Revista GGN

Assine

Só falta crucificar Dirceu, por Paulo Nogueira

Enviado por Webster Franklin

do Diário do Centro do Mundo

Só falta crucificar Dirceu

por : 

 
Na caça a ele vale tudo

Na caça a ele vale tudo

 

Às vezes me pergunto como Dirceu faz para manter o espírito elevado.

Não me lembro de alguém que tenha sido tão continuamente perseguido pelos conservadores depois da ditadura.

Lula, comparativamente, é bem tratado.

Contei já que, no último almoço de final de ano da Abril com Roberto Civita vivo, um grupo de editores da Veja vibrava, no restaurante, com a perspectiva de prisão de Dirceu.

Talvez eles empregassem melhor seu tempo vendo como prolongar a vida da revista na era da internet, mas não. O que importava era ver Dirceu na cadeia.

A mídia não lhe dá trégua. Mais recentemente, na Era JB, a justiça também o caça sem misericórdia.

Sempre há um motivo, um pretexto. É o chamado vale tudo.

Agora, é um alegado telefonema proibido entre Dirceu e um secretário do governo da Bahia na Papuda. A Folha denunciou. Dirceu negou. O secretário negou. A direção do presídio investigou a negou.

Mesmo assim, Dirceu está pagando pela denúncia. A presunção de inocência não existe para ele.

Foi suspenso seu pedido de trabalho por 30 dias, porque a justiça desconfiou de todas as negativas, incluída aí a da direção da cadeia.

A quem apelar?

Joaquim Barbosa colocou na Vara de Execuções Penais de Brasília um juiz que faz o que ele, JB, quer.

E sabemos todos o que JB quer, além de dar rolezinhos na Europa e comprar Prada com um chapéu de parisiense na cabeça.

Que justiça é essa?

Quando JB deixar a presidência do STF, tudo vai mudar, sem que os fatos mudem – o que significa que a justiça no Brasil de hoje é uma questão não de evidências, não de lógica, mas de gosto e capricho pessoais, e de uma subjetividade patética.

No caso específico de Dirceu, alguma coisa está errada quando até um jurista conservador como Ives Gandra Martins afirma que ele foi condenado sem provas.

Ainda assim, ele está preso, enquanto seu algoz passeia pela Europa como um Bonaparte tropical, com diárias pagas pelo contribuinte – mesmo estando em férias.

Já disse e repito: a única coisa boa desse circo que foi o julgamento do Mensalão foi a oportunidade de vermos quanto são ruins e precários o STF e, por extensão, o sistema judiciário brasileiro.

Era uma ruindade escondida. Agora, ela está exposta. O Supremo é um ajuntamento de juízes toscos, solenes, com dificuldade de se expressar em português decente, deslumbrados com os holofotes – e facilmente manipuláveis pela mídia.

Sem reformar o STF e a justiça brasileira o avanço social de que o país precisa urgentemente ficará comprometido porque ali está o atraso do atraso.

Quanto a Dirceu, deveria gritar como Lennon num de seus clássicos da época em que passou a circular com Yoko: “Do jeito que as coisas vão, os caras vão me crucificar.”

 

Média: 5 (7 votos)
39 comentários

Comentários

Espaço Colaborativo de Comentários

Opções de exibição de comentários

Escolha o modo de exibição que você preferir e clique em "Salvar configurações".

Toscos...

Esta frase resume com perfeição o STF

"...

Era uma ruindade escondida. Agora, ela está exposta. O Supremo é um ajuntamento de juízes toscos, solenes, com dificuldade de se expressar em português decente, deslumbrados com os holofotes – e facilmente manipuláveis pela mídia.

..."

Perfeito!...

 

Seu voto: Nenhum (2 votos)

Alan Carvalho

imagem de Jossimar
Jossimar

"Ainda assim, ele está preso,

"Ainda assim, ele está preso, enquanto seu algoz passeia pela Europa como um Bonaparte tropical, com diárias pagas pelo contribuinte – mesmo estando em férias."

