newsletter

Assinar

O xadrez do enfrentamento da Lava Jato

Vamos começar nosso xadrez de hoje explicando porque há um enfrentamento da Lava Jato contra seus mentores e porque o STF (Supremo Tribunal Federal) terá que assumir atitudes mais duras daqui por diante.

Primeiro, uma leitura mais detida da medida cautelar do Ministro Teori Zavascki, do STF (Supremo Tribunal Federal) (http://migre.me/tkGYi)

Lance 1 – a condenação da radicalização da Lava Jato por Teori e Janot.

Não foi meramente um pedido de recolhimento dos dados para análise. Foi uma condenação dura do estilo Sérgio Moro.

(...) Embora a interceptação telefônica tenha sido aparentemente voltada a pessoas que não ostentavam prerrogativa de foro por função, o conteúdo das conversas – cujo sigilo, ao que consta, foi levantado incontinenti, sem nenhuma das cautelas exigidas em lei – passou por análise que evidentemente não competia ao juízo reclamado.

 (...) No caso em exame, não tendo havido prévia decisão desta Corte sobre a cisão ou não da investigação ou da ação relativamente aos fatos indicados, envolvendo autoridades (...) fica delineada, nesse juízo de cognição sumária, quando menos, a concreta probabilidade de violação da competência prevista no art. 102, I, b, da Constituição da República.

 (...) Cumpre enfatizar que não se adianta aqui qualquer juízo sobre a legitimidade ou não da interceptação telefônica em si mesma, tema que não está em causa. O que se infirma é a divulgação pública das conversas interceptadas da forma como ocorreu, imediata, sem levar em consideração que a prova sequer fora apropriada à sua única finalidade constitucional legítima (“para fins de investigação criminal ou instrução processual penal”), muito menos submetida a um contraditório mínimo.

(...)A esta altura, há de se reconhecer, são irreversíveis os efeitos práticos decorrentes da indevida divulgação das conversações telefônicas interceptadas. Ainda assim, cabe deferir o pedido no sentido de sustar imediatamente os efeitos futuros que ainda possam dela decorrer e, com isso, evitar ou minimizar os potencialmente nefastos efeitos jurídicos da divulgação, seja no que diz respeito ao comprometimento da validade da prova colhida, seja até mesmo quanto a eventuais consequências no plano da responsabilidade civil, disciplinar ou criminal.

Depois, a nota do PGR Rodrigo Janot, contra a radicalização e o voluntarismo:

(..) Nenhum de nós, por mais lúcido e clarividente que seja, é capaz de sozinho e ao largo do processo institucional apontar saídas que nos conduzam a um futuro melhor.

(...) institucionalizaremos os valores republicanos, democráticos e do estado de direito, ou afundaremos o país em um perigoso jogo de poder que nada há de agregar à construção da cidadania e da civilidade?

(...) O país precisa, mais do que nunca, de que o Ministério Público cumpra fielmente o seu destino nesse momento crucial, e, para tanto, precisamos de coletivamente compreender três verdades intuitivas: a primeira, o desafio da nossa hora é o de combater a impunidade; a segunda, o Ministério Público não tem ideologia nem partido, de modo que nosso único guia deve encontrar-se no texto da Constituição da República e nas leis; a terceira, devemos manter aceso nosso sentimento de unidade, sem cizânias personalistas ou arroubos das idiossincrasias individuais. 

(...) Não podemos permitir que as paixões das ruas encontrem guarida entre as nossas hostes. Somos Ministério Público. A sociedade favoreceu-nos, na Constituição, com as prerrogativas necessárias para nos mantermos alheios aos interesses da política partidária e até para a defendermos de seus desatinos em certas ocasiões. Se não compreendermos isso, estaremos não só insuflando os sentimentos desordenados que fermentam as paixões do povo, como também traindo a nossa missão e a nossa própria essência.

Os dois movimentos foram de alerta para a Lava Jato, denotando que havia saído do prumo.

Lance 2 – O juiz Sérgio Moro afrontou novamente o STF.

A censura pública de Teori fez com que o juiz Sérgio Moro pagasse para ver. Ontem, ordenou sigilo total nas tais planilhas da Odebrecht. Mas as planilhas já tinham vazado há dois dias, conforme pesquisa minuciosa feita por Marcelo Zelic, Vice-presidente do Grupo Tortura Nunca Mais-SP e Coordenador do Projeto Armazém Memória.

Zoelick começou sua pesquisa pelo CNPJ de Aécio, descrito no documento vazado.

O 3º resultado ITEM n. 43 – UOL é o endereço dos uploads do Fernando Rodrigues. O upload foi feito 2 dias atrás.

O documento em pdf traz o conjunto que a PF enviou para ser incluído nos autos, com as capas de rosto e conteúdo. O Ministro Eugênio Aragão afirmou que tomaria atitude ante qualquer “cheiro de vazamento”.  No caso, não é cheiro: a origem do documento é da própria Polícia Federal. Mas o número 1320 pode indicar que o vazamento se deu pelo próprio juízo. “O que me parece mais lógico, uma vez que a numeração existe a lápis só depois de ser incorporada ao processo”, explica Marcelo.

De qualquer maneira, de dois, um: ou a Polícia Federal ou o juiz Sérgio Moro, qualquer um dos dois afrontando o novo Ministro da Justiça Eugênio Aragão – que ameaçou medidas contra vazamentos – e o Ministro Teori Zavascki, que censurou publicamente um juiz que se considerava perto da divindade.

Mais que isso, as planilhas divulgadas visaram espalhar confusão na opinião pública, na medida em que não identificava o que seriam contribuições oficiais de pagamento de propinas. Qual o sentido de espalhar suspeitas sobre 200 políticos, sem identificar o que era contribuição normal de campanha?

Para desafiar dois poderes constituídos – o STF e o PGR – a Lava Jato contava com o clamor da turba. Não foi por coincidência, o desafio ao STF veio acompanhado de movimentos de aliados da Lava Jato nas redes sociais – dentre os quais jornalistas claramente identificados com a operação - estimulando atos de represália contra o Ministro Teori.

Todos esses movimentos, mais as ameaças explícitas ao Ministro Teori mostraram que a Lava Jato se transformou em um trem desgovernado, julgando que o apoio da opinião pública seria suficiente para sobrepô-la ao próprio STF.

Consequência – o fim da Operação Pilatos

A partir de agora, rompe-se definitivamente a blindagem que sustentava a operação. Ela continuará sendo garantida apenas por grupos de ultradireita.

Uma coisa era afrontar um governo frágil, que sequer sabia se defender. Outra é investir contra outros dois poderes fortalecidos, o STF e a PGR.

A decisão de Teori acaba com a Operação Pilatos do STF – que consistia em todos lavarem a mão e transferirem para as massas os julgamentos de Jesus e Barrabás. Foi assim com Rosa Weber, depois com o pleno, depois com Edson Fachin, depois novamente com Rosa Weber, no caso da competência para o caso do sítio de Atibaia.

Com a posição firme de Teori e as afrontas de Moro e da Lava Jato, as ameaças virtuais e físicas, não haverá mais como Ministros do STF, o PGR e o Ministro da Justiça manterem a Operação Pilatos. O STF terá que se pronunciar, condenando ou absolvendo Jesus, Barrabás ou a malta e se posicionando em relação à Lava Jato.

Como escrevi dias atrás, não haverá necessidade de muito tempo para se entender o que se passou nos porões da operação e em qual momento houve o rompimento entre a Lava Jato e a PGR.

No início, havia o monitoramento constante para que a Lava Jato não saísse do prumo. Não é fácil administrar esse imenso poder de mexer com o psicossocial de todo um país e transformar procuradores e delegados em celebridades e em missionários evengelizadores

Quando se criam ondas desse tamanho, cavalga-las exige um conhecimento de situação, um amadurecimento que muitas vezes não se encontra nem em políticos, delegados ou procuradores experimentados.

Deslumbraram-se na Lava Jato e, em determinado momento aparentemente fugiram do controle de Janot, até então o principal estimulador dessa escalada. Ontem, uma repórter do Estadão narrou o episódio inacreditável de sua casa invadida por Policiais e Perocuradores da Lava Jato (clique aqui) meramente por ter aparecido seu nome em algum momento. A perda de rumo fez com que partissem para prisões indiscriminadas, desmoralizando a operação.

