newsletter

Revelação de que EUA espionaram Petrobras põe em risco leilão do pré-sal

Jornal GGN - A revelação de que NSA (Agência de Segurança dos Estados Unidos) espionou a Petrobras pode colocar em risco a realização do primeiro leilão do pré-sal, marcado para 21 de outubro. A rodada de leilões é a primeira do pré-sal e colocará 'à venda' as reservas já comprovadas do campo de Libra, o maior já descoberto no Brasil. A denúncia veio a público por meio de reportagem veiculada no "Fantástico" no domingo (8).

Produzida pela TV Globo em conjunto com o repórter norte-americano radicado no Brasil Glenn Greenwald, a reportagem aponta que a Petrobras estaria sendo monitorada há um bom tempo pelos Estados Unidos. As informações foram obtidas por Greenwald com base nos documentos secretos repassados por Edward Snowden, o ex-agente da NSA, asilado na Rússia. A reportagem mostra documentos de uma apresentação da NSA para agentes, realizada em junho de 2012. Chama a atenção o fato de a Petrobras aparecer no início da apresentação, logo acima da Google, da diplomacia francesa e da rede da Swift - uma cooperativa multinacional de grandes bancos.

Membros do movimento nacional contra a privatização do petróleo brasileiro, que já defendiam o fim da entrega de reservas nacionais a empresas privadas, agora veem na confirmação da espionagem à estatal brasileira motivo mais do que suficiente para o cancelamento do edital que convoca o leilão, do qual participarão multinacionais, algumas com sede nos EUA. "É um leilão em que tem alguém que tem informações privilegiadas; está viciado o negócio. Deveriam suspender imediatamente isso, independente de qualquer outra questão, e investigar", defende o economista André Bucaresky e dirigente do sindicato da categoria no Rio de Janeiro (Sindipetro-RJ).

O sindicato irá realizar um ato contra a espionagem na Petrobras e pelo cancelamento do leilão de libras, na próxima quarta-feira (18), às 17h, no Consulado dos EUA, no Rio de Janeiro.

Espionagem

Recentemente, a mesma fonte já havia revelado que a própria presidenta Dilma Rousseff havia sido espionada pelo serviço secreto norte-americano. Antes disso, soube-se que a privacidade de mensagens e telefonemas de milhões de brasileiros vem sendo invadida pelos EUA.

Uma moção de repúdio apresentada pelo deputado José Guimarães, na Câmara dos Deputados contra o esquema de espionagem norte-americana, foi apresentada ao conjunto dos parlamentares. No entanto, 98 deputados foram contra ou se abstiveram ao documento de repúdio à espionagem dos EUA. 

Veja abaixo:

Moção de repúdio

Nós, parlamentares da Câmara dos Deputados da República Federativa do Brasil, MANIFESTAMOS:

O nosso repúdio à espionagem e o monitoramento de bilhões de e-mails, telefonemas e dados de empresas e cidadãos brasileiros, bem como do governo do Brasil, supostamente realizados por agências de inteligência dos Estados Unidos da América, que violam direitos de empresas e cidadãos brasileiros e atentam contra a soberania nacional.

Ao mesmo tempo, externamos o nosso apoio às iniciativas do Estado brasileiro, que pretende levar este grave caso à consideração da Organização das Nações Unidas (ONU) e da União Internacional das Telecomunicações (UIT).

Declaramos, ademais, nossa concordância com as iniciativas destinadas a criar uma agência multilateral, no âmbito do sistema das Nações Unidas, para gerir e regulamentar a rede mundial de computadores, poderoso instrumento de uso compartilhado da humanidade.

Por último, externamos a nossa apreensão com a segurança do cidadão norte-americano Edward Snowden, que está refugiado, há dias, no aeroporto de Moscou.

Conheça os deputados que se abstiveram e votaram contra o repúdio:

DEM: Abelardo Lupion (PR), Alexandre Leite (SP), Augusto Coutinho (PE), Claudio Cajado (BA) Davi Alcolumbre (AP), Eli Correa Filho (SP), Jairo Ataíde (MG), Jorge Tadeu Mudalen (SP), Júlio Campos (MT), Luiz de Deus (BA), Mandetta (MS), Mendonça Filho (PE), Onyx Lorenzoni (RS), Paulo Cesar Quartiero (RR), Rodrigo Maia (RJ) e Ronaldo Caiado (GO).

PMDB: Darcísio Perondi (RS), Edio Lopes (RR), Fernando Jordão (RJ), Lucio Vieira Lima (BA), Marçal Filho (MS), Marcelo Almeida (PR), Mauro Mariani (SC), Osmar Terra (RS), Silas Brasileiro (MG), Valdir Colatto (SC) e Wladimir Costa (PA).

