Revista GGN

Assine

Sem encontro com Obama e com brechas em agenda, Temer recorre a investidores nos EUA

 
Jornal GGN - Em sua primeira agenda oficial de três dias nos Estados Unidos, desde que foi efetivado na Presidência da República, Michel Temer não será recebido pelo presidente norte-americano Barack Obama. Com grandes brechas na agenda, Temer tentará atrair investidores internacionais. E, nesta linha, usou seu discurso para garantir a "tranquilidade" do país e de que o processo de ruptura de poder foi legítimo.
 
Já com a imagem internacional manchada, sendo recebido inclusive por protestos na porta do hotel onde está hospedado, o Plaza Athénée, no último domingo (18), Temer tentou convencer o contrário: "Trago à ONU um compromisso com a democracia. O Brasil acaba de atravessar um processo longo e complexo, regrado e regido pelo Congresso e pela Suprema Corte brasileira, que culminou em um impedimento. Tudo ocorreu, devo ressaltar,  dentro do mais absoluto respeito constitucional".
 
E foi além, afirmando que o impeachment de Dilma Rousseff foi "um exemplo ao mundo". "O fato de termos dado esse exemplo ao mundo verifica que não há democracia sem Estado de direito, sem que se aplique a todos, aos mais poderosos. É isso que o Brasil mostra ao mundo", disse Temer, na abertura da Assembleia Geral da ONU, mantendo a tradição do encontro ser aberto pelo mandatário brasileiro.
 
Temer também tentou ocupar sua agenda, sem muito sucesso, com representantes de outros países. Na lista dos interesses do Brasil, pouco avançou, conseguindo reuniões apenas com os presidentes do Uruguai, Tabaré Vázquez, de Portugal, Marco Rebelo de Souza, da Palestina, Mahmoud Abbas, e do Peru, Pedro Paulo Kuczynski. Também garantiu uma hora com o secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon. 
 
Sobre a falta de representantes de outros países europeus e da Ásia ou da própria sede do encontro, o governo brasileiro justificou que teria sido falta de interesse. "Nem os americanos, nem os brasileiros" pediram uma reunião bilateral, informou o Itamaraty.
 
Se as brechas deixaram muitas horas de Temer vagas em Nova York, com suas agendas oficiais sendo preenchidas até às 12h30 desta segunda (19) e às 12h50 desta terça (20) [foto acima], o presidente tentou recorrer a outro interesse: encontrar-se com investidores norte-americanos e internacionais, para buscar parcerias econômicas.
 
Foi nesse sentido que a agenda de quarta-feira está marcada para 200 investidores em Nova York, onde o próprio presidente do Brasil apresentará "a nova fase do Brasil em parcerias internacionais". Foi o que informou Temer, em entrevista à Rádio ONU, antes de seu discurso dos líderes na Assembleia Geral. Também nesta quarta (21), Temer participa do encontro entre os países que assinaram o Acordo de Paris sobre mudança climática, devendo ratificar a adesão do Brasil.
 
Propostas para os investidores
 
Na reunião, Temer busca contar com a presença entre 200 e 250 empresários interessados em investir no Brasil. "Nós vamos trabalhar a imagem do Brasil para que eles possam investir com toda tranquilidade. O que mais se pede nestas ocasiões é segurança contratual, portanto, segurança jurídica".
 
Em documento preparado especialmente para esta finalidade, e obtido pelo GGN, o presidente elenca alguns pontos para voltar ao Brasil com os interesses norte-americanos. Entre os argumentos, cita que os "erros do passado" que serão encarados para construir "um futuro de confiança". "Resolver os problemas criados pelo Estado Brasileiro em anos recentes é condição necessária para solucionar conflitos de uma maneira responsável e estável, com o ambiente de confiança entre o setor público e a iniciativa privada".
 
 
"Como resultado de uma miopia ideológica e oportunismo político, alguns anos atrás o Brasil foi barrado em seus esforços para arrecadar fundos para o desenvolvimento da nossa infraestrutura. A falta de segurança jurídica, instabilidade regulatória, administração precária e excessiva intervenção do Estado na economia afastou para longe investimentos privados e evitou as condições para o avanço no ritmo necessário da nossa logística e de setores fortes", introduz Temer.
 