Foi necessário que figuras referenciais do Ministério Público – como Cláudio Fonteles – viessem em socorro do PGR, alertando para os desvios e para os riscos de perda de controle sobre o próprio MPF, para que o Alto Comando acordasse. Não haverá como Moro deixar de responder a um inquérito penal e administrativo, ou proximamente ou assim que o caldeirão da Lava Jato esfriar um pouco mais.

A terceira frente de desgaste será o Congresso, depois da operação ter envolvido irresponsavelmente 200 parlamentares na lista de suspeitos.

Espera-se que Janot consiga demover os procuradores da vendeta contra a Odebrecht. Destruir uma empresa de tal relevância, meramente como exibição de músculos, será um desserviço irreparável contra o país.

Média: 4.6 (60 votos)

Recomendamos para você

147 comentários

Comentários

Espaço Colaborativo de Comentários

Odebrecht/ Catta Preta

Nassif,

O que me chamou a atenção ontem foi a negativa dura do MP quanto a delação da Odebrecht nos termos que ela propôs. O que seria a verdadeira revolução nesse processo, mostrando como funcionam o financiamento de campanha e a corrupção no país.

Em consonância, lembrei-me do episódio da advogada Catta Preta, lançado por você a um tempo atrás. Uma advogada inexpressiva no mundo jurídico, que de repente começa a receber milhões.

Será que o MP/Moro só aceitam delações que forem em termos e advogados que lhe favoreçam?

No episódio da advogada, há de se ressaltar que quando Eduardo Cunha a quis convocar para CPI e ver suas movimentações bancárias, apareceu um delator contra ele. E não creio que o Cunha queria ver a entrada de dinheiro em sua conta, sim o contrário.

Abraço

Seu voto: Nenhum (2 votos)

Opções de exibição de comentários

Escolha o modo de exibição que você preferir e clique em "Salvar configurações".
imagem de JoaoMineirim
JoaoMineirim

A única coisa que importa,

A única coisa que importa, nesse momento, é se a Dilma tem o apoio das forças armadas. Se ela, até agora,  não cometeu e nem tem demonstrado interesse em cometer nenhum auto de autoritarismo em desrespeito à Constituição, ao Povo ou ao Estado Democrático de Direito, então, o exército tem a obrigação moral de aceitar o seu comando e, que, se, no último caso, for necessário, fazer o uso da força e prender todos os golpistas envolvidos.

Em nenhum momento o governo usou violência  contra sua população, em nenhum dos protestos  houve represssão dos Estado, pelo contrário, a Dilma até defendeu o direito de manisfetação como um direito democrático, e só pediu que fossem pacíficos. A opinião pública mundial  não a vê como a vilã da história, como uma ditadora cruel e enraivecida contra a população, pelo contrário, ela tem demonstrado toda tranquilidade de consiciência e, no fundo, eu espero que ela tenha certeza de que as forças armadas já cometeram um erro no passado, torturaram-na quando jovem e não vão torturá-la novamente.

Seu voto: Nenhum

Não vai ter Golpe!!!

O PMDB é uma caixa de pandora, vai, vai,vai e nunva vai...

O processo vai do congresso para o senado e fica...

Ou então votam o impeachment e o governo mesmo assim continua. Pois a Dilma não é  o Collor.

Seu voto: Nenhum
imagem de arkx
arkx

arquitetura do caos

últimos acontecimentos da crise exigem alerta:

- agressão ao Cardeal de S. Paulo por uma mulher agindo incoerentemente;

- vazamento do listão da Odebrecht e da delação de Pedro Correa, seguidas de informações sobre uma nova lista ainda mais arrasadora;

- capa bombástica da revista Veja prontamente desmentida pela Embaixada Italiana.

a operação Lava Jato está fora de controle. começa a se evidenciar uma outra operação subjacente, desde sempre a operação principal, sendo desta a Lava Jato nada mais que cortina de fumaça, com seu plano indo além da prisão de Lula e do golpe contra o governo.

a dinâmica social desencadeada pela inesperada força da resistência ao ataque à Democracia levou a erros de execução da fase final da Lava Jato, indicando que os reais formuladores e seus objetivos estão alhures.

há um “Alto Comando”, mas quem é e onde está de fato o “Comando Central”?

no sinistro quebra cabeças onde faltavam várias peças, algo começa a se revelar... o tempo não parece estar do lado deles. se todos já admitem nenhuma ficção dar conta de acompanhar a realidade da crise brasileira, há também possibilidade das teorias da conspiração se tornarem obsoletas?

.

 

Seu voto: Nenhum

Alto comando e figuras de proa, quem seriam?

Nassif, não dá para fazr um organograma do golpe, com o Janot, Serra, Fraga, Gilmar, Cunha, Aécio, FHC e outros menos cotados.

Um gráfico ligando pontos, com conexões, hierarquias e buracos vazios, onde se pode colocar a Banca Internacional, as Corporações, Máfia e o que mais couber.

A Globo e as outras mídias, com as mídias internacionais suspeitas Economist, NY Times, FR e outros que conspiram contra o Brasil.

O quadro é complexo, mas penso que com a colaboração dos comentaristas, muitas ligações seriam desveladas. 

Pessoal  do GGN mãos a obras.

Seu voto: Nenhum

Follow the money, follow the power.

Moro

A MALA SEM ALÇA

Seu voto: Nenhum (2 votos)
imagem de Fernando Vasqs
Fernando Vasqs

Tereza Cruvinel, o artigo

Tereza Cruvinel, o artigo completo, link

http://www.brasil247.com/pt/blog/terezacruvinel/222653/Lava-Jato-a-narra...

Seu voto: Nenhum
imagem de Fernando Vasqs
Fernando Vasqs

Tereza Cruvinel, a melhor

Tereza Cruvinel, a melhor análise de todas:"Definitivamente, a narrativa está saindo do script original. 

Está se caracterizando a existência de um “sistema” de financiamento da política a partir do Estado mas não um financiamento público transparente e lícito. Tal sistema se baseia no financiamento pelo Estado a partir dos contratos com grandes empresas fornecedoras, e nele os operadores de dentro e fora do Estado embolsam uma boa parte. Baruscos e companhia. Um sistema que gera e realimenta a corrupção, qualquer que seja o partido no poder.

Esta verdade não interessa à Lava Jato e aos que dela se valeram para fomentar a crise. Não interessa ao “sistema”. 

Mas é a partir dela que poderemos realmente passar o sistema político a limpo para o bem da democracia.  Se ele for mantido,  mesmo com Lula defenestrado da cena política, Dilma afastada e o PT banido para a terra do mal, mesmo com as empreiteiras sangradas, abrindo espaço para empresas estrangeiras, outras crises virão.

A palavra do momento é acordão. Faz-se o impeachment e na poeira todos escapam. Com isso, as ruas não podem concordar. Nem as que estão contra Dilma, nem as que combatem o golpe.

Seu voto: Nenhum
imagem de Fernando Vasqs
Fernando Vasqs

Tereza Cruvinel, a melhor

Tereza Cruvinel, a melhor análise de todas:"Definitivamente, a narrativa está saindo do script original. 

Está se caracterizando a existência de um “sistema” de financiamento da política a partir do Estado mas não um financiamento público transparente e lícito. Tal sistema se baseia no financiamento pelo Estado a partir dos contratos com grandes empresas fornecedoras, e nele os operadores de dentro e fora do Estado embolsam uma boa parte. Baruscos e companhia. Um sistema que gera e realimenta a corrupção, qualquer que seja o partido no poder.

Esta verdade não interessa à Lava Jato e aos que dela se valeram para fomentar a crise. Não interessa ao “sistema”. 

Mas é a partir dela que poderemos realmente passar o sistema político a limpo para o bem da democracia.  Se ele for mantido,  mesmo com Lula defenestrado da cena política, Dilma afastada e o PT banido para a terra do mal, mesmo com as empreiteiras sangradas, abrindo espaço para empresas estrangeiras, outras crises virão.

A palavra do momento é acordão. Faz-se o impeachment e na poeira todos escapam. Com isso, as ruas não podem concordar. Nem as que estão contra Dilma, nem as que combatem o golpe.

Seu voto: Nenhum

Não sei como acabar a

Não sei como acabar a corrupção, mas quero dizer do respeito que tenho pelo bico de tucanos.

Uma lista pressupõe que Aécio é corrupto, ladrão, criminoso e golpista - é inadmissível dizer isso sem provas.

É preciso ter cautela republicana - já disseram que ele teve envolvimento em quatro delações premiadas, e até um carregamento de cocaina seria dele - não signfica que houve indícios de crime - e este cliente não tem qualquer acusação formal aceita pelo ministério público.

