newsletter

Assinar

Renan e Aécio também estariam entre os citados na delação de Delcídio

Jornal GGN - A delação premiada do senador Delcídio do Amaral também traz citações a outros integrantes do Senado, como Renan Calheiros (PMDB-AL), Edison Lobão (PMDB-BA) e Romero Jucá (PMDB-RR), assim como referências a Aécio Neves (PSDB-MG). O tucano já foi citado por outros delatores, como Albeto Yousseff, mas os procedimentos com menções a Aécio foram arquivados.

Segundo a Folha de S. Paulo, a delação faria referências a integrantes das cúpulas do PMDB, PSDB e PT. Ainda de acordo com o jornal,  a delação está na Procuradoria-Geral da República aguardando um ajuste solicitado pelo ministro Teori Zavascki, relator da Lava Jato no Supremo Tribunal Federal. Na semana passada, reportagem da revista IstoÉ dizia que Delcídio implicava tanto o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva quanto a presidente Dilma Rousseff em sua delação.

Da Folha

Delcídio cita Renan Calheiros e Aécio Neves em delação

A delação premiada do senador Delcídio do Amaral (PT-MS), além de agravar a crise política e reacender na oposição a pressão pelo impeachment da presidente Dilma Rousseff, traz citações a vários políticos, incluindo colegas do Senado.

Folha apurou com pessoas próximas à investigação que Delcídio fez referências a integrantes das cúpulas de PMDB, PSDB e PT. A reportagem não teve acesso ao contexto do suposto envolvimento desses políticos.

Entre os nomes citados pelo senador estão parlamentares que já são investigados em inquéritos da Lava Jato no STF (Supremo tribunal Federal), como o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), Edison Lobão (PMDB-MA), Romero Jucá (PMDB-RR) e Valdir Raupp (PMDB-RO).

Delcídio também fez referências ao senador Aécio Neves (MG). O presidente do PSDB já foi citado pelo doleiro Alberto Yousseff e pelo transportador de valores Carlos Alexandre Rocha, o Ceará, mas ambos os procedimentos com menções ao tucano foram arquivados.

A simples menção feita pelo senador petista não indica que os citados cometeram crimes ou que serão investigados.

Agora, os investigadores da Lava Jato vão analisar se os fatos atribuídos aos senadores têm indícios mínimos para justificar o pedido de abertura de inquérito.

Segundo a Folha apurou, a citação a Renan, por exemplo, teria sido lateral. O presidente do Senado é alvo de seis inquéritos que apuram sua suposta ligação com os desvios da Petrobras.

A delação de Delcídio ainda está na Procuradoria-Geral da República aguardando um ajuste solicitado pelo ministro Teori Zavascki, relator da Lava Jato.

Na semana passada, a revista "IstoÉ" revelou trechos da colaboração do petista nos quais ele implica Dilma e o ex-presidente Lula, que negam ilegalidades.

OUTROS LADOS

A assessoria de Aécio Neves afirmou que não iria comentar a citação pela falta de "informação concreta" sobre o envolvimento do senador com Delcídio.

Valdir Raupp afirmou à Folha que recebe com "estranheza" a informação de que teria sido citado. "Eu nunca tive uma relação mais próxima com Delcídio. Minha relação com ele sempre foi muito republicana", disse.

A reportagem não conseguiu localizar na noite de terça (8) os demais senadores citados por Delcídio. Procurada, a defesa do petista disse desconhecer a delação.

Imagens

Média: 4.1 (14 votos)
17 comentários

Comentários

Espaço Colaborativo de Comentários

Opções de exibição de comentários

Escolha o modo de exibição que você preferir e clique em "Salvar configurações".
imagem de L. Souza
L. Souza

Mais uma vez se comprova que

Mais uma vez se comprova que quando o PSDB é citado os procuradores não vazam. 

Isso comprova que os procuradores da Lavajato são do PSDB e que Sérgio Moro está nas mãos desse grupo partidário. 

Quem estabelece as diretrizes da operação é o grupo de jovens procuradores federais.

Deltan Dallagnol é um deles.

Um rapaz de 34 anos, que, quando Lula foi presidente, não tinha nem se formado. Com certeza, não tem noção dos tempos difíceis que vivíamos, inclusive para entrar no mercado de trabalho.

Alem disso, se não ganhar igual deve ganhar mais que o próprio Moro, assim como os demais jovens do seu grupo. 

Saber que eu pago o salário desses bundas de nenês que se acham e não sabem o que a gente amargou antes do Lula, é f...a. 

Seu voto: Nenhum
imagem de Roniro Alves Coutinho
Roniro Alves Coutinho

Por tudo isto que torço pelo

Por tudo isto que torço pelo Donald Trump e não pela Hillary como a Globo quer. Democrata tem cara de bonzinho como o Obama mas são muito mais maléficos que os Republicanos. 

Seu voto: Nenhum (1 voto)

Aócio vai virar hexa antes do

Aócio vai virar hexa antes do Brasil.