Mais uma. Não consigo entender como não pedem o impeachmente deste sujeito no senado. Onde estão os senadores?

Não seria este o primeiro caso de suborno cruzado? (salários na globo/HULK sem trabalhar) 

Enquanto isto, bandidos realmente perigosos, de dentro de presidios vivem utilizando celular para comandar suas quadrilhas e extorquir cidadãos trabalhadores.

Eita judiciário de merda.

Seu voto: Nenhum (2 votos)
imagem de Maria Rita
Maria Rita

Muito bom o que a Cristiana

Muito bom o que a Cristiana escreveu.  Nem me atrevo a falar  muito sobre Dirceu. A sensação que tenho é que Dirceu é um político em estado puro, absoluto (não absolutista, por favor). Observador, estudiosos, fala pouco, quando fala é no ponto. Não é uma celebridade, é um político. Na melhor acepção da palavra.

Seu voto: Nenhum (2 votos)

Sobre julgamentos de exceção: Da Alçada ao Mensalão

Tiradentes, José Dirceu, Maria I, Joaquim Barbosa, a devassa e o "mensalão": Agora que a farsa do julgamento do "mensalão" chega ao fim, vale a pena reler o que escreveu há quase um ano o insuspeito historiador americano Kennet Maxwell, professor do Departamento de História e diretor do Programa de Estudos Brasileiros do Centro de Estudos Latino-Americanos (Drclas) da Universidade de Harvard. Ele é autor de A Devassa da Devassa, obra publicada no Brasil em 1977 e que mudou a forma de se ver a Inconfidência Mineira. O segundo texto foi suprimido da revista Época (Globo) na internet, mas está copiado no blog Página do E.

Da Folha de S. Paulo. 
A Alçada
Kenneth Maxwell 
Em 17 de julho de 1790, a rainha Maria, de Portugal, estabeleceu um tribunal itinerante especial, ou Alçada, para julgar os conspiradores de Minas Gerais, detidos no Rio de Janeiro e em Minas, sem direito a visitas desde a traição na Inconfidência Mineira, em 1789.
Os prisioneiros incluíam Joaquim José da Silva Xavier, alferes nos Dragões de Minas e mais conhecido pelo apelido Tiradentes, e o desembargador Tomás Antônio Gonzaga.
O chanceler indicado para o Tribunal de Relação do Rio de Janeiro, desembargador Sebastião Xavier de Vasconcellos Coutinho, foi apontado para presidir a Alçada, formada também por Antônio Gomes Ribeiro e Antônio Diniz da Cruz e Silva, da Casa de Suplicação, que se juntaram a ele em Lisboa.
O chanceler Vasconcellos Coutinho foi instruído a ignorar "qualquer falta de formalidades [...] e invalidades judiciais [...] que possam existir nas devassas, e considerar as provas de acordo com a lei natural". A Alçada recebeu toda a autoridade necessária: "Não obstante todas as outras leis, disposições, privilégios e ordens em contrário, apenas para esta ocasião".
Ao final, Tiradentes foi sacrificado. E, se por acaso os processos da Alçada começam a lhe parecer estranhamente semelhantes com o mensalão, isso não deveria causar surpresa: de fato, são. Algumas coisas nunca mudam.
A íntegra

Da revista Época.
Poderosos e "poderosos" no mensalão
Paulo Moreira Leite 
Kenneth Maxwell, historiador respeitado do Brasil colonial, compara o julgamento do mensalão ao Tribunal que julgou a inconfidência mineira. Não, a questão não é perguntar sobre Tiradentes. Mas sobre Maria I, a louca e poderosa. Tanto lá como cá, diz Maxwell, tivemos condenações sem provas objetivas. Primeiro, a Coroa mandou todo mundo a julgamento. Depois, com uma ordem secreta, determinou que todos tivessem a vida poupada – menos Tiradentes.
Poderoso é quem faz isso.
Escolhe quem vai para a forca.
"Poderoso" pode ir para a forca, quando entra em conflito com sem aspas.
Genoíno, Dirceu e os outros eram pessoas importantes – e até muito importantes – num governo que foi capaz de abrir uma pequena brecha num sistema de poder estabelecido no país há séculos.
O poder que eles representam é o do voto. Tem duração limitada, quatro anos, é frágil, mas é o único poder para quem não tem poder de verdade e depende de uma vontade, apenas uma: a decisão soberana do povo.
A íntegra.

