmente há mais de oito anos, de forma ininterrupta e sistemática, por jornais, revistas, televisões, rádios e redes sociais, além de ser atacado por políticos de partidos conservadores. Estes ajudam a fomentar a campanha insidiosa e sórdida contra Dirceu, cidadão que está preso, a cumprir pena, mas mesmo assim continua a ser perseguido, a enfrentar tão dura realidade por ainda ser alvo das psicopatias da imprensa empresarial e de setores reacionários da sociedade.

José Dirceu já é um homem idoso; e, mesmo com a idade a chegar ao seu outono, continua a lutar para defender sua honra, seu passado de enfrentamento à ditadura militar e preservar os valores e princípios que lhes nortearam em sua trajetória política repleta de vitórias e derrotas, mas sempre sombreada pelo desassossego. A lida diária dos embates partidários e ideológicos, a sobressaltarem sua vida política e pessoal, o que lhes ocasionaram inimigos poderosos e perversos, que hoje se regozijam com sua prisão.

Essas pessoas, grupos políticos e empresariais ainda se jubilam, inadvertidamente, com a prisão de um dos principais ideólogos e estrategistas do Partido dos Trabalhadores. Eles não perceberam, ou fingem não entender, que o encarceramento político e injusto de um dos principais líderes que a esquerda já produziu vai ter desdobramentos políticos, que dão uma nova face a José Dirceu, a de ser um perseguido político, juntamente com José Genoíno, João Paulo Cunha e Delúbio Soares, em um Brasil democrático de direito, mas que faz vista grossa para tal ignomínia, que é a sua prisão e a conseqüente perseguição ao político injustamente encarcerado.

É absurdo e total covardia o que os magnatas bilionários donos dos monopólios de comunicação privados e seus empregados feitores e porta-vozes de seus interesses fazem com um homem que está preso e que não consegue sair da prisão para ter o direito, constitucional e regimental, que é o de trabalhar. A imprensa de direita elabora matérias de conotações alarmistas e falsamente denuncistas, cujo propósito é forjar notícias para que juízes possam ter motivos para sobrepor às leis e, por conseguinte, protelar o direito de trabalhar do ex-ministro da Casa Civil. É o que está a acontecer.

Juízes exemplificados nos nomes de Joaquim Barbosa, presidente do STF, e de seu cúmplice de ações discricionárias, ou seja, de acordo com suas conveniências (políticas), o juiz Bruno Ribeiro, da Vara de Execuções Penais do Distrito Federal. Ribeiro é filho de dirigente importante do PSDB de Brasília, e se comporta, na verdade, como um carcereiro de luxo, que mantém preso um homem que foi condenado ao regime semiaberto, conforme reza a decisão autônoma e soberana do Plenário do STF e que até hoje não foi respeitada por tais juízes.

O juiz Joaquim Barbosa, uma pessoa de passado histórico e político irrelevantes, como o será também insignificante, sem sombra de dúvida, o legado jurídico do magistrado, que rasgou a Constituição, o Código Penal e mandou às favas os autos do processo do "mensalão", a começar pela utilização da teoria do domínio do fato e pelo arquivamento do Inquérito 2474, desdobramento do Inquérito 2245, que se tornou a Ação Penal 470.

A AP foi utilizada de maneira intermitente pela direita brasileira com o claro objetivo evidentemente político e eleitoral, porque sabedora de não ter projeto de País e programa de governo para apresentar ao povo brasileiro, a restar apenas à direita o combate no plano das acusações infundadas, das denúncias vazias e das maledicências exemplificadas nas fofocas de jornais, revistas e televisões.

Esse processo draconiano, obviamente, gerou e ainda gera desdobramentos políticos aproveitados oportunisticamente pelos partidos políticos conservadores e por alguns promotores e juízes que se mostraram politicamente aversos ao PT, aos governantes trabalhistas e à hegemonia política de um partido que tem a aprovação da maioria da população brasileira. É como se a oposição dissesse: "A gente perde nas urnas, mas tentamos virar o jogo democrático no tapetão do Judiciário. Que se dane a vontade do povo!"

Aliás, essa mídia golpista e de alma venal e mercadológica, que não aceita o resultado das urnas, apoia também as manifestações ou marchas "apolíticas" e "apartidárias", que pedem, dentre outras reivindicações de conotação criminosa, na maior cara de pau e insensatez, a "intervenção" militar. Intervenção é a palavra escolhida pelos filhotes de Mussolini para dissimular ou escamotear a palavra golpe. Porque a verdade é que a reedição da Marcha da Família com Deus pela Liberdade é essencialmente golpista e, portanto, fora da lei. Realmente é o fim da picada.

É como se, de repente, saíssem de suas tumbas fantasmagóricas pessoas até então que se envergonhavam da condição de fascistas e golpistas. Contudo, ao perceberem que o PT pode vencer a quarta eleição, perderam a vergonha na cara e saíram às ruas, a rememorar uma ditadura que durou 21 anos, e, no decorrer desse tempo, perseguiu, censurou, exilou, prendeu, torturou e matou.

Mesmo a saberem das diatribes da ditadura, esses "cidadãos", que remontam a um passado dantesco, ainda têm a capacidade de chamar os governos do PT de ditaduras bolivarianas ou do proletariado, quando a verdade é que os governantes trabalhistas fomentaram o consumo e levaram o capitalismo brasileiro a patamares mais elevados, como nunca se tinha visto antes neste País. A burrice dessa gente envergonha até o Pateta de Walt Disney! Simples assim, para quem não tem discernimento e por isto não se importa com o que aconteceu com o Brasil e também com a América do Sul nos tempos de ditaduras e Guerra Fria.

Não sei se é alienação política ou má-fé mesmo, mas compreendo que essas pessoas marchadoras mais pareciam com loucas varridas saídas diretamente de um hospício, do que propriamente indivíduos de extrema direita. Indivíduos que consideram "muito natural" quebrar a estabilidade democrática, violar o estado de direito e pleitear, sem quaisquer noções do que é legal e moral, um golpe de estado, na maior sordidez e falta do que fazer. Ainda mais no Brasil. Surreal, para dizer o mínimo!

O "mensalão", o do PT, evidentemente, é o Mentirão, conforme afirmou a jornalista Hildegard Angel. Trata-se da maior farsa midiática, jurídica e política de todos os tempos. Quanto ao Mensalão do PSDB, a peça foi desmembrada, alguns políticos tucanos envolvidos se livraram de responder às acusações, por causa da idade avançada, bem como outros personagens vão se livrar de seus processos porque, acredita-se, que o Mensalão do PSDB vai prescrever. Certamente, tal imbróglio político vai ser resolvido em instâncias inferiores e sem a evidência e a propaganda da mídia imperialista e de direita.

Voltemos a José Dirceu. O político socialista, como todo mundo sabe, contrariou interesses de políticos aliados da base do governo, dos magnatas bilionários da imprensa e de diversos segmentos empresariais. Dirceu, juntamente com o ex-presidente Lula e o assessor especial da Presidência da República para Assuntos Internacionais, Marco Aurélio Garcia, é um dos principais ideólogos e estrategistas do PT e, evidentemente, da esquerda brasileira.

Seu dinamismo político e coragem para dizer "não" a pessoas e grupos empresariais acostumados a ser atendidos pelo poder o levou ao cadafalso, à guilhotina política, bem como à perseguição por parte daqueles que farejaram a oportunidade de derrubá-lo quando perceberam a gritaria histérica e imprudente do deputado Roberto Jefferson, presidente do PTB, que teve um de "seus" homens pego com a boca na botija ao receber propina nos Correios e Telégrafos.

Jefferson, metido a valentão e de personalidade cabotina, pensou que era uma arapuca armada pelo PT e pensou em José Dirceu. Depois verificou que a armadilha foi montada pelo bicheiro Carlinhos Cachoeira, que também atuava como pauteiro e editor da Veja, a Revista Porcaria, de extrema direita e que elabora o verdadeiro e genuíno jornalismo de esgoto. Contudo, era tarde para o político que começou sua vida pública no programa o Povo na TV, do SBT, em 1982.

