newsletter

Assinar

Renan Calheiros divulga nota pedindo "respeito à legalidade"

"As instituições devem guardar os limites de suas atribuições legais, e qualquer politização ou radicalização, independente da origem, será um desserviço ao país"

Jornal GGN - Em nota pública, o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), afirmou que o país passa por um período delicado e que, portanto, esse cenário impõe a todos "respeito à legalidade".

"As instituições devem guardar os limites de suas atribuições legais, e qualquer politização ou radicalização, independente da origem, será um desserviço ao país”, declarou na carta sem citar, diretamente, a ação deflagrada pela Polícia Federal na manhã desta sexta-feira que conduziu, coercitivamente, o ex-presidente Lula a prestar depoimento em uma delegação da PF em São Paulo.

Na nota, Calheiros destacou ainda a necessidade de proteger as garantias individuais e resguardar a "liberdade de expressão e presunção de inocência, conquistados tão dolorosamente".

Agência Brasil

Renan diz que coerção foi desnecessária e pede respeito a garantias individuais


Mariana Jungmann – Repórter da Agência Brasil

O presidente do Congresso Nacional, senador Renan Calheiros (PMDB-AL), divulgou, há pouco, nota pública em que alerta para o período difícil que o Brasil passa e as radicalizações que possam decorrer desse processo. Segundo Renan, os homens públicos e as instituições devem evitar prestar um “desserviço ao país” adotando posturas radicais.

“A nação passa por um período delicado de sua história. O momento impõe a todos, especialmente aos homens públicos, serenidade, equilíbrio, bom-senso, responsabilidade e, sobretudo, respeito à legalidade. As instituições devem guardar os limites de suas atribuições legais, e qualquer politização ou radicalização, independente da origem, será um desserviço ao país”, diz a nota.

Renan não cita diretamente a 24ª fase da Operação Lava Jato, deflagrada hoje (4) de manhã, que promoveu a condução coercitiva do ex-presidente Luís Inácio Lula da Silva para prestar depoimento em São Paulo. Logo após a saída de Lula de sua casa, em São Bernardo do Campo (SP), escoltado por policiais federais, foram registrados casos de enfrentamentos entre simpatizantes do PT e manifestantes contrários ao ex-presidente.

Lula se queixou, após deixar as dependências da Polícia Federal no Aeroporto de Congonhas, de que a condução coercitiva foi desnecessária e desrespeitosa, uma vez que ele não tinha sido previamente convidado a depor.

Sem citar o nome do ex-presidente e a Operação Lava Jato, em si, a nota do senador Renan Calheiros destaca a importância de resguardar a liberdade e as garantias individuais e coletivas. “Valores absolutos do Estado Democrático de Direito, independência dos poderes, liberdade e garantias individuais e coletivas, liberdade de expressão e presunção da inocência, conquistados tão dolorosamente, precisam ser reiterados. Qualquer investigação, portanto, precisa ser conduzida dentro do respeito à Lei e à Constituição Federal. O Brasil e sua democracia mais longeva já foram testados anteriormente e, sempre, estarão acima de tudo e de todos”, conclui a nota de Renan.

Edição: Nádia Franco
 

Média: 3.9 (11 votos)

Recomendamos para você

11 comentários

Comentários

Espaço Colaborativo de Comentários

Opções de exibição de comentários

Escolha o modo de exibição que você preferir e clique em "Salvar configurações".

Ele renanzava a modelo senatorialmente.

Muitos foram solidários com Renan, inclusive a Construtora Mendes Junior, quando ele renanzava senatorialmente a modelo Mônica Veloso, com a qual teve a filha.

Alguém faz algo senatorialmente quando dá bananas para o distinto público pagador das contas. Como os digníssimos do Senado fazem conosco.

Por exemplo, ontem a PF agiu "senatorialmente" ao praticar a tal condução coercitiva de Lula.  No fim do mês os salários desta PF estarão religiosamente em suas respectivas contas. Também os salários dos juízes, que viram aquilo e nada fazem.

