Revista GGN

Assine

Lula diz que não desistirá de eleições em 2018


Foto: Nacho Lemus

Jornal GGN - "Não sei se é para o bem ou para o mal, mas você vai ter um pré-candidato com problema jurídico nas costas e eu tenho que fazer várias brigas, primeiro brigar juridicamente para ganhar o direito de ser candidato. Segundo, brigar dentro do PT para ganhar o apoio do PT. Terceiro, brigar a boa briga, a luta democrática, nas ruas, para convencer a sociedade", disse o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, usando o espaço para se manifestar contra a sentença para também reivindicar oficialmente ao partido o desejo de se candidatar à Presidência em 2018.

Mostrando-se tranquilo com o resultado do despacho de Sérgio Moro, Lula escancarou as mesmas críticas que ele e sua defesa vem apontando contra a investigação que mira não somente o ex-presidente, mas a sua candidatura ao governo. "Eu não sei como alguém consegue escrever quase 300 paginas para não dizer absolutamente nada de prova. Vocês vão ouvir muito de processos igualzinho a esse", disse.
 
Diante de uma grande plateia na sede nacional do PT em São Paulo, Lula mostrou-se esperançoso, já calejado dos desgastes que vem sofrendo desde o início da mira da Lava Jato em seu nome. "Os tucanos não aguentaram um capa da Veja, que já caiu todo mundo. A próxima [capa da revista] deve ser minha também, com mais 5 horas de Jornal Nacional. Só da Globo foram 20 horas, eu disse a eles, vocês já me condenaram, a imprensa já me condenou. (...) Estão condenados a me condenar, porque se não me prenderem serão desmoralizados diante da opinião pública", disse.
 

Conforme dito em discurso, a revista Veja estampou Lula na capa
 
O líder petista afirmou que ainda tem esperança nas instituições e na Justiça. "Eu quero uma democracia forte, e para isso tem que ter um Ministério Público forte, uma Policia Federal forte, porque essas instituições garantem a democracia no país". "Vamos recorrer em todas as instâncias, em todas as arbitrariedades. Inclusive processar essa sentença no Conselho Nacional de Justiça. É preciso a gente processar quem mentiu. E desafiar que meus inimigos apresentem provas contra mim", ressaltou.
 
E retomou as críticas diretamente ao juiz da Vara Federal de Curitiba, que o condenou a 9 anos e seis meses de prisão e mais 19 anos de inelegibilidade, e aos procuradores da República, sob a coordenação de Deltan Dallagnol, afirmando que eles não tiveram outra saída que não a de alimentar a mentira inicial. "O power point permeou todo o comportamento deles [da força-tarefa da Lava Jato no Paraná], de que o PT é uma organização criminosa, que o PT ganhou para roubar e o Lula era o chefe, a teoria do dominio do fato utilizada de forma moderna com a palavra 'contexto'", afirmou.
 
"Moro não tem que prestar contas para mim, ele tem que prestar contas para a história, assim como eu. A História vai dizer. Não é possível a gente ter um Estado democrático de direito se a gente não acreditar na Justiça. A Justiça não pode mentir, não pode tomar decisões políticas, tem que tomar decisões nos autos. A única prova que existe neste processo, em não sei quantas mil paginas, é a prova da minha inocência", manifestou.
 
Em tom de humor, disse: "Moro tem para comigo um otimismo que nem eu tenho. Pela peça de condenação, são 19 anos de inelegibilidade. Então, ele está permitindo que eu seja candidato em 2036, vocês vão ter que me suportar muito", disse, arrancando risos. Já ao final, nas últimas palavras, o ex-presidente condenado na primeira instância da Lava Jato disse que isso não será suficiente para o "tirar do jogo" e que é apenas mais um passo do "golpe dentro do golpe", que inclui o governo atual de Michel Temer.
 