A mídia alienígena de caráter golpista percebeu a grande oportunidade política para flagelar o PT e algumas de suas principais lideranças. Para concretizar suas ambições, resolveu, sem dar tréguas, no decorrer de quase uma década, manter José Dirceu, além de outros petistas, no olho do furacão, ou seja, nas manchetes da imprensa burguesa, que jamais aceitou o PT no poder e, por sua vez, controlar a administração federal, por intermédio do voto popular e da aceitação do jogo democrático.

A prisão de José Dirceu é injusta, uma farsa jurídica inominável e que tem o propósito de combater o PT no que diz respeito às eleições e ao controle do estado brasileiro. As "elites" escravizaram pessoas durante quase 400 anos e nunca fez nada em prol da independência do Brasil e da emancipação do povo brasileiro.

A permanência de José Dirceu na cadeia é um acinte e atentado contra as garantias constitucionais. Por seu turno, sua prisão é uma afronta à sociedade brasileira, que pode ficar à mercê de juízes de instâncias inferiores, a exemplo do juiz do Distrito Federal, que, mancomunado com o condestável Joaquim Barbosa, protela por meio de subterfúgios jurídicos, que se baseiam em notícias de uma imprensa manipuladora, quando, não, mentirosa, o direito retirado de Dirceu ao regime semiaberto, para que ele possa, enfim, trabalhar.

Dou como exemplo desses absurdos o caso da "matéria" da Veja, a Revista Porcaria, que conseguiu fotos de Dirceu tiradas dentro do presídio, o que, indubitavelmente, é um crime, que deveria ser duramente investigado pelos promotores, policiais e observado, de forma atenta, pelos juízes. Entretanto, está todo mundo em silêncio, fato este que incomoda demais àqueles que ainda não perderam a humanidade, o discernimento sobre os fatos e os acontecimentos e que prezam o estado de direito e a democracia brasileira.

A Veja, como outros órgãos de imprensa privados e de caráter imperialista, é reincidente em tais crimes e ilegalidades. Tal pasquim de péssima qualidade editorial é recorrente quando se trata de elaborar o verdadeiro jornalismo de esgoto. Há alguns poucos anos, em Brasília, um "repórter" da "Última Flor do Fáscio" invadiu o quarto do hotel onde José Dirceu estava hospedado. O patifezinho foi denunciado pela direção do hotel e até hoje nada foi feito. Está tudo como dantes no quartel de Abrantes.

Por sua vez, a publicação direitista da família dos Civitas continua o seu ciclo vicioso, pois sempre foi useira e vezeira em plantar matérias em off, além de fazer capas cretinas, com a finalidade de desconstruir, desqualificar e destruir a moral e a imagem das pessoas, porque se tem uma coisa que esse pasquim panfletário sabe fazer é moer reputações, para depois fingir que nada fez. O linchamento de José Dirceu é a maior covardia que eu tive o desprazer de ver após o regime militar. É isso aí.

 

 

 

Seu voto: Nenhum
imagem de Clever Mendes de Oliveira
Clever Mendes de Oliveira

Alguma coisa está acontecendo mas você não sabe o que é

 


Luis Nassif,


Suas raízes atávicas no país do sul faz-me bem direcionar este comentário para você e não para Motta Araujo.


Ontem, vi na lista dos posts do dia aqui do seu blog o título deste post “Joaquim mostrou a realidade de um país sem códigos e sem leis, por Motta Araujo” que hoje, consta com a data de hoje, segunda-feira, 24/03/2014 às 07:22. Vi então só o título e imaginei que se o Joaquim do título se referisse ao Joaquim Barbosa, talvez ali houvesse uma possível aproximação de Motta Araujo do entendimento do papel que o ministro do STF Joaquim Benedito Barbosa Gomes vem desempenhando no Brasil nos dois últimos anos. Infelizmente não tive tempo para ler o post.


E o interesse em ler o post "Joaquim mosatrou a realidade de um país sem códigos e sem leis, por Motta Araujo" era real, pois há alguns dias pensava em levar para o item “Fora de Pauta” um comentário precioso que Motta Araujo fizera junto ao post “A ação do fascismo na Ucrânia” de quarta-feira, 19/03/2014 às 11:52, aqui no seu blog e oriundo de matéria feita por Almeida. O endereço do post “A ação do fascismo na Ucrânia” na segunda página em que ainda se encontra o comentário de Motta Araujo enviado quarta-feira, 19/03/2014 às 12:17 é o que se segue:


http://jornalggn.com.br/noticia/a-acao-do-fascismo-na-ucrania?page=1


O título que Motta Araujo deu para o comentário dele, ou o início da primeira linha do comentário é “A esquerdolândia brasileira”. Seu blog tem tido muitos disparates nos últimos meses, mas já sou acostumado com o ranço preconceituoso das qualificações de Motta Araujo para a esquerda de modo geral. De todo modo, o título gerou um pouco de curiosidade em imaginar que disparate Motta Araujo iria dizer no conteúdo do comentário dele. Transcrevo a seguir o que disse Motta Araujo no comentário dele para o post “A ação do fascismo na Ucrânia”. Disse ele lá:


- - - - - - - -


"A esquerdolandia brasileira se oriça a favor da Russia em um conflito regional que tem raizes seculares e que não diz absolutamente nada a respeito do interesse nacional brasileiro. Obviamente que o motor desses calores pela Russia vem da nostagia da Revolução Sovietica mas esta está morta e enterrada na Russia de hoje, portanto não se sabe de onde vem esse amor tardio pela Russia oligarquica de hoje, pais que tem o dobro em bilionarios do que tem o Brasil, apesar da população da Russia ser metade da brasileira e seu PIB muito menor. Trata-se portanto de um Pais de um exacerbado capitalismo selvagem da pio especie, porque suspiram por isso os esquerdinhas brasileiros?


A Ucrania tem seu patriotismo, a Russia tem o dela, porque o da Ucrania é invalido e o da Russia é glorioso?


A antiga URSS jamais foi boazinha com seus vizinhos de parede, invadiu a Hungria em 1956 e esmagou em tres dias uma


revolução nacionalista contra o dominio russo, executando 1.156 patriotas hungaros pelo metodo usual de Moscou, um tiro na nuca, entrando no massacre inclusive o Primeiro Ministro Imre Nagy, em seguida os russos colocaram um delegado de Moscou, Janos Kadar, como Primeiro Ministro. Tambem esmagaram sem dó ou piedade levantes em Praga, Berlim e nos estaleiros de Gdynia na Polonia. A Russia ""boazinha" só existe nas almas penadas dos esquerdopatas nativos.


A Ucrania tem fascitas? E o que é hoje o regime do grupo Putin em Moscou? Comunista não é, não há alternativa de poder ou é Putin ou é seu alter ego em revezamento, o que será isso? Para a esquerda brasilera é progressista desde que seja anti-americano.


Quanto aos EUA a briga entre eslavos nada tem a ver com os EUA, provavelmente estão fazendo jogo de cena para atender a seus parceiros na UE, a diplomacia de Obama é erratica, cachorro caido de caminhão de mudança, uma lastima. Kerry parece uma assombração, não sabe para onde vai e não fala coisa com coisa. Nota zero para o State Department nessa questão, a xingada Victoria Neuland é que estava certa desde o inicio. ""F...a União Europeia" foi o que disse, significando que os EUA deveriam ficar fora dessa briga, em vés de elogia-la a esquerda brasileira demonizou-a, prova de que está e sempre esteve completamente por fora da questão”.


(Fim do comentário de Motta Araujo em “A ação do fascismo na Ucrânia”)- - - - - -


Bem, todo o meu entusiasmo para querer levar o comentário de Andre Araujo para o item “Fora de Pauta” até como sugestão de post tinha como justificativa não só título do comentário e o conteúdo dele, mas principalmente eu me entusiasmara com a cadência e encadeamento do comentário. Começara com a crítica genérica com ranço preconceituoso, mas de certo modo não muito fora da realidade. Há a crítica genérica à esquerda pela defesa que ela estaria dando a Vladimir Putin, em que Motta Araujo coloca toda a esquerda no mesmo rol. Eu não sou condescendente com estas generalizações tacanhas que despidas do ranço do preconceito revelam um acusador consistindo em mero mequetrefe de argumentação rastaquera. Como alguém da esquerda, eu vejo Vladimir Putin como uma criação superior e transcendental do bebum Boris Yeltsin e que pode permitir que a Rússia tenha nos próximos 20 anos um ritmo de crescimento econômico que a venha colocar entre as nações mais ricas do planeta e que significa tornar o mundo mais igual e, portanto, favorável a principal aspiração que deve guiar a esquerda.