Temer leva aos investidores a estrutura de concessões abertas em seu governo para este e o próximo ano como publicidade de que o país tem espaço para os investimentos privados. "As novas orientações irão garantir que as concessões são concedidas sobre o espírito esportivo da competição como parte do empresariado, e transparência e previsibilidade como parte do governo."
 
O governo cita que as concessões serão conduzidas sobre o rigor técnico máximo; com foco em melhorar serviços para as pessoas e para o setor produtivo; todos os contratos terão indicadores claros, assim como previsão legal; garante que será "restaurado" o significado "real" dos órgãos de Estado para as agências reguladoras; avisos de leilões serão noticiados apenas após o debate público e aprovado pelo Tribunal de Contas da União; todos os avisos de leilões e concorrências serão publicados nos idiomas português e inglês; terá um prazo mínimo de 100 dias entre a notícia do leilão e a data da oferta; desde agora, as concessões só serão concedidas a projetos que demonstrarem viabilidade com o meio ambiente; anunciou a mudança do modelo de financiamento de longo prazo.
 
"Temos que destravar os investimentos que ainda estão só no papel em nada menos do que 80% das concessões de rodovias concedidas no passado", mencionou, concluindo: "O caminho para oferecer responsabilidade ágil às necessidades da nossa economia e para garantir os direitos dos usuários é protegendo as concessões, de modo que eles possam se comprometer em assegurar o equilíbrio destes projetos."
 
 
E o recado também foi dado no discurso de abertura. "A integração latino-americana é, para o Brasil, princípio constitucional e prioridade permanente de política externa. Coexistem hoje em nossa região governos de diferentes inclinações políticas. Isso é natural e salutar", disse, preocupado com as relações comerciais, ainda que ressaltando as diferenças com os países que viram o impeachment de Dilma como um golpe parlamentar.
 
A mensagem não precisou nem ser ouvida pelos representantes do Equador e da Venezuela. As delegações de ambos os países se retiraram durante o discurso de Michel Temer [vídeo abaixo]. O movimento foi em protesto ao governo que consideram ilegítimo, somando o segundo aos olhos do mundo durante a visita do presidente a Nova York.
 
 
"O essencial é que haja respeito mútuo e que sejamos capazes de convergir em função de objetivos básicos, como o crescimento econômico, os direitos humanos, os avanços sociais, a segurança e a liberdade de nossos cidadãos", completou Temer, tentando amenizar e abafar o gesto de protesto dos países.
 
Média: 3.2 (11 votos)
27 comentários

Comentários

Espaço Colaborativo de Comentários

Opções de exibição de comentários

Escolha o modo de exibição que você preferir e clique em "Salvar configurações".

"(...) o presidente tentou

"(...) o presidente tentou recorrer a outro interesse: encontrar-se com investidores norte-americanos e internacionais, para buscar parcerias econômicas.

Foi nesse sentido que a agenda de quarta-feira está marcada para 200 investidores em Nova York, onde o próprio presidente do Brasil apresentará "a nova fase do Brasil em parcerias internacionais".

 

Voltamos à normalidade:

Seu voto: Nenhum (1 voto)
imagem de WELINTON NAVEIRA E SILVA
WELINTON NAVEIRA E SILVA

O ocaso das democracias

 

..."Trago à ONU um compromisso com a democracia. O Brasil acaba de atravessar um processo longo e complexo, regrado e regido pelo Congresso e pela Suprema Corte brasileira, que culminou em um impedimento. Tudo ocorreu, devo ressaltar,  dentro do mais absoluto respeito constitucional".

E foi além, afirmando que o impeachment de Dilma Rousseff foi "um exemplo ao mundo". "O fato de termos dado esse exemplo ao mundo verifica que não há democracia sem Estado de direito, sem que se aplique a todos, aos mais poderosos. É isso que o Brasil mostra ao mundo", disse Temer, na abertura da Assembleia Geral da ONU, mantendo a tradição do encontro ser aberto pelo mandatário brasileiro.”....

Afinal, o golpista, porta voz de plantão, foi honesto e sincero ao afirmar (não carecia) que o golpe (impeachment) contra Dilma/PT foi exemplo para o mundo (para as democracias). Claro que foi.