 

http://jornalaico.blogspot.com.br/2013/09/tiradentes-jose-dirceu-maria-i-joaquim.html

 

 PS: No julgamento, Joaquim Barbosa citou jurista para respaldar sua decisão, mas o jurista citado retrucou dizendo que o presidente do STF está errado... 

Seu voto: Nenhum (1 voto)

Grato, Spin F

Com 39 anos de prisão,

Com 39 anos de prisão, Cachoeira está livre, atuando e costura candidatura da mulher do Brasil 247CACHOEIRA, A LUXUOSA VIDA DE UM CONDENADO:  A Justiça só é cega para alguns; enquanto petistas históricos amargam o cárcere, a 200 quilômetros do presídio da Papuda, em Goiânia, contraventor mais famoso da atualidade está livre para rearticular seus negócios, frequentar os melhores restaurantes da cidade e figurar nas colunas sociais; desde que se livrou das grades (mesmo condenado a mais de 39 anos), Cachoeira se casou, passeou por resorts da moda e já pensa mesmo em recompor sua bancada parlamentar, tendo à frente a mulher, Andressa Mendonça, ensaiando candidatura à Câmara dos DeputadosGoiás 247 - José Dirceu precisa pedir autorização à Justiça para atualizar seu blog, Delúbio Soares tenta um emprego na CUT e para isso precisa da gentileza dos magistrados. E José Genoino; esse precisou provar, de forma involuntária até, que sofre mesmo de um grave problema cardíaco. Tudo isso tem como cenário o presídio da Papuda, nos arredores de Brasília.A pouco mais de 200 km dali, em Goiânia, um condenado a 39 anos de cadeia não precisa de autorização judicial para frequentar os melhores bares e restaurantes, reativar sua vida de empresário e até mesmo costurar articulações políticas. Esse é Carlos Augusto Ramos, o Carlinhos Cachoeira. Se a Justiça Brasileira produz disparates como esse, Cachoeira não tem culpa e aproveita para refazer a vida ao lado da mulher, Andressa Mendonça, com quem se casou com pompa e circunstância logo após a breve estadia na Papuda. Enquanto isso, os fundadores históricos do PT mofam nas celas do presídio brasiliense e clamam por uma benevolência da Justiça para talvez cumprirem uma pena domiciliar ou mesmo uma tarefa simples, como escrever texto num blog. Carlinhos Cachoeira conhece bem a Papuda. Ele ficou nove meses presos na penitenciária em 2012 e agora o máximo que chega perto do complexo presidiário é quando vai a Anápolis visitar familiares, frequentar igrejas e saber como andam seus negócios. Nem tudo, porém, foi alegria na vida do contraventor. Desde a eclosão da Operação Monte Carlo Cachoeira perdeu a mãe. Não pode sequer velar seu corpo, pois estava trancafiado na papuda. Meses depois foi a vez do pai, o folclórico Tião Cachoeira, um dos pioneiros do jogo do bicho em Anápolis, ir-se embora, ceifado por um enfarte. Diversificação Reportagem do jornal O Popular, de Goiânia, publicada em 23 de novembro, mostrou como está a vida do ex-contraventor. Cachoeira agora atua no ramo imobiliário e, com seus olhos de lince, mira investimentos em Goiânia, Anápolis e outras cidades do interior. Em Goiás Cachoeira tem fama de Midas, onde tudo que toca, qualquer negócio a que se dedique, prospera, vira ouro. A atuação profissional voltou a ser prioridade após ele transformar seu cotidiano pessoal numa espécie de reality show. Ao sair da cadeia, ele cumpriu a promessa que fez a Andressa ainda na Papuda. Os dois se casaram na residência do casal, num condomínio de luxo na Capital, e a foto que rodou o Brasil foi Cachoeira beijando os pés da esposa na frente de um batalhão de fotógrafos. Cachoeira é frequentemente avistado na movimentada noite goianiense, sempre presente nos melhores restaurantes da cidade. Até suas idas ao cabeleireiro são razões para notícias de jornais. O ex-amigo de Demóstenes Torres também se fez flagrar num resort luxuoso na Bahia, no começo deste ano. Bermuda florida de grife, óculos escuros e Andressa, de biquíni, ao lado, exibindo os dotes que fizeram a musa do CPI que levou o nome do marido. Trajes bem diferentes e liberdade de darem inveja aos petistas condenados. Com a vida conjugal ajeitada e a atuação empresarial retomada, Cachoeira estendeu seus tentáculos no ambiente que lhe fulminou, na Operação Monte Carlo, a política. A esposa se filiou ao PSL e os boatos – estrategicamente negados pelo próprio Cachoeira – de uma possível candidatura de Andressa a deputada federal se espalharam. O mandato que Genoino renunciou na Câmara Federal é agora cobiçado por Cachoeira e esposa. Nem mesmo Joaquim Barbosa sonharia com tamanha ironia. O jornal Tribuna do Planalto, de Goiânia, divulgou no mês passado que Cachoeira comandaria um grupo de três partidos (PMN, PSL e PT do B) e seu objetivo é fazer uma bancada forte no Congresso em 2014. É articulação política de fazer inveja ao agora preso ex-ministro José Dirceu.

