Revista GGN

Assine

Serra, Temer e Gilmar articulam o parlamentarismo

 
Jornal GGN - A defesa do parlamentarismo já conta com o apoio de líderes dos três Poderes da República. O senador José Serra (PSDB-SP) visitou o presidente Michel Temer na última quinta-feira (03), para convencê-lo da ideia. O encontro do mandatário com o ministro Gilmar Mendes, neste domingo (06), provou que Temer já articula em favor da mudança no sistema de governo brasileiro.
 
De acordo com o blog de Andréia Sadi, do G1, Temer conseguiu o apoio de Gilmar Mendes, ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), para a instalação do parlamentarismo no país. À jornalista, o ministro contou que o assunto do encontro extraoficial foi a reforma política. Entretanto, sabe-se que o tema era mais específico: 
 
"Eu acho que é a chance de promovermos uma mudança profunda no sistema político. Talvez, pensar um semipresidencialismo, uma mistura de presidencialismo com parlamentarismo. Precisamos também ver como vai ser a distribuição pelos partidos do dinheiro público do fundo novo a ser criado", disse Gilmar ao jornal.
 
O avanço da articulação do atual presidente da República, no ápice da crise política de sua gestão, para modificar a forma de se governar o país se vê mais contextualizado com a notícia de que Serra foi quem obteve o compromisso de Temer. De acordo com reportagem do Valor, o senador tratou do tema na última quinta, com o planejamento de que o novo sistema passe a valer em transição nas eleições municipais de 2022.
 
"Na conversa entre Temer e Serra, na noite da última quinta-feira, foi o presidente quem falou em 2018. Mais tarde, ele voltou a mencionar a data da eleição geral de 2018 em entrevista a rádio 'Bandnews'. A proposta de Serra é que o novo sistema somente seja implantado a partir das eleições municipais de 2022, a serem realizadas com o voto distrital misto, num primeiro passo para a implantação do novo sistema", publicaram Raymundo Costa e Andrea Jubé.
 
Ao Valor PRO, o próprio parlamentar tucano enalteceu que a data ainda está em discussão e que o mais "importante é a decisão política", ou seja, angariar o apoio do maior número de parlamentares possíveis, em plena crise da gestão Temer, com o apoio de caciques e líderes partidários. 
 
Serra agiliza o tema a ponto de que seja introduzido já com a reforma política, que tramita hoje no Congresso como pauta prioritária. O presidente do Senado, Eunício Oliveira (PMDB-CE), já sinalizou positivamente para a proposta de Serra, de adotar o voto distrital misto, e com a instalação da comissão parlamentarista.
 
 
 
Média: 1.7 (6 votos)
27 comentários

Comentários

Espaço Colaborativo de Comentários

Opções de exibição de comentários

Escolha o modo de exibição que você preferir e clique em "Salvar configurações".

Parlamentarismo, é lógico

Estou aguardando o parlamentarismo já faz um tempo, é o climax do golpe pessedebista. O PSDB orquestrou o golpe e quer o Podre Poder que não ganha no voto, só se fraudar eleição e haja fraude, eles adoram falar em fraude como desculpa para a vitória da Dilma, e vão fazer sim se necessário, eles fazem sim, moral zero, smj. Não acredito em eleição direta, os golpistas não vão arriscar, tanto esforço pra nada é impensável. Então, o parlamentarismo é a saída para o PSDB. Só assim é capaz de chegar ao Poder. E o Aécio que se acha enviado "Divino" do Demo, o mimadinho das Gerais, o ego maior do que o mundo, deve ser o primeito ministro, minha opinião. Esse é o "final feliz" que prepararam para o Brasil quando orquestraram o golpe. E estão armando na calada como bem sabem fazer, tramóia por baixo dos panos, e no deboche. Só não vê quem não quer. Coitado de nós que somos povo.

Seu voto: Nenhum
imagem de Rei
Rei

"Sistema Político esgotado" = Direita não consegue se eleger

Todo dia algum ingênuo enche a boca para dizer: "O Sistema Político se esgotou"... será???

O QUE ESGOTOU FOI O SISTEMA DE FINANCIAMENTO DE DEPUTADOS VIA EMPREITEIRAS E JBS!

O QUE ESGOTOU É A PARCERIA GLOBO/PSDB!

O QUE ESGOTOU FOI A ARTILHARIA DOS PSEUDO MOVIMENTOS SOCIAIS PÓS JULHO DE 2013.

