Revista GGN

Assine

Rússia espiona “centenas” de empresas em todo o mundo



Jornal GGN
– Um relatório feito por uma empresa especializada em segurança digital e divulgado esta semana apontou a Rússia como um dos países que mais “investe” em espionagem digital de empresas em todo o mundo. O relatório desmonta os boatos de que seria a China o país que mais usaria hackers para roubar propriedade intelectual em busca de vantagem financeira internacional. De acordo com dados da empresa CrowdStrike, os russos espionam redes de computadores de empresas de energia da Europa, Estados Unidos e Ásia.

O relatório é parte de uma campanha apelidada de “Energetic Bear”. Segundo os dados, a Rússia tem espionado digitalmente empresas de energia em mais de 23 países. Até antes do relatório, a China eram os principais suspeitos de realizar operações cibernéticas para roubar propriedade intelectual. A empresa de segurança Mandiant chegou a descobrir e expor as operações de um grupo sofisticado de hackers chineses chamado APT1, no ano passado.


Além disso, o governo dos EUA, mais recentemente em um relatório de novembro de 2013, acusou o governo chinês de espionar empresas durante anos. As autoridades chinesas há muito tempo vem negando as acusações. Mas, de acordo com CrowdStrike, é a Rússia – e não China – a culpada pela espionagem econômica. Hackers russos são geralmente associados a ataques de cibercriminosos contra redes de cartões de crédito e roubo de senhas ou dados de cartões. Os russos também teriam atacado a Estônia, em que alguns se referem como um dos primeiros exemplos de guerra cibernética.

“Este foi realmente um dos primeiros casos evidentes da atividade russa que temos visto em muito tempo”, afirma Adam Meyers, vice-presidente de inteligência da CrowdStrike, referindo-se particularmente à espionagem cibernética. Muitas vezes, é difícil identificar os responsáveis por campanhas complexas de espionagem cibernética, e as empresas evitam levantar suspeitos. Mas, neste caso, os pesquisadores da CrowdStrike estão confiantes de que os russos são, de fato, os principais responsáveis pela espionagem.

“É sempre difícil conseguir uma arma fumegante neste tipo de casos”, avalia Dmitri Alperovitch, cofundador e CTO da CrowdStrike, referindo-se a evidências claras dos ataques. Segundo a empresa, hackers que trabalham “a mando do governo”, e tendem a trabalhar horas normais de expediente, das 9h às 17h, de acordo com Meyers. Ele explicou que na investigação da CrowdStrike, que durou mais de dois anos, eles observaram o aumento da atividade dos hackers durante as horas normais de trabalho de Moscou.

Os hackers envolvidos na campanha “Energetic Bear”, para desbaratar os responsáveis pelos ataques, trabalharam durante as mesmas horas comerciais de outros funcionários do governo. Mas não foi apenas agenda aparentemente “normal” dos hackers que chamou a atenção dos pesquisadores. As organizações alvo dos ataques, e que foram monitoradas pela campanha, estão de acordo com “os interesses estratégicos prováveis de um adversário com sede na Rússia”, diz o relatório. A CrowdStrike não forneceu mais detalhes, porque a investigação ainda está em curso.

Os hackers russos, segundo o relatório, atacaram governos europeus, empreiteiros do setor de defesa e empresas de energia em todo o mundo. Eles estavam em busca de propriedade intelectual, segredos comerciais e dados que poderiam ajudar a Rússia em suas operações diplomáticas envolvendo recursos energéticos, de acordo com Meyers. Os hackers usavam “spywares” – um tipo de ferramenta de acesso remoto – em uma série de sites. As técnicas eram sofisticadas, segundo Alperovitch. “Nós realmente temos o jeito russo de tomar a cartilha chinesa aqui”, acrescentou.

Vale lembrar que o ex-agente da NSA, Edward Snowden – que revelou ao mundo o aparato dos EUA para espionar internautas em todo o mundo – está abrigado na Rússia enquanto aguarda asilo político em outro país.

Com informações do Mashable.com

Média: 2.3 (3 votos)
6 comentários

Comentários

Espaço Colaborativo de Comentários

Opções de exibição de comentários

Escolha o modo de exibição que você preferir e clique em "Salvar configurações".
imagem de Ilya Ehrenburg
Ilya Ehrenburg

Sr. Leônidas...