Tão fortes e convencidos de seus poderes, que se sentem no dever de mandar recados para as democracias do mundo todo, sobre a eficiente participação da turma de preto no golpe contra Dilma/PT. Mandar recado, para as outras turmas de pretos, que finalmente, também poderão tomar o Poder, sem urnas, sem votos, por cima das leis e da democracia.

Afinal, tudo indica que a informação ficou fora do controle do Estado em quase todo o mundo capitalista. E, sem este formidável poder oculto (muito visível), o golpe contra Dilma/PT teria sido muito mais complicado. Possivelmente, impossível.

Pelo pouco que já estamos presenciando, nos terríveis derradeiros tempos do sistema capitalista sendo desmontado pelo sideral desemprego tecnológico, acontecerão impensáveis coisas aos olhos da democracia, das leis e dos homens de bem. Coisas, bem longe de Deus. Com certeza.

Seu voto: Nenhum

Alguns amigos me chamam de

Alguns amigos me chamam de "boca maldita", porque eu quase sempre consigo imaginar o que vai ocorrer. No dia em que #MichelTemer chegou aos EUA eu fiz algumas previsões pelo Twitter. Elas se confirmaram. E agora estou tripudiando o tal via Twitter.

Aqui o lik associado ao primeiro Twitter desta série: https://m.facebook.com/story.php?story_fbid=1190365397653258&id=421927677830371&hc_location=ufi

Seu voto: Nenhum

Mas .....

Ele fala ingreis tão bem ! pena que na ONU não pode usar seus conhecimentos.

Ele é um Jurista. Será mesmo ?

Agora sim, temos um HOMEM SÉRIO PARA NOS REPRESENTAR. So que ninguem quis saber !! kkkk

 

Seu voto: Nenhum (1 voto)

lenita

imagem de Nicola
Nicola

temer

CÍNICO! TRAIDOR! GOLPISTA!. Assecla do "chanceler serra".

A que ponto nos arrastamos.

E ainda desafiar a Costa Rica, pais referência mundial em civilidade.

Seu voto: Nenhum (1 voto)

O "documento Moreira "

  Uma montanha que pariu um rato

   Mais um "plano" longo, mal redigido, que não elenca uma unica realidade, somente esperanças e possibilidades, de concreto um deserto, um plano ideal para "tapinhas nas costas", elogios protocolares, e depois em "off" os possiveis investidores perguntam:

   1. Reforma trabalhista 2. Reforma previdenciaria 3. Legislação ambiental 4. garantia de livre movimentação de capital 5. Seguros de crédito e de saida, em US$ 6. O novo pre sal sai quando ? 7. A lava jato acaba quando ?

    O "mercado" até vende sonhos,  mas nunca compra

Seu voto: Nenhum (4 votos)

junior50

imagem de Marciano Silva
Marciano Silva

Temer e Serra falam fino com EUA e Bolívia.

Eita! Chico Buarque estava errado. Na verdade, Brasil agora fala fino com os EUA e não tem mais voz pra falar grosso com a Bolívia. Quando seis países "irrelevantes" não querem escutar o que uma "potência" como o Brasil, é mau sinal. Não adianta o José Serra minimizar o protesto. Mais: como Michel Temer pede uma vaga no conselho da ONU com rejeição dos países vizinhos? Se já era difícil antes, agora é impossível m

Seu voto: Nenhum (4 votos)
imagem de Marcos K
Marcos K

Obama é burro como um

Obama é burro como um torradeira, mas não tão burro a ponto de aparecer ao lado de um golpista para dar aval a ele.

Não. Ele é burro, mas não estúdido: aplaudiu Temer as escondidas, depois que o FBI+CIA+NSA confirmaram o golpe. Aparecer do lado da besta quadrada para confirmar o que todo mundo já sabe é pedir demais.

Quer prova maior de que tudo foi armado pelos "States"?

Seu voto: Nenhum (1 voto)
imagem de Luiz Augusto Fonseca
Luiz Augusto Fonseca

Re:Obama é burro como um

Obama burro? onde você vive? o que você lê? Ele é com certeza um dos mais inteligentes presidentes dos EUA (admito que isso não é muita vantagem, com Bush filho et caterva como comparação). Mas chama-lo de burro, só se for porque você quis inovar, ou aparecer.