Dizem: Nossas instituições que investigam o governo e o Lula funcionam com ética e a justiça é apartidária - os vazamentos seletivos e abusos na divulgação de grampos não autorizados são legais para Rede Globo. 

Porque tenho respeito pelo bico de tucanos? - o ministro Gilmar afirmou que o impeachment é previsto pela constituição - Nada mais justo que retirar do poder a presidenta da república eleita legitimamente nas urnas: No congresso, a casa do povo, já não é difícil de conseguir votação em justificativas de 342 deputados corruptos.

Seu voto: Nenhum

Uma ideia ou intuição dita de modo próprio pode servir de via de acesso em direção a percepção metafísica do ser e o quanto no universo ele é capaz de constituir por si mesmo para tal transcendência existencial.

os dois lances na postagem anterior:

o lance não foi lance de sacrifício (isto é, jogar simulando perder pra fazer um lance de avanço mais à frente), foi sacrifício e tentativa de suicídio, a emoção do momento levou assessorias e Lula a dizer bobagens.

olance seria, sim, de sacrifício: errar, reconhecer erro, perder pra, mais à frente, reconquistar posição mais favorável

Seu voto: Nenhum (1 voto)

No Xadrez,há lance de sacrifício. Outra analogia: No judô,também

O GGN Nassif não sei se pensou em lance de sacrifício. P. ex., o discurso de ontem de Lula foi uma tragédia, levou água ao moinho do golpe [Não à-toa foi reprisado infinitas vezes pelo sistema Globo].Sim, é golpe.Mas acho q,desde o 1º instante,a população admiraria, talvez relevaria(e esvaziaria um pouco as manifestações anti )se  Lula dissesse q,foi,sim,um deslize,uma tentação a q qsqr humanos somos passíveis.No popular:seria coisa de homem e de mu lher com H e M.[Ou vamos tapar sol com peneira,num equivocado mantra"pra não fazer o jogo da direita" ?? ]

Seu voto: Nenhum (1 voto)
imagem de Deoni Pellizzari
Deoni Pellizzari

LUGAR DE CORRUPTO É NA CADEIA!

INVESTIGAR, JULGAR E PUNIR TODOS OS CORRUPTOS: do PT, do PSDB, do PP, do PMDB...os Corruptores empresários, lobistas, doleiros, empreiteiros, banqueiros, multinacionais...os policiais, promotores, juízes corruptos...a RBS, a GLOBO... etc, etc... 
CHEGA DE HIPOCRISIA E DE CINISMO! 
ACABAR COM O MONOPÓLIO/OLIGOPÓLIO DA MÍDIA JÁ!
JUSTIÇA REPUBLICANA JÁ!
REFORMA CONSTITUCIONAL DO SISTEMA POLÍTICO JÁ!

Seu voto: Nenhum (2 votos)
imagem de WELINTON NAVEIRA E SILVA
WELINTON NAVEIRA E SILVA

Combate ao roubo

Pellizzari

Tentar reduzir as escandalosas desigualdades existentes no mundo, decorrentes do desonesto modelo econômico, adequado a todo tipo de privilégios e roubalheiras de variadas naturezas, seria uma forma de tentar reduzir a gatunagem.

Sabe-se que a natureza do sistema capitalista não é justa, nem ética, nem honesta. Toda riqueza é elaborada pelo trabalhador que fica com muito pouco do que produz, salvo minorias de trabalhadores especializados e ou privilegiados. A quase totalidade da riqueza produzida vai parar nas mãos dos donos dos meios de produção e do capital, em detrimentos de quem as produziu. Por essa razão, massas de trabalhadores permanecem na pobreza, nos bairros pobres e nas favelas, apesar da sideral riqueza gerada de todos os tipos e naturezas. Não é possível acumular muito dinheiro sem retirar de quem os produziu. Para tanto, existem mil mecanismos "legais".

Entretanto, visando complicar bastante a vida dos ladrões, abaixo, algumas providências a serem implantadas, em conjunto ou isoladas:

1)    Total transparência tributária e bancária de todo cidadão, pessoa física e jurídica, sem exceção alguma. A gerência dessa transparência deveria ficar a cargo de uma polícia especializada e acima de qualquer suspeita;

2)    Substituir por cartões magnéticos bancários, emitidos pelo Banco Central, toda moeda em circulação. A partir daí, as práticas das corrupções, propinas, sonegações de impostos, tráficos, contrabandos e outras desonestidades mais, ficariam bastante fáceis de serem detectadas;

3)    Instituir o Imposto Roubalheira do Dinheiro Público - IRDP. O montante de grana roubada, devidamente corrigida e atualizada, não estornada aos cofres públicos em breve tempo, seria cobrada de todas as empresas privadas e pessoas jurídicas, proporcionalmente, na razão direta de seu lucro líquido anual (por exemplo);

4)    Todo projeto, compras e serviços teria que constar o nome dos envolvidos, desde diretores até chefes, engenheiros, secretárias, técnicos, etc. A partir daí, todos os envolvidos estariam proporcionalmente solidários a responderem com os próprios bens, por qualquer roubalheira encontrada, independente das demais punições.

 

 

 

Seu voto: Nenhum
imagem de R1card0
R1card0

Provavelmente, quem vazou,

Provavelmente, quem vazou, estava contando que as planilhas aumentariam o desespero de Eduardo Cunha e seus amigos. Aliados de Dilma, também ficariam com medo e se converteriam. Por consequência, câmara e senado acelerariam o golpe, e em seguida transformariam a PGR e o STF em alvos.  De sobra, o ingênuo público do Jornal Nacional,  ficaria com a impressão de que a "República de Curitiba" é isenta. 

Seu voto: Nenhum (1 voto)

500 Bilhões de Dólares e o preço dos homens

A lista da Odebrecht é secreta, mas como temos três poderes no Brasil, é de se supor que tenha três anexos - Executivo - Legislativo e Judiciário.

Como os que são funcionários públicos não são freiras Carmelitas e o histórico de corrupção nos três poderes da Nação brasileira é amplo, largo e irrestrito, e como os 500 Bilhões de Dólares compram milhares de homens, é de se supor que anexos aos corruptos do legislativo já divulgados se somem corruptos dos outros dois poderes. Expeculação, mas não sem uma lógica financeira, da grana que não foi parar ainda nas mãos dos que nos querem saquear e estão com pressa em receber, não autorize.

Chantagem barata de afanadores de quinta, mas que põe a pulga atrás da orelha de muita gente pelo visto e deixa sem ação grande parte dos que apareciam até agora.

Por enquanto, com firmeza e determinação, só a Dilma, que conta com o apoio das forças armadas, é claro.

Seu voto: Nenhum (1 voto)

Follow the money, follow the power.

imagem de heitorjcampos
heitorjcampos

Lula foi a principal novidade

Lula foi a principal novidade do jogo. Sua presença acendeu o ódio do que são contra o governo mas também acendeu a esperança tanto de quem apoia o governo e principalmente de quem não apoia o governo mas não aceita o golpe.

O episódio da lista mostrou que é um golpe. Com a Globo não mostrando a lista que não tinha o nome da Dilma e do Lula ficou fácil mostrar que tudo não passa de um golpe.

Assim a reação das ruas, das universidades, dos juristas, da periferia esta deixando a turma do golpe com as barbas de molho.

Agora o governo enfrenta os oposiocionistas mandando embora tardiamente indicados de notórios oposiocionistas como Eduardo cunha e o próprio Temer. Tem que ser assim é do governo ok, se é oposição fica sem cargo. Porque Dilma foi eleita para por no governo quem pensa ou aceita a forma de governo da Dilma, do PT. se quer governar como tucano espere para 2018.

A mudança do ministro da Fazenda, da Justiça e da Casa Cil foram passos importante. É pena que Lula ainda não pode tomar posse como ministro, algo que se acontecer será só no mês que vem. Mas mesmo assim a sua movimentação é sentida no planalto. 

E depois a noite as várias manifestações a favor da democracia, e no outro lado as várias manifestações de ódio e intolerância por tudo que possa ser ligado ao PT desde de uma simples roupa de criança, de uma bicicleta na cor vermelha.

O mais importante é se Dilma continuar, o que parece ser o mais viável no momento, o governo tem que atender aos que estão garantido seu mandado: Lula, os universitários, os artistas, os sindicatos, o mst, enfim a parte da sociedade mais a esquerda. Tem que organizar uma política mais voltada para as demandas da esquerda. Claro depois de manter seu mandato.