PMN: Francisco Tenório (AL) e Jaqueline Roriz (DF)

PP: Arthur Lira (AL), Dilceu Sperafico (PR), Esperidião Amin (SC), Iracema Portella (PI), Jair Bolsonaro (RJ), Jerônimo Goergen (RS), Lázaro Botelho (TO), Luis Carlos Heinze (RS), Luiz Fernando Faria (MG), Missionário José Olimpio (SP), Renato Andrade (MG), Renzo Braz (MG), Roberto Balestra (GO), Roberto Britto (BA), Roberto Teixeira (PE), Sandes Júnior (GO) e Vilson Covatti (RS).

PR: Bernardo Santana de Vasconcellos (MG), Henrique Oliveira (AM), Maurício Quintella Lessa (AL), Paulo Freire (SP) e Vicente Arruda (CE).

PRP: Jânio Natal (BA).

PSB: Fernando Coelho Filho (PE), Júlio Delgado (MG) e Paulo Foletto (ES).

PSC: Andre Moura (SE), Costa Ferreira (MA), Deley (RJ), Lauriete (ES), Nelson Padovani (PR), Pastor Marco Feliciano (SP), Takayama (PR) e Zequinha Marinho (PA).

PSD: Ademir Camilo (MG), Arolde de Oliveira (RJ), Átila Lins (AM), Carlos Souza (AM), César Halum (TO), Danrlei De Deus Hinterholz (RS), Eduardo Sciarra (PR), Eleuses Paiva (SP), Fernando Torres (BA), Guilherme Campos (SP), Hélio Santos (MA), Hugo Napoleão (PI), Jefferson Campos (SP), João Lyra (AL), José Carlos Araújo (BA), Júlio Cesar (PI), Manoel Salviano (CE), Onofre Santo Agostini (SC), Sergio Zveiter (RJ) e Walter Ihoshi (SP).

PSDB: Alfredo Kaefer (PR), Andreia Zito (RJ), Antonio Carlos Mendes Thame (SP), Antonio Imbassahy (BA), Duarte Nogueira (SP), Eduardo Azeredo (MG), Jutahy Junior (BA), Nelson Marchezan Junior (RS), Nilson Leitão (MT), Plínio Valério (AM), Reinaldo Azambuja (MS), Vaz de Lima (SP) e William Dib (SP).

PTB: Arnaldo Faria de Sá (SP) e Sérgio Moraes (RS).

Tal atitude é vista com indiferença à soberania nacional do país e ao direito dos brasileiros à inviolabilidade de suas comunicações telefônicas e telegráficas.

Com informações da Agência Petroleira de Notícias e Pragmatismo Político

Sem votos
36 comentários

Comentários

Opções de exibição de comentários

Escolha o modo de exibição que você preferir e clique em "Salvar configurações".

Pulga atrás da orelha.

E se o objetivo escuso da "denúncia" for, exatamente, melar o leilão para (eles têm esperança), uma vez de volta ao poder, mudarem as regras para favorecer às multinacionais do ramo.

Ao mesmo tempo, ainda tiram recursos das mãos do atual Governo.

Seu voto: Nenhum
imagem de ana s.
ana s.

Tá difícil...

Fiz um longo comentário e acho que ele se perdeu, pois depois do envio não apareceu nenhuma mensagem.

O jeito é partir pra galhofa.

Snowden e Greenwald são serviçais da famiglia Marinho. Não têm credibilidade. Ninguém no mundo tá ligando a mínima pro que eles estão divulgando. Todo mundo já sabia do que está sendo publicado no Guardian, no Washington Post, no Der Spiegel, e agora no New York Times, no Pro-Publica, e nos veículos da Globo (O Globo/Época/Fantástico). Principalmente quem nunca se deu ao trabalho de ler as matérias.

 

Seu voto: Nenhum
imagem de ana s.
ana s.

O que é realmente ridículo é

O que é realmente ridículo é querer reduzir toda a denúncia a um factoide do Fantástico, a uma trama da Globo contra o Brasil. Olhem além do cercadinho e percebam que esse vazamento de Edward Snowden e as matérias que daí advieram - no Guardian, no Washington Post, no Der Spiegel, no New York Times, no Pro-Publica, no Globo/Época/Fantástico - constituem-se simplesmente no acontecimento jornalístico do ano - se é que é só deste ano.

As Organizações Globo são, antes de tudo, uma empresa. Se lhes foi oferecida a oportunidade de entrar temporariamente no seleto grupo acima mencionado, justo agora que enfrenta umas tantas e merecidas hostilidades, como poderiam recusar?