"Se eles acabaram de destruir tudo o que foi construído de direito dos trabalhadores desde 1943, se eles estão tentando destruir as conquistas dos trabalhadores na área da previdência social, destruir a industria nacional, a coisa mais simples que criamos - um componente nacional, para desenvolver uma industria brasileira, a Petrobras, as nossas empresas de engenharia, eu queria dizer: senhores da Casa Grande, permitam que alguém da senzala faça o que vocês não tem competência de fazer neste país."
 
E continuou: "Permitam que alguém cuide desse povo, porque não está precisando ser governado pela elite, mas por alguém que conhece a vida dura que leva os pobres desse país. Permita que a gente coloque o pobre no Orçamento outra vez. Fazer o povo voltar a sorrir, a ter o otimismo que tinha durante todo esse tempo."
 
"Aqui está o seu velho e companheiro Lula, quase fazendo 72 anos, disposto a brigar com mais energia. Me espere, quem acha que é o fim do Lula, vai quebrar a cara. Somente, na política, quem tem o direito de decretar o meu fim é o povo brasileiro", concluiu.
 
Reveja o pronunciamento do ex-presidente, na sede do PT em São Paulo:
 

 

Média: 5 (7 votos)
12 comentários

Comentários

Espaço Colaborativo de Comentários

Opções de exibição de comentários

Escolha o modo de exibição que você preferir e clique em "Salvar configurações".
imagem de Whistleblower
Whistleblower

Esquerda, atente-se...Brasil, acorde e lute

 Diante da escandalosa violação de direitos básicos constitucionais e fundamentais que culminaram na condenação do Presidente Lula no dia 12/07/2017, uma resposta previsível (lembrando que vivemos no país das surpesas…), por tudo que vimos ao longo dos últimos anos atacando Lula nos jornais e conglomerados da midia-empresa das oligarquias jacus, um ataque não só a ele mas a todos os cidadãos deste país, já que afronta direitos básicos (juiz parcial, condenação sem provas incontestes, in dubio pro reu e tantos principios e regras básicas constitucionais desrespeitados no “caso Lula”).

Como já era de se esperar, a grande mídia brasileira comemorou abertamente, ainda que em alguns casos timidamente, dada a crise política, a destruição dos direitos trabalhistas nessa mesma semana com a aprovação do Senado da falácia chamada “modernização trabalhista”, que grosso modo retira direitos dos trabalhadores, tornando-os ainda mais escravos de seus patrões, uma tendência mundial nos países de “primeiro mundo”.

 

Estamos vivendo tempos sombrios há muito tempo...o que dizer disso? Como reagir a isso? Certo é que devemos reagir.

 

Nada obstante as mentiras e chantagens e hipocrisias, a grande midia e seus afiliados, de UOL e Folha a Globo, GloboNews, Veja, Istoé, Exame e tantos outros tantos...nenhuma solução para o pais, é claro, apenas vingança daquele “nordestino ladrão analfabeto”, Alia-se a isso a falta de popularidade e envolvimento em crimes e chantagens dos seus candidatos protegidos (da grande mídia), e o povo brasileiro continua inerte e aceitando essas “verdades”.

 

Além do mais, foi o tal do Lula que inventou essa história de colocar o Brasil nos Brics (Obs.: China é a economia mais proeminente e robusta do mundo, com reservas fabulosas, pavor para o eixo Atlanticista encabeçado por EUA/OTAN e por aí ai), BRICS que começou numa conversa Brasil-Russia. Agora não passamos de um enfeite feio nesse rol de notáveis players econômicos que trocam em parcerias comerciais riquezas fabulosas, especialmente dado One Belt One Road, projeto fabuloso chinês que injetará quantias impensáveis em vários países..o eixo agora é Eurasia...e a OTAN/EUA estão de cabelo em pé.

Uma iniciativa para evitar monopólios, garantir o equilíbrio mundial de forças, pior pesadelo dos EUA e OTAN, que sempre apostaram em dividir para conquistar, mudanças de regime, terror em nome de poder e óleo e subjugar em nome da “democracia” para conseguir seus objetivos.