Sr. Leônidas,

A China não roubou segredo industrial algum, no tocante ao projeto da aeronave SU-27. O que houve, foi o desenvolvimento chinês de uma cópia não licenciada da referida aeronave, com uso de sistemas sinos e materiais compostos. Como os chineses haviam adquirido licença para fabricação do SU-27, não houve motivo para obter os conhecimentos fabris por meios ilegais, no entanto, o J-11 configurou-se como um exemplar com modificações e fora do acordo acertado de licenciamento.

Espero ter sido esclarecedor sobre este pormenor.

 

Seu voto: Nenhum

A Rússia é o país que mais

A Rússia é o país que mais perdeu tecnologia por espionagem disparado.

 

Pode espionar por 200 anos que ainda não vai chegar perto do que perderam.

Seu voto: Nenhum
imagem de Raymond Good Venture
Raymond Good Venture

espionagem americana

Uma tentativa de amenizar o crime cometido pelos americanos. O importante é que Snowden demonstrou documentalmente as invasões de privacidade, enquanto que seus agentes defensores apresentam o "ar" como comprovação. Há muito tempo os americanos vinham soltando balões na mídia ocidental sobre as invasões de chineses e russos em sistemas informatizados de terceiros. Hoje se sabe que foi o próprio denunciante, os EUA, que invadiram descaradamente sistemas sensíveis de russos, chineses, brasileiros...Não dá para acreditar em um país tão afeto a decidir suas diferenças através das armas e pressões econômicas. O Brasil deve se precaver desses supostos "amigos".

Seu voto: Nenhum (1 voto)

Não!!! Serio? -Estou

Não!!!

Serio?

-Estou chocado!!!!

Peloamordeus isso é o A, B, C no mundo real

Como acham que a China " roubou " da Russia o know how para fazer o caça J11 copia ilegal do Su 27?

O que nao conseguem na espionagem , eles compram como foi o caso do caça J 10 cujo projeto certametne tentaram roubar dos israelenses mas nao conseguindo pagaram caro para ter acesso aos dados do finado caça IAI Lavi ...

Seu voto: Nenhum (2 votos)

leonidas

Isso não surpreende. E

Isso não surpreende. E tampouco absolve os EUA.

Seu voto: Nenhum (5 votos)

"É relativamente fácil suportar a injustiça. O mais difícil é suportar a justiça." Henry Louis Mencken.

imagem de Durvaldisko
Durvaldisko

Claro está que uma

Claro está que uma justificativa  para  a  espionagem dos EUA tinha  de ser  elaborada. Como não há defesa em nenhum foro sensato , melhor  é  culpar o vizinho:"ele também faz ! " . Bom, isso  conhecemos   da infância.

Dai, fantasiar     Snowden de agente  soviético,digo,russo,é  uma surrada  e puída técnica  da

insepulta  "guerra fria",que não cabe nem no insosso "Mardi Gras"...

Tese que  nosso  PIG acolheria de braços e pernas  abertas.Como de hábito....

 

Seu voto: Nenhum (4 votos)

Os EUA estava copiando tudo

Os EUA estava copiando tudo em todo o planeta e ainda assim acusou a CHINA de espionagem...

Foram BILHÕES de mensagens...

Quando Snowden denunciou o programa da NSA, não foi novidade NENHUMA para a CHINA ou RÚSSIA!

Temos que esquecer o PIG, o PSDB,  o Gilmar Dantas por que senão a gente vai ficar vivendo no reino da FOFOCA e a briga ai fora é "briga de Cachorro grande"!

Cadê o Gilmar Dantas e sua "República dos Grampos"?

De chamar o Presidente "às falas"?

De cercear, de limitar a ABIN e a PF?

Se a gente continuar sendo pautados por eles, estaremos sempre jogados para trás...

Seu voto: Nenhum (2 votos)

"O que fazemos na vida, ecoa na ETERNIDADE!" (Máximus - Gladiador)

"Os dois mais importantes dias em sua vida são o dia em que você nasceu e o dia em que você descobrir o porquê... - M

Comentar

O conteúdo deste campo é privado e não será exibido ao público.
CAPTCHA
Esta questão é para testar se você é um visitante humano e impedir submissões automatizadas por spam.