Brasileiros já andaram questionando Greenwald no blog dele e no twitter sobre trabalhar com a Globo. Ele respondeu mais ou menos o seguinte: Conheço bem os defeitos da Globo, bem como das demais empresas jornalísticas com que trabalhei/trabalho, mas estou buscando o máximo de difusão, pois devo isso a Snowden. Tenho tido total liberdade e tenho trabalhado com excelentes jornalistas. 

Tem um cara aí perguntando qual a credibilidade de Snowden/Greenwald/David Miranda. Não sei por que Miranda foi aí mencionado, já que ele é apenas o companheiro de longa data de Greenwald, motivo de sua mudança para o Brasil. Talvez o cara tenha apenas querido lembrar que Greenwald é homossexual, tentando usar a homofobia para desacreditá-lo, vai saber...

Quanto a Snowden e Greenwald, acho que até agora ninguém tinha contestado as informações que eles soltaram. A estratégia para desmerecer as revelações vem sendo a de dizer que não há novidade nenhuma, que "todo mundo já sabia do que está sendo divulgado" - tese abraçada por boa parte dos que frequentam este blog, gente que aparentemente não vem lendo nada, única explicação para alegação tão tola.  

Quanto à questão do leilão, a matéria do Fantástico, que ninguém daqui quis ver pq foi veiculada pela Globo, nem toca no assunto. A única coisa certa, documentada - e esses documentos não estão sendo contestados nem pela NSA - é que a Petrobras vem sendo espionada. O que "todo mundo aqui já sabia", claro! Mas como agora ficou comprovado e como o leilão tá despertando muito interesse dos americanos, dá pro receio da gente - de entrar pelo cano - aumentar um pouquinho, né não?

Seu voto: Nenhum
imagem de serralheiro 70
serralheiro 70

Leilão de Libra

Isto não é um leilão de quermesse  da paróquia do bairro. O Brasil tem interesse em desenvolver logo o Pré-sal de Libra. A espionagem dos EUA já prejudicou este processo. Alguma medida para mitigar perdas terá que ser tomada pelo governo brasileiro. Qualquer empresa suspeita de ter sido agraciada com alguma vantagem desta intrusão deverá ser sumariamente excluida da competição.

Seu voto: Nenhum
imagem de Helio  Gomes
Helio Gomes

Nações amigas $$$$  de quem

Nações amigas $$$$  de quem  cara pálida. Nao Tabuleiro da geopolítica não existe amigos e sim interesses $$$.  O Atraso secular de nosso Brasil e decorrerente de amizades viciadas co Europa e o EUA.w

Seu voto: Nenhum

Transformar um programa do

Transformar um programa do Fantastico em factoide para moldar a politica externa de um grande Pais. Só a absoluta mediocridade da atual liderança politica  poderia chegar a nivel tão baixo de populismo vulgar.

1.Que informações da Petrobras seriam espionadas? Qual a credibilidade de Snowden, Glenn e David |Miranda?

2.A pesquisa simografica qu levou à descoberta do pre-sal foi vendida pela Schlumberger, empresa franco-americana, portanto eles tem os mapas que indicam a presença de oleo nessa area.

3.os equipamwentos e brocas de perfuração  do pre-sal são da Halliburton, empresa do Texas especializada em perfurações complicadas.

4.A maioria das sondas do pre-sal são da Transocean, empresa americana com sede na Suiça.

Quais segredos a Petrobras teria para serem descobertos por espionagem? Os dados para o leilão da Libra são PUBLICOS, disponiveis na ANP. A Petrobras é companhia da capital aberto, listada na Bolsa de Nova York, suas informações economico-financeiras são disponiveis ao publico.

Quais segredos extraordinarios a Petrobrás teriam para desvendar? O papo é ridiculo demais.

Seu voto: Nenhum
imagem de arara
arara

Excelente comentário !

Excelente comentário !

Seu voto: Nenhum
imagem de Ivan de Union
Ivan de Union

Excessivamente ridiculo eh

Excessivamente ridiculo eh seu comentario, Andre, da ate pena...

Deixo uma pergunta:  quantos "parceiros" energeticos existem na historia inteira dos Estados Unidos que eles NAO trairaram?

Repito o que disse:  voces estao fritos se os EUA entrar no Brasil com esse leilao.

Seu voto: Nenhum
imagem de ClaudioFr
ClaudioFr

Concordo . RÍCULO ACREDITAR

Concordo . RÍCULO ACREDITAR NA GLOBO e SEUS INTERESSES.TODO este processo está mapeado.

VAI GANHAR quem tiver maior PODER de FOGO. Eo poder de FOGO dos "AMIGOS do BRASIL" e que pagaram a GLOBO é BEM MENOR do VENCEDOR do LEILAO.

COM POLITICA de EMPREGO e conteúdo NACIONAL , que venham os ESTRANGEIROS.PRECISAMOS da TECNOLOGIA e DINHEIRO deles para crescer!