Seu voto: Nenhum

Enquanto para Obama, Lula "e

Enquanto para Obama, Lula "e o cara", Temer "é o serviçal"

Seu voto: Nenhum (1 voto)

Golpista lá dentro enquanto lá fora...

Além das 6 delegações que se ausentararm, lá fora o pau comia...

https://www.conversaafiada.com.br/brasil/traira-la-dentro-e-o-pau-comendo-la-fora

Seu voto: Nenhum (1 voto)

Quem foi...

 

"...cita que os "erros do passado" que serão encarados para construir "um futuro de confiança". "Resolver os problemas criados pelo Estado Brasileiro em anos recentes é condição necessária para solucionar conflitos de uma maneira responsável e estável, com o ambiente de confiança entre o setor público e a iniciativa privada. Como resultado de uma miopia ideológica e oportunismo político, alguns anos atrás o Brasil foi barrado em seus esforços para arrecadar fundos para o desenvolvimento da nossa infraestrutura. A falta de segurança jurídica, instabilidade regulatória, administração precária e excessiva intervenção do Estado na economia afastou para longe investimentos privados e evitou as condições para o avanço no ritmo necessário da nossa logística e de setores fortes..."

Quem foi o imbecil que escreveu isto? Diria qualquer presidente legítimo. O texto contradiz o que se espera de de qualquer país com um governo sóbrio e apto a investimentos. Leva para seu encontro suas brigas, posando de valentão e salvador da pátria. Insegurança, truculência incontida além da falta do mínimo de postura que haveria de se esperar de alguém que pretende representar um país. Nesse sentido está correto o texto. Eles estão perfeitamente representados nesse texto ridiculamente patético. Só faltou dizer:"...os antecessores todos eram chatos, feios e malvados. Só nós somos lindões, segundo mamãe." Faça-me o favor.

De qualquer forma isso reforça minhas certezas quanto ao futuro do Brasil e sua adolescente democracia. Tudo o que está ocorrendo é passageiro. Gente como essa não se sustenta.

Seu voto: Nenhum (1 voto)

OBAMA  ESTA  FINGINDO PARA O

OBAMA  ESTA  FINGINDO PARA O  MUNDO   QUE ELE  NAO APOIA  MICHEL TEMER, mais  esquece  que o mundo sabe  que  foi os  EUA  quem  patrocinou todo o golpe contra a  Presdienta. 

Ja que a imagem  dos  EUA  vem  sendo  arranhada  a  cada  dia  mundo afora  ele  naturalmente  achou por  bem  nao  dá  apoio  as claras a  Michel Temer  pois  ele  sabe  que  esta bem na  cara  o golpe patrocinado por eles. 

Seu voto: Nenhum (7 votos)

edson tadeu

imagem de Marcelo33
Marcelo33

O povo CRETINO concordou com

O povo CRETINO concordou com a venda do Brasil !!! Surpreendente ?? O povo Come MERDA se a globo mandar !!!

Nosso povo merece toda essa desgraça !!!

Seu voto: Nenhum (6 votos)
imagem de Victor Suarez
Victor Suarez

A coisa é grave, a saída de

A coisa é grave, a saída de seis delegações da América latina é muitíssimo grave, a falta de representatividade e legitimidade de Temer é notória.  Se nem investidores amorais ou moralmente elásticos o procuram é porque a vaca já foi para o brejo.  Talvez os investidores procurem a Chevron ou a BP para discutir sobre o futuro do pré-sal no Brasil e não mais o Governo Federal.  Tudo isso é muito estranho.  O Brasil se desmoraliza com os coxinhas nacionais tolos e acerebrados comemorando.

Seu voto: Nenhum (5 votos)
imagem de Marcelo33
Marcelo33

Não é grave !!! Todos países

Não é grave !!! Todos países irrelevantes !!! Todos os países relevantes estão empolgadíssimos com Temer, e esses seis países que sairam do discurso dele fatalmente terão seus governos trocados por governos mais amigáveis... o mundo quer ver a nossa desgraça !!! não se iludam !!! 

Seu voto: Nenhum (5 votos)

Grave

Também acho que os países poderosos estão empolgadíssimos com Temer. Afinal, é o que temos visto, ou seja, a estratégia de servilismo ao poder financeiro mundial já está em andamento.

E concordo quando você diz que os governos podem ser trocados por outros mais "amigáveis".