Basicamente eles lançam um sistema político de maneira tal que a aristocracia tem poder total sobre ele... aos poucos o poder popular vai conseguindo penetra-lo até que se torna maioria e os "nobres" brasileiros perdem seu título...

Aí é hora de "mudar o sistema"... "o sistema esgotou"... eles jogam o tabuleiro para cima, viram a mesa e recomeçam o jogo.

O sistema Presidencialista está se "aperfeiçoando" há décadas... com certeza é hoje bem melhor que era na década de 90. Regras importantes foram criadas, limites foram impostos... se está ruim não é culpa do presidencialismo e sim dos representantes patéticos que são os mesmos de sempre... porém agora desmascarados.

Se lançar um novo sistema Político vai demorar décadas para ele se aperfeiçoar... até lá esses "bacanas" vão se perpetuar no poder e engordar suas contas na Suíça.

 

Seu voto: Nenhum

Não penso que é uma tentativa de tomada...

...de poder. É simplesmente a manutenção desse poder. Os "visionários" da pinguela futurosa tem muito claro a percepção que os eleitores tem deles. Depois das operações contra a corrupção ficaram bastante expostos, além de haver novos controles nos negócios públicos que dificultarão bastante sua vida. Além disso o dito financiamento de campanhas (principal fonte de enriquecimento ilícito) vai mudar bastante diminuindo ainda mais seu campo de ação. Nesse contexto o Parlamentarismo visa não exatamente uma tomada de poder mas de manutenção dele. Com um governo sem um mandato pré estipulado fica muito mais fácil e muito mais violentas as chantagens e manipulações em benefício próprio (dos parlamentares, que já se viu como são no golpe perpetrado conta uma presidenta eleita).

Falam de Parlamentarismo citando alguns países como Inglaterra e seu primeiro ministro, e como panacéia para os males da República. Basta ver uma discussão sobre assuntos complexos no Parlamento Britânico para perceber que não é somente a forma de governo que é relevante.

O que se deve é voltar o poder ao voto, bastante desrespeitado nas ações do Legislativo e Executivo, tendo o Judiciário como avalizador dessa estranha ditadura.

O Parlamentarismo (novamente o mesmo tema na mesma situação; quando o país através da democracia volta o olhar para interesses da República contrariando o patrimonialismo que é enraizado como um parasita, esta "proposta" de governo surge; que nada mais é que manter o poder dentro de um círculo oligárquico*) nestas circunstâncias impede a fixação de uma liderança legítima voltada para o país em detrimento do lucro fácil de uns poucos. Foi assim com Jango (seu discurso na Central do Brasil é tristemente atual).

Seu voto: Nenhum (1 voto)
imagem de José Ricardo Romero
José Ricardo Romero

Creio que mudanças na forma

Creio que mudanças na forma de regime exige consulta popular e, em avendo, votaria pelo presidencialismo. Mas com este congresso tudo pode. Então se passar o parlamentarismo implica em haver eleições e poderia levar a um congresso com maioria de esquerda. E a um presidente de esquerda. Este tiro no pé da direita espertinha me faria rir gostosamente até o fim dos meus dias.

Seu voto: Nenhum
imagem de J.J. Lopez
J.J. Lopez

Os Canhões da Globo silenciaram

A artilharia de festim dos canhões da Globo nos  últimos 2 meses contra Michel Temer, silenciou. Tudo não passou de manobras entre exércitos amigos. O objetivo foi atingido. Finalmente, tudo dominado.

Seu voto: Nenhum (1 voto)
imagem de jossimar
jossimar

Até quando vamos esperar para

Até quando vamos esperar para linchar todos estes bandidos?

Seu voto: Nenhum (1 voto)
imagem de André élebê
André élebê

  Só é preciso um corajoso

  Só é preciso um corajoso romper o tabu.

  Mas fica difícil, tem uma galera que condena até lançamento de ovos. O brasileiro médio é muito bocó com quem está acima e cruel com quem está abaixo.

Seu voto: Nenhum (1 voto)

Pobre povo brasileiro......

Pobre povo brasileiro...... Uma elite e classe média que lhe tem horror, repulsa, indiferença..... Vão às ruas tirar um governo legítimo, eleito pelo povo..... como o resultado desagradou aos senhorzinhos e madames, é tão simples: dá-se um golpe..... E agora, o golpe tenta se perpetuar, claro, sem o voto para presidente, ÚNICA oportunidade que o pobre pode tentar colocar no poder alguém como Lula, que olhe por ele, povo..... Parlamentarismo no Brasil de hoje é das coisas mais canalhas que já vi na vida...
Não veremos panelas batendo nas varandas........