Seu voto: Nenhum

O velho sábio

O Lula dizia uma coisa muito interessante quando tocava no assunto da seca, ele dizia que temos que aprender a conviver com seca, para superá-la, e dizia que os canadenses não lutavam contra a neve, aprenderam a conviver com ela.

Os EUA são os Eua, a constituição deles permite a invasão a outros países, seus interesses já derrubaram governos e lutaram em todo mundo! Têm armas atômicas e não querem que ninguem mais tenha!

Temos que aprender com isso para superá-los! Temos que fazer investimentos que nos permitam isso! Ficar gritando na porta de embaixada não levará a LUGAR NENHUM!

Temos que fazer INVESTIMENTOS em segurança e inteligência!

Seu voto: Nenhum

esperando godot

Por onde anda o senhor André "Os EUA não tem o menor interesse nas reservas de petróleo" Araújo?

Seu voto: Nenhum

AA, como bom tucano, tá com a cabeça dentro do buraco

O AA tá com a cabeça dentro de um buraco para não ver o que está acontecendo, além de disfarçar que não é com ele

Seu voto: Nenhum

Nada a ver com tucano, só não

Nada a ver com tucano, só não vou seguindo o trio eletrico como fazem aqui um monte de zé colmeias, falam sem saber do que ou porque.

Seu voto: Nenhum

Interesse todos os paises tem

Interesse todos os paises tem mas o Brasil não tem grandes reservas de petroleo, o pre-sal tem de 8 a 15 bilhões de barris, a Venezuela tem no Orinoco 297 bilhões, os EUA estão diminuindo a importanção de petroleo ano a ano, projetam não importar mais em 2020, há muita FANTASIA no pre-sal, um petroleo de carissima extração e altissimo risco.

O Brasil já tem concessão no campo de Majnoon no Iraque que tinha mais de 180 bilhões de barris e na Franja do Orinoco, a Petrobras perdeu as duas concessões.

Seu voto: Nenhum

É tudo muito suspeito

É muito suspeito que seja exatamente a Rede Globo a divulgar as denúncias de espionagem. E por capítulos, mais ainda, com documentos cedidos por um norte-americano. A Globo sempre defendeu os interesses dos Estados Unidos. Foi uma emissora montada quase que totalmente com dinheiro dos americanos oriundo do grupo Time-Life. O acordo entre a Time-Life e a Globo terminou em 1969, após uma complexa investigação parlamentar a esta associação de interesses. Nessa altura, poder-se-ia argumentar que o apoio da Time-Life era já dispensável. A Globo tinha conquistado o primeiro lugar no mercado televisivo brasileiro e a transmissão de conhecimentos nos aspectos fundamentais do negócio televisivo tinha já acontecido. No entanto, e apesar desta desvinculação formal, alguns antigos funcionários da Time-Life continuaram a trabalhar na Globo e a viver no Brasil. Joseph Wallace, por exemplo, manteve-se como diretor-executivo da Globo até os anos 1980. 

Agora vem um jornalista americano, Glenn Greenwald, radicalizado no Brasil pelo fato de o Brasil reconhecer os direitos de casais homossexuais, ao contrário do que ocorre nos EUA ,e solta uma enchurrada de denúncias adquiridas como por sorte num jogo de loterias através de Edward Joseph Snowden, um ex-analista de inteligência americano e um colaborador terceirizado da Agência de Segurança Nacional (NSA) que foi também funcionário da Central Intelligence Agency (CIA)?

Depois de todos os protestos teleguiados nas principais capitais com quebras-quebras inexplicáveis, denúncia de  espionagem pela Globo e através de um jornalista norte-americano,  dando conta de que Obama bisbilhota e-mails pessoais de Dilma, documentos da presidência e a Petrobrás, principalmente sobre uma das maiores jazidas de petróleo do mundo e, exatamente, às vésperas do maior leilão do pré-sal?

Ora, ora. Neste mato tem coelhos... e muitos.

Edward Joseph Snowden é filho de um oficial da Guarda Costeira dos Estados Unidos e de uma funcionária de um tribunal federal. Tem tudo para ser um "infiltrado". 

Seu voto: Nenhum

A famiglia Marinho perde um anel, mas não quer perder o dedo.

É muito suspeito mesmo, a famiglia Marinho fez esta reportagem para livrar a sua barra com o Governo Dilma, esperando que o Governo Dilma esqueça as sonegações bilionárias da famiglia Marinho.

O Governo Dilma não  pode ceder e permitir que a famiglia Marinho tenha suas dívidas (por sonegação) perdoadas.

A famiglia Marinho praticou vários crimes ao sonegar e tem que pagar por todos os  crimes cometidos.

Seu voto: Nenhum
imagem de movb
movb

no mato da globo, tem cachorro danado.

