Revista GGN

Assine

O jogo de intrigas nas eleições para PGR

janot_marcelo_camargo_abr_1.jpg

Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

O jogo de intrigas palacianas corre solto na disputa da lista tríplice para Procurador Geral da República.

O Globo publica matéria - obviamente encomendada - em que queima, ao mesmo tempo, dois dos principais favoritos: os subprocuradores Raquel Dodge e Mário Bonsaglia.

Atribui as informações a "fonte que acompanha a disputa de perto". Não dá a informação central: quem é a fonte e quais seus interesses. E a fonte - obviamente isenta, sem interesse algum na disputa - diz que Raquel é a favorita de Gilmar Mendes, do Ministro da Justiça Torquato Jardim, dos caciques peemedebistas Renan Calheiros, José Sarney e Osmar Serraglio. Poderia ter incluído Fernando Collor, Roberto Jefferson, Moyses Lupion, Joaquim Silvério dos Reis, Paulo Maluf para apimentar mais ainda a informação. Ou ainda Lula, José Dirceu, Antônio Pallocci e outros inimigos da categoria. Afinal, fonte em off de jornal é melhor que delator da Lava Jato: nem precisa barganhar para enfiar na declaração a frase que interessa. Já Temer, segundo a reportagem, preferiria Mário Bonsaglia.

Tempos atrás, Rodrigo Janot armou para cima de Raquel Dodge.  Ela encaminhara junto ao Conselho Superior do Ministério Público a proposta para que, nas missões especiais, não pudessem ser convocados mais que 10% do efetivo de cada núcleo do Ministério Público Federal. Janot convocou a imprensa para a reunião e, de cara, afirmou que a medida inviabilizaria a Lava Jato. Uma afirmação falsa, que não batia com os fatos.

Enfim, em Brasília a cumplicidade entre poderes é ampla, geral e irrestrita. E a intriga é o prato principal em todos os jantares.

Assine
Média: 4.7 (17 votos)
14 comentários

Comentários

Espaço Colaborativo de Comentários

Opções de exibição de comentários

Escolha o modo de exibição que você preferir e clique em "Salvar configurações".
imagem de jose adailton v ribeiro
jose adailton v ribeiro

Indolor

Continuo acreditando na metáfora do carrapato de elefante:

"O Globo publica matéria - obviamente encomendada"

"Janot convocou a imprensa para a reunião e, de cara, afirmou que a medida inviabilizaria a Lava Jato. Uma afirmação falsa, que não batia com os fatos."

 

Seu voto: Nenhum

Controles espúrios

A FSP nolticia hoje uma manobra no STF para por a relatoria do caso Temer/Wesley nas mãos de A.Moraes. O Globo parece estar dentro de uma manobra tendente a escolher o futuro PGR.

Um esclarecimento prévio: A Constituinte de 88 estava voltada para a eleição do PGR, tal como dos Procuradores-Gerais dos Ministérios Públicos Estaduais. O Centrão suprimiu essa eleição apenas no Ministério Público Federal.

O problema posto pela matéria do O Globo está na identificação do interesse: se Raquel Dodge e Bonsaglia são do lado de Temer, por que o jornal os desqualificaria? Porque estaria contra Temer? Assim, queimaria candidatos pro Temer? O problema fica mais complicado quando eu fui informado por um destes candidatos queimados de que houve esclarecimentos à Globo, à FSP e ao Estadão, mas não foram publicados. Então, toda esta mídia se pôs contra eventual interesse de Temer em influir na a votação?

Não pude compreender a manobra do O Globo.

Seu voto: Nenhum

Fabian Bosch

O destino do Brasil e o

O destino do Brasil e o próximo Procurador Geral da República.

A esquerda parece que ainda não aprendeu a pensar conforme os movimentos da direita, e se antecipar a eles, ou, ao menos, se contrapor tempestivamente.

Esta questão de quem vai ser o próximo Procurador Geral da República (em setembro se dará a substituição) é fundamental para toda a articulação dos golpistas (leia-se governo Temer e sua base de sustentação), bem como, a composição a ser feita para atingir tal objetivo.

E, não é por acaso que a grande mídia, em particular a Rede Globo, passou, decididamente  a atuar de forma explícita em tal escolha.

No caso, em razão das atribuições acometidas ao cargo de Procurador Geral da República, tem-se que, ao desempenho de seu titular, estará inevitavelmente atrelado o futuro da nação, ou seja, pelos seus atos e omissões é que se definirá o quadro político institucional brasileiro, notadamente se for mantida a prerrogativa de foro em seu atual modelo.