 

Seu voto: Nenhum (1 voto)

webster franklin

Certamente, o bem sucedido

Certamente, o bem sucedido empresário fauno-ecológico-cultural também veste Prada. Devem ter até um atendimento especial na loja. Quando aparecem esses clientes especiais, logo lhes mostram mercadorias especiais ( encalhadas, melhor dizendo, guardadas especialmente para eles ), com preços também especialmente calculados para a clientela especial. 

Seu voto: Nenhum (3 votos)

Demóstenes

Demóstenes e Cachoeira fizeram o trabalho sujo para cassar José Dirceu na câmara federal. 

Seu voto: Nenhum

webster franklin

Enquanto isso,  A vida mansa

Enquanto isso,  A vida mansa do cassado Demóstenes TorresDemostenes_Torres44_AssobiandoFeliz e assoviando: No dia de seu aniversário, o ex-senador Demóstenes Torres saiu de casa de terno e gravata, mas não teve compromisso social: foi a uma clínica estética e comprou iguarias para o jantar.Sem mandato e prestígio, o ex-senador Demóstenes continua a desfrutar dos luxos da época de parlamentar. Comemorou o Réveillon num dos melhores restaurantes de Paris, frequenta uma badalada academia, faz tratamentos em clínicas estéticas e degusta vinhos.Josie Jeronimo e Adriano Machado (fotos), de Goiânia, via IstoÉApanhado nos grampos que ajudaram a condenar o contraventor Carlinhos Cachoeira a 39 anos e 8 meses de prisão, o ex-senador Demóstenes Torres perdeu o mandato de senador em junho de 2012 e foi afastado do Ministério Público de Goiás. Seis meses depois, porém, embora desprovido de cargo e prestígio, o ex-parlamentar do DEM não perdeu a pose nem a boa vida sustentada por luxos e prazeres dos tempos de parlamentar, quando foi considerado no Congresso uma espécie de paladino da ética, antes de ser flagrado em tramoias com o bicheiro. A fama de mocinho acabou, mas sua rotina continua à base do bom e do melhor.Na quarta-feira, dia 23, em seu primeiro aniversário depois da queda, assistiu-se a uma pequena romaria na entrada do condomínio Parque Imperial, em Goiânia, onde Demóstenes reside num apartamento avaliado em R$2 milhões. Vestido de paletó e gravata, Demóstenes saiu de casa pouco depois das 9 da manhã. Ocupado, conforme um assessor, com os preparativos de um jantar de aniversário, assumiu o volante de uma Vera Cruz Hyundai e passou duas horas fora de casa. No fim da tarde, saiu mais uma vez, dirigindo-se a uma clínica estética. No carro com o vidro semiaberto, dava tchauzinho para quem o reconhecia. Em sua vida sem mandato, Demóstenes tem aproveitado para fazer testes frequentes de popularidade.Demostenes_Torres45_EventosSemanas antes de comemorar seu aniversário, o ex-senador saiu-se bem quando enfrentou 20 minutos de fila no Vapt-Vupt – nome do Poupatempo em Goiânia – para trocar o passaporte diplomático, a que tinha direito como senador, pelo comum. Foi reconhecido por cidadãos anônimos, que tiraram fotos com celular. A maioria o aplaudia, mas a funcionária Raquel Silva enquadrou a equipe de atendentes que ameaçava entrar na algazarra: “Coloquei o Demóstenes numa fila. Quando