Endosso, completamente, seu raciocínio, caro. Parabéns. Esse caso esta estranhíssimo!

 

Seu voto: Nenhum

Famiglia Marinho: um cachorro mafioso

Esse cachorro é mafioso, danado e raivoso

Seu voto: Nenhum

É tudo muito suspeito

Pssssiu

Seu voto: Nenhum

Revelação de que EUA espionaram Petrobras põe em risco leilão do

para fazer o contraponto..me parece que os argumentos do Tijolaço são bem objetivos e consequentes..

Libra: adiar para quando? Até a direita ter chance de entregar tudo?10 de setembro de 2013 | 17:19

Algumas poucas pessoas estranham a posição que assumi, defendendo a manutenção do leilão do campo de Libra, o maior do pré-sal brasileiro – até agora, é claro, porque as descobertas do pré-sal não acabaram e vão surpreender muita gente.

Existem pessoas contrárias, algumas por razões respeitáveis, outras por ingenuidade e ainda algumas por nítido interesse em “deixar as coisas esfriarem”, para evitar que uma oportunidade tão grande de lucros fique comprometida por um “momento político ruim” para as petroleiras estrangeiras.

A primeira pergunta que se faz é: adiar o leilão para fazê-lo quando?

Daqui a alguns meses, em pleno processo eleitoral? Daqui a um ano e meio, quando existe a possibilidade – felizmente, cada vez menor – de termos um governo menos cioso de nossas reservas petrolíferas, que afrouxe as regras criadas por Lula e Dilma para a  exploração do óleo com soberania e benefícios sociais e entregue nossa maior riqueza?

Em três meses, ou seis, ou doze, ou 20, as jazidas de petróleo de Libra, que os dados roubados podem ter tornado do conhecimento dos EUA e de suas empresas terão mudado de lugar? As condições geológicas, composição das camadas de rocha, sua espessura, a presença de fraturas no solo, irão se alterar?

Obvio que não.

Tudo que havia para saber e foi sabido pelos espiões vai permanecer exatamente igual.

Tudo, menos um fato político evidente: as multinacionais americanas estão em posição absolutamente defensiva. Não têm a menor condição política de serem agressivas para vencer, têm muito poucas explicações para correr do leilão, como que atestando que iriam a ele como criminosas detentoras de informações furtadas e, flagradas, desistiram do “crime”.

A esta altura é provável que os mesmos emissários do governo americano que lhe passaram dados da Petrobras já tenham ordenado que “não se arrisquem a vencer” e complicar a crise diplomática já suficientemente grave.

Se a Petrobras, a despeito das dificuldades que lhe criou a ANP – aí sim, há um foco de oposição à hegemonia da Petrobras sobre o pré-sal – já estava pronta para disputar e vencer este leilão, para o qual se prepara há  dois anos, obsessivamente, mais ainda está agora, quando o Governo brasileiro está politicamente calçado para tomar, como afirmou Dilma Rousseff em nota oficial, “todas as medidas para proteger o país, o governo e suas empresas”.

Haveria um outro tipo de adiamento possível: transferir o leilão para….nunca! E outogar, por decreto, a exploração exclusivamente à Petrobras. Há esta faculdade legal, embora qualquer um saiba que isso vai ser questionado judicialmente até as calendas gregas.

Seria, inclusive para mim, que defendo o monopólio integral do petróleo, uma maravilha. Mas representaria outro risco que, honestamente, não creio que o Brasil possa correr.

Nem vou falar, outra vez, das necessidades de capital imensas que isso traria à Petrobras que, sem Libra, já sustenta um plano de investimentos de mais de US$ 280 bilhões nos próximos quatro anos.

Ter esta opção significaria deixar o petróleo de Libra disponível para, amanhã, dar-lhe um outro destino. E abrir caminho para revogar toda as regras de proteção ao Brasil estipuladas na lei que Lula e Dilma fizeram aprovar, a duras penas e com a obstrução do PSDB, DEM e outros “situacionistas-oposicionistas”.

Temos o jogo ganho, neste momento, para uma afirmação político-empresarial da Petrobras em escala impensável há apenas uma semana.

Adiar significa conceder uma “prorrogação” aos inimigos da Petrobras e do Brasil, para saírem da situação de  descrédito e desmoralização em que se encontram.

Não apenas para Libra que, com a vitória da Petrobras, consolidará a aplicação da nova lei em todas as outorgas de áreas petrolíferas já descobertas, mas para a imensa área que a prudência técnica ainda não permitiu ser anunciada também como parte do pré-sal brasileiro.

Com a espionagem, a pirataria do petróleo está exposta nua e concretamente ante os olhos do povo brasileiro. A hora é de aproveitar essa evidência e avançar.