Seu voto: Nenhum (7 votos)

Interessante

O "documento" tem 400 páginas e só publicaram fatos que desabonavam Dilma e Lula. Me perguntavam se em tanto material não haveria mais envolvidos e se seriam somente "do lado negro da força". Como esperava, sobrava para todo mundo. Isso é que é Ética Jornalística.

Seu voto: Nenhum (9 votos)
imagem de Bacamarte
Bacamarte

Um espetáculo dantesco sob a batuta do juiz (???) Sérgio Moro,

por pouco não se concretiza.Na manhã de sexta, em Curitiba, Bolsonaro convocava para “foguetaço” para prisão de Lula

 

bolsopr

Até agora ninguém sabe explicar o que aconteceu, de fato, no aeroporto de Congonhas, na sexta-feira da vergonha, dia 4 de março.

Mas o vídeo que coloco ao final do post dá sinais do que se planejava e para quem iam os “vazamentos” da turma da “República de Sérgio Moro”.

Bolsonaro e sua turma, na manhã de sexta-feira, convocando para um “foguetaço” na Polícia Federal de Curitiba para saudar a chegada de Lula, preso.

Bem sintonizado com as intenções de propaganda e desmoralização.

Quem leu as “considerações sobre a Mani Pulite” de Moro e acompanha a trajetória desta cruzada, não há mais dúvidas sobre os reais objetivos.

“(…) uma das mais impressionantes cruzadas judiciárias contra a corrupção política e administrativa.” (Moro, 2004)

Tal devaneio se vê ao vivo e em cores, numa operação dissimulada e sem qualquer indício de escrúpulos, para eliminar todo e qualquer obstáculo que atrapalhe a mafiosa turma de voltar ao poder.

Moro apresenta uma visão fantasiosa do que seria o combate à corrupção no Brasil, com base, na operação Mãos Limpas italiana.

Na verdade, seria quase perfeita se fosse aplicado aos políticos envolvidos no roubo de merenda escolar, superfaturamento de trens, entrega do patrimônio público, aos donos de contas no exterior e às remessas ilegais para amantes. Seria bem aplicada também, aos políticos que mantém íntimas relações com o tráfico aéreo de drogas.

Moro avalia como viável um tipo de operação no Brasil, como a que combateu a máfia italiana e suas relações com o meio político, a partir da instituição da delação premiada, e, também, dos vazamentos.

Extasiado, ele menciona o sucesso desses vazamentos meticulosos à imprensa italiana. “A Mani Pulite vazava como uma peneira”.

Talvez o conceito de peneira aqui seja outro. Afinal, só determinadas informações vazam, as outras ainda devem ficar retidas, decerto, na peneira.

O processo de vazamento seletivo, como vemos (e como não vemos) foi eficientemente aplicado.

No entanto, é curioso o conceito de ‘opinião pública esclarecida’, que, para ele, é vital para o sucesso de uma operação.

É curioso imaginar alguém esclarecido desconsiderando que parte de uma nota do Instituto Lula fora suprimida. Ou ainda, que uma mansão premiada e abandonada numa praia paradisíaca não tenha dono.

Essa opinião pública esclarecida ia acabar ficando horrorizada com tanta pasta base de cocaína num só helicóptero, caso isso fosse mostrado aos quatro cantos como os pedalinhos do mais famoso sítio da imprensa brasileira.

Talvez aí possa existir uma chave que ajude a desvendar os mistérios da sexta-feira da vergonha: A ideia não seria observar a reação da opinião pública não-esclarecida?

Era um teste?

Uma bravata?

Uma tentativa de enfiar Lula num jatinho e levar para Curitiba só com apoio dos esclarecidos?

A operação foi abortada?

O que deu errado?

O que frustrou a “festinha” convocada pela turma do Bolsonaro no vídeo abaixo?

Se foi um teste para avaliar a opinião pública não-esclarecida (a de quem não se convence com a inexistência de manchetes de corrupção da turma da Avenue Foch e, ao mesmo tempo, com a fixação a cada passo dado por Lula e  pelos membros do PT nos últimos 36 anos) então, o tiro saiu pela culatra.

Ou a reação popular deixou dúvidas?

No “Minha Luta” de Moro há um objetivo bem claro: deslegitimar políticos e partidos ( adivinhe quais) para que sejam levados ao mais completo ostracismo.

Interessante que ele releva que o vazio, deixado na política, abriu espaço para que “Silvio Berlusconi, magnata da mídia e um dos investigados, hoje (em 2004) ocupa o cargo de primeiro-ministro da Itália.”

Para que a “cruzada” funcione, no entanto:

“Talvez a lição mais importante de todo o episódio seja a de que a ação judicial contra a corrupção só se mostra eficaz com o apoio da democracia. É esta quem define os limites e as possibilidades da ação judicial. Enquanto ela contar com o apoio da opinião pública, tem condições de avançar e apresentar bons resultados. Se isso não ocorrer, dificilmente encontrará êxito. Por certo, a opinião pública favorável também demanda que a ação judicial alcance bons resultados.” (Moro, 2004)

Opinião pública esclarecida?