o pessoal foi tirar foto, igual a uma celebridade, eu disse: ‘Menos, gente, menos’.” Dias depois da cassação ele foi à rodoviária para renovar a carteira de motorista. Recebeu abraços e cumprimentos. O mesmo aconteceu em suas idas a supermercados.A situação se inverte quando Demóstenes aparece nos lugares mais nobres da capital de Goiás. Numa badalada academia de ginástica localizada na Praça do Ratinho, que frequenta há anos, o tratamento é outro – revelam os funcionários. Antes, as pessoas daquele local, um dos pontos de concentração do mundo endinheirado da cidade, formavam rodinha para ouvir histórias e perguntar sua opinião. Na última semana, foi visto sozinho, como uma companhia a ser evitada. Um motorista de táxi que costuma levar Demóstenes até o aeroporto conta que recentemente ele estava muito animado e falante até a metade do caminho. Mas, quando o carro passou pelo rio Meia Ponte, ocorreu uma cena significativa. Chovia muito naquele dia, e o taxista comentou: “O rio Meia Ponte está parecendo uma cachoeira.” Ele conta que após ouvir a palavra “cachoeira” Demóstenes amarrou a cara e fez o resto da viagem em silêncio.A vida de Demóstenes depois da queda tem elementos que lembram um melodrama do século 19, mas vários capítulos poderiam ser escritos por Robert Parker, o mais celebrado enólogo do planeta. Em dezembro, Demóstenes esteve em Paris para passar o Réveillon e aproveitou a estada para jantar no Taillevent, um dos mais exclusivos restaurantes da capital francesa. Situado a poucos passos da avenida Champs Élysées e do Arco do Triunfo, o Taillevent serve vinhos que custam em média €1,8 mil, mas podem chegar a €18 mil, caso o cliente opte pelo Bordeaux Château Lafite-Rothschild, safra 1846. O gosto do ex-senador por vinhos raros e caros tornou-se conhecido nacionalmente depois que a Polícia Federal descobriu que Cachoeira lhe deu um lote de cinco garrafas do maravilhoso Bordeaux Cheval Blanc (nota mínima de 93 sobre 100 nas avaliações disponíveis de Robert Parker), pagando US$14 mil pela iguaria. Como se vê, longe do Senado e dos holofotes da televisão que ajudaram a transformá-lo num campeão da moralidade pública, Demóstenes continua um cálice refinado e aplicado.Roberto_Gurgel25_DemostenesE agora, Gurgel? O procurador-geral da República promete acelerar o processo, mas o caso que analisa a expulsão de Demóstenes do MP caminha a passos lentos.Hoje em dia ele só aparece em Brasília uma vez por semana e passa a maior parte de seus dias em Goiânia. Foi ali que, há poucos dias, num jantar no restaurante Madero, degustou uma garrafa de Pêra Manca (nota mínima de 86 na avaliação de Parker), que custa R$940,00. Em outra ocasião, numa visita à cantina San Marco, informou aos garçons que faria um pedido modesto, para uma refeição rápida. Pediu um Sirah Incógnito, português cujo preço é R$450,00 (87 sobre 100 na avaliação de Parker). Ficou contrariado porque o estoque havia acabado. Acabou servindo-se de um Malbec argentino, o Angélica Zapata, a R$300,00 a garrafa (a qualidade