Revista GGN

Assine

Julgamento de Azeredo no mensalão do PSDB é adiado para atender a imprensa

Foto: Agência Brasil

Da Revista Fórum

O Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG) mudou mais uma vez a data do julgamento do ex-governador de Minas Gerais Eduardo Azeredo (PSDB) no processo do mensalão mineiro. Ele foi transferido de 8 para 22 de agosto. A alteração foi um pedido do revisor da ação, desembargador Pedro Vergara, para, conforme o TJMG, organizar a estrutura da corte para atender a imprensa e interessados em acompanhar a sessão.

O tucano foi condenado em primeira instância a 20 anos e 10 meses de prisão sob acusação da prática dos crimes de lavagem de dinheiro e peculato. As investigações do Ministério Público apontaram que o surgimento do mensalão mineiro ocorreu durante a administração do tucano com o objetivo de canalizar recursos de empresas públicas, como a Companhia de Saneamento de Minas Gerais (Copasa) e, à época, a Companhia de Mineração de Minas Gerais (Comig), para a campanha à reeleição do tucano em 1998.

Continue lendo aqui.

Média: 5 (2 votos)
2 comentários

Comentários

Espaço Colaborativo de Comentários

Opções de exibição de comentários

Escolha o modo de exibição que você preferir e clique em "Salvar configurações".

Caraca, Nassif, a GGN fêz uma

Caraca, Nassif, a GGN fêz uma das melhores manchetes de todos os tempos. O significado é profundo, vai além do caso específico objeto da matéria. Explica perfeitamente como tem agido nosso judiciário. 

Julgamento de Azeredo no mensalão do PSDB é adiado para atender a imprensa

Pode substituir o começo, julgamento do Azeredo, por qualquer outro julgamento e a manchete servirá para toda ocasião. Isso é jornalismo sem máscara, papo reto. Valeu galera da GGN!

Seu voto: Nenhum

Juliano Santos

imagem de ze sergio
ze sergio

julgamento....

Até onde e quando seguiremos com esta fraude chamada República do Brasil? Os crimes cometidos no Mensalão Tucano, anterior ao Mensalão petista, só voltaram a ser investigados devido às consequências neste outro governo. Durante o Governo Tucano tudo ficou em gavetas à espera de prescrição, devidamente omitidos pelo Engavetador Geral da República. Depois mesmo com as condenações do segundo mensalão, o anterior foi "empurrado com a barriga" e limitado ao estado de MG, para preservar o 1.o escalão do psdb. Fantasia que ninguém acredita. Agora com a delação eminente de Marcos Valério, ressucitaram o julgamento?! E saberemos que toda a cúpula esta envolvida? Aécio é lógico. Já está atolado até o pescoço. Mas entrará todos de FHC a Alckmin, de Serra a Aloisio. Só assim a justiça Mineira deu sequência ao processo. Já sabemos com fazer a Justiça funcionar neste país: acabar com as gavetas.    

Seu voto: Nenhum

Comentar

O conteúdo deste campo é privado e não será exibido ao público.
CAPTCHA
Esta questão é para testar se você é um visitante humano e impedir submissões automatizadas por spam.