Apesar das generalizações chinfrins, Motta Araujo vai em um crescendo descrevendo a realidade da Rússia na história milenar daquele país até desaguar na presença dos Estados Unidos sob o aspecto diplomático na crise Rússia e Ucrânia. O último parágrafo do comentário de Motta Araujo fecha-o com chave de ouro. A sensação que eu tive foi de ouvir Andre Araujo ensaiando a canção de Maysa “Meu mundo caiu”. Aquela ânsia de insatisfação com o desenrolar dos fatos no mundo nas duas últimas décadas e que já se percebia em Andre Araujo, a alma gêmea de Motta Araujo, agora se vê cometer também o Motta Araujo. Nenhum Atlas como Churchill a sustentar o mundo. Tudo que ele vê é aquele mundo dele se desmoronando.


De certo modo, parafraseando o poeta, eu poderia perguntar:


“Sozinho no escuro


qual bicho-do-mato,


sem teogonia,


sem parede nua


para se encostar,


sem cavalo preto


que fuja a galope,


você marcha, Motta!


Motta, para onde?"


Achei por bem colocar todas essas mençoes ao comentário de Motta Araujo lá no post “A ação do fascismo na Ucrânia” neste meu comentário aqui neste post “Joaquim mostrou a realidade de um país sem códigos e sem leis, por Motta Araujo”, porque novamente eu fui surpreendido. O título do post “Joaquim mostrou a realidade de um país sem códigos e sem leis, por Motta Araujo” me dera a falsa idéia de uma conversão de Motta Araujo ao bom entendimento do papel que Joaquim Benedito Barbosa Gomes desempenha na atuação dele como ministro do STF, em especial na Ação Penal 470.


Tenho enfatizado em todos os meus comentários a respeito da Ação Penal 470 e desde o final de setembro de 2012, o papel relevante que coube a Joaquim Benedito Barbosa Gomes na condenação dos réus da ação Penal 470 no STF em razão de ele ter sido talvez o primeiro promotor de justiça (Na esfera federal não se usa o termo, promotor de justiça, mas era esta a função de Joaquim Benedito Barbosa Gomes como membro do Ministério Público Federal) envolvido na atuação de combate a corrupção que veio a alcançar o cargo de ministro do STF. (Sempre que possível, eu também menciono que o desempenho tosco, principalmente em razão de vestir uma teoria política ultrapassada, de Joaquim Benedito Barbosa Gomes foi lapidado pelo papel também relevante de Enrique Ricardo Lewandowsk  de dar jurisdicidade ao novo entendimento que se fazia do crime de corrupção na Ação Penal 470).


Não será tão cedo, mas espero que um dia o PT venha a reconhecer o grande avanço que Joaquim Benedito Barbosa Gomes trouxe para a jurisprudência do crime de corrupção ao conseguir trazer para o tipo penal o recebimento de vantagem indevida, até então considerada caixa dois, quando este recebimento é feito por funcionário público de alto coturno.


Eu também não esperava que a nova compreensão, que em meu entendimento demorará a ser feita pelo PT, já tivesse sido alcançada por Motta Araujo, apesar de PT e Motta Araujo estejam em polos opostos no espectro ideológico. De todo modo, o título do post “Joaquim mostrou a realidade de um país sem códigos e sem leis, por Motta Araujo” induzira-me ao erro. O texto de Motta Araujo não era no sentido de mais bem compreender a ação que Joaquim Benedito Barbosa Gomes tivera nos últimos quase dois anos como ministro do STF em especial na atuação dele como relator da Ação Penal 470.


Trata-se, entretanto, do mesmo Motta Araujo que, em ânsia de insatisfação, percebe o mundo dele cair, lá do comentário dele que transcrevi acima para o post “A ação do fascismo na Ucrânia”. Aqui, entretanto, junto a este post “Joaquim mostrou a realidade de um país sem códigos e sem leis, por Motta Araujo”, a canção que veio-me a memória foi outra. Lembrei-me de “Cambalache”.


Na wikipedia há o seguinte endereço:


http://es.wikipedia.org/wiki/Cambalache


No endereço indicado, logo de início fica sabendo quase tudo sobre o tango argentino “Cambalache”. Transcrevo então o primeiro parágrafo:


"Cambalache es un tango argentino compuesto en 1934 por Enrique Santos Discépolo para la película El alma del bandoneón, estrenada al año siguiente. Allí lo interpretó Ernesto Famá con el acompañamiento de la orquesta de Francisco Lomuto. El estreno de Cambalache fue en el Teatro Maipo, a fines de 1934, donde, a pedido de Discépolo, lo cantó por primera vez Sofía "La Negra" Bozán".


O que mais me apraz de ler no texto do Wikipedia para Cambalache é o parágrafo a seguir:


Si bien la canción tuvo un origen y un contexto en su creación, su letra denunciando los males de su sociedad la transforman en un tema universal y aplicable a cualquier país del mundo; además que al representar a la sociedad humana de siempre será un tema vigente en cualquier época”.


Gosto deste trecho por mencionar qualquer lugar do mundo em qualquer época. O que eu tenho a reclamar deste texto de Motta Araujo é que “mutatis mutandis” trata-se de texto que pode ser escrito em qualquer lugar do mundo em qualquer época. E para se dizer o que foi dito por mais bem que se diga nunca se dirá como se disse em “Cambalache”.


Um endereço para a letra de “Cambalache” pode ser este aqui:


http://www.vagalume.com.br/enrique-santos-discepolo/cambalache.html


E a letra de “Meu mundo caiu” pode ser vista no endereço a seguir:


http://www.vagalume.com.br/maysa/meu-mundo-caiu.html


E não sei se ocorreu algo parecido com o autor de “Cambalache”, mas tenho a impressão que se percebe o mundo como uma grande contrafação quando há este entendimento de que o mundo caiu.


Clever Mendes de Oliveira


BH, 24/03/2014

Seu voto: Nenhum

Justiça seja feita

Justiça seja feita, a posição do André ou Motta Araújo é antiga, desde quando começou o julgamento, 

http://jornalggn.com.br/blog/luisnassif/os-misterios-nao-desvendados-do-julgamento-do-mensalao?page=1

Seu voto: Nenhum (2 votos)

 

...spin

 

 

Enquanto isso FHC tá solto e arrotando soberba por aí

FHC comprou parlamentares para aprovar sua reeleição, vendeu a Vale por miseros 3 bi de reais,..ah mas o rosário de crimes praticados por esse mala sem alça é grande mas solenemente ignorado pelo Engavetador Geral da República, mídia, os crimes praticados pelos verdadeiramente poderosos nem chegam à Justiça,..Noutro pais ele estaria atrás das grades mas aqui como o Judiciário serve aos interesses à Casa Grande, quem está no tronco é Zé Dirceu, condenado sem uma prova sequer, apenas por ser "petista graúdo" contra o qual a zelite guardava mágoas..,,..Triste

Seu voto: Nenhum (1 voto)

 

...spin

 

 

Será que Dirceu foi contra nomeação dele...?

Alguma coisa me diz que Dirceu foi contra a indicação de Barbosa por Frei Betto e Thomás Bastos. E será mesmo que os dois apoiaram...?

Seu voto: Nenhum (1 voto)

Das indicações ao STF, por Lula

Há pessoas que nutrem um ódio mortal contra quem alguém um dia as ajudou, isso existe e dá prá ver que Barbosa padece dessa síndrome, fora o fato de que Barbosa ouviu umas verdades da boca de Dirceu que o deixou melindrado, como por exemplo que ainda chegaria o dia em que as indicações ao STF se dariam por competência e não por QI ou critérios outros, Lula queria pq queria um negro no STF para dar visibilidade e aumentar a auto-estima dos afrodescendentes,  lamentavelmente Barbosa provocou um grande desserviço para o movimento negro ao se alinhar aos interesses da Casa Grande,  agora sabemos que a cor da pele não impede que uma pessoa seja escravocrata, pois ser escravista não passa por ai e sim pelo pensamento

Que fique claro que não sou quem está afirmando que Lula queria um negro no STF, está nas falas dos videos que postei, aliás, apesar dos pesares, só temos a louvar a atitude de Lula, inclusive entendo que em futuras indicações isso seja levado em conta, claro, mas tendo-se em mente essa triste experiência  Barbosa.Essa secular exclusão e injustiça para com nossos irmãos afrodescendentes, alijados que foram durante décadas e décadas do mundo acadêmico, terminou por provocar essa lacuna que Lula tentou preencher com a indicação de Barbosa.