 

Por: Fernando Brito

 

Seu voto: Nenhum

Deputados que votaram contra

Meu Deus, tudo que é ruim, danoso, personalidade viciada e vendida, canalha está nesta lista! Anotem para não votorem neles novamente.

Seu voto: Nenhum

julião

Espionagem americana

Uma coisa só causa-me risos, com o odiado (pelos USA) Snowden colocou me.da no ventilador americano! Não é por outra coisa que o querem morto, já que  juntamente com o Julian Assange e o soldado americano (não lembro o nome),  as maiores ferradas na diplomacia americana.  Mostrou o que todos sabiamos porem não detalhado e provado, que são os verdadeiros inimigos de todo os demais países, com sua "agenda" império mundial. Vão acabar antes disto, pois o custo de manter um império mundial será tão caro, porque não dizer impossível. Quanto a Petrobras, deveriam postergar o leilão e com novas regras!   

Seu voto: Nenhum

julião

O problema do leilão é ter

O problema do leilão é ter interessados, há o risco de não ter e ainda essa rturma do factoide fazendo doce, o mundo é competitivo,

não adiantam chiliques  que ninguem está ai para dar palco para maluco dançar.

Seu voto: Nenhum

Tentando decifrar Dilma

 

Paulo Metri – conselheiro do Clube de Engenharia

 

No momento atual, as decisões ou colocações de autoridades governamentais, em busca insana de satisfação do grande capital, se atropelam. Começaria lembrando que o ministro Edson Lobão acabou de decretar que o TCU não serve para nada e, portanto, sua decisão não precisa ser ouvida. De longa data, ele não ouve nenhuma reivindicação dos movimentos sociais, como bom representante da oligarquia maranhense.

 

A diretora Magda Chambriard, entrando na competição com o ministro, declara que a Petrobras não precisa ser beneficiada pela lei 12.351, que a impõe como operadora de todos os blocos do Pré-Sal com 30% de participação. Segundo ela, a Petrobras não tem “o problema número um das empresas de petróleo", ou seja, a dificuldade de acesso às reservas. Esta afirmação pode ter outra interpretação, pois a dificuldade de acesso para a Petrobras significa mais chance para as multinacionais ganharem maiores participações nos blocos.

 

Especulo que, se Aécio ou Serra ganhassem as eleições de 2014, só para efeito de raciocínio, Lobão e Chambriard poderiam pleitear continuar nos cargos e teriam total apoio das empresas estrangeiras. Mas não devemos cometer, mais uma vez, o erro de demonizar autoridades de baixo escalão, enquanto o mandante fica com a reputação ilesa. Não existe a hipótese de Lobão e Chambriard terem feito o que fizeram sem ter a aprovação da presidente Dilma.

 

Então, a pergunta certa é por que a presidente Dilma quer leiloar Libra a qualquer custo? O leilão é desinteressante para a sociedade brasileira, mas há uma razão para a presidente cancelar este leilão sem nenhuma análise adicional. Ela própria, a Petrobras e o Brasil foram espionados pelos Estados Unidos, para que, dentre outras razões, empresas norte-americanas ganhassem concorrências no Brasil, o que atinge cada brasileiro. Trata-se de um desrespeito só imaginado para nações inimigas em tempo de guerra.

 

A cientista social Ana Esther Ceceña, do Instituto de Investigaciones Económicas do México, em trabalho para o II Fórum Social Mundial, afirma que: “após pesquisar em documentos do ‘Department of Defense’ (DoD) americano, os interesses vitais dos Estados Unidos, em torno dos quais se organiza toda a atividade deste Departamento, compreendem: (1) proteger a soberania, o território e a população dos Estados Unidos; (2) evitar a emergência de hegemones ou coalizões regionais hostis; ...”.

 

Acredito que a ação de bisbilhotar dos norte-americanos visava também “evitar a emergência de hegemones”, no caso, de um hegemone ainda prematuro. Mas tenho a tese de que os próprios brasileiros estão desrespeitando o Brasil, porque não estão deixando claro para a governante brasileira que não gostaram das medidas protocolares tomadas. Eram necessárias medidas sérias, como suspender todos os leilões em que as empresas americanas estejam interessadas, reestatizar a Embratel, apressar o lançamento do satélite brasileiro e outras. Somos cidadãos de bem ou somos capachos subalternos? Formamos ou não formamos uma Nação? Se não agirmos com respeito a nós mesmos, não teremos condição de exigir que os Estados Unidos nos respeitem.

 

Isto tudo é óbvio. A presidente sabe de tudo e não fez o esperado, na minha visão. A grande pergunta é: por que? Você pode responder a esta pergunta, participando do jogo “Tentando decifrar Dilma”. Para tal, basta votar em uma das três hipóteses de reação da presidente aos acontecimentos recentes. Ou criar mais uma reação ainda não identificada.