 

Seu voto: Nenhum (1 voto)
imagem de WELINTON NAVEIRA E SILVA
WELINTON NAVEIRA E SILVA

O medo tomando conta do povo

Heitor 

Qualquer análise da confusa (muito clara) política brasileira, especialmente, a partir das gigantes impunes badernas de 2013, quando resolveram partir para o tudo ou nada, não pode deixar de levar em conta a bandeira nazifascista da turma de preto, de ódio e vingança, deixando a população dividida, cautelosa, distante e acovardada.

Seu voto: Nenhum (1 voto)
imagem de Geraldo Herley Peres
Geraldo Herley Peres

MPF DIZ NÃO QUERER DELAÇÃO DA ODEBRECHT

“MPF DIZ NÃO QUERER DELAÇÃO DA ODEBRECHT

Anúncio foi feito no dia em que vazou uma lista com nomes de 200 políticos que supostamente receberam propina da construtora - a grande maioria da oposição; em nota, o Ministério Público Federal diz que o fato de a Odebrecht ter divulgado a intenção de fazer o acordo fere diretamente a lei que trata das delações premiadas, que exige sigilo, e que a suposta intenção da empresa não é suficiente para apagar os indícios de obstrução da Justiça observados pelos procuradores durante as investigações” (Jornal 247); então partindo do pressuposto conforme o texto: “Mas o número 1320 pode indicar que o vazamento se deu pelo próprio juízo. “O que me parece mais lógico, uma vez que a numeração existe a lápis só depois de ser incorporada ao processo”, explica Marcelo. De qualquer maneira, de dois, um: ou a Polícia Federal ou o juiz Sérgio Moro, qualquer um dos dois afrontando o novo Ministro da Justiça Eugênio Aragão – que ameaçou medidas contra vazamentos – e o Ministro Teori Zavascki, que censurou publicamente um juiz que se considerava perto da divindade”, é de clareza solar que esta operação está viciada, pois atropelam a Constituição Federal quando é para incriminar petistas e se unem quando é para proteger simpatizantes, haja vista, que diante do exposto, tais documentos vazados foram de forma proposital e combinada como manobra de proteção aos simpatizantes.  Valendo lembrar que o Juiz Sérgio Moro quando descobriu que o maior desvio da Lava Jato, os 16 bilhões da Refinaria Abreu e Lima em Pernambuco, envolviam somente o PSDB, PP E PSB, ele atribuiu a culpa a defuntos e realizou um julgamento dia 22 de abril de 2015 em absoluto segredo, implicando apenas uns gatos pingados, sem citar nenhum político, dando o caso por encerrado.  A imprensa ocultou. Não se combate a corrupção com tamanha parcialidade de alguns juízes e membros do ministério público, a justiça deve ser aplicada a todos. Penso que, se há um sincronismo entre MPF, PF e MORO para investigar e condenar uns e "não vem ao caso" outros,  o governo deve agir imediatamente trocando esta equipe da PF, uma vez que os procuradores de Curitiba disseram que não investigam pessoas e sim fatos ( desde que envolvam somente petitas ou da base do governo federal). Este sincronismo deve ser quebrado, pois até agora, ao que me parece, está sendo nocivo ao povo brasileiro na sua maior parte. Acreditaria nestes combatentes da corrupção brasileira se estes mesmos procuradores do Paraná juntamente com o  Juiz Sérgio Moro atuassem para reabrir o caso BANESTADO, uma vez que ele era o Juiz e Alberto Youssef o doleiro do esquema milionário de corrupção  e que o fato também ocorreu no Paraná. Coincidência ou não, o esquema envolvia pessoas do PSDB e ninguém foi preso ou tiveram suas biografias anuladas pela grande mídia.

Seu voto: Nenhum

Didi isso! Didi aquilo!

CLIQUE NA IMAGEM PARA MAIS TIRINHAS!

Seu voto: Nenhum (1 voto)

Sérgio TITANIC Moro

Ele bateu num Iceberg chamado Mossack Fonseca

Empresa que a Golpista utiliza para sonegar.

A partir daí apenas tentativas de reverter a merda feita ou seja quanto mais mexe, mais fede.

 

Agora a Odebrecht definitivamente entrou na guerra.

Uma empresa deste porte, não perde guerra, só entra para ganhar.

Tenho certeza que os podres do Banestado e inumeros outros podres da Guantanamo de Curitiba vão aparecer.

 

Seu voto: Nenhum (2 votos)

NASSIF !! É VERDADE QUE O

NASSIF !! É VERDADE QUE O PMDB DO RJ ABANDONOU O GOVERNO ????  SE FOR VERDADE , SÓ NOS RESTA A GUERRA CIVIL !!

Seu voto: Nenhum (1 voto)
imagem de arkx
arkx

viva Junho de 2013! salve Março de 2016!

mais direitos! mais participação! mais Democracia!

Seu voto: Nenhum (2 votos)
imagem de WELINTON NAVEIRA E SILVA
WELINTON NAVEIRA E SILVA

Revoltante precaridade da instituições

O caríssimo precário sistema

O chamado sistema democrático, em todo o mundo, possui uma máquina gigantesca e caríssima, custeada por quem produz riquezas, por quem trabalha. Lógico. No sideral custo dessa estrutura a pretexto de garantir e preservar segurança, liberdades, justiça, trabalho, saúde, educação e outras mais, estão inclusos, gigantescos custos das forças armadas, teoricamente, prontas para combater inimigos externos e internos. Afinal, o planeta capitalista sempre teve  bandoleiros dispostos à assaltar a riqueza alheia. O Iraque e Líbia, que o digam.

Mas, apesar desse complexo e caríssimo aparato, pago pelo povo - pasmem - deixa amplo espaço para tresloucados, no mundo todo. Aqui no Brasil, integrantes da turma de preto, já com grandes débitos a acertarem com Deus nas próximas reencarnações, raivosos, decidem punir a presidente Dilma/PT por conta da Comissão da Verdade. Inacreditável. Por certo que fizeram pacto com o Demônio que o assunto de torturas, assassinatos, desaparecimentos, sequestros e terrorismos praticados nos tempos da ditadura militar não deveriam ser revistos.

Essa turma de preto, com agentes em toda a sociedade, pública e privada, sedentos de vingança, passaram para o jogo brutal nazifascista em junho de 2013, botando nas ruas, milhares de seus integrantes, em coordenadas gigantescas badernas pelas grandes capitais. Mandaram recado à legítima presidenta Dilma Rousseff que iriam tira-la do Poder, no peito na marra. Daí em diante, tudo fica muito claro. Encaixa nos inacreditáveis comportamentos da Justiça, MP, AGU, Congresso e a grande mídia “livre”, a pretexto de caça a corruptos, em direcionadas ações contra a Petrobras, visando na verdade, o desmantelamento da  economia Dilma/PT, provocando siderais prejuízos públicos e privados, com interrupções de importantíssimas obras em estado adiantados, fazendo milhares de demitidos e de falências.

Tudo indica que faz parte dessa gigantesca traição à Pátria, amplas privatizações, Petrobras, Banco do Brasil, Caixa Econômica, Eletrobras, CEDAE, SABESP, e outras mais, a preços de bananas, padrão FHC/PSDB, fazendo e milhares e milhares de desempregados e de falidos por todo o Brasil. Se essa tragédia acontecer, teremos aqui uma sangrenta e mortífera guerra civil, padrão  Iraque, Líbia e Síria. Com toda a certeza desse mundo.

Em resumo, todo o caríssimo aparato, vendido ao povo como garantia da ordem institucional, outra vez, não está operando como deveria. A olhos vistos estamos caminhando para desmantelamento da Nação, caminhando para o golpe. Outra vez, as forças do mal, prosseguem livres e desimpedidos de sideral entrega nossas riquezas, expondo nossa Nação e nosso povo, as consequentes barbaridades e horrores, que virão. Só que desta vez, em nova embalagem diferente do 1º de abril de 1964, de terríveis lembranças. Agora, a nova tragédia que vai sendo montada, nada menor que das ditaduras militares, sob o comando da poderosa turma de preto.