Seu voto: Nenhum (1 voto)

Acredito no parlamentarismo

Em essência, o parlamentarismo é um sistema de governo bem mais moderno que permite com a composiçao adequada fazer um governo que tenha de negociar menos. No entanto, se tratando de Brasil, tudo pode dar errado. Para o parlamentarismo funcionar é necessário: - Participação ativa da população nos partidos - população participe ativamente das convenções em seus partidos de afinidade ideológica; - Voto em lista fechada - Nada de voto em pastor da igreja ou tiririca, o partido, com a devida participação popular escolhe seus membros antes das eleições - Burocracia estatal profissionalizada - durante as trocas de governo o aparato estatal deve permanecer funcionando normalmente, aqui no BR a mudança de poder é refletida em diversos escalões que esperam por meses os novos rumos para fazer alguma coisa de fato. 

Seu voto: Nenhum (1 voto)

As perguntas do golpe parlamentarista

O script já está manjadíssimo: sem um candidato competitivo para chamar de seu, algumas elites políticas propõe o parlamentarismo já, mesmo que seja disfarçado de "parlamentarismo em 2022" - DU-VI-DE-O-DÓ que vão eleger um presidente em 2018 pra partir para um (semi)parlamentarismo em 2018, é MUITO mais fácil prorrogarem os mandatos e mudarem tudo pra 2019.

Só tem que combinar com os russos. E tem um monte deles no caminho.

1) O Centrão é quem está dando as cartas na política brasileira neste momento. O Centrão está na confortável situação de poder derrubar qualquer governo, de poder levantar qualquer governo, e ao mesmo não precisar se comprometer com qualquer governo, já que ainda estamos no presidencialismo. O que o parlamentarismo vai trazer de apoio para o Centrão? Isso, nada.
2) Semipresidencialismo continua dando chance a "dar zebra", de eleger um presidente que, com os milhões de votos que tem, se tornar peça do jogo político. Então, para diminuir o risco, vai ter que partir para um parlamentarismo mais estrito, com presidente eleito indiretamente. Quem vai chegar pro povo e dizer que ele é idiota por não votar certo e por isso não vai eleger o presidente? Serra, Temer, Gilmar Mendes? Esses vão se esconder.
3) Voto distrital, mesmo que misto, tem o bônus (para eles) de tirar boa parte da esquerda e o ônus (para eles) de tirar boa parte do Centrão, especialmente a bancada evangélica. O Centrão vai topar? Acho que vai topar tanto quanto o próprio parlamentarismo.

Seu voto: Nenhum (1 voto)

Stefan Zweig disse que o Brasil é o país do futuro.

Já a elite brasileira quer que o Brasil seja o país do passado.

E o Brasil vai se transformando no país do futuro do pretérito.

Não duvido que com consigam,

Não duvido que consigam, porém, vindo destes três, não deverá ser nada bom para o Brasil. Definitivamente, o Brasil e os brasileiros,não tem sorte. Até parece que estamos sofrendo uma espécie de penitência coletiva. Ninguém merece!

Seu voto: Nenhum (2 votos)
imagem de Marcelo33
Marcelo33

Merecemos sim. Olhe o que

Merecemos sim.

Olhe o que fizemos nos últimos 4 anos.

Um microcosmos interessante é o Padre júlio, que pede proteção a anistia internacional, por que se sente perseguido pela administração que ele tanto ajudou a eleger, por meio da oposição iascível ao prefeit Haddad.

Os revoltosos de Junho de 2013 que não se revoltam por mais nada.]

Os revoltosos de 2015 que queriam livraro Brasil da corrupção, e reclamam timidamente desta quadrilha. 

O brasil melhorou muito entre 2003 e 2014. Só que o povo não soube reconhecer e quis o Brasil antigo de volta !!!

Estamos recebendo tudo o que pedimos.

Seu voto: Nenhum (1 voto)
imagem de Serjão
Serjão

serrrrrrrra + temerrrrrr + gilmarrrrrr

Credo em cruz.

O caixão será de aço, cimentado e enterrado nas profundezas do mar.

Nele estarão os restos de um lugar chamado Brasil.

Nem os escafandristas do Chico irão encontrá-lo.

Triste demais para quem ama essa terra.

Seu voto: Nenhum (1 voto)

Vou contar pra vocês, mas não contem pra eles!