P.S.  POr favor me apontem se por descuido dei a entender algum agravo à raça negra, se fui racista no meu comentário, nem quero quero ir prá cadeia junto com o Noblat...rss

Seu voto: Nenhum

 

...spin

 

 

imagem de agincourt
agincourt

Esse é o cara.

Repito abaixo trecho de comentário feito em postagem anterior – relativa à possibilidade de ações de revisão criminal para os mensaleiros.

“As perspectivas para os mensaleiros são excelentes.

Olha só: em 2015, Celso de Mello se aposenta; aí é só colocar o Kakay no lugar dele.

E então, numa revisão criminal, sairá todo mundo livre , leve e solto.

O Kakay já está podre de rico; logo, não acredito que deixaria de dar essa mão pro PT.

Revisão revista, missão cumprida, Kakay até poderia renunciar ao cargo e voltar a ganhar dinheiro.

Basta os mensaleiros terem um pouco de paciência.”

...

Para a nossa elite safada, o Kakay é feito o Hospital Sírio Libanês: na hora do perigo, todo mundo corre pra ele.

Seu voto: Nenhum (1 voto)
imagem de josé lima
josé lima

Esse é o cara...

Serei sintético:

Deixa de ser cínico!

Saiba que não é de bom alvitre chocar os escrúpulos alheios!

Seu voto: Nenhum
imagem de Marcelo P dos Santos
Marcelo P dos Santos

Nada a ver

Agincout, nada a ver, pois já está provado por A mais B que um advogado como Kokay só tem poder de absolver o réu se este for da Casa Grande, neste caso o Judiciário segue o que determina o latifúndio midiático, simples assim.

Seu voto: Nenhum (2 votos)
imagem de agincourt
agincourt

Tudo a ver.

O dream team do PT : Teori, Toffoli, Lewandowski, Barroso e Kakay...

Parodiando meu querido Chico Buarque:

“Pra Teori para Toffoli pra Teori Teori para Toffoli pra Teori para
Toffoli para
Barroso para Kakay e Lewandowski”

É gooool!

...E a torcida alvirrubra da Estrela Solitária – não confundir com o Bangu nem com o Botafogo - canta nas arquibancadas: KAKAY MARAVILHA, NÓS GOSTAMOS  DE VOCÊ.KAKAY MARAVILHA, LIVRA MAIS UM PRA GENTE VER.

Seu voto: Nenhum

Olha aqui seu time

Agincourt, olha aqui sua turma

Seu voto: Nenhum (1 voto)

 

...spin

 

 

imagem de agincourt
agincourt

esquetes e piadas

KKKKKKKKKKKKK!!!!!!!!!!!!!!!!!

Avatar, não deixa de ser engraçado. A psicanalista histérica parece que saiu do PORTA DOS FUNDOS.

Porém, quando o assunto é piada , tem uma que é imbatível e que não me canso de repetir.

É aquele do Lula  em sua primeira fala sobre o Mensalão, em cadeia nacional.

Lembras?

Segue abaixo.

“Ajudei a criar esse partido [Partido dos Trabalhadores] e, vocês sabem, perdi três eleições presidenciais e ganhei a quarta, mantendo-me sempre fiel a esses ideais, tão fiel quanto sou hoje. Quero dizer a vocês, com toda a franqueza, eu me sinto traído. Traído por práticas inaceitáveis das quais nunca tive conhecimento. Estou indignado pelas revelações que aparecem a cada dia, e que chocam o país. O PT foi criado justamente para fortalecer a ética na política e lutar ao lado do povo pobre e das camadas médias do nosso país. Eu não mudei e, tenho certeza, a mesma indignação que sinto é compartilhada pela grande maioria de todos aqueles que nos acompanharam nessa trajetória.”

Seu voto: Nenhum

O mensalão não existiu

Nenhuma surpresa nessa fala de Lula, o qual referiu-se à prática de caixa 2 eleitoral e não de mensalão que, como sabemos, de fato não existiu, daí que ele não sabia dos crimes que lhe acusavam, e não haveria como saber uma vez que de fato o mensalão não existiu, segue endereço de blog cujo primeiro post é uma coletânea de links "O Mensalão não existiu" (http://www.lexometro1.blogspot.com)

P.S. - Ah, sobre a ação judcial de Barbosa contra Noblat, que citei comentários acima, com a palavra, Paulo Nogueira, do DCM:

A ação retardada de Barbosa Noblat versus JB

Noblat versus JB

A conhecida morosidade da justiça se manifestou mais uma vez no movimento de Joaquim Barbosa contra o jornalista Ricardo Noblat.

Foi uma ação retardada.

Passaram-se sete meses desde que Noblat escreveu, no Globo, um artigo que JB considerou racista e nocivo à sua honra.

No artigo, para muitos um dos raros acertos de Noblat, está dito que JB chegou ao STF por sua cor.

Esta é uma verdade.

Frei Betto já contou o que ocorreu. Lula queria um negro no STF. JB sabia, e um dia viu Betto no aeroporto de Brasília e o abordou.

O resto é história.

Noblat afirmou que JB não é exatamente uma sumidade jurídica. Os especialistas podem falar disso com mais propriedade.

Para nós, leigos, o palavreado titubeante e pouco claro de JB sugere que Noblat está certo – embora os demais magníficos integrantes do STF, salvo exceções, também não provoquem entusiasmo e muito menos admiração.

A coisa que melhor os define me foi contada por um amigo jornalista. Ele estava numa padaria, ao lado de populares que acompanhavam o julgamento do Mensalão.

Um juiz falou, e falou, e falou, e enfim votou. No final, um dos homens que viam o julgamento na padaria perguntou aos que o rodeavam: “Condenou ou absolveu?”

De concreto, o que se sabe é que JB não tem obra relevante sobre direito – nem livros e nem artigos que sejam citados e reconhecidos.

A parte mais complicada do artigo de Noblat diz respeito à raça.

Minha visão é que, por não ser branco, Noblat se permitiu falar coisas que em geral ninguém quer falar.

É mais ou menos como piada de judeu. Só aceitamos que judeus as contem, ou ficamos horrorizados com o que entendemos ser preconceito.

Noblat afirmou que certos negros, em posição de mando, são mais duros do que seria necessário, para se afirmarem.

Não tenho a menor ideia sobre se esta tese faz sentido, mas suspeito que não. Joaquim Barbosa não faz nada que colegas seus brancos como Gilmar Mendes não façam.

A mim, pessoalmente, me parece um mau juiz, pelo instinto de algoz, mas isso nada tem a ver com a cor.

O que a iniciativa tardia de Joaquim Barbosa pode revelar é o fim da lua de mel dele com as Organizações Globo.

Dias atrás, circulou na internet uma foto na qual JB dormia profundamente numa sessão de um órgão que não era o STF.

O que se dizia era que tinha sido publicada pelo Globo, com a informação de que JB recebia jetom pela participação na reunião.

JB teria se vingado?

Noblat não é a Globo, mas é o nome da Globo mais vinculado a uma área estratégica para o futuro (ameaçado) da emissora: a internet.

Isso explicaria a ação retardada?

Talvez sim, talvez não.

O fato é que JB, no final de sua jornada como presidente do STF, já percebeu que nos últimos meses até o cafezinho que servem a quem se vai está frio.

O “menino pobre que mudou o Brasil”, como escreveu a Veja no auge de sua bajulação interessada, não vingou.

Não virou um novo Collor, não virou um anti-Lula e nem mesmo um anti-Dilma.

Não virou nada, na verdade.

Voltou a ser o que era antes do encontro com Frei Betto no aeroporto, com a diferença de que parece ter ficado encantado com os holofotes que vão sumindo.