Voltando ao que interessa, há que indagar, afinal, para que serve a gigantesca estrutura pública, econômica, política, judicial e militar, se nas horas que o Brasil mais precisa, nada fazem para impedir que a Nação seja empurrada para o caos econômico e a desordem. Em junho de 2013, apesar da grande crise do sistema capitalista mundial, com milhares de falências e desempregados no primeiro mundo, aqui no Brasil, a economia Dilma/PT ia muito bem, com as classes “B”, “C” e ‘D”, comprando e consumindo de tudo, como nunca antes visto. Era uma economia confiante e de pleno emprego. Em apenas dois anos a turma de preto, a pretexto de caça a corruptos exclusivamente na Petrobras, junto com Justiça, MP, AGU, Congresso e a grande mídia “livre,  foi capaz de jogar nossa economia na mixórdia de hoje. Como é inoperante a democracia capitalista, de instituições impotentes, corruptas, caríssimas, frágeis e ineficazes. E ainda dizem que o ser humano é inteligente. 

Seu voto: Nenhum (1 voto)
imagem de carlos alberto rodrigues de carvalho filhoc
carlos alberto rodrigues de carvalho filhoc

delação tem que ter o Lula

  É um absurdo,um autoritarismo feudal, um juiz impor a um sujeito, que esta com a corda no pescoço ,uma delação premiada que tem constar o nome do Lula ou Dilma senão ela de nada vale pro juiz, o sujeito, com certeza, vai falar qualquer coisa, falaria até contra a mãe dele, isso cabe ao Delcidio e ao Marcelo Odebrech entre outros, esta investigação perdeu credibilidade, mas infelizmente até a Suprema Corte(STF) é golpista, irão violentar a Justiça.

 Outra coisa que queria comentar, que esta passando despercebido, é quem defende o governo Dilma ou critica a imprensa, esta sendo afastado da midia pela Globo, veja os casos de Jô Soares e Monica Iozze, quem defende o governo é afastado, é a manipulação da midia.

Temo que uma prisão do Lula, irá colocar o país num caos, só os militares para conter a revolta, e  eles indo para rua , talvez gostem do poder...

Seu voto: Nenhum
imagem de carlos alberto rodrigues de carvalho filhoc
carlos alberto rodrigues de carvalho filhoc

delação tem que ter o Lula

  É um absurdo,um autoritarismo feudal, um juiz impor a um sujeito, que esta com a corda no pescoço ,uma delação premiada que tem constar o nome do Lula ou Dilma senão ela de nada vale pro juiz, o sujeito, com certeza, vai falar qualquer coisa, falaria até contra a mãe dele, isso cabe ao Delcidio e ao Marcelo Odebrech entre outros, esta investigação perdeu credibilidade, mas infelizmente até a Suprema Corte(STF) é golpista, irão violentar a Justiça.

 Outra coisa que queria comentar, que esta passando despercebido, é quem defende o governo Dilma ou critica a imprensa, esta sendo afastado da midia pela Globo, veja os casos de Jô Soares e Monica Iozze, quem defende o governo é afastado, é a manipulação da midia.

Temo que uma prisão do Lula, irá colocar o país num caos, só os militares para conter a revolta, e  eles indo para rua , talvez gostem do poder...

Seu voto: Nenhum

Golpe na veia.

Um vazamento com objetivo de constranger deputados que ousarem votar contra o impeachmente, mesmo se sabendo da notória ilegalidade deste

Seu voto: Nenhum (5 votos)

 

...spin

 

 

imagem de Renato Ferreira Lima
Renato Ferreira Lima

Quando a Lei vai para um lado e a Economia para outro...

O argumento: a Lava Jato está paralisando a Economia.Interessante ponto de vista em que o respeito às leis e a punição a infratores façam mal à Economia. Cafageste, para dizer o mínimo.

Me lembro de um teólogo americano que dizia "Ciência e Fé caracterizam-se pela busca da Verdade. Quando Ciência e Fé apontam para lados opostos, ou estamos diante de Ciência sem Ética, ou estamos diante de Fé Cega". Acho que vale para cá. A Economia anda graças ao respeito aos contratos, que garantem a previsibilidade dos comportamentos. Rasgue-se a Lei e os contratos e a Economia sai pelo ralo. Não é o que vivemos aqui? Claro que é.

(bom, né, quando a gente tem repertório para fazer outras analogias que não aquelas boçalidades sobre nazismo - outro dia teve uma dessas aqui, comparando a Batalha de Stalingrado, momento épico do povo russo com o cerco da Justiça a esse governo demente. Puta desrespeito ao bravo povo russo. Nassif raramente desceu tão baixo)

 

Seu voto: Nenhum (1 voto)

Uma hipótese de trabalho

digamos assim.

E se o vazamento da lista da Odebrecht, concomitante com a nota da empresa, foi um estratagema da PF, em acordo com MO, para evitar a determinação do MPF de forçar uma delação política e dirigida?

E se foi essa determinação o que causou mal-estar entre o PGR e o MPF de Curitiba?

Diante da reação da Globo e do Moro essa hipótese está a cada hora me parecendo mais e mais plausível.

Restava agora esse governo fraco e ruim usar o que ainda lhe resta de voz pública para colocar em cheque as intenções do MPF e sair em socorro do Odebrecht, que afinal está jogando do lado deles né.

Mas esse governo é muito ruim. Ainda não ouvi um pio de ninguém a esse respeito. Quando virem, o Odebrecht tá contando dos fins de semana imaginários  em Atibaia e só

Seu voto: Nenhum (1 voto)

Abs, joseph

imagem de zuleica jorgensen malta nascimento
zuleica jorgensen malta nascimento

Enquanto isso mais uma

Enquanto isso mais uma Ministra do STF se corrompe - é isso mesmo, se corrompe - recebendo prêmio e homenagem da Rede Globo, uma empresa privada envolvida em escabrosas transações mundo a fora, com empresas fantasmas e off shores fajutas pra ninguém botar defeito.

Ou essa Carmem Lúcia é uma tonta, absolutamente desinformada do que acontece no país, ou é mais uma sonsa se passando por juíza. Uma vergonha isso! Em país decente algum do mundou um integrante de suprema corte aceitaria prêmio de uma entidade que chafurda na lama da mais absoluta desonestidade, e que, se não bastasse, trama contra a democracia sob as barbas de um judiciário acovardado, como bem disse Lula, ou azeitado com tais rapapés, digo eu.

Ah, para encerrar, parece que o Temer desistiu de compor a caravana da ilegalidade, formada pelo empresário Gilmar Mendes para vender o golpe em Portugal. Depois que nossos primos desistiram de embarcar na onda, o vice decorativo parece que pensou melhor e resolveu ficar por aqui mesmo, tentando salvar um golpe que faz água por todos os lados.

#QUEREMOSDEMOCRACIASEMPRE.

Seu voto: Nenhum (2 votos)
imagem de WELINTON NAVEIRA E SILVA
WELINTON NAVEIRA E SILVA

Zuleica

Sempre ouvimos falar que em concurso para juiz, tirano os poucos cérebros brilhantes de sempre, só passa se for filho de juiz, neto de juiz, sobrinho de juiz e outros potentados laços familiares com a lei. Se isso é verdade, a grande maioria desse pessoal entrou pela janela da vergonha, sem competência técnica nem moral.  Explicaria muita coisa errada.

Seu voto: Nenhum (1 voto)
imagem de Nosde
Nosde

Pois é, aquilo que eles

Pois é, aquilo que eles recebem, eu vi nas mãos deles, é um sanduiche tipo misto quente ??? . . .

Seu voto: Nenhum (1 voto)
imagem de altamiro souza
altamiro souza

uma das características das


uma das características das ideias  autoritarias e totalitárias

é manipular as massas quie odeiam partidos...

e esse vazamento tem a ideia de desagregar o sistema político e

açular o animos dos que odeiam a política e os políticos,.partidos, etc,

isto é, os tais coxinhas, que atuam com ideias individualistas acima de tudo,

sem um projeto de naçãp, os quais, ingenuamente, cairao nas

mãos desses fascistas e, no limite, nazistas......