É que, dentre as atribuições do Procurador Geral da República, está a de requerer investigações e/ou ajuizar eventuais denuncias, em razão de possíveis crimes cometidos por pessoas que detenham foro privilegiado, no caso, deputados, senadores, ministros de estado, Presidente da República.

Relembrando.

Não é por acaso que no tempo de Fernando Henrique Cardoso, era sistematicamente nomeado Procurador Geral da República Geraldo Brindeiro, que ficou conhecido como Engavetador Geral da República.

Quando Fernando Henrique Cardoso, posteriormente, num programa de entrevistas na BBC, teve o desplante de dizer que no seu governo não teve corrupção, foi imediatamente apartado pelo ancora inglês, que  de pronto arguiu, que o que efetivamente tinha ocorrido  é que nada foi investigado, e, todos os possíveis crimes resultantes da corrupção sistêmica que grassava – e grassa - no país, e que poderiam resultar em denúncias,  todos foram arquivados.

Pergunta-se.

Com todos estes deputados,  senadores e ministros, que hoje estão sendo investigados ou por investigar, e,  muitos com denúncias já praticamente prontas, o que acontecerá, se o sistema – leia-se Temer, PMDB, PSDB, DEM -,  ou seja Temer e seus amigos,  diretamente interessados,  tiverem êxito em seu intento e nomearem um grande parceiro – um novo engavetador – para Procurador Geral da República.

A resposta é óbvia.

Nenhum deles será investigado, nenhum deles será denunciado.

Em compensação seus inimigos políticos, sofrerão, com certeza, toda sorte de investigações, e, eventualmente, ainda que descabidas, serão alvo de denúncias.

Este é um assunto por demais urgente, e deveria ser pauta de toda a esquerda.  

E, não se alegue, que o instituto do foro privilegiado esta por ser extinto.

No caso, até mesmo neste campo, como não poderia deixar de ser, a disputa de poder é ferrenha, e, não é por acaso que a questão acerca do fim da prerrogativa de foro esta sendo tratada de forma especial tanto pelo Supremo Tribunal Federal, quanto pela Câmara dos Deputados e Senado Federal.

Pois bem.

Conforme se der a indicação – de qual o grupo lograr o direito a escolha – a referida  lei que terminaria  com o foro privilegiado, será relegada a um futuro distante, ou melhor, ficará indefinidamente suspensa, a menos que em determinado momento, casuisticamente, haja interesse em sua aprovação.

Da mesma forma, o julgamento pelo Supremo Tribunal Federal, seria indefinidamente postergado, pois a balança do poder, não se confunde com a da justiça, e tem outros pesos e contrapesos.

Seu voto: Nenhum

"ACORDÃO": AÉCIO SOLTO? E "COM SUPREMO COM TUDO", JUCÁ?

"ACORDÃO": AÉCIO SOLTO? E "COM SUPREMO COM TUDO", JUCÁ?

Por Romulus e Núcleo Duro

Mais uma rodada, pessoal. Destaque MÁXIMO do dia:

“(...) Tem ‘pautas’ do Acordão cujo preço é incerto, variável, de difícil estimação prévia...

P.e., "prender o Aécio" pode sair... ‘barato’.

Mas...

Pode sair beeem ‘caro’ também, se ele pirar na cadeia.

Aécio está looonge de ter a resiliência física e moral de uma certa ~PresidentA~...

Aquela que, na juventude, atendia pelo codinome “Vanda”, na VAR Palmares, sabe...

Em abstinência de... hmmm... “liberdade”, digamos... Aécio sempre pode acabar “causando”, né...

Ou até morrer!

Vide Mani Pulite...

Afinal, "tem que ser um que a gente mata antes de ele delatar" – apud... Aécio (!), não é isso??

Deve estar com o c* na mão.

Porque o seu bem-estar deixa de depender dele na Papuda.

Pode ser paranoia, mas nunca se sabe, né...

Afinal...

Cai tanto jatinho no Brasil...

 

LEIA MAIS »

Seu voto: Nenhum (1 voto)

Acho tudo isso uma baboseira

Acho tudo isso uma baboseira danada.

Essas tais "eleições" na verdade são anti-constitucionais, não encontram guarida na constituição.

Portanto, o Presidente, que, no caso, ainda é Temer, tem e que IGNORAR qualquer tido de "lista" de categorias.