Mas o ato, em si, ou seja, o abandono da reunião por esses países, é um acontecimento grave. Nesse aspecto, entendo que não há país "irrelevante".

Seu voto: Nenhum

Uma vez golpista...

Eita, coxinha é cego mesmo. Ser representado por esse time ai. Eu, hein, quando me perguntam, falo que Temer não me representa nem nunca representara, eu sou francesa, uai! Deixo a vergonha para quem apoiou esse processo infame, do qual Michel Temer vai morrer, dizendo que tudo transcorreu "dentro do mais absoluto respeito constitucional". E ainda tascou o Supremo Tribubal Federal de avalizador do golpe. Eita Barroso, que coisa hein, de garantista à golpista... O STF estara com a marca do golpe para sempre em seu front. E agora conhecido internacionalmente como Supremo Bananão Federal.

Seu voto: Nenhum (4 votos)

O que salta aos olhos é o

O que salta aos olhos é o contraste com a era Lula. Seus discursos provocavam expectativa nos presentes e eram ouvidos com atenção por todos. A figura patética de Temer é de chorar de tristeza. Enquanto discursava várias delegações deixaram o plenário.

Seu voto: Nenhum (3 votos)
imagem de KURK
KURK

Fora Safado.

Fora Safado.

Seu voto: Nenhum (4 votos)

Obama atrasou sua chegada à

Obama atrasou sua chegada à assembléia e não viu Temer, nem de longe. Resta saber se o atraso foi intencional, mas em diplomacia essas coisas têm valor simbólico, é a forma dos governantes falarem sem usar palavras.

Seu voto: Nenhum (6 votos)
imagem de xicobarreto1
xicobarreto1

pelo menos vai ter tempo de

pelo menos vai ter tempo de gastar um pouco com a do-lar

Seu voto: Nenhum (3 votos)
imagem de Somebody
Somebody

Eu arrisco falar pelos meus

Eu arrisco falar pelos meus colegas investidores em resposta para Temer:

Esquece Temer, você não vai ter um dólar sequer de qualquer investidor sério que honra o seu bacon. Ninguém em perfeito juízo vai investir mais em um país que é um barril de pólvora social prestes a detonar e aonde a segurança jurídica é inexistente, estamos esperando para ver quem vai assumir o país democraticamente e pelos caminhos corretos.

Ah, claro, você talvez vai receber aqui e ali investimentos da turma do capital de alto risco e dos especuladores de ocasião... Mas seria mais seguro dormir com uma prostituta do que fazer negócios com esta turma.

Seu voto: Nenhum (7 votos)

corruptos

fazer negócios com um PRESIDENTE que deu o golpe em seu POVO, nao merece  credito ,pode dar em qual que um,nosso povo nao reconhece TEME como PRESIDENTE .

Seu voto: Nenhum (6 votos)
imagem de Orlando Soares Varêda
Orlando Soares Varêda

  Uma coisa devemos

 

Uma coisa devemos reconhecer, o senvergonha do Temer é muito descarado. Como um sujeito desses tem a cara desavergonhada ao ponto de usar uma tribuna com a da ONU para mentir tanto. PQP...

Orlando

Seu voto: Nenhum (4 votos)
imagem de Ivan de Union
Ivan de Union

"Foi nesse sentido que a

"Foi nesse sentido que a agenda de quarta-feira está marcada para 200 investidores em Nova York, onde o próprio presidente do Brasil apresentará "a nova fase do Brasil em parcerias internacionais"":

Mentira.  Temer vai oferecer a nova fase da PETROBRAS em "parcerias internacionais".

Seu voto: Nenhum (4 votos)
imagem de Álvaro Noites
Álvaro Noites

Alô alô Marco António

Alô alô Marco António Villa?????

Olhe a agenda do Temer.

Dois dias com tempo livre a tarde e a noite.

Será que ele vai comprar mais sapatos?

Seu voto: Nenhum (7 votos)
imagem de ailton
ailton

Exemplo

Já pensou  o que seria do planeta terra, se o "exemplo" desse golpista fosse seguido em todas as democracias?...

 

Seu voto: Nenhum (4 votos)

Comentar

O conteúdo deste campo é privado e não será exibido ao público.
CAPTCHA
Esta questão é para testar se você é um visitante humano e impedir submissões automatizadas por spam.