Seu voto: Nenhum (2 votos)
imagem de Maria do Carmo Pereira de Oliveira
Maria do Carmo Pereira de Oliveira

A "lista" da chantagem e o anti-juiz

A "lista" já cumpriu  o seu papel, colocou todo o mundo político/empresarial em sobressalto. Foi um petisco que o juiz-mor lançou, um alerta: ou vocês prosseguem com o impeachment, ou "toda nudez será revelada". Esse cara já deixou de ser juiz há muito tempo! Afronta o Estado Democrático de Direito, afronta nossas instituições, lança o país inteiro em uma aventura golpista e ri na cara do perigo... A ele só interessa botar seu bloco na rua e botar pra quebrar! Com a sacolejada que o Brasil deu no golpismo, ele tinha que tirar uma carta da manga e foi o que fez. Acha que ele vai parar? Duvido! Respaldado pelos globotomizados midiotas e pela Rede Goebbels, ele circula com a desenvoltura de um elefante sobre uma cristaleira, passa detonando tudo! Vamos ver se o pleno do STF vai ter a coragem e a decência do nosso Ministro Teori (eu acredito que a maioria é comprometida com o povo e com a democracia) e vamos ver como reagirão o PGR e o Ministro da Justiça. Eu acredito que o golpismo perdeu muita força, com a intelectualidade e os trabalhadores unidos para derrotá-lo. Mas, depois que o núcleo duro do golpe foi à Europa e enfiou o rabinho entre as pernas... Acuadas, as bestas podem revidar com fúria! Aguardemos.

Seu voto: Nenhum (2 votos)

Nevoeiro

Ao ler os comentarios, fica a impressão de que ha muita informação, muitas pistas, mas muita coisa ainda não esta clara nesse tabuleiro. 

Não aposto minhas fichas no PGR. Ele conduziu a Lava Jato até aqui e deu uma recuada no momento. Coisa pouca porque sabe o que vem pela frente.

O Juiz Sérgio Moro pode ser tudo isso que analisamos. Pode ser muito menos do que muitos estão acreditando.

O STF pareceu por um momento meio distraido, agora recuperou o protagosnimo. Mas o STF esta muito dividido sobre a questão do impeachment. Mesmo que tal resvale na ilegalidade. Metade deseja a queda do governo, metade parece que avança um passo e em seguida, retrocede por medo da opinião publicada. De la, tudo podera acontecer.

Agora veremos como ficam as acusações contra Aécio Neves, que apesar de bem mais sérias que as acusações a Lula, não geram abertura de inquérito, Cunha ainda na presidência da Câmara e a delação da Odebrechet. Em breve também teremos ecos da delação de Mônica Moura. 

O tabuleiro ainda não esta claro, não sabemos quem vai ganhar. Mas eles também não.

 

Seu voto: Nenhum (2 votos)
imagem de jcordeiro
jcordeiro

Segredo de Polichinelo

Nassif: não sei se este texto irá alem da "seletiva" de seu blog. Mas, insisto no caso.

Ou o Verdugo de Curitiva é uma Doidivana, travestido de Justiceiro e a mando de membros superiores do Judiciário, ou trata-se de um agente de governos estrangeiros. Senão, ambos.

Como mostra a grande mídia (que ele não desmente), dados tidos por "segredo de Justiça" viram arroz de festa em todos os noticiáios sensacionalistas e alarmistas. Saidas de sua unidade jurídica e sob sua guarda.

Inclusive, coisas que estrapolam sua competência judicial.

E age livre, leve e solto, com aquele perfil angelical, consagrado pelos noticiósos. Parece ciente de sua imunicade, como se esta lhe viesse dos Céus e fosse outorgada pelo próprio Todo Poderoso.

De auxílio, conta com a gurizada da Promotoria, sob as asas da PGR, e os politiqueiros da Polícia Federal, esta mesma aque, possivelmente, tem grampeado até conversas do Santo Papa.

A troco do quê? De varrer radicalmente a Corrupção brasileira? Se esta for a solução buscada ou diria que ele é um Rocinante a procura de Quixote.

A troco do quê? repetindo. De desequilibrar um governo que ele não gosta e que jurou ódio visceral a sua idelologia de redistribuir os ganhos em favor dos menos favorecidos? Se for este o intento eu diria que é um reles e vulgar terrorista.

A troco do quê? finalmente. Quebrar as maiores empresas brasileiras, especial a Petrobras, para que, com a desestabilização política e econômica possam certos políticos brasileiros cumprirem promessas de campanha a seus patrocinadores do exterior, especialmente na questão do pré-Sal? Para mim, juntando os dois porquês anteriores, apostaria nesta hipótese.

O ministro Teori, agora, parece um ponto luminoso numa Corte onde a maioria silenciosa esta acovardade e os da minoria politizada fazem da Casa ora balcão de negócios, imitando o Legislativo, ora vomitando impropérios contra aqueles que não são de seu partido de sua eleição.

O novo ministro da Justiça, parece outra iluminação, tão exposto às piranhas da sua instituição quanto o outro no STF.

São eles pequenos pontos de luz, com algum poder de clarear, dentro de suas esferas de atuação. Mas, as vezes impotentes contra esse Juiz que é uma mera ponta de iceberg.

E se tiraramos as hipóteses que levantei, então teremos que levar o douto Juiz ao divã, ressuscitarmos Freud e tentar algumas sessões de análise... Até porque, a questão não é mais de jogo de xadrez. É de xadrez, propriamente dito.

 

Seu voto: Nenhum (1 voto)
imagem de Carlos Alberto Freitas Lima
Carlos Alberto Freitas Lima

Qual é temer e qual é

Qual é temer e qual é Moro?

Uma gosta de dá GOLPE e o outro de ganhar medalha, observem o mês e data........

Seu voto: Nenhum (4 votos)
imagem de Ad Juditia
Ad Juditia

Mas que turma de picaretas

Que bagunça!

E depois ainda havia gente dizendo que "pelo menos as nossas instituições estão funcionando bem". Ainda bem que se calaram. O que vemos agora é uma clara desavença dentro do próprio judiciário. O pitbull, treinado para morder corruptos, está mordendo todo mundo. O carteiro, a visita, o homem que lê a luz, e o da água também, o encanador, o jardineiro, o vendedor de biblias... e agora está atacando as pessoas da família.

O judiciário entrou no samba. Logo teremos interceptações dos telefones do Teori e do Janot. Sabe-se lá o que vamos ouvir. "Pátria amada, devassada, salve, salve!" Ontém li que o ministro Gilmar aproveitou o recesso para dar uma palestrinha em Portugal. Óbviamente, fazer um troco e de quebra desanuviar a mente. Numa época destas, quando mais se precisa do trabalho do ministro, ele foi dar uma voltinha na Europa para explicar o que não interessa a nenhum europeu. Não é máximo?

Pior, me disseram que esses recessos são habituais e frequentes. Apenas não sabíamos deles porque o foco não estava sobre o supremo, mas que esta vagabundagem tem feito parte do cardápio por anos a fio. É, talvez Moro deva grampear esses ministros. Se é que já não fez...

Seu voto: Nenhum
imagem de marilamar
marilamar

Nassif, de uma

Nassif, de uma olhada: http://download.uol.com.br/fernandorodrigues/lava-jato/20160322175641_65c75bd12dea69f579c20a7dbd7570f6.pdf

Seu voto: Nenhum (1 voto)
imagem de Paulo F. Souza
Paulo F. Souza

Somatório de pensamentos: a crise acabou

Li o texto. Muito bom. Li alguns comentários muito bons também.

O que penso influenciado pelo somatório dos comentários me conduz a avaliar as jogadas:

(1) Janot vai a um evento internacional em seguida solta uma nota mais branda e civilizatória. Ele estava falando ao resto do mundo, usando exemplos internacionais inclusive;

(2) Gilmar e outros golpistas vão a um evento internacional. Ainda não sabemos qual a ação posterior deles;

(3) Teori peita a meninada. Rosa, Fux endorsam Moro e Fachim lava as mãos;

(4) Rola essa planilha da lava jato. Estranho. A Odebrecht facilitou que encontrassem. Só pode;

(5) Não dá para acreditar que Lula tá fazendo tricô enquanto tudo isso acontece;

(6) Obama circula da América. Encerra o último foco da guerra fria: Cuba. Vai à Argentina dá umas diretrizes. E para cá? "Vai sair da crise de forma eficaz". Tem uma senha aí.

Minha opinião: o golpe acabou. A comunidade internacional negociou com Lula. Os peixes pequenos dessa guerra são meros operadores que serão esquecidos: Moro, os procuradores e delegados quem nem sabemos os nomes. Todos serão esquecidos como os ex ministros do stf assim o foram. Quem assistiu a última coletiva da lava jato morreu de vergonha com o personalismo infantil da meninada.

Agora, cabe aos estadistas a tarefa de manter a ordem e estabelecer os rumos: tudo indica que rumos mais liberais. Sai os amadores Cardozo e Mercadante e entra Lula e o Ministro Aragão. São estadistas que conseguem negociar saídas. Por isso, Moro queria Lula preso. Ele queria transferir o protagonismo para o sistema jurídico-burocrático, mas ninguém confia em gente assim? Nem o mercado produtivo nacional e tão pouco a comunidade capitalista (financista ou produtiva) internacional.