  

Seu voto: Nenhum

 

...spin

 

 

imagem de agincourt
agincourt

patologia

“Traído por práticas inaceitáveis das quais nunca tive conhecimento.”

Um mero caixa 2 motivaria tão dura condenação?

Fala sério.

Avatar, a tua capacidade de autoengano é um caso patológico.

Seu voto: Nenhum

Não posso responder por você

Não tenho culpa se vc usa estas fontes de informação mentirosas que só sabem manipular,  as palavras abaixo são do Papa Francisco, assista ao vídeo:

"Mas existem também os pecados da mídia! Permito-me falar um pouco sobre isto. Para mim, os pecados da mídia, os maiores, são aqueles que seguem pelo caminho da mentira e são três: a desinformação, a calúnia e a difamação. Estes dois últimos são graves, mas não tão perigosos como o primeiro. Por que? Vos explico. A calúnia é pecado mortal, mas se pode esclarecer e chegar a conhecer que aquela é uma calúnia. A difamação é um pecado mortal, mas se pode chegar a dizer: "esta é uma injustiça, porque esta pessoa fez aquela coisa naquele tempo, depois se arrependeu, mudou de vida'. Mas a desinformação é dizer a metade das coisas, aquilo que para mim é mais conveniente e não dizer a outra metade. E assim, aquilo que vejo na TV ou aquilo que escuto na rádio não posso fazer um juízo perfeito, pois não tenho os elementos e não nos dão estes elementos. Destes três pecados, por favor, fujam! Desinformação, calúnia e difamação.Íntegra do discurso do Papa Francisco:

Seu voto: Nenhum

 

...spin

 

 

imagem de janes salete
janes salete

Não lembro de quem é essa

Não lembro de quem é essa frase, mas e perfeita para o momento: " - Não tenho medo dos homens maus. O que me assusta é o silêncio dos homens bons -". A covardia dos homens bons permite que a bárbarie, a injustiça se concretize. Ouvir o silêncio dos ministros que seguem a constituição, é desanimador. A oab, sempre foi um antro de coletores de mensalidades, nada mais do que isso. O mp é comitê da oposição. Não temos justiça, temos ou corruptos ou covardes onde se esperava que o equilíbrio, a isenção fossem os paradigmas.

Seu voto: Nenhum (5 votos)
imagem de Fulvia
Fulvia

Minha decepção ficou por

Minha decepção ficou por conta da entrevista concedida por JB a Roberto D'Ávila, esperava mais de d'ávila, a entrevista foi uma rasgação de seda do repórter pra cima de JB. D'ávila não precisava disso, manchou seu currículum.  Será que essa vai ser a tônica das entrevista de RD na globo news?  Faltou um Geneton Morães Neto para entrevistar JB, Geneton vai fundo nas questões, não deixa pedra sobre pedra, é isso que se espera de um repórter e não cenas de bajulação e puxasaquismo explícitas.

Meu caro Dávila, sinto dizer-te que sua entrevista foi uma perda de tempo sem tamanho, presenteou JB com livro de Domenico De Masi. Perguntou pelas dores nas costas (alíás a cara de Joaquim como resposta foi de dar nojo), lembrou que Joaquim falava algumas línguas, como se isso fosse alguma coisa demais.

O mais terrível foi as respostas de JB, desdenhou do Brasil, o que já era de se esperar, "país dos conchavos" disse, enfatizou sempre as palavras "tudo isso é uma grande bobagem" para fugir de temas mais intimistas e espinhosos.  Enalteceu suas viagens ao estrangeiro (ao que parece sempre as expensas da nação, a estudo ou a trabalho).  Tripudiou de Lula ao dizer que foi convidado pelo ex presidente para acompanhá-lo a várias viagens a África, as quais ele JB sempre recusou, pois viu nisso uma forma de marketing de Lula as suas custas, enfim...

E ainda tive que aturar a medrosa postura de RD quando JB disse que estava processando um jornalista brasileiro por racismo, ao qual RD não se dignou a perguntar quem era e porque JB o fazia. 

Caro Jornalista Roberto D'Ávila jamais perderei meu tempo com o senhor e sua pretensas entrevistas.

            

Seu voto: Nenhum (2 votos)
imagem de Marly
Marly

Que decepção!

Jamais voltarei a assistir Roberto D'Ávila. Admiração transformou-se em decepção! RD na Globo! Como ele mesmo teria dito; Ninguém faz política sem sujar as mãos. Para mim, RD sujou o corpo e alma! 

Seu voto: Nenhum (1 voto)
imagem de maria rodrigues
maria rodrigues

Já nem diria que a AGU e a

Já nem diria que a AGU e a OAB, por exemplo estão omissas. Pior é ver que os pares do Capitão do Mato, muitos deles contrários a suas posições, conhecedores das leis, como são, com a autoridade que tem, também permanecerem de braços cruzados diante de uma persiguição tão estúpida contra quem, na realidade, não ofereceu nem oferece perigo a quem quer que seja. O que José Dirceu sofreu nos anos anteriores ao julgamento do STF foi grande, como foi o de todos os réus, com certeza; e seu julgamento, ainda que sem provas, do mesmo modo deve ter lhe dado a pior das sensações, visto tratar-se d eum homem lido, inteligente. Some-se a tudo isso o fato do cara estar preso por um regime quando deveria estar gozando de outro, com algum privilégio, segundo as leis que lhe foram aplicadas na dosemetria, e mesmo assim prosseguir sendo  torturado diuturnamente por um ou outro factóide da VEJA e da Globo, como se o STF carecesse desses veículos para tomar suas decisões. Realmente a gente não pode dixar de se indignar com tudo isso, e ver que as televisões e os rádios que são os veículos que atingem um público maior, replicam a história do mensalão, até numa missa, como vi ontem na missa daquele padre novinho, um tal de Manzotti. O cara não tem vergona de, durante o sermão, misturar as palavras de Jesus com a política, fazendo a cabeça dos fieis descaradamente. Ou seja, não é fácil a situação de José Dirceu. Sabe Deus onde essa história vai parar.

Seu voto: Nenhum (1 voto)
imagem de Verita
Verita

Estranho... Quando vejo

Estranho... Quando vejo alguém perguntando com sofreguidão quem pode tirar o JB do STF, guardadas as proporções me remete às pessoas que perguntam quem pode tirar Dilma de lá, querendo até que as FFAA façam este servicinho para o qual se vem impotentes. Tirar ele de lá, só ele mesmo agora pode, aposentando-se. Neutralizá-lo, a força so seu próprio grupo e isto já começou a acontecer. 

Construir uma democracia ( e discordo que a nossa seja jovem e frágil como sempre leio) não é tarefa fácil e nem feita na urgência. Não é com bravatas e arroubos que ela caminha. E o silêncio, muitas vezes, é o grito mais agudo que pode existir. O silêncio não abafou e ensurdeceu o grito aloprado de umas 500 pessoas que foram pra rua no sábado? Alguém tem visto repercussão sobre a entrevista de JB a um Roberto dAvila constrangido, temeroso, saia justa, mesmo sendo aquele lorde que é ao entrevistar? 

Duas são as reflexões que faço:

1 - Uma, a lembrança de Augusto Boal, ao nos ensinar que simpatia é diferente de solidariedade, porque a segunda nos conclama a "correr juntos os mesmos riscos". Muitas pessoas que não são petistas, eu inclusive, de tanto ver Genoino e Dirceu (não necessariamente neste ordem) apanhando, já desenvolvemos por eles uma simpatia que não existia. Mas daí a querer que isto se torne algo maior é pedir muito. E não me venham dizer que se busca aí uma luta maior, um questionamento do judiciário, etc, etc. O judiciário que os mortais conhecem, quando conhecem, é o de juízes singulares, que não conseguem decidir com presteza uma demanda chamada "pequena causa". O STF é um lugar que para o povo não existe, não mesmo.  O debate fica muito sofisticado para os não iniciados e proposto num momento e num envólucro partidário, o que, para quem não é do PT não traz maior interesse. Entre este convite de engajamento e este massacre midiático que já deu, ninguém aguenta mais, as pessoas ficam no stand by, urubuservando, o que não quer dizer indiferentes. 