 

 

Muito me assombrou (com honestidade? Nem tanto) um tal silêncio e algo me incomoda já há certo tempo: o silêncio do Intercept sobre a perseguição a Lula e agora o silêncio em relação a sua condenação E, muito pior e mais revelador de seu verdadeiro caráter “jornalistico”, me deparo com uma matéria publicada semanas atrás fomentando o mais do mesmo terror do pior “jornalismo” panfletário (atacando Lula!) a que estamos acostumados, dia após dia, na onda de lavagem cerebral adotada como estratégia pela grande midia.

Seu editor mais proeminente, Glenn Greenwald, foi muito bem recebido no Brasil pela esquerda, que o ajudou na eleição para a Câmara de Vereadores do Rio de Janeiro de seu parceiro David Miranda, que contou até com video-propaganda de Edward Snowden.

Ficou conhecido por “brigar com a Globo e os Marinho”...denunciar o golpe que retirou por uma mudança de regime a eleita Presidente Dilma Rousseff através de um golpe parlamentar e agora silencia quanto a condenação de Lula, que (não custa repetir), sabemos todos, foi perseguido pela justiça brasileira seletiva e o juiz Moro provinciano-homem-de-bem parceiro de Langley, Virginia: Moro e suas convicções de juiz justiceiro atendendo ao apelo das elites financeiras e os barões e oligarquias que governam o Brasil.

 

Por que publicar em abril desse ano, quando os atores da Lava Jato de Curitiba já estavam passando vexame numa cruzada persecutória de anos sem provas contra Lula, enquanto o referido Presidente subia cada vez mais nas pesquisas eleitorais para a desputa de 2018?

 

Por que uma matéria contrária aos direitos fundamentais do Presidente Lula, atacando-o, ainda mais, como se já não bastasse o vasto arsenal de mentiras repetidas 24 horas por dia sete dias por semana há anos pela grande midia escrita, televisionada e online (aquela que o referido Intercept tanto condena…)?

https://theintercept.com/2017/04/13/o-amigo-de-35-milhoes-como-o-ex-presidente-lula-esta-envolvido-nas-delacoes-da-lava-jato/

 

Olha, é de cair o queixo…

Para refletir:

 

O Intercept foi criado para privatizar os documentos da Agência de Segurança Nacional vazados pelo contratante da NSA, Edward Snowden. Os documentos provaram que a NSA está pirateando e copiando quase todas as comunicações eletrônicas neste planeta, que estava quebrando leis que proibiam espionar o cidadão americano e que sabota em grande escala vários tipos de equipamentos eletrônicos comerciais. Snowden deu cópias dos documentos da NSA a um pequeno número de jornalistas. Um deles era Glenn Greenwald, que agora trabalha no The Intercept.

 

Apenas cerca de 5% das páginas que Snowden alegadamente adquiriram e deram a repórteres foram publicadas. Não temos ideia do que as páginas não publicadas proporcionariam.

 

O Intercept, uma subdivisão da First Look Media, foi fundada por Pierre Omidyar, um dos principais proprietários do site de leilão eBay e sua divisão bancária do PayPal. Omidyar é um bilionário e "filantropo" que é (evitando impostos) A Fundação Omidyar Network é "investindo" para "retornos". Seu projeto de microcrédito para agricultores na Índia, em cooperação com pessoas do partido RSS fascista, terminou em uma epidemia de suicídios quando os agricultores não conseguiram pagar. A Rede Omidyar também financiou grupos de mudança de regime (fascistas) na Ucrânia em cooperação com a USAID1 (organização americana que promove mudanças de regime no mundo, entre outras atividades) (“coincidentemente” ao lado da Russia de Putin, de quem Glenn Greenwald se dedica a criticar intermitentemente o suposto ataque às eleições americanas – sem provas – o que já se tornou um vexame nacional e internacinal por parte dos grandes meios americanos e alinhados aos seus interesses (BBC, Le Monde….todos recebem verbas de CIA). O suposto ataque russo às eleições norte americanas ao qual a mídia norte americana, desde MSNBC e CNN a New York Times fazem uma campanha de terror 7 dias por semana 24 horas por dia, mais ou menos o que a nossa Globo faz em relação à Lava Jato. Omidyar teve relações acolhedoras com a Casa Branca de Obama. Alguns dos documentos da NSA retidos provavelmente implicam o PayPal da Omidyar.

 

O Intercept foi financiado com cerca de US $ 50 milhões da Omidyar. Suas primeiras contratações foram Greenwald, Jeremy Scahill e Laura Poitras - todas envolvidas na publicação dos jornais Snowden e outros vazamentos. Sua primeira peça foi baseada em documentos da pilha NSA que foi vazada. Ele já publicou isso ou aquilo, mas não de forma regular. As peças são geralmente redimensionadas e tendem a ter uma tendência"liberal" dominante para a inclinação libertária. Alguns eram uma propaganda de mudança anti-Síria (alinhada com a agenda neoconservadora da política externa dos EUA e OTAN) / pró-regime altamente partidária. O site parece não ter nenhuma agenda de publicação regular. Entre uma e cinco peças por dia são publicadas, apenas algumas delas fazem ondas públicas. Algumas de suas contratações proeminentes (Ken Silverstein, Matt Taibbi) logo deixaram e alegaram que o lugar era executado em uma atmosfera caótica e com uma edição imprópria e altamente politizada. Apesar de seu rico apoio e supostamente alto salário por seus principais jornalistas (Greenwald é dito receber entre 250k e 1 milhão por ano). Nada obstante, O Intercept implora por doações de leitores.

 

1Trechos do excelente e corajoso artigo publicado no Moon of Alabama em 06 de junho de 2017, “Não Confie no Intercept ou Como queimar uma fonte”, um dia após o Intercept publicar a história que levou a prisão de sua fonte R.L. Winner, que provavelmente passará o resto de seus dias na prisão. http://www.moonofalabama.org/2017/06/do-not-trust-the-intercept-or-how-t...

 

Seu voto: Nenhum

Está certo o Lula, ele tem

Está certo o Lula, ele tem que politizar sua perseguição e botar pressão o TRF 4.

Tem que cair nos braços do povo, percorrer todos o país.

O PT  queria lançar sua candidatura antes da condenação do Moro, mas foi aconselhado pelos seus advogados esperar pela condenação. Para não provocar a justiça.

Agora que a farsa está declarada, tem que partir para cima desses golpistas

Seu voto: Nenhum (2 votos)

Estou de saco cheio por tudo que vem acontecendo no país, e nós democratas, não fazemos nada.

Eu inclusive. Parece que estamos todos anestesiados, que fomos dopados. Mas essa lombra vai passar e vamos acordar.

Eu creio !!!

gAS

Acho que é necessário ao PT

Acho que é necessário ao PT pensar num plano B. A pior coisa que eles podem fazer agora é redobrar a aposta em Lula contando com sua absolvição na segunda instância. Pior que isso só se chegarem ao cúmulo de boicotarem a eleição de 2018. É tudo que o PSDB/PMDB quer. Deveriam isso sim tentar formar uma frente ampla com todas as oposições a fim de chegarem a um nome com alguma chance eleitoral.

Seu voto: Nenhum (3 votos)

Não tem que ter plano B Plano

Não tem que ter plano B

Plano B mostra insegurança, dá legalidade ao golpe. Mostra que o PT está concordando com a condenação do Moro. Com a patranha da justiça

Não tem que ter plano B, tem que partir com tudo com o Lula.

Na impossibilidade do Lula disputar, o plano B será que o Lula indicar.

Mas isso não precisa ser declarado agora.

Lula e o candidato do PT e ponto final.

Seu voto: Nenhum (5 votos)

Estou de saco cheio por tudo que vem acontecendo no país, e nós democratas, não fazemos nada.

