Revista GGN

Assine

Pimenta da Veiga é investigado por receber R$ 300 mil de agência de Valério

Sugerido por MarFig

Do blog Amigos do Presidente Lula

Tucano ligado a esquema de corrupção, coordenador da campanha de Aécio e Candidato em Minas, é alvo da PF 

O jornal O Estado de São Paulo está atrasado  quase um ano na divulgação de notícia contra o tucano Pimenta da Veiga,  ex ministro das Comunicações de FHC, atual coordenador da  campanha de Aécio e candidato  do PSDB ao governo de Minas. Neste post de julho de 2013,  no meu blog na Rede Brasil Atual, os leitores  foram informados com muita  antecedência  da notícia publicada somente hoje no jornalão.

No Estadão dessa quarta feira (09):

Candidato de Aécio em Minas é alvo da PF

Tucano Pimenta da Veiga é investigado por receber R$ 300 mil de agência de Marcos Valério em 1998

O ex-ministro das Comunicações Pimenta da Veiga, candidato do PSDB ao governo de Minas, prestou no fim de março depoimento na Polícia Federal, em Brasília, em um inquérito que apura o repasse de recursos da SMPB, de Marcos Valério Fernandes de Souza, no mensalão mineiro. O tucano admitiu ter recebido R$ 300 mil da agência de publicidade, mas disse que o valor se referia ao pagamento por serviços de advocacia. O tucano, que foi eleito deputado federal em 1998, não apresentou comprovação dos serviços.
Segundo a PF, Pimenta cumpriu carta precatória expedida pela Superintendência da corporação em Minas, que instaurou uma investigação no ano passado. O inquérito é um desdobramento da denúncia apresentada pela Procuradoria-Geral da República em 2008 e apura outros repasses da SMPB.

Na acusação formal, o Ministério Público Federal apontou que a campanha à reeleição do então governador de Minas, Eduardo Azeredo (PSDB), em 1998, foi abastecida por um esquema de arrecadação ilegal de recursos que envolvia a agência de Valério. Pimenta da Veiga não foi denunciado.

Porém, citado no inquérito original da PF, ele passou à condição de investigado no novo procedimento instaurado em 2013.A PF rastreou depósitos feitos pela agência de Marcos Valério à conta de Pimenta.

Empréstimo.  Durante a comissão parlamentar mista de inquérito dos Correios, em 2005, foi encontrado um contrato de empréstimo de R$ 152 mil contraído pelo ex-ministro no Banco BMG de Belo Horizonte no qual figuravam como avalistas Marcos Valério e sua ex-esposa Renilda Santiago.

Em fevereiro, Eduardo Azeredo (PSDB) renunciou ao mandato de deputado federal. Com a perda do foro privilegiado, o Supremo decidiu transferir para a 1.ª Instância, em Minas Gerais, a ação penal contra o ex-governador, acusado dos crimes de peculato e lavagem de dinheiro. O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, pediu pena de 22 anos de prisão para o ex-deputado. Azeredo alega inocência e diz que é "bode expiatório" de uma "ação que tem contaminação política".

Foi Pimenta da Veiga quem proporcionou que Azeredo disputasse sua primeira eleição, como candidato a vice-prefeito de Belo Horizonte na chapa vitoriosa em 1988. Um ano e meio depois, ele assumiu a prefeitura da capital mineira após Pimenta renunciar para disputar o governo do Estado. O tucano perdeu a eleição daquele ano - 1990.

A imagem a cima é de um post  desse blog de 2012 - Clique e leia

Média: 5 (2 votos)
5 comentários

Comentários

Espaço Colaborativo de Comentários

Opções de exibição de comentários

Escolha o modo de exibição que você preferir e clique em "Salvar configurações".

Quando esse julgamento

Quando esse julgamento terminar, além de já está tudo prescrito, só vai acontecer bem depois da eleição. Se não tiver petista no meio, nenhum processo avança...

fique tranquilo Pimenta, nada irá lhe perturbar.

Seu voto: Nenhum (5 votos)

Em termos atuais isso deve

Em termos atuais isso deve dar mais de 1 milhão. 

Seu voto: Nenhum (2 votos)
imagem de julio cezarde souza
julio cezarde souza

Maís um psdebista ladrão encoberto por essa mídia safada.

Mais um Psedebista ladrão encoberta por esta mídia safada e comprada pelos governos psdebistas nos Estados do nosso País, por isso não  acredito em nada que é divulgado pela Glovo, Revista Veja, Jornal o Globo, Folhas e tantos outras corporativistas com esses governos psdebistas severgonhos.

 

Seu voto: Nenhum (3 votos)

A história é mais antiga

Pimenta da Veiga saiu de BH para Brasília por conta de assuntos pessoais (separação da mulher, etc.). Montou a sua base operacional em Brasília.

Valério trabalhou dois anos no escritório de Pimenta da Veiga em Brasilia, pelos anos 95 ou 96 e, daí, arrumaram para Valério uma vaga no Banco Central, onde concluiu o seu "estágio"durante 1 ano. Valério voltou a BH "comprando" a SM&PB e a DNA, com base no apoio que os grupos financiadores de campanhas tucanas lhe deram.

Pimenta da Veiga foi o pai do Valério e criador do esquema de caixa 2 com base em empresas de publicidade e propaganda.

Seu voto: Nenhum (5 votos)
imagem de AlvaroTadeu
AlvaroTadeu

Pimenta no fianfã alheio é refresco...

O velho Pimenta da Veiga está metido em mais uma confusão.  Para sua sorte, milita num partido que hoje recebe os votos dos militares e nunca jamais será incomodado pela podre imprensa empresarial, golpista e corrupta. Pimenta, descanse em paz, os blogs sujos não têm audiência para manchar sua manchada e encardida biografia.

Seu voto: Nenhum (5 votos)

Comentar

O conteúdo deste campo é privado e não será exibido ao público.
CAPTCHA
Esta questão é para testar se você é um visitante humano e impedir submissões automatizadas por spam.