Deixe que implantem o Parlamentarismo.

O resultado será a eleição de uma enorme bancada progressista.

A campanha será:

Se você quer o Lula lá de novo, vote nos nossos candidados. O povo votará para Presidente votando nos Parlamentares que apoiarem o "Lula lá".

Se correr a Jararaca pega, se ficar a Jararaca come!

Seu voto: Nenhum (1 voto)
imagem de Rei
Rei

Delírio... parlamentarismo é Cunha e Aécio Neves!

Parlamentarismo no Brasil é oficializar a ditadura da bancada ruralista, bancada evangélica, bancada do boi e da bala!

A cara do parlamentarismo é Eduardo Cunha, Aécio Neves e todos os outro presidentes da câmara.

Acho que eu prefiro até a monarquia ao Parlamentarismo no Brasil!

Não é a toa que essa trinca de trastes está defendendo essa desgraça!

Seu voto: Nenhum (1 voto)

Se realmente vingar a formação de uma frente de centro esquerda

Se realmente vingar a formação de uma frente de centro esquerda e houver eleições em 2018, uma das propostas centrais dessa plataforma política deverá ser a convocação de uma Assembleia Constituinte exclusiva e soberana sobre a Reforma Política. E os membros dessa Assembleia Constituinte não poderão concorrer a nenhum cargo eletivo após a aprovação dessa Reforma Política.

Essa Constituinte sobre a Reforma Política poderia ser um dos eixos centrais de uma frente de esquerda formada pelo PT, PCdoB e PDT para as eleições de 2018.

Isso tudo se houver eleições em 2018, é claro!

Seu voto: Nenhum (2 votos)
imagem de Rei
Rei

As Ditaduras não se auto-intitulam Ditaduras

Eles querem é dar continuidade ao golpe e estão discutindo como apresentar isso para a sociedade. O plano A era tirar Dilma estancar a sangria, salvar a economia e eleger alguém do mesmo esquemão em 2018. Falhou!!! Não contavam que Aécio Neves seria tão bandido.... Lula era tão forte... Moro e Dallagnol tão idiotas... nem com o furacão da JBS.

Agora não tem ninguém do esquemão para disputar 2018... como faz?

Um presidente acusado em múltiplos escândalos de corrupção e com aprovação abaixo de 10% se une a um político com 23 milhões no exterior em propina e mais um Ministro que aparece em gravações policiais armando com bandidos... juntinhos tentando mudar radicalmente todo o sistema eleitoral brasileiro. O novo sistema obviamente possibilita eles se manterem no poder sem voto direto... uau!

Acho que nem o eleitor de Aécio com camisa da CBF, paneleiro e fã do MBL seria tão estúpido a ponto de ser enganado por esse trio!!!

Isso aí prova que eles perderam completamente a vergonha na cara e não tem o mínimo respeito pela inteligência da população... não que essa mereça algum crédito.

Vale ressaltar o papel da imprensa dando corda para esses 3 patetas... isso aí deveria ser execrado e ridicularizado em coro por todos os jornalistas... mas ta na base do "vai que cola".

 

Seu voto: Nenhum (1 voto)

Quem não tem cão caça com

Quem não tem cão caça com gato. Quem não tem votos "caça" com parlamentarismo de ocasião.

Repetida ad nauseam, a frase dita por Marx " A História se repete: a primeira vez como tragédia e a segunda vez como FARSA" cabe como uma luva nessa iniciativa tramada pelo trio da desgraça: Gilmar Mendes, José Serra e Temer. 

Pois é disso que estamos a tratar: de uma farsa, de um engodo, de uma manipulação do sentimento popular, de um oportunismo invulgar. Mais ainda: de uma perfídia. 

A intenção nada tem a ver com melhoria na governança do país e muito a ver com: a) Impedir o retorno de Lula caso esse não se livre da inelegibilidade; b) Uma maneira dos "sem votos"do PSDB/PMDB tenham alguma chance de retornar ao Poder e concomitantemente se safarem da Justiça. 

Além de ir de encontro a nossa tradição e  requerer uma classe política com um mínimo de respeitabilidade, a mudança de sistema num contexto de crise e de descrença nas instituições seria a ante-sala para o caos político e administrativo. 

Parlamentarismo é golpe!

PS; o que diabo tem a ver articulações políticas(politiqueiras) com as funções e responsabilidades de um ministro da Suprema Corte? O que Gilmar Mendes pensa que é? Se a discussão fosse em vez do Parlamentarismo o sem-vergonhismo, aí sim, suas credenciais seriam inegáveis. 