varia, mas Parker deu 91 para a safra de 1997). Ao reunir três procuradores para um encontro festivo, Demóstenes pediu um Barca Velha, que pode chegar a R$1,4 mil nas boas safras. Como brinde de Natal, Demóstenes distribuiu aos amigos e aliados políticos uma garrafa do sugestivo espumante português Terras do Demo, vendida a R$80,00. Procurado por IstoÉ para uma entrevista, Demóstenes alegou que, orientado por seus advogados, preferia não dar depoimento nem responder a perguntas, mas ficou claro que ainda acumula poder no Estado. Instalada nas vizinhanças da residência do ex-senador, a equipe de IstoÉ foi abordada por uma viatura policial, que pediu documentos.Do ponto de vista legal, Demóstenes tem algumas complicações pela frente. Em agosto de 2012, com receio de que, mesmo sem mandato, ele ainda tivesse influência para livrar-se de qualquer investigação interna, 82 procuradores de Goiás assinaram um manifesto público exigindo que fosse aberta uma investigação sobre sua conduta. O caso hoje se encontra no Conselho Nacional do Ministério Público, que tem três opções pela frente. Pode transformar o afastamento temporário em permanente, sem maiores consequências para Demóstenes. Pode ainda aposentá-lo compulsoriamente, o que lhe permitiria conservar os vencimentos de R$24 mil. Ou votar por sua demissão, que implicaria perda de qualquer benefício.Responsável por arquivar as primeiras denúncias sobre Cachoeira que chegaram ao Ministério Público, o procurador-geral, Roberto Gurgel, costuma fazer pronunciamentos enfáticos em que confirma a disposição de acelerar as investigações contra Demóstenes. Procurado para comentar o caso, o procurador-geral mandou dizer, através de uma assessora, que sempre atuou no Conselho de forma isenta, “sem qualquer interferência nas decisões, como qualquer conselheiro poderá confirmar”. Na prática, o caso caminha devagar. Amigo de Demóstenes, o conselheiro Fábio Silveira foi sorteado como primeiro relator e depois de 20 dias declarou-se impedido, o que já atrasou o processo em um mês.IEpag38a42_Demostenesv.inddA apreciação dos embargos apresentados pela defesa estava marcada para a terça-feira, dia 29, mas já foi retirada da pauta, o que pode atrasar o exame geral do caso, inicialmente previsto para fevereiro. Com receio daquilo que, em outros tempos, Demóstenes denunciava como pizza, na semana passada três promotores do Ministério Público de Goiás circulavam por Brasília, procurando marcar audiências com os 13 conselheiros que terão a palavra final sobre o caso. “Queremos um julgamento justo, em tempo razoável,” afirma um deles, Reuder Cavalcanti. Ele entende que, numa decisão equilibrada, Demóstenes não deve ter direito a aposentadoria compulsória porque passou os 13 anos fora do Ministério Público. “É por causa desse afastamento que defendemos a demissão.”Para Luiz Moreira Gomes, que foi representante do Congresso no Conselho do Ministério Público, já conseguiu uma nova eleição pelo voto dos deputados e aguarda uma deliberação do Senado que pode reconduzi-lo ