Revista GGN

Assine

MP-SP pede indenização e dissolução de empresas envolvidas no cartel dos trens

Jornal GGN - Pouco alardeada, a investigação em torno da formação de cartel e fraude em licitações dos trens da CPTM e do Metrô durante gestões do PSDB em São Paulo ganhou um novo capítulo. O Ministério Público pediu à Justiça uma indenização ao erário no valor de R$ 2,5 bilhões por danos causados na reforma dos trens das Linhas Azul e Vermelha, no estado hoje governado pelo tucano Geraldo Alckmin. 

Na última segunda (26), a promotoria  entrou com ação por improbidade administrativa contra 11 empresas envolvidas no cartel de trens metropolitanos e três ex-diretores do Metrô. O argumento é que as companhias cometeram gesto fraudulento ao combinarem preços para os contratos de reforma de equipamento, em 2009, enquanto José Serra comandava o Palácio dos Bandeirantes.

Na ação, o MP solicita ainda a dissolução das companhias, a quebra de sigilo bancário e fiscal e o bloqueio de bens dos ex-diretores do Metrô. As empresas Alstom, Siemens, Bombardier, Tejofran, Temoinsa, Iesa, MPE, TTrans, Faiveley, Knorr Bremse e FVL são citadas na apuração. 

O ex-presidente do metrô José Fagali e dois ex-diretores, Sergio Corrêa Brasil e Conrado Grava, são suspeitos de agir com omissão para facilitar a fraude à companhia estadual e obter vantagens ilegais.

Segundo o promotor Marcelo Milani, a reforma dos trens antigos ficou mais cara do que a compra de novas composições. A indenização solicitada à Justiça é superior ao valor movimentado no esquema do mensalão - cerca de R$ 101 milhões, segundo relatórios da polícia. O caso que atingiu o Partido dos Trabalhadores foi delatado em 2005, enquanto o trensalão tucano eclodiu em 2013, a partir de relatos de dirigentes da Siemens. 

Média: 3.7 (3 votos)
10 comentários

Comentários

Espaço Colaborativo de Comentários

Opções de exibição de comentários

Escolha o modo de exibição que você preferir e clique em "Salvar configurações".
imagem de Antonio C.
Antonio C.

Hipnoprensa.

 

Olhe bem para o centro desta figura. Você verá apenas Pasadena e imprensalão, Pasadena e imprensalão...

Seu voto: Nenhum

O Ministério Público

já decretou que os tucanos foram apenas as "pobres" vítimas diante da sanha por lucros dos empresários corruptores???

Seu voto: Nenhum (1 voto)

"Se é para o bem de todos e felicidade geral da Nação, estou pronto! Digam ao povo que fico" MT

A vida é curta demais para se beber cerveja barata!!

A diferença entre o Brasil e a República Checa é que, a República Checa tem o gove

imagem de Motta Araujo
Motta Araujo

Formação de cartel acontece

Formação de cartel acontece com frequencia em todas as economias, nunca ouvi falar de pena de dissolução das empresas,  a pena costuma ser multa. Uma empresa dessas emprega 2 a 3.000 pessoas, vai desempregar todas?

Expulsa-la do Pais?  Não entendo qual a formção desses promotores, penas fantásticas, da Inquisição?

As penas precisam ser razoaveis, proporcionais aos delitos mas o que se vê todo dia são aberrações, penas de 500 mil Reais por dia para sindicatos, o MP esta delirante, é melhor ser razoavel e cobrar a multa do que multas estratosfericas

que nunca serão pagas.

Seu voto: Nenhum
imagem de Gão
Gão

kkk agora é o contrário, sumiram os corruptos

   Até mecher com governos tucanos não se ouvia falar nos corruptores, agora só tem eles e os corruptos tomaram doril.

Seu voto: Nenhum (4 votos)
imagem de Motta Araujo
Motta Araujo

Se há DISSOLUÇÃO não há quem

Se há DISSOLUÇÃO não há quem vá pagar a indenização.

É como impor multa a um condenado a morte.

Seu voto: Nenhum (2 votos)
imagem de Mario Blaya Santos
Mario Blaya Santos

ou seja o aparelhado MP-SP

ou seja o aparelhado MP-SP está perseguindo quem delatou os tucanos, e blindando os corruptos!

 

 

Seu voto: Nenhum (1 voto)

Impressionante....como esses

Impressionante....como esses tucanos escapam, sempre ilesos, de seus rombos.  Os trens do Metrô.....o mensalão tucano, a falta d'água, as privatizações das estradas, o Rio Pinheiros/Tietê e sua despoluição que já consumiu uma fortuna e o rio continua poluido, cada vez mais......o Banespa e por aí vai....são tantos os casos que nem dá mais para acompanhar......Enquanto isso, nossa mídia venal se cala total........cadê o Jabor para se indignar?  E aí Boris Casoy.....isso não é uma vergonha?  Cadê os Mervais, Demétrios e outros serviçais?  E cadê o nome do José Luiz Lavorente??  Homem de confiança do Alckimin e diretor da CPTM??  Há relatórios que dão conta que ele era o responsável por pegar o dinheiro e sair distribuindo aos "da panela".  Cadê o nome do André Matarazzo também?  Tá faltando gente nessa denúncia....muita gente!! 

Seu voto: Nenhum

Essa ausência do polo passivo da corrupção ai: Só rindo!

Só há empresas nesse rolo? Não entendi, onde já se viu um esquema que desviou bilhões de reais dos cofres públicos existir apenas corrupção ativa? Isso é muito surrealista, os tucanos deveriam ao menos disfarçar um pouco, que tal entregar pelos um agente público metido no esquema, sim, tem o Conselheiro do TCE. Mas somente ele fez tudo? Só ele embolsou uma boa grana destas empresas? Risível não fosse trágico

Seu voto: Nenhum (3 votos)

 

...spin

 

 

imagem de josé adailton
josé adailton

Deu na Grobo

Jornal Nacional  - 26.05.2014

http://g1.globo.com/jornal-nacional/noticia/2014/05/promotores-investigam-combinacao-de-precos-nas-obras-do-metro-de-sp.html

 

Promotores investigam combinação de preços nas obras do Metrô de SP 

Promotores que investigam a combinação de preços entre empresas que participaram de obras do Metrô de São Paulo, em governos do PSDB, afirmam que ficou mais caro reformar trens usados - do que comprar composições novas. O Ministério Público, pediu, na Justiça, a dissolução de 11 dessas empresas.

........................................................................................................................................

O promotor Marcelo Milani afirma que a denúncia não aponta a responsabilidade do ex-governador José Serra. Na ação, relata "houve ajuste prévio entre as empresas, sem disputa licitatória”.  E acusa o ex-presidente do metrô José Jorge Fagali e os ex-diretores, Sérgio Correa Brasil e Conrado Grava Souza de serem "omissos" e "de agirem com intenção de fraudar o metrô e obter vantagens ilegais".

............................................................................................................................................

O MP também pede a dissolução das empresas que teriam participado do suposto cartel, a quebra dos sigilos fiscal e bancário das empresas e dos ex-diretores do metrô, e uma indenização de quase R$ 2,5 bilhões.

Seu voto: Nenhum

Domínio do Fato -

Com o perdão do termo chulo, mas é a porra do Domínio do Fato?

Seu voto: Nenhum (2 votos)

Caetano

Comentar

O conteúdo deste campo é privado e não será exibido ao público.
CAPTCHA
Esta questão é para testar se você é um visitante humano e impedir submissões automatizadas por spam.