2 - Se já pensava assim, agora virou quase uma convicção. Claro que hoje os fatos se desdobraram para muito além de mesquinharias e fraquezas pessoais. Mas vendo o JB falando e me lembrando de oito anos atrás, quando tudo começou, vejo que o que desenvadeiou tudo isto foi, nada mais, nada menos, que a fragilidade humana e seus calcanhares de Aquiles. Jefferson que tinha seus"ïnstintos primitivos" no comando; Dirceu que com seu jeito sempre incisivo e, porque não dizer, pelo menos aparentemente arrogante, cheio de verdades, tantas que não se conteve em jogar na cara de JB que o mesmo não tinha sido escolhido por critérios de competência. E JB, que demonstrou claramente na entrevista quem é ( e quem não é) levando uma cutucada destas....

A grande imprensa e a história, claro, se apropriaram depois do que, em sua origem, foi uma grande derrota que os principais personagens tiveram para si mesmos, cada qual a seu modo.

Delas concluo: não, o povo brasileiro não parece estar disposto a se solidarizar com uma luta que não sente dele, não no nivel da militância. Também não me parece indiferente. É que sementes precisam de um tempo para se tornarem em flor. Simples assim.

Seu voto: Nenhum

Muito bom texto. Apenas um

Muito bom texto.

Apenas um reparo: José Dirceu naõ disse para a Maria I, a Louca, que ela não teria sido escolhida para o STF por critérios de competência.

Quando JB foi lamber o saco de José Dirceu em busca de apoio político para ser nomeado, José Dirceu disse para JB que "  o ideal seria que ele não tivesse que se submeter à constrangedora gincana de pedir apoio político e que o processo de nomeação para o STF deveria ser mais republicano ".

Se JB entendeu essa consideração como ofensa, isto mostra a incompetência do atual Ministro até para interpretar textos.

Daí a vingança.

Seu voto: Nenhum (5 votos)

Jorge Vieira

Gostei de sua analise, porém

Gostei de sua analise, porém duas coisas:

O debate sobre a democracia na América Latina ser ainda 'jovem e fragil' não é algo que se encontra apenas entre blogues progressistas. Nas Escolas de Ciências Politicas, dentro e fora do Brasil, este é um dos poucos consensos entre tantos dissensos sobre a AL. 

Quanto a personalidade de José Dirceu. Parece-me que, apesar de tantas criticas ao seu modo de ser e agir, perdemos um dos nossos melhores quadros de todos os tempos, encerrado na Papuda. Teria sido um grande presidente da Republica e Homem de Estado. E Joaquim Barbosa, que pode ter suas competências, esta longe de se igualar ao brilhante homem politico que foi e é José Dirceu, goste-se da pessoa ou não. 

 

Seu voto: Nenhum (1 voto)

opinião pública, não é o povo dando opinião.

parece palavrão, se isso vale alguma coisa acho que Gilmar Mendes, Marcos Aurélio Lello, celso de melo, Joaquim Barbosa, e Fux, esses traste não estaríam mais no STF, é notório nas ruas a chamarem esses ministros de bandidos segundo a maioria do povão , até o badalado joaquim, já uma furia contra sua pessoa; outra, o esvasiamento das salas na hora dos noticiários é enorme, e a reclamação é total: já vem mentiras e pessimismos, nem parece que esses jornalistas são brasileiros, devem estar falando de outros país, tõ fora.

Seu voto: Nenhum (3 votos)
imagem de Ugo
Ugo

medo

Todos tem medo pánico dos loucos dos mussolini, hitler, stalin, papa doc, e eles fazem estragos por longas temporadas.

Seu voto: Nenhum (2 votos)

Ahh meu caro Motta Araújo, se

Ahh meu caro Motta Araújo, se todos os seus colegas da Direitolândia tivessem a sua percepção. MAs daí é pedir demais, porque pecepção de que algo esteve e está fora do lugar nesse julgamento ele tem. Mas daí o sentimento mediocre de vingança, que acomete a nós tbm da Esquerdolândia, fala mais forte. No final da contas o país não deixa de ser pensado apenas pelos políticos, mas também pela prórpia sociedade em institos primitivos. Isso é mais uma mostra de que a hipótese de que o Congresso é o espelho da sociedade. Ausência de regras e de Leis como o colega chama a atenção é patente nas  nossas ordas. O pior de tudo, que até você com a sua lucide corre o risco de ser chamado de petista, adjetivação que vem sendo igualada a leproso ou filho de Mamon. 

Seu voto: Nenhum (1 voto)

Ques as forças maiores me livrem de linchar o devido processo legal

Cadê os advogados dos réus?

Cadê os advogados dos réus? Não caberia no caso um Mandato de Segurança? Uma pessoa cumprindo pena não perde a condição humana. 

Estamos diante de uma flagrante vingança de Joaquim BRABOrsa, um "juizinho" rancoroso e prepotente, 

Quem condenou JD não foi só ele, mas o STF,  por maioria de votos. Nesse caso, para sermos justos, temos que cobrar desse Tribunal suas responsabilidades. 

O que transparece é que lá todo mundo "se pela" de medo do Joaquim, cujo ídolo maior, se sabe agora, é Napoleão Bonaparte.

Quem? Napoleão Bonaparte? Então estão explicadas, em parte, as zoeiras do brabão.

Seu voto: Nenhum (1 voto)
imagem de henrique neto
henrique neto

Os advogados não fazem nada,

Os advogados não fazem nada, porque não há qualquer ilegalidade no procedimento adotado por Barbosa. Ou você acha que advogados, que ganharam milhoes de honorários, iriam ficar quietinhos perante uma possibilidade de êxito em  um eventual recurso?

Seu voto: Nenhum (1 voto)
imagem de Jossimar
Jossimar

Na minha modesta opimião, se

Na minha modesta opimião, se o Brasil fosse um país sério, com democracia de verdade, O Joaquim Barbosa e o Gilmar Mendes deveriam estar fora do STF e sendo processados, senão presos.

Não é possível admintir que no órgão mais alto da justiça existam ministros mentirosos e a soldo de interesses escusos.

Seu voto: Nenhum (7 votos)

Das semelhanças entre Dona Maria, a Louca, e Joaquim Barbosa

Tiradentes, José Dirceu, Maria I, Joaquim Barbosa, a devassa e o "mensalão" Agora que a farsa do julgamento do "mensalão" chega ao fim, vale a pena reler(clique aqui) o que escreveu há quase um ano o insuspeito historiador americano Kenneth Maxwell, professor do Departamento de História e diretor do Programa de Estudos Brasileiros do Centro de Estudos Latino-Americanos (Drclas) da Universidade de Harvard. Ele é autor de A Devassa da Devassa, obra publicada no Brasil em 1977 e que mudou a forma de se ver a Inconfidência Mineira. O segundo texto foi suprimido da revista Época (Globo) na internet, mas está copiado no blog Página do E.
PS: No julgamento, Joaquim Barbosa citou jurista para respaldar sua decisão, mas o jurista citado retrucou dizendo que o presidente do STF está errado...