É o fim da picada corporações públicas quererem indicar o seu chefe.

As corporações no País estão passando dos limites faz tempo já. Se continuarem dessa forma, não haverá alternativas, à população dita de bem, que senão acabar com a tal "estabilidade no serviço público".

 

Seu voto: Nenhum (4 votos)
imagem de andre rs t
andre rs t

Como aconteceu no Iraque após

Como aconteceu no Iraque após a invasão, quem manda por aqui são os EUA com sua equipe de Chicagos Boys, sem faltar o chefão da CIA se reunindo com a cupula do golpe. Será que esse pais tem jeito.

Seu voto: Nenhum (2 votos)
imagem de WG
WG

O golpe

O golpe plutocrático/midiático/yankee colocou o Brasil à margem da civilização.  A raquítica democracia tupiniquim foi literalmente atropelada pelo caminhão terrorista dirigido remotamente pela plutocracia & CIA.  Um sistema educacional (psdb) fabricando milhões de analfabetos funcionais, uma mídia fascista fabricando milhões de analfabetos políticos, forças armadas dando cobertura ao inimigo externo e atacando ferozmente a minoria consciente  não poderia dar em outra coisa. O país é um grande acampamento, a maior parte do povo tentando sobreviver, a outra parte mergulhada no consumismo zumbi. Uma fração da população, esclarecida e com senso de justiça social é muito pouco para enfrentar a lavagem cerebral imposta pela mídia plutocrática. Cada vez mais fica evidente que Janot, Gilmar, Cunha, Moro e outros são meros fantoches dos que de fato mandam no Brasil e no mundo. Enquanto são úteis aos poderosos, ficam e vão tirando proveito; passado o prazo de validade, voltam ao status anterior, assumindo o papel de "defensores" da lei e da ordem ou se transferem de mala e cuia para a matriz/matrix.  

Seu voto: Nenhum

Pano de fundo: FHC broker do Acordão-"c/ STF/PGRc/tudo" (Jucá)

FHC DÁ ULTIMATO À GLOBO? OU ACABA A LAVA JATO OU ELEGEMOS LULA PRESIDENTE? (E COM LEY DE MEDIOS?)

Por Romulus & Núcleo Duro

Vamos para mais uma rodada de análise, pessoal?

Destaques:

Ouviram a última?

- FHC “quer” (aspas!)... “Diretas Já”?!

- Será que “quer” mesmo?

Ou...

- Apenas se utiliza do “fantasma” de Lula, favorito nas pesquisas ~hoje~, para dar um ultimato à Globo e aos juristocratas:

- Ou param com a caçada e o abate da classe política (ou pelo menos dos meus amigos) ou...

- Vem aí o governo “Lula 3”!

- E, “depois de tudo o que vocês fizeram”, certamente desta vez com Ley de Medios (!)

Mas...

- O PT e Lula estão dentro ou fora do Acordão?

- Aliás, nesse tocante (e em todos os demais...):

- PT = Lula??

- Blogosfera “progressista” e o “Fora Temer” ~da~ GLOBO: mais uma vez, a dificuldade/ falta de vontade de sair da pauta imposta pelo Cartel Midiático. Comem o “prato feito” - e sem reclamar muito!

 

LEIA MAIS »

 

 

Seu voto: Nenhum (1 voto)
imagem de João de Paiva
João de Paiva

Nem Janot nem o PIG/PPV têm escrúpulos

Tão ou mais perigosa que a ORCRIM formada pelas quadrilhas políticas do PSDB, PMDB e aliados é a da Fraude a Jato, sobretudo depois que a PGR, a Globo e aJBS formaram um consórcio para rifar MT e camarilha, que essas mesmas ORCRIMs inttitucionais ajudaram a colocar no Palácio do Planalto.

Rodrigo Janot é exatamente aquilo que o velho Brizola bravateou em relação ao Ex-Presidente Lula: "Ele é capaz de pisar no pescoço da própria mãe, para conseguir mais poder e influência".

O navio golpista está vazando por todos os lados; alguns ratos se lançam ao mar, enquanto outros se agarram ao casco esburacado. Sérgio Etchegoyen, esse general canastrão da linha dura do MT, cometeu uma patacoada e entregou a identidade de um agente da CIA, comprovando aquilo que os mais atentos e observadores já tinham notado: que o golpe foi pensado, gestado e coordenado por agências e departamentos de investigação e espionagem dos EUA. 