Seu voto: Nenhum (1 voto)

Somos o país das patifarias

Somos o país das patifarias absolutas........ 

Seu voto: Nenhum (1 voto)
imagem de Eudes Gouveia da Silva
Eudes Gouveia da Silva

Cláusula Pétrea

O regime e a forma de governo são cláusulas pétreas e só podem ser modificados por uma nova constituinte com poder originário. O plebiscito que tivemos já era determinado pela constituição de 1988. E como se sabe, nesse plebiscito venceram a república como regime e o presidencialismo como forma de governo.
Perdeu Gilmar, nessa nem você mexe. Você não convoca constituinte. Não convoca plebiscito ( se convocar não vale). E se convocar perde. Modificar por emenda nem pensar. Nem por unanimidade vale. Perdeu coisa ruim.

Seu voto: Nenhum (1 voto)
imagem de André élebê
André élebê

  Hahahahahahahaha  

  Hahahahahahahaha

  Hahahahahahahahaha

  Claro, porque esse pessoal respeita as leis. Concordo com você, não tem perigo disso acontecer.

  Hahahahahahahahahaha

Hahahahahahahahaha

Seu voto: Nenhum
imagem de Wagner Pinheiro
Wagner Pinheiro

RATARIA

Que se foda esses RATOS...eu voto no presidencialismo...esses VGBs NÃO TEM VOTO E AGORA QUEREM MUDAR PRA SE SAFAREM...

Seu voto: Nenhum (2 votos)
imagem de joel lima
joel lima

O parlamentarismo é o sistema

O parlamentarismo é o sistema perfeita pra essa horda = quem quiser ser presidente da república, não terá mais que ter contato com o povo, essa coisa que pra eles é nojenta. Terá apenas que lidar com 513 deputados e assim conseguir ser primeiro-ministro. E assim o Brasil tem tudo pra repetir o parlamentarismo italiano = 41 mudanças de primeiros-ministros em 70 anos, ou seja, cada um ficando em média nem dois anos seguidos de mandato.Já o parlamentarismo do REino Unido, no mesmo período, teve 15 primeiros-ministros. 

A Itália só sobreviveu ao parlamentarismo de araque graças, digamos, ao poder paralelo que é forte na sociedade italiana - e o ponto máximo dele é a Máfia. 

Me lembrei do filme o terceiro homem, em que o personagem de Orson Welles diz que a Suíca, com seus 700 anos de democracia, nos deu o relógio Cuco, e a Itália, com toda a zona política nos deu Michelângelo, Leonardo Da Vinci, um cinema que, tirante o norte-americano, mais influenciou o mundo, o automobilismo ( Ferrari ). Agora vejam a Itália pós-mãos limpas = não passa de um pais que faz o papel de cordão sanitário pra evitar que os refugiados cheguem à Europa. Que queda. 

Seu voto: Nenhum (2 votos)
imagem de Bruno Cabral
Bruno Cabral

Ilegal

O sistema de governo já foi decidido no plebiscito, Serra, Gilmar, ninguém, muito menos Temer, tem jurisdição sobre o que o povo já definiu. Cadeia pra quem vier com essa ideia!

Seu voto: Nenhum (3 votos)

Andréia Sadi de novo?

Aí tem...

Seu voto: Nenhum (4 votos)

"Penso, logo existo"

imagem de Eudes Gouveia da Silva
Eudes Gouveia da Silva

Andréa Sadi nem lembra o que

Andréa Sadi nem lembra o que é plebiscito, já nasceu golpista.

Seu voto: Nenhum (1 voto)
imagem de Romanelli
Romanelli

Estes seres não tem

Estes seres não tem representacão ..implementar um sistema sem o povo concordar é continuar com o golpe ..golpe q afetara casuisticamente as regras e verbas pra próxima eleição

Deixar o parlamento com seus 300 picaretas assumirem o destino da Nação não significara maior ou menor corrupção ..mas sim a manutenção das medidas que estão sendo impostas aos país

O parlamento precisa aprender a respeitar um presidente

O psdb perdeu a eleição ..estes golpistas não tem legitimidade pra continuarem no comando dando as regras sem autorização do povo

Seu voto: Nenhum (2 votos)

Comentar

O conteúdo deste campo é privado e não será exibido ao público.
CAPTCHA
Esta questão é para testar se você é um visitante humano e impedir submissões automatizadas por spam.