O processo contra Renan  tem-se arrastado e ele, o legalista, se diz muito tranquilo:

http://ultimosegundo.ig.com.br/politica/2015-07-08/justica-federal-acusa-renan-em-processo-de-propina-da-mendes-junior.html

 Roney Domingos/ G1

 

Seu voto: Nenhum
imagem de Pedro  Carlos Penido Veloso dos Anjos
Pedro Carlos Penido Veloso dos Anjos

Com relação a esse elemento

Com relação a esse elemento sujeito, ou sujeito elemento, Renan Calheiros, respeito a minha liberdade de expressão 

e minha presunção de suspeição dele.

 

Seu voto: Nenhum (1 voto)

Renan...

o que se reuniu com Cunha e Aécio quando o "impitimá" teve uns 60% de chance de sair?

Sei.

Me engana que eu gostcho muitcho caro hipócrita alagoano.

Seu voto: Nenhum (1 voto)
imagem de altamiro souza
altamiro souza

dolorosamente, digo que renam

dolorosamente, digo que renam está certo mas meio atrassado no lance...

esperou o desgaste extremo do partido eleitoralmente adversário dele- o pt - e de lula

pára emitir uma nota alertando para os absurdos ilegais que ocorrem...

lutar pela democrfacia e pelo aperfeiçoamentro democrático é uma atitude

cotidiana, não pode se esperar  tanto para defender o que deve ser uma defesa

organica do que é fundamntal para o país...

Seu voto: Nenhum (1 voto)
imagem de José CB
José CB

Deus me livre

Quando Renan Calheiros vira porta-voz das instiuições é porque tudo está perdido.

O homem não fez nada, só transformou o Senado Federal num galinheiro, só isso.

Seu voto: Nenhum (1 voto)

estava eu...................como quem não quer nada

como sempre, sem nunca pretender

de passagem pelo AI - altíssimo invisível

a procurar uma oração que me confortasse e protegesse de tudo que a lava jato vem fazendo

e encontrei, ao meu ver do pelo meu prisma, a melhor definição para essa operação que a todos agride:

Para os tucanos sou uma Benção. Para o Brasil uma Maldição

Seu voto: Nenhum (4 votos)

O momento delicado ao qual o

O momento delicado ao qual o senador Renan se referiu tem nome e sobrenome: Sérgio Moro e os irmãos Marinho.

O presidente do Senado, a presidenta da República e o presidente do STF podem se reunir visando por fim a esse momento delicado que o país atravessa. Afinal, está se configurando uma verdadeira guerra. E, quando isso acontece, os que ocupam os maiores cargos do Estado têm obrigação de conduzir o país ao entendimento, objetivando coibir os atos dos beligerantes.

Seu voto: Nenhum (6 votos)

com certeza...

e uma cobrança-pedido-online, para que se reunam e discutam a situação com a máxima urgência, seria de grande utilidade pública

 

Seu voto: Nenhum (2 votos)

torturantes as nossas decepções atuais...

quando os 3 Poderes permitem que sejam as mesmas do passado..................................................

eu não quero morrer assim, sabendo que esta maldição lava jato, Globo novamente, vai alcançar

e torturar também nossos filhos(as) e netos(as)

Seu voto: Nenhum (2 votos)

Até porque, não sei o dia de

Até porque, não sei o dia de amanhã.

Seu voto: Nenhum (5 votos)

Consagre os seus sonhos e projetos ao Senhor, e eles serão bem sucedidos, creia.

gAS

Nuuu...

Como diriam os mineiros!

Tô impressionada com a hombridade e solidariedade dessa gente (tipo Renan). Vamos aguardar Cunha, Aécio, FHC, Bolsonaro et caterva se solidarizarem também. De coração, né?

Seu voto: Nenhum (11 votos)

♦ Xô golpistas ♦

Comentar

O conteúdo deste campo é privado e não será exibido ao público.