Várias vezes eu mostrei, por meio de comentários e artigos, que a briga intestina pelo poder - como a que travam Gilmar Mendes e Rodrigo Janot - é uma cortina de fumaça, para encobrir o que é mais importante no golpe: entregar o controle das riquezas e setores estratégicos do Brasil ao capital internacional, sobretudo estadunidense. O desmonte social e de setores como de energia, defesa, aero-espacial, de comunicações, mineral, etc., está sendo cumprido com pontualidade suiça. Sérgio Moro e toda a ORCRIM da Fraude a Jato são subordinados ao alto comando internacional do golpe de Estado; o mesmo vale para Rodrigo Janort e para o PIG/PPV. A camarilha de Temer, o STF e as FFAA também são omissos, coniventes, cúmplices e partícipes do golpe de Estado. As provas estão todas aí; apenas os diversionistas, os tolos, os incautos, os mal formados, os desinformados ou os de má-fé tentam negar o óbvio.

Seu voto: Nenhum (1 voto)
imagem de José Ribeiro Jr
José Ribeiro Jr

Você é desinformado, João

Você é desinformado, João Paiva. Foi o presidente Lula que disse que Brizola era capaz de pisar no pescoço da própria mãe para ser presidente! Vá aos jornais da época (1980/ 81 / 82) se quiser tirar a prova.

Seu voto: Nenhum
imagem de C.Poivre
C.Poivre

Infiltrado

Perfeito, principalmente o último parágrafo. Mas tem um colunista infiltrado aqui no GGN que discorda de cada palavra deste parágrafo. É uma espécie de Alienista.

Seu voto: Nenhum (1 voto)
imagem de Eduardo Outro
Eduardo Outro

"Mestre, está uma boataria

"Mestre, está uma boataria danada..."

Seu voto: Nenhum
imagem de João de Paiva
João de Paiva

Bomba! Bomba! Bomba!

Atenção, equipe do GGN!

Apurem esta notícia, que expõe completamente aquilo que afirmo há três anos, sobre o alto comando internacional do golpe.

Quero ver Fernando Horta, com suas teses diversionistas, negar o  óbvio.

ETCHEGOYEN SE REUNIU COM CHEFE DA CIA E ENTREGOU IDENTIDADE DE AGENTE

 

Governo de Michel Temer comete mais uma lambança: no dia 9 de junho, o ministro Sergio Etchegoyen, chefe do Gabinete da Segurança Institucional, se encontrou com um agente da CIA no Brasil, situado em Brasília; em sua agenda oficial, a equipe do ministro divulgou a identidade secreta do agente; nem ele próprio se identificava como funcionário da central de inteligência americana, mas como "political officer"; já pelo governo brasileiro Duyane Norman foi identificado como "Chefe do Posto da CIA em Brasília"

 

19 DE JUNHO DE 2017 ÀS 15:20 // 247 NO TELEGRAM Telegram

 

 

247 - O governo de Michel Temer cometeu mais uma lambança diplomática. 

No dia em que o site do Palácio do Planalto divulgou uma viagem de Temer à República Socialista Federativa Soviética da Rússia, o jornalista Pedro Carvalho, da coluna Radar On-Line, informa que a equipe do ministro Sergio Etchegoyen, chefe do Gabinete da Segurança Institucional, entregou a identidade secreta de um agente da CIA.

No dia 9 de junho, a agenda informou que o ministro se encontrou com Duyane Norman, "Chefe do Posto da CIA em Brasília".

Nem o próprio agente se identifica como funcionário da central de inteligência americana, e sim como "political officer". O cargo está descrito na rede social corporativa LinkedIn. Há poucas - ou quase nenhuma - informações sobre ele na internet, o que indica que ele realmente gostaria de ter mantido sua identidade secreta, revelada pelo governo brasileiro

 

Seu voto: Nenhum (2 votos)
imagem de André élebê
André élebê

  Bem lembrado.   O Fernando

  Bem lembrado.

  O Fernando Horta vai dizer que foi só uma visita social. Sacumé, os agentes da CIA adoram carnaval e caipirinha, só vêm pra cá em férias.

Seu voto: Nenhum (1 voto)
imagem de C.Poivre
C.Poivre

$$$

A ação do$ diver$ioni$ta$ está bem clara para todo$...

Seu voto: Nenhum (4 votos)

Comentar

O conteúdo deste campo é privado e não será exibido ao público.
CAPTCHA
Esta questão é para testar se você é um visitante humano e impedir submissões automatizadas por spam.