 

Hipótese 1 – Para o bem estar social do brasileiro, não é tão importante entrar neste jogo de confronto. A questão da soberania é primordial, mas o mundo hoje é um barril de pólvora. Quando milhares morrem diariamente no Oriente Médio, vamos trazer para nós a discórdia e o confronto? O Brasil é um país de tradição não bélica. Não podemos tomar medidas drásticas contra os Estados Unidos, pois, afinal de contas, em que isto nos ajudaria neste momento? Vamos dar um crédito de confiança e esperar um pedido formal de desculpas. Tenho a garantia do presidente Obama de que ele cuidará pessoalmente de saber o que aconteceu e nos comunicará o resultado das averiguações. O importante é que a taxa de desemprego está baixa, a inflação está controlada, o câmbio, que andou assustando, voltou à normalidade, e os fundamentos macroeconômicos estão firmes. O PAC está caminhando. Os investimentos em infraestrutura ocorrerão com as concessões previstas. Isto criará um ambiente de negócios positivo no país. Também, as instituições democráticas estão funcionando, apesar de alguns percalços existirem.

 

Hipótese 2 – Este caso da espionagem dos Estados Unidos é seriíssimo e incompreensível. No entanto, sou uma governante responsável por 200 milhões de pessoas e não posso ter reações emocionais. Nossa correlação de forças, principalmente a militar, sugere reserva não amistosa. Entretanto, propostas surgidas, como o cancelamento do leilão de Libra e da compra de caças junto à empresa norte-americana, devem ser tomadas, até porque as concorrências foram contaminadas. Este ato norte-americano servirá para repensarmos toda nossa segurança e soberania nacional, e o posicionamento futuro no xadrez geopolítico mundial. É irrelevante um pedido formal de desculpas, até porque o ato é indesculpável. Enfim, repercussões no curto prazo serão só a suspensão das concorrências corrompidas. No médio prazo, devemos ter uma atuação mais soberana, buscando alianças de interesse para a nossa sociedade. 

 

Hipótese 3 – O Brasil é um aliado estratégico dos Estados Unidos. O ocorrido não é o suficiente para arroubos nacionalistas, que irão comprometer a aliança histórica com nosso vizinho do norte. É claro que os Estados Unidos, visados como são, precisam se precaver, buscando se antecipar a ações terroristas. Vamos suplantar este momento de dificuldade, que é a coisa mais inteligente que se pode fazer. Recebi a informação do presidente Obama que houve excesso do pessoal de segurança deles e isto, em hipótese alguma, acontecerá de novo com o Brasil. Ele reconheceu que foi criado um sistema que fugiu ao controle do próprio presidente dos Estados Unidos. Ou seja, considero esta declaração como um pedido formal de desculpas. É bom lembrar que pedidos formais de desculpas são difíceis para qualquer país do mundo fazer. Não vou cancelar nenhum leilão ou compra internacional programada. Nossas empresas estão juntas em diversos empreendimentos, aliás, a contribuição das empresas deste país para nosso desenvolvimento é inegável. E precisamos continuar crescendo, sem abrir mão de qualquer contribuição, ainda mais sendo ela decisiva. 

Seu voto: Nenhum
imagem de Ivan de Union
Ivan de Union

PRIMEIRO COMENTARIO DA

PRIMEIRO COMENTARIO DA COMOCHAMA NO BLOG NOVO!!!!!!!!!!

Seu voto: Nenhum
imagem de Ivan de Union
Ivan de Union

"Chama a atenção o fato de a

"Chama a atenção o fato de a Petrobras aparecer no início da apresentação, logo acima da Google, da diplomacia francesa e da rede da Swift - uma cooperativa multinacional de grandes banco":

Otimo.  Entao ja chama atencao pro que meus alarmes dispararam ha meses atraz, como voces viram, e minhas desconfiancas foram documentadas aqui.

Vamos ser claros?  Entao ta.

O dia que os Estados Unidos conseguirem "ganhar" esse "leilao" voces estao cagados:  nao existe pais do mundo que os EUA nao trairou e voces sao os proximos.  Fiz isso clarissimo varias vezes aqui.  O governo dos EUA nasceu traira e vai morrer traira.