Eu inclusive. Parece que estamos todos anestesiados, que fomos dopados. Mas essa lombra vai passar e vamos acordar.

Eu creio !!!

gAS

 Baixar a cabeça é o que a

 Baixar a cabeça é o que a turma do golpe mais quer que Lula faça. 

 

Seu voto: Nenhum (3 votos)

MORO/GLOBO INTIMIDADOS POR LULA: “LEÃO” DE CURITIBA... MIOU!

MORO/GLOBO INTIMIDADOS POR LULA: “LEÃO” DE CURITIBA... MIOU! – DE NOVO!

Por Romulus

Muitos leitores vieram me perguntar o que eu achei da condenação de Lula por Sergio Moro ontem. Queriam saber “quando eu ia publicar um artigo sobre isso”.

Confesso que, assim que saiu a notícia, além de postagem sumária nas redes sociais, não pretendia escrever sobre isso não.

E por quê?

Ora, porque essa “notícia” foi uma...

- ... NÃO-notícia!

Pior: foi uma não-notícia visando, justamente, a virar a pauta do noticiário em relação a notícias de verdade.

Ia lá eu fazer o jogo da Globo/ Moro e ajudar a pauta fake a subir?

Tratando dela especificamente?

Não...

Nada disso!

Não que o (não) acontecimento seja irrelevante...

Não é bem isso...

A questão é a minha “pegada” como analista...

Como os leitores já sabem, pensando ~estrategicamente~, meu foco costuma ser muito mais no ~subtexto~ do que nos textos disparados pelos diversos atores do jogo político.

E em “atores do jogo político” entram, evidentemente, a Globo e Sergio Moro.

Muito mais importante do que a condenação de Lula por Moro - per se - são:

 

(i) a sua timidez!;

(ii) o timing;

(iii) as limitações técnicas; e

(iv) os movimentos casados da Globo para tentar pautar os seus desdobramentos.

 

Passemos, pois, à análise desse subtexto.
 

LEIA MAIS »

 

Seu voto: Nenhum (1 voto)

...

Às vezes a casa cai, mas a ficha não...

Seu voto: Nenhum (1 voto)
imagem de André élebê
André élebê

  Obrigado por dividir

  Obrigado por dividir conosco essa auto-reflexão.

Seu voto: Nenhum (1 voto)

Isso aí. Força Lula!

Ok. Essa é a saída. Qualquer condenado, inocente ou não, tem mais é que lutar pela sua liberdade. Sem um julgamento político ou indulto presidencial, pode recorrer a seus eleitores. Lula tem garantidos uns 30% dos votos em primeiro turno. Diante da desmoralização da classe política atual suas chances aumentam.  Boa sorte para ele e seus eleitores. Se der errado, azar dele.

Seu voto: Nenhum (4 votos)

MAS A CULPA É DO PRÓPRIO LULA!

Hoje temos uma "justiça" partidária e sem vergonha, porque lá atrás, quando reunia todas as condições, o Lula não fez como os demais presidentes sul americanos de sua época, e não instituiu o direito de convocarmos PLEBISCITOS e REFERENDOS com nossos ABAIXO ASSINADOS. Se tivéssemos o direito de convocar PLEBISCITO DESTITUINTE DE POLÍTICO, não teríamos pilhas e mais pilhas de pedidos de impeachment de juízes, que são engavetados pelo presidente do senado. Pois, se pudéssemos cassar o mandato desse senador, ele pensaria duas vezes antes de livrar a cara dos juízes. Assim, com a impunidade, cresce a corrupção e a falta de vergonha.

 

 

Aliás, pelo contrário, O PRÓPRIO PT RETIROU DA LEI O DIREITO DE CONVOCARMOS REFERENDOS COM NOSSOS ABAIXO ASSINADOS! Confiram:

 

 

https://democraciadiretanobrasil.blogspot.com.br/2017/06/lindberg-farias...