Da Folha de S. Paulo. 
A Alçada
Kenneth Maxwell 
Em 17 de julho de 1790, a rainha Maria, de Portugal, estabeleceu um tribunal itinerante especial, ou Alçada, para julgar os conspiradores de Minas Gerais, detidos no Rio de Janeiro e em Minas, sem direito a visitas desde a traição na Inconfidência Mineira, em 1789.
Os prisioneiros incluíam Joaquim José da Silva Xavier, alferes nos Dragões de Minas e mais conhecido pelo apelido Tiradentes, e o desembargador Tomás Antônio Gonzaga.
O chanceler indicado para o Tribunal de Relação do Rio de Janeiro, desembargador Sebastião Xavier de Vasconcellos Coutinho, foi apontado para presidir a Alçada, formada também por Antônio Gomes Ribeiro e Antônio Diniz da Cruz e Silva, da Casa de Suplicação, que se juntaram a ele em Lisboa.
O chanceler Vasconcellos Coutinho foi instruído a ignorar "qualquer falta de formalidades [...] e invalidades judiciais [...] que possam existir nas devassas, e considerar as provas de acordo com a lei natural". A Alçada recebeu toda a autoridade necessária: "Não obstante todas as outras leis, disposições, privilégios e ordens em contrário, apenas para esta ocasião".
Ao final, Tiradentes foi sacrificado. E, se por acaso os processos da Alçada começam a lhe parecer estranhamente semelhantes com o mensalão, isso não deveria causar surpresa: de fato, são. Algumas coisas nunca mudam.
A íntegra

Da revista Época.
Poderosos e "poderosos" no mensalão
Paulo Moreira Leite 
Kenneth Maxwell, historiador respeitado do Brasil colonial, compara o julgamento do mensalão ao Tribunal que julgou a inconfidência mineira. Não, a questão não é perguntar sobre Tiradentes. Mas sobre Maria I, a louca e poderosa. Tanto lá como cá, diz Maxwell, tivemos condenações sem provas objetivas. Primeiro, a Coroa mandou todo mundo a julgamento. Depois, com uma ordem secreta, determinou que todos tivessem a vida poupada – menos Tiradentes.
Poderoso é quem faz isso.
Escolhe quem vai para a forca.
"Poderoso" pode ir para a forca, quando entra em conflito com sem aspas.
Genoíno, Dirceu e os outros eram pessoas importantes – e até muito importantes – num governo que foi capaz de abrir uma pequena brecha num sistema de poder estabelecido no país há séculos.
O poder que eles representam é o do voto. Tem duração limitada, quatro anos, é frágil, mas é o único poder para quem não tem poder de verdade e depende de uma vontade, apenas uma: a decisão soberana do povo.
A íntegra.

Seu voto: Nenhum (1 voto)

 

...spin

 

 

imagem de Jossimar
Jossimar

". Os neoliberais, como

". Os neoliberais, como sabemos, defendem radicalmente a economia de mercado, onde vencem as “pessoas mais capazes”.

Esta, como sabemos, é a maior falácia dos neoliberais.

Isti ficou provado em 2008, quando diante da crise mundial provocada por eles, foram pedir socorro aos governos e os governos cometeram o erro de ajudá-los.

Mas, eles sempre agem assim, para eles, "pessoas mais capazes" sigmificar ter mais influência noas governos, e, atrasvés destas influências, conseguir se beneficiar mais de recursos públicos e informações privilegiadas.

Seu voto: Nenhum (2 votos)
imagem de Marcelo de Sousa Nascimento
Marcelo de Sousa Nascimento

Um julgamento de exceção que deve ser condenado

Barbosa centralzou todas as funções que se possa imaginar, pois atuou como promotor, advogado de acusação, evtiou que a outra parte se manifestasse, atacou de forma a constranger quem tivesse opinião contrária, escondeu provas da incocência dos réus  perante os demais juizes e, no momento é carcereiro

Seu voto: Nenhum (3 votos)

Republica das bananas

Que outro país permitiria que se sequestrasse a mais elevada instituição de justiça para fins de vingança pessoal?

Mas não é o Barbosão o temido, o que se teme é a mídia por trás do Barbosão. A mesma mídia que transforma isto aqui numa republiqueta de bananas. 

Seu voto: Nenhum (7 votos)

Ora, se Joaquim Barbosa

Ora, se Joaquim Barbosa declarou em pleno julgamento dos embargos infringentes, para toda a população ouvir, que exarcebou a pena dos condenados pelo crime de formação de quadrilha, com a única finalidade de evitar a prescrição das penas, ou seja, confessou ao vivo e a cores que cometeu um ato criminoso e o plenário do STF permaneceu em silêncio e, posteriormente, nenhuma instituição o denunciou, por que alguns ainda tem esperança de que será feita justiça no cumprimento da pena de José Dirceu no regime semiaberto ?

Seu voto: Nenhum (7 votos)

Jorge Vieira

imagem de Callegari
Callegari

quer saber eu gostei dele ter

quer saber eu gostei dele ter feito isso, pois os advogados fizeram o possivel para que seus clientes fossem salvos pela prescrição e não por que eram inocentes, essa chicana legal para fazer criminosos escaparem por causa da lentidão da justiça e o que mais ofende as pessoas!

note que os defensores dos presos, reclamam que seus herois não poderiam ser condenados porque o crime prescreveu e não porque eram inocentes!  isso e sintomatico!

Seu voto: Nenhum (5 votos)

Ridículo ! Os advogados de

Ridículo !

Os advogados de José Dirceu, José Genoíno, Delúbio Soares e João Paulo Cunha sempre defenderam a inocência de seus clientes em relação a todos os crimes de que foram acusados..

E o Tribunal inocentou os tres primeiros do crime de formação de quadrilha e o último do crime de lavagem de dinheiro durante o julgamento dos embargos infringentes.

O fato é que se tivessem tido o direito ao 2º grau de jurisdição, todos provavelmente teriam sido absolvidos.

Seu voto: Nenhum (4 votos)

Jorge Vieira

Os critérios de Lula

Ao final de seu mandato, Lula falou sobre a indicação de Barbosa e outros ministros, vejam que ele(Lula) diz que espera apenas que os ministros atuem como juizes, o que não foi o caso de Barbosa

Seu voto: Nenhum (2 votos)

 

...spin

 

 

O Judiciário existe para servir à Casa Grande

O histórico partidarismo(pró-direita) do Judiciário brasileiroQue moralidade é essa?: “Aos amigos (ricos e direita), tudo; aos inimigos (pobres e esquerda), os rigores da lei"

 

É atribuída a Getúlio Vargas, a frase que ficou famosa no Brasil: “Aos amigos, tudo; aos inimigos, os rigores da Lei”. Esta parcialidade tem corroído historicamente as instituições jurídicas e políticas de nosso país. O Brasil tem mais de 500 mil presos, e, contam-se, nos dedos, os ricos que estão na cadeia. No plano político, o rigor investigativo da grande mídia e das instituições jurídicas é apenas contra os partidos de esquerda, especialmente o PT. Para as elites, os ricos e os políticos de direita, são o paradigma da moralidade.É muita hipocrisia. Essa selvageria não pode continuar!

Vladimir Safatle: “O maior inimigo da moralidade é a parcialidade”

O colunista da Folha de S.Paulo, Vladimir Safatle, em um artigo denominado “O inimigo da moral” afirmou: “O maior inimigo da moralidade não é a imoralidade, mas a parcialidade. (...) O primeiro atributo dos julgamentos morais é a universalidade. Pois espera-se de tais julgamentos que sejam simétricos, que tratem casos semelhantes de forma equivalente. Quando tal simetria se quebra, então os gritos moralizadores começam a soar como astúcia estratégica submetida à lógica do "para os amigos, tudo, para os inimigos, a lei". (...) Devemos ter isso em mente quando a questão é pensar as relações entre moral e política no Brasil. Muitas vezes, a imprensa desempenhou um papel importante na revelação de práticas de corrupção arraigadas em vários estratos dos governos. No entanto houve momentos em que seu silêncio foi inaceitável”. 

Neoliberais usam moralidade para tentar popularizar seu discurso

Nos países chamados emergentes, como o Brasil, as forças neoliberais tem uma enorme dificuldade de popularizar o discurso político para viabilizar as vitórias eleitorais. Os neoliberais, como sabemos, defendem radicalmente a economia de mercado, onde vencem as “pessoas mais capazes”. A esquerda tem sua identidade na justiça social, onde se destacam as políticas de distribuição da renda e da riqueza. 

Como os neoliberais não têm nada a oferecer em termos de justiça social, buscam popularizar sua plataforma, para ganhar o voto dos mais pobres, através da instrumentalização política do discurso da moralidade. Todos os anseios dos mais pobres, dizem eles, por mais saúde, educação, segurança, transporte coletivo, não são atendidos pelos governos de esquerda por causa da corrupção. Os neoliberais, sem respaldo popular, para tirar a esquerda do poder aderiram em massa até mesmo aos governos militares na América Latina. Aqui, mesmo no Brasil, as maiores expressões do liberalismo, como Eugênio Gudin e Roberto Campos, foram quadros importantes da ditadura militar, que se implantou no /Brasil também em nome do combate à corrupção. 