Seu voto: Nenhum
imagem de marcosomag
marcosomag

A Globo sempre foi contra a

A Globo sempre foi contra a Petrobrás. O jornal do velhaco Marinho foi ponta-de-lança do lobby dos EUA contra a criação da estatal, e sempre que puderam as empresas da Globo atacaram a Petrobrás. Agora, com a força do Google ameaçando seu monopólio no entretenimento, a Globo quer uma troca de favores com a Dilma. O PT não pode incorrer de novo no erro de José Dirceu que salvou a Globo da falência em 2003 (estava atolada nas dívidas do megafracasso da Globocabo) e está prestes a ganhar dos Marinhos um par de algemas como pagamento. Nas Comunicações, urge tirar do Governo HIBernardo e Helena “a Chaga”, verdadeiros quinta-colunas da velha mídia. Fortalecer uma televisão pública, nacional, como as européias para evitar que os Murdochs da vida entrem no “vácuo” da derrocada da Globo, é muito importante. Exigir do Ministro Mantega a liberação de tantos recursos forem necessários para construir um sistema de informática criptografado que dificulte muito a ação da NSA, é imperativo! Existe pessoal qualificado para tanto nas universidades federais, nas Forças Armadas, no ITA e na própria Petrobrás.

Seu voto: Nenhum

A melhor resposta

Seria simplesmente excluir empresas americanas da concorrência, ou dar menos pontos a elas. Assim o feitiço se teria voltado contra o feiticeiro. E a Dilma nao devia comprar os caças dos EUA (até porque seria BURRICE, os Eua sao o único país que pode nos atacar, comprar armas logo deles?!!!) nem viajar para lá. É preciso que eles saiam prejudicados desse tipo de comportamentos, para ver se param com isso. 

Seu voto: Nenhum
imagem de Barrado no Baile
Barrado no Baile

e porque vc acha que somente

e porque vc acha que somente os americanos e que nos espionaram sobre o petroleo?  os russos com suas empresas de petroleo que apoiam o Putin ou a China que tem mostrado ser totalmente desleal em suas praticas comerciais não teriam interesse ?

e se o Snowdem não tenha sido o responsavel por essas informações da espionagem americana, mas a contra-espionagem de outro pais interessado em tirar um concorrente do leilão?

não são somente os EUA os bad gays desse mundo, da mesma forma que não é só o Brasil que o otario!

Seu voto: Nenhum

Por que os EUA é o único País

Por que os EUA é o único País que pode nos atacar ? De onde tirou isso ? Fora que sempre foram nacoes amigas...

Seu voto: Nenhum

@DanielQuireza

Ai que ingenuidade!

Vai ser ingênuo assim... A amizade dos Eua tem sido muito provada, nao é? Espionagem é prova de amizade, claro. Daniel, países nao têm amigos, têm interesses. O Brasil tem o pré-sal, e, o que breve valerá mais ainda, dois grandes aquíferos de água doce. Os Eua entram em guerra sempre que há petróleo envolvido. Têm uma quarta-frota especializada em América Latina. Vê se acorda! 

Seu voto: Nenhum

Que conversa maluca e paranoica

Que coisa mais maluca. Com base em delírios diz que o Brasil pode ser atacado pelos EUA. Ora, nesse mundão tudo pode acontecer. E se atacarem, o Brasi vai fazer o que ? Se deixarmos de comprar aviões deles não vão mais atacar ?

Deve fazer bem para seu ego maluco dizer que outras pessoas são ingenuas..rsrsrs.

Daqui a pouco vai achar que os EUA estão nos espionando para descobrir sua identidade secreta.

Seu voto: Nenhum

@DanielQuireza

Tem reserva de agua doce e

Tem reserva de agua doce e metade do Nordeste morre de sede, a agricultura da Bahia destruida por falta dagua, cada papo sem nexo, os EUA tem 26.000 lagos

e agua a vonrade ou vc acha que vão roubar nossa agua e levar de avião?

Seu voto: Nenhum
imagem de emerson57
emerson57

"De onde tirou isso ?" R. os

"De onde tirou isso ?"

R.

os eua atacam paises do outro lado do mundo sem provocação.

o eua é beligerante.

o eua tem maquina de guerra suficiente e crescente,

o eua NUNCA foram campeões em uma copa do mundo de futebol. (2014 !!!!!)

http://www.viomundo.com.br/denuncias/paulo-metri-somos-capachos-subalternos.html#comment-503123

 

 

 

Seu voto: Nenhum
imagem de Ivan de Union
Ivan de Union

"Seria simplesmente excluir

"Seria simplesmente excluir empresas americanas da concorrência, ou dar menos pontos a elas":

Nnnnaaaooooooo...  Toquem eles dai agora e ja, Analu.  Eu sei o que estou falando.  So vai sair ferroada desses escorpioes.

Seu voto: Nenhum
imagem de emerson57
emerson57

"Revelação de que EUA

"Revelação de que EUA espionaram Petrobras põe em risco leilão do pré-sal"

alvissaras !!!!

até que enfim uma boa notícia!

esse leilão só deverá ser feito no dia que o çerra for presidente:

nunca!

Seu voto: Nenhum

Comentar

O conteúdo deste campo é privado e não será exibido ao público.