 

 

É isso mesmo! Ou o PT é um PARTIDO BANANA E IMPRESTÁVEL, que não serve pra nada; ou participou do teatrinho político para deixar vender o Pré Sal, levou muuuuuuuuita propina, e apenas fingiu nos defender; quando, na verdade, acabou amarrando nossas mãos, para que nada pudéssemos fazer nessa hora...

Seu voto: Nenhum (1 voto)

DEMOCRACIA DIRETA
Porque o Brasil é de todos os brasileiros.
https://www.facebook.com/democracia.direta.brasileira/
 

Voto em Lula de olhos fechados

mas a arrogância dele vai matar a esquerda. Se concorrer com liminar mesmo que ganhe vai ter a decisão na mão da justiça e 100% de certeza de golpe 2.0.

 

O desembargador do TRF4 deu 100% de certeza hj de concluir o processo contra Lula antes de 15 de agosto de 2018.


Ta tudo armado. O certo era Lula aceitar apoiar outro candidato. Ciro não da. Que seja Flavio Dino.

Seu voto: Nenhum (6 votos)

"Moro não tem que prestar

"Moro não tem que prestar contas para mim, ele tem que prestar contas para a história, assim como eu. A História vai dizer. Não é possível a gente ter um Estado democrático de direito se a gente não acreditar na Justiça. A Justiça não pode mentir, não pode tomar decisões políticas, tem que tomar decisões nos autos. A única prova que existe neste processo, em não sei quantas mil paginas, é a prova da minha inocência"

Lula continua humilhando Sérgio Moro. 

E a possibilidade de Sérgio Moro revidar no processo não existe mais.

A sentença encerra o trabalho do juiz.

A carreira do político ainda não se encerrou.

Lula continuará na mídia, como se espera de um líder político.

E Moro sairá de cena.

O estrelato que a mídia concedeu a ele perdeu a razão de ser. 

Pobre menino rico.

Agora Moro terá que afundar na irrelevância.

Cada vez menos procurado pelos repórteres, esquecido pelas câmeras de TV, o juiz da Lava Jato se transformará naquilo que ele sempre foi: um burocrata judiciário de primeira instância, condenado a julgar milhares de processos irrelevantes.

A dose cavalar de notoriedade midiática que Sérgio Moro ganhou certamente inflou seu ego.

Mas agora ele terá que amargar o anonimato. 

O anonimato não causa pavor ao cidadão anonimo.

Mas ele é corrosivo para quem um dia desfrutou a imagem de herói de HQ.

A guerra processual com Lula acabou e o Minuteman da Justiça Federal terá que aposentar sua capa.

O ego inflado dele, contudo, não se aposentará.

A nova batalha de Moro será mais dolorosa e intensa.

Mas ele terá que travá-la no isolamento.

Quem sou eu, agora?

O juiz pop star que fui ou o juizinho mequetrefe que ficou esquecido nesta sala cheia de processos mequetrefes?

A depressão... a de pressão... a pressão da ausência da cota diária daquela maravilhosa droga da notoriedade fácil concedida pelas redes de TV. Onde estão os repórteres? Porque as câmeras de TV não gostam mais de mim?

Neste momento de brilho máximo, só consigo ver no Sérgio Moro aquele personagem caricato do filme de Millos Forman.

Condenado a ver declinar seu brilho e importância, o juiz da Lava Jato será obrigado a se despir da capa de herói para usar as roupas rotas de Antonio Salieri no hospício.

Moro será, enfim, um campeão da mediocridade, lembrado apenas porque ousou condenar sem provas o presidente mais popular do Brasil. 

 

 

Seu voto: Nenhum (1 voto)

Mais provavelmente vai se

Mais provavelmente vai se tornar palestrador-geral da república...

Seu voto: Nenhum (1 voto)

Comentar

O conteúdo deste campo é privado e não será exibido ao público.
CAPTCHA
Esta questão é para testar se você é um visitante humano e impedir submissões automatizadas por spam.