Mídia neoliberal: máquina de linchamento da esquerda 

Com o enfraquecimento das instituições democráticas no Brasil, abriu-se espaço para todo tipo de linchamento. Como diz Tarso Genro: “A grande mídia se assumiu como fonte de toda a moralidade republicana, com poderes totalitários para dizer quem presta e quem não presta, quem merece confiança e quem não merece. Assim, quando um Juiz Privado, a mídia, transforma-se em monopólio do Juízo Público, estamos entrando numa crise da República: a marginalidade violenta e os fascistas clássicos e pós-modernos, que emergem nesta situação, não precisam mais se conter e sentem-se autorizados ideologicamente a saquear e a incendiar”. Infelizmente, esta postura da grande mídia de linchamento da esquerda não é contestada pelas instituições jurídicas do país, que, em grande medida, se articulam também com esta grande mídia. 

Os rigores da Lei para todos: ricos, pobres, esquerda e direita

Como diz Vladimir Safatle: “O primeiro atributo dos julgamentos morais é a universalidade”. Só teremos o verdadeiro combate à corrupção no país quando todos – independente de classe social e de vinculação partidária -, forem tratados da mesma maneira. Ou seja, os rigores da Lei para todos. As correntes de esquerda, que defendem o bem comum, que são contra o acúmulo de riquezas a qualquer custo, são as mais interessadas na moralidade pública. Corrupção não é apenas roubar um bem, é roubar um bem comum. Daí porque, é a esquerda que tem as melhores condições de liderar o combate à corrupção no país. 

justica1.jpg

 

http://www.blogdojoseprata.com.br/detalhe-noticia/que-moralidade-e-essa-ldquoaos-amigos-ricos-e-direita-tudo-aos-inimigos-pobres-e-esquerda-os-rigores-da-lei

 

 

Seu voto: Nenhum (1 voto)

 

...spin

 

 

Animal poítico...

Assim como jabuti não sobe em árvore, nem lá permanece, alguém colocou o Joaquim Barbosa na árvore da presidência do STF e - principalmente - o mantém lá até hoje.

Se ele se mantém no galho, é que alguém aufere vantagem economica/financeira para que ele lá permaneça, ou ele é parte de uma estratégia mais abrangente.

Sabe-se que existem mecanismos legais para bani-lo para o bem da nação.  Mas se lá permanece, é por que não há interesse forte o suficiente para remove-lo. Ele e suas estripolias legais são troco de algum mega-interesse, bem acima das figuras dos apenados et caterva.

Fosse mante-lo na árvore um mau negócio, teriam-no já removido.

E tem gente que acha que o Homem não deve ser um animal político.

Seu voto: Nenhum (3 votos)
imagem de lulu
lulu

Vocês deviam ler a

Vocês deviam ler a Constituição Federal. A competência para execução de processos originários do STF é do próprio STF!!! O JB DELEGOU parte dessa competência. A vara de execuções do DF está realizando a atividade a mando do JB mesmo, q é o verdadeiro competente para a execução penal. Artigo sem noção. Como vcs reclamam da perseguição contra o PT se vcs mesmos perseguem o Joaquim Barbosa???

Seu voto: Nenhum (8 votos)

Lulu, o mensalão não existiu

Lulu, o problema é que o julgamento foi de exceção de cabo a rabo, mesmo após o seu fim continua sendo discricionário: Para um julgamento de exceção, penas de exceção, foi assim com Tiradentes, lembra-se,,..ah, organizei uma coletânea para vc sobre o assunto "O mensalão não exitiu' e não existiu mesmo, não existiu como mensalidade paga a deputados(nenhum Senador), engraçado não é mesmo, e pensar que nem foi Lula e sim Lincoln(vide o filme) que fez uso do mensalão para abolir a escravatura,,,se bem que por aqui FHC  pagou a parlamentares para aprovar a emenda da sua reeleição mas gente fina é outra coisa né...no caso do "mensalão" o que houve foi caixa 2, crime eleitoral(já devidamente prescrito), o que todos praticam, os que praticaram caixa 2 deveriam ter sido processados naquele momento, mas isso não era interessante para a ditadura midiático-penal que precisava instalar esse tribunal de exceção para o que sabemos claramente

Ah, ainda sobre caixa 2 eleitoral, se os petistas não usaram recursos públicos(o Visanet é privado), este não foi o caso dos tucanos, que sangraram as estatais mineiras no esquema mas.....deixa prá lá né...não são petistas...

http://lexometro1.blogspot.com.br

 

Seu voto: Nenhum (1 voto)

 

...spin

 

 

imagem de Marcelo de Sousa Nascimento
Marcelo de Sousa Nascimento

lulu, não seja papagaio do pig

""Processar e julgar"" a execução de sentença, significa ESTABELECER AS PENAS E DEFINIR COMO SERÃO CUMPRIDAS,

não siginifca fiscalizar o presidio, se o réu falou no celular, se pediu comida no restaurante, se recebeu visita da namorada, se chamou pedicuro, se cortou o cabelo, etc.

PRCESSAR E JULGAR, termina no  "julgar", como está clarissimo no dispositivo legal. " (Motta Araújo")

Seu voto: Nenhum (3 votos)
imagem de Fábio Marinho
Fábio Marinho

Joaquim mostrou a realidade de um país sem códigos e sem leis.

Nossa cultura é uma vergonha, moral então!Nem sabemos o que significa.
A forma como lidamos com o conformismo então Aff!

Seu voto: Nenhum (4 votos)
imagem de Rabuja
Rabuja

Franz Kafka...

.. escreveu enredo sobre este tipo de opressão do judiciário, inclusiv sobre este silêncio ensurdecedor.

Seu voto: Nenhum (2 votos)

Nem tanto...

Joaquim Barbosa está mergulhando no pântano, cada dia um pouco mais.

Tudo que ele faz neste caso só vai comprometê-lo.

Mas ele nunca tentaria a hipótese de baixar um ato e assumir a Presidência de República.

Sua vai acabaria em minutos. Isso nos garantimos. Os silenciosos.

Seu voto: Nenhum (1 voto)
imagem de Mabel Freitas
Mabel Freitas

Revoltante!

 

O Barbozinha continua dando as ordens no terreiro, alô alô Terezinha.....

Em quanto isso, nossos Senadores estão preocupados com eles mesmos no ano das eleições..... A OAB em beneficiar, no Quinto, a filhinha do Min Marco Aurélio. Caso ela fosse competente, não precisaria, faria concurso e passaria, tão nova ainda!  E assim, os meses vão passando e vemos esse arbítrio do insano juiz, perdurando. É revoltante!

Seu voto: Nenhum (4 votos)
imagem de Maria Rita
Maria Rita

A coisa é tão absurda que

A coisa é tão absurda que estou começando a definir essa situação como o primeiro sequestro jurídico de um réu no mundo inteiro. Já não é mais normal, é obsessão.

Seu voto: Nenhum (6 votos)

Barbosa tem mentalidade escravocrata

Deve ser esse pendor para praticar a tortura e a humilhação bem ao modo do regime escravista, que leva  as pessoas  e até Instituições a terem medo do Barbosão e da mídia que o ampara, e ainda vimos pouco, deem-lhe mais poder e veremos o que acontecerá, como dizem, se quisermos saber quem é uma pessoa, bastalhe que lhes demos poder, Barbosa é um dos piores tiranos que se possa imaginar, é esse seu potencial latente, ledo engano imaginar que Barbosa não está exercendo Poder Governamental, claro que está, uma vez que no nosso sistema governo não é apenas Poder Executivo como muitos imagina, e sim, além deste, os poderes Legislativo e Judiciário, Barbosa será um títere sem caráter onde estiver, o seu perfil classista escravista será o mesmo por onde andar, em qualquer cargo que ele venha ocupar, está no seu DNA[nenhum referência aqui ao dinheiro recebido pelo filho do ministro, o qual trabalhava para uma empresa que recebeu recurso da DNA Propaganda de Marcos Valério, coisas que ele(Barbosa) escondeu no inquérito 2474 para proteger alguns personagens da Casa Grande, o DD por exemplo]

Seu voto: Nenhum (1 voto)

 

...spin

 

 

Comentar

O conteúdo deste campo é privado e não será exibido ao público.
CAPTCHA
Esta questão é para testar se você é um visitante humano e impedir submissões automatizadas por spam.