O que falta a essa opinião pública esclarecida cheirosa, parece ser justamente esclarecimentos.

Eis o verdadeiro campo de combate: comunicação com a sociedade.

 

Seu voto: Nenhum (1 voto)

Homens sem moral!

Causa nojo ver essas "caras", onde só se percebe arrogância, futilidade e muita maldade.

Seu voto: Nenhum (4 votos)
imagem de PauloBR
PauloBR

Armadilha?

Não vou me empolgar com a notícia porque:

1) o vazamento é misteriosamente vago quanto ao conteúdo das delações.

2) nenhuma denúncia - nenhuma! - contra Aécio frutifica.

3) pode ser mais uma chantagenzinha para assegurar a adesão de Renan ao golpe.

4) também pode ser uma forma de ressuscitar a falida credibilidade da tal delação.

5) pode ser a assoprada da imprensa antes da mordida (quando a notícia é ruim para a oposição, a imprensa dá uma encostadinha de dentes de meio segundo, como um verniz de pluralidade e imparcialidade; depois assopra meia hora; depois, nunca mais volta ao assunto.Mas se é contra o governo, morde, morde e não larga)

 

Seu voto: Nenhum (2 votos)

Se está com o Procurador Geral

o elemento deve ser responsabilizado pelo vazamento. Que é usado somente para dar o golpe. Esssa união com a grande imprensa forma um aorganização criminosa muito perigosa.

  Os barões da grande mídia são todos canalhas, juntamente com seus amestrados Jornalistas.

Seu voto: Nenhum (11 votos)

Aguardemos 8 de novembro de 2016...

Lá poderemos ter a figura do demo, quer dizer, do Donald Trump sendo eleito presidente da ROMA moderna.

Com isso, a subida ao poder do playboy do Leblon ficará facilitada  pela presença  dos porta-avióes e  destróierrs americanos nas águas da Guanabara !

Quem viver, verá !!

 

Seu voto: Nenhum (11 votos)

 

A desgraça daqueles que não gostam da "arte maldita" da política, é ser governado por aqueles que gostam......

imagem de Andre B
Andre B

Acho que voce está enganado,

Acho que voce está enganado, o Trump é uma desgraça sob qualquer aspecto. Mas quem andou mandando bomba e drones para matar civis a esmo no mundo todo nos últimos  anos a secretária de Estado americana, ninguém menos que Hillary Clinton. Trump quer criar muros e expulsar o que eles chamam de 'bárbaros' dos EUA, Hillary prefere bombardear os 'bárbaros' para que eles não cheguem lá.

Seu voto: Nenhum (1 voto)

Depende!

"A simples menção feita pelo senador petista não indica que os citados cometeram crimes ou que serão investigados."

Depende do que Moro "julgue" que seja crime. Se for PSDB, cobrar 300 (trezentinhos) mil reais por propina não é crime (arquivado). Se for PT, comprar barco de lata por 0,004 Milhões de Reais e pedalinhos por 0,005 Milhões de Reais (absurdo!) é.

Seu voto: Nenhum (12 votos)

então...

...como aconteceu com a história ( ou estória ) do triplex do guarujá que sumiu quando bateu nas portas da globo, a dita delação do Decídio vai cair na limo do esquecimento!

bando de hipócritas!

Seu voto: Nenhum (14 votos)

Impítiman é meuzovo!

Arte é Luz - União e Olho Vivo

Aécio já comentou, vejam:

https://youtu.be/0DQgRn3CeZI

Seu voto: Nenhum (3 votos)
imagem de Edi Passos
Edi Passos

Delatou o Aécioporto Neves?

Então não vem mais ao caso.

Seu voto: Nenhum (2 votos)

A assessoria de Aécio Neves

A assessoria de Aécio Neves afirmou que não iria comentar a citação pela falta de "informação concreta" sobre o envolvimento do senador com Delcídio.

Que estranho. Quando a suposta delação saiu na IstoÉ, Aécio não parava de falar nisso.

Seu voto: Nenhum (11 votos)

Pausa para uma vomitadazinha

Pausa para uma vomitadazinha matinal. Presidente Lula e presidenta Dilma são acusados. Os demais são citados. O menino maluquinho,então,não vem ao caso.

Haja vômito para tanto mal estar.

Seu voto: Nenhum (17 votos)
imagem de Cristiano Marochi
Cristiano Marochi

Os senadores Aécio e Renan

Os senadores Aécio e Renan não tem com que se preocupar. A blogosfera progressista já provou que a delação de Delcídio foi forjada pela imprensa, pois não foi confirmada por ele. Então tudo o que estiver contido ali que deponha contra a oposição também deve ser reputado como falso.

Seu voto: Nenhum (1 voto)

Comentar

O conteúdo deste campo é privado e não será exibido ao público.