A única incógnita seria o mercado financeiro nacional: nosso oligopólio de bancos. Gente como Armínio Fraga não senta na mesa da comunidade internacional.

Pois bem, o a comunidade internacional queria Eduardo Campos como presidente. Um estadista para manter a ordem interna e cooperar com o establishment mundial. Moro entende disso? A meninada da lava jato? Os ministros do stf? Com o texto civilizatório de Janot, ele se candidata. Mesmo assim passa longe demais de um Lula, FHC ou Eduardo Campos.

Finalmente, tudo isso é para dizer que o golpe foi implodido pela comunidade internacional com, certamente, a negociação de Lula com o próprio Obama: uma espécie de rendição condicional. Os atores que serão escalados para apagar o incêndio serão os candidatos em 2018. Por isso, aguardem ver Serra negociando o fim da crise.

P.S.: Nassif, você tem grandeza!! #SomostodosNassif!!

Seu voto: Nenhum (1 voto)

Impunidade

O que se busca aqui é impunidade e os que vendem impunidade estão em alvoroço.

Não têm inocente aqui, a guerra pela grana dos processados será feroz e sem quartel.

Se não chegarem a um acordo rápido, muitos irão ficar pelo caminho, vítimas de sua própria cupidez.

Agora, a Dilma colocando as reservas internacionais do Brasil sob a supervisão e discricionariedade da Casa Civil foi um golpe de mestre, chega a dar dó da posição em que estão os que prometeram o que não tinham, erro capital.

A grana grossa do governo escapou pelo meio dos dedos, sobrou as empresas que também estão se defendendo, pelo visto no final os que estavam sob os holofotes irão pagar o pato.

Ideologia, Marx, Engels, Hegel, HA! HA! HA! HA! HA! HA! HA! HA! HA!

Batedores de carteira, de quinta, diga-se de passagem.

Seu voto: Nenhum (1 voto)

Follow the money, follow the power.

imagem de Paulo Cartas
Paulo Cartas

Lula sempre teve razão

Em 2003 Lula disse que haviam pelo menos 300 picaretas no Congresso Nacional.  A lista da propina da Odebrecht aponta mais de 316 nomes até agora.  É este congresso repleto de corruptos, canalhas e picaretas que vai julgar a Presidente da República?  

 

https://www.youtube.com/watch?v=hv6SUCm12kk

Seu voto: Nenhum (2 votos)
imagem de bonobo de oliveira, severino
bonobo de oliveira, severino

Aponta o que?

Essa lista é cortina de fumaça. Não aponta nada. Mistura pato com ganso para confundir o inimigo porque estão se desentendendo, sob ataque e a casa curitibana está caindo. Deram passos maiores que as pernas e subiram onde não deviam. Agora sabem que vão puxar a escada e a rataiada tá na base do salve-se quem puder. Nem o Bonner quis revelar a lista em nome do respeito à privacidade republicana e do "bom jornalismo". kkkkkkk

Seu voto: Nenhum (1 voto)
imagem de Cidadão
Cidadão

Entristecido

É o único sentimento que resta ao se ler este texto, principalmente vindo de quem veio.

Por que falar em "vazamento" de lista, se a mesma foi anexada aos autos como de resto praticamente todo material apreendido pela PF da Lava-Jato, que sempre primou pela publicidade dos processos, uma premissa constitucional.

Por que não aceitar uma cláusula pétrea de nossa Constituição e gande avanço democrático conseguido, Artigo quinto, Das Garantias Fundamentais do Cidadão, "LX - a lei só poderá restringir a publicidade dos atos processuais quando a defesa da intimidade ou o interesse social o exigirem;"

E aí alguém que de diz de um grupo defensor de direitos humanoscomo o "Tortura Nunca Mais"  tenta dizer que as pessoas cujos nomes estão incluídos num ato processual NÂO tem o direito de que isso se torne público ?  Ou seja, ele defende que a justiça possa e deva agir nas sombras, nos subterrâneos. ? Ora meu amigo, todos que foram torturados no período de excessão no Brasil o foram sob processo judicial aos quais NÃO foi dada a publicidade que a Democracia demanda.

Realmente, é muito triste, também, que se culpe a publicidade dos atos judiciais pela disseminação parcial que a mídia faz deles. E ela o faz, não há duvida. Mas pedir sigilo sobre atos processuais porque a mídia é parcial é apenas tentar corrigir um erro com outro.

Retroceder ao avanço democrático que é a garantia constitucional da publicidade da justiça garantida em nossa constituição simplesmente porque não conseguimos, por falta de vontade política, colocar  em prática outro avanço constitucional, a democratização dos meios de comunicação, nada mais é do que abrir mão de dois direitos.

A boa luta tem que ser pela democratização da informação, e não pela ocultação dos processos judiciais.

Ou será que alguém aqui gostaria de ser, ou estar sendo processado sob sigilo de justiça.

Você, Nassif, apenas como exemplo, foi processado recentemente por um Ministro do Supremo, gostaria que o Juiz tivesse decretado sigilo, e nem você mesmo nem seus advogados pudessem se pronunciar sobre o processo publicamente ?

Pensem nisso.

 

 

Seu voto: Nenhum (1 voto)
imagem de Marcelo Zelic
Marcelo Zelic

não é o foco do artigo

O que fizemos foi levantar a hipocrisia deste juiz que de seu juizo é vazado para a imprensa e ele depois declara sigilo. É evidente como disse o Nassif que ele trucou 12 em cima do STF. A discussão não é sobre o sigilo e sim o significado do gesto de vazar o documento. O vazamento com tantos políticos colocou uma ameaça no ar para todos e assim muitos aí ficam emparedados para votar pelo impeachement da DIlma e a favor do golpe.

Pense nisso meu caro, num momento como esse a democratização do acesso aos pocessos já está atropelada e não hpa espaço para esta discussão em um ambiente onde tudo tem sido muito calculado por parte dos golpistas.

Seu voto: Nenhum (1 voto)
imagem de MeuPrimeiroGolpe
MeuPrimeiroGolpe

#MeuPrimeiroGolpe

Estamos promovendo a campanha #MeuPrimeiroGolpe, para que pessoas possam livremente manifestar opiniões a respeito de suas experiências pessoais, tanto em relação à presente tentativa, quanto às experiências passadas. Visite facebook.com/MeuPrimeiroGolpe , use a HashtagUse a Hashtag e espalhe sua história
https://www.facebook.com/MeuPrimeiroGolpe
#MeuPrimeiroGolpe
 

   

 

Seu voto: Nenhum (4 votos)
imagem de Francisco Nabuco de A. Barreto Neto
Francisco Nabuco de A. Barreto Neto

um grande líder, uma mídia independente e a rua


caro jornalista, tudo começou a virar com Lula ministro. Janot, Moro, PF e toda a canalha PSDB/PMDB foram vorazes na tentativa de derrubada política (através da via ilegal jurídica) do pixuleco. a questão é que se alguém tinha dúvidas de que Lula é o maior líder popular da nossa história, se quebrou (Getúlio esteve montado numa ditadura e teve seu DIP pra ser mais amado) . completamente acuado, Lula teve que ser Lula (PHA e Mino Carta cantaram essa pedra) e a multidão que o ama invadiu as ruas dos 27 estados. as fotos dessa imensa massa vermelha na Paulista  criaram um desespero geral do golpismo. derrubar Dilma caçando Lula (objetivo antigo) passou a ser de urgência urgentíssima. o problema é que a imensa multidão vermelha (devidamente municiada de informações por jornalistas independentes sob comando dos grandes  Luis Nassif, Mino Carta, PHA dentre outros que juntos possuem um mega público com imensa capilaridade) se tornou um viral impressionante, fazendo com que os atos de Moro batessem na cara de toda a canalha golpista. os grampos multiplicaram a maré Lulista de maneira acachapante. a rua manda. a rua sempre mandou em todo o mundo. os golpistas foram expusos pela rua no fatídico dia 13,  perdendo completamente a legitimidade. um golpe sem rua se mostrou uma catástrofe na medida em que a mídia independente continuou sua pregação republicana: foi um câncer invasivo e metastático no cérebro do golpe. e aí  é que a rua vermelha não deu ré mesmo, mas se multiplicou na virtualidade da web. restou para Janot (após esquentamento pirotécnico do grampo) tentar reconstruir a sua história ou ir pra lata do lixo. o Moro vaza jato tentou dizer pra rua que pau que bate em chico...mandou listas queimantes em PDF  jogando no esgoto a canalha com uma ruma de gente junto. o desespero toma conta: Moro exige sigilo sobre o que vazou em PDF rsrsrsrsrs foi a cornetada do Teoriza? foi o espírito republicano do Janot Churchill que surgiu como mandado divino de Dom Sebastião?  foi a rua atiçada por um líder inpressionantemente carismático e uma mídia independente, brilhante e viral, tudo junto e misturado. é nóis!

Seu voto: Nenhum (1 voto)
imagem de Euler Conrado
Euler Conrado

Há sólidos elementos

Há sólidos elementos probatórios para pedir o afastamento do juiz Moro e sua prisão em função de inúmeras ilegalidades cometidas, a maior delas o grampo ilegal da presidenta Dilma e seu vazamento igualmente ilegal e imoral.

Da mesma forma, tanto os procuradores quanto os policiais federais de Curitiba da operação lava-jato já demonstraram seu envolvimento em ilegalidades como vazamentos, comícios políticos, show midiático, atuação partidária seletiva, ação de sequestro do ex-presidente Lula - tudo isso já deveria ter resultado em afastamento de TODA a equipe da PF e de procuradores, resultando em alguns anos de cadeia para cada um deles. Não se pode justificar o combate à corrupção com práticas de ilegalidades e quebra das garantias constitucionais e ataque à segurança nacional e aos interesses estratégicos do Brasil.

Da mesma forma, os donos da Rede Globo, diretores e editores e comentaristas dessa emissora já deveria estar respondendo na justiça por inúmeras práticas de ilegalidades, abuso de poder, mau uso de uma concessão pública, incitação ao ódio, a negação ao estado democrático de direito e agressão diária e contumaz à democracia. Há um total abuso de poder por parte da Globo e demais emissoras sem que as autoridades constituídas tomem qualquer providência. Imaginem se a presidenta Dilma resolvesse convocar cadeia de rádio e TV diariamente durante várias vezes ao dia para responder aos ataques de que tem sido vítima praticamente sem direito de defesa? Todos diriam que ela estaria abusando do seu poder - logo a presidenta que foi eleita por 54 milhões de cidadãos e que tem a missão de garantir a governabilidade para o bem geral da Nação. A Globo age de forma irresponsável, como poder paralelo que não foi eleito por ninguém, destruindo imagens de lideranças políticas do governo, blindando os políticos de direita amigos da emissora e insuflando o nosso povo. Ora, quem deu esse poder a Rede Globo?

Está na hora dos poderes constituídos no Brasil assumirem suas atribuições e não aceitarem mais a chantagem feita pela mídia, que tem lado, tem partido, tem interesses econômicos, sempre ligados à minoria rica interna e externa. O juiz Moro e a novela da lava-jato só existem em função deste poder paralelo da mídia, que processa a informação a seu modo e de modo a introjetar determinados chavões na cabeça das pessoas menos avisadas. Estes milhares que de repente se tornaram fascistas, intolerantes e cheios de ódio às camisas vermelhas, ao PT e a Lula não nasceram do nada, mas de uma ação midiática espetaculosa calculadamente construída para detonar um projeto de governo e criar a possibilidade de derrubada da democracia, com todos os limites do sistema vigente no Brasil. Não é em vão que emergem como alternativas figuras como Bolsonoro, um fascista de carteirinha, o juiz Moro, figura até então desconhecida do povo brasileiro, sem qualquer ligação com os movimentos em luta pelas conquistas democráticas e sociais do nosso povo. A Globo e afins querem apagar a história e as identidades políticas e culturais do nosso povo porque elas (Globo, Folha, Veja, Band) têm uma história que precisa ser esquecida, ligada ao golpismo, à ditadura, aos grupos econômicos, ao agronegócio, enfim, aos interesses de minorias que nos exploram.

Oxalá, a resistência democrática que começa a ganhar força consiga impedir o golpe em curso no brasil.

Seu voto: Nenhum (1 voto)
imagem de arkx
arkx

o xadrez político visto das bases

na resistência ao cerco da Democracia há dois grandes grupos:

1 – governistas. foco na defesa do Governo e de Lula. formado por governistas, PT, CUT, MST e os velhos movimentos sociais (centralizados e homogêneos). proposta: reedição do pacto social lulista de conciliação. modo de ação: negociação de cúpula respaldada por manifestações de rua;

2 – independentes. foco na defesa da Democracia. formado por MTST, independentes e os novos movimentos sociais (descentralizados e heterogêneos). proposta: ampliação e aprofundamento da Democracia. modo de ação: manifestações de rua e ascensão das lutas populares em todos os níveis.

(há um terceiro setor, a extrema esquerda. de baixa densidade não se constitui num grupo social. formado por setores do PSOL, o PSTU e outras organizações menores. supõe que o acirramento da crise conduzirá ao questionamento do regime e do próprio sistema).

para os governistas a frente ampla deve ser contra o impeachment. não tem nenhuma proposta para o pós impeachment. não consideram que foram os erros estratégicos do lulismo, somados a inércia tática de Dilma em seu segundo mandato, que fizeram a crise sair do controle, dando aos golpistas as condições para assumirem a iniciativa. supõe ser possível resgatar o “lulinha paz e amor”, numa nova versão da “Carta ao Povo Brasileiro”. daí Dilma propor e sancionar a “Lei Anti Terrorismo”, vetar a auditoria na dívida pública e encaminhar medidas de “ajuste fiscal” penalizando a maioria da população(reforma da previdência, limitação de gastos públicos, demissão de funcionários públicos).

a extrema-esquerda permanece isolada, refratária a qualquer composição. esperando a chegada do espectro de 1917...

os independentes postulam que a luta é pela Democracia. uma Democracia frágil, limitada e insuficiente que se mostrou incapaz de resistir ao assalto às suas instituições. por isto é preciso ampliá-la e aprofundá-la. a bandeira da luta pela Democracia é mais unificadora, e mais correta, que centra na defesa do governo e de Lula. afirmam que no momento nada é mais importante do que a queda definitiva do Estado Democrático de Direito. Ditadura nunca mais! supõe que com ou sem impeachment, a crise veio para ficar. não haverá estabilidade social e desenvolvimento econômico num governo conduzido por Temer, Aécio e Serra. tampouco com Dilma. rompido o cerco à Democracia, a luta continua.

a encruzilhada histórica nos aponta dois rumos:

1. o autoritário, com a implantação de um estado de exceção;

2. o democrático, com a refundação da República e a reconstrução da Democracia. convocação de novas eleições (Presidência e Congresso): sem financiamento empresarial, com candidaturas  independentes de partido, com mecanismos de controle popular do mandato.

.

Seu voto: Nenhum (1 voto)
imagem de Luiz Auler
Luiz Auler

jogo de cena e o jogo sujo

Caro Nassif,

Neste jogo de xadrez, Moro é o rei que se move como rainha, a peça que se move fora das regras, com poder absoluto.

O comentário de Kennedy Alencar desnudou o jogo sujo por baixo do jogo de cena. O vazamento da planilha da Odebrecht, bem como a operação contra ela, tem como objetivo intimidar os congressitas a votar o impeachment, oferecendo Dilma à execração pública no circo midiático, imolada pelo acusadíssimo Cunha.

Isso mostra que Moro pouco se importa com o jogo de cena de Janot, ou com pudor jurídico de Teori e demais juristas. A Lava a Jato, reajustou a estratégia rapidamente: ainda que perca Lula neste momento, está muito próxima de derrubar Dilma primeiro para pegar Lula em seguida.

A questão hoje é o que poderia reverter a marcha inexorável do impeachment no Congresso?

Creio que o fator Lula no governo chegou tarde demais e, para piorar, foi posto em cheque pelo partidarismo jurídico-midiático. Ao mesmo tempo o Congresso intimidado pela Lava Jato votará com o "partido" que conduz o país hoje, na esperança de salvarem-se alguns.

O poder, todo o poder, está com Moro. Algo pode detê-lo?

 

Seu voto: Nenhum (1 voto)
imagem de marilamar
marilamar

Nassif, de uma

Nassif, de uma olhada: http://download.uol.com.br/fernandorodrigues/lava-jato/20160322175641_65c75bd12dea69f579c20a7dbd7570f6.pdf

Seu voto: Nenhum

Comentar

O conteúdo deste campo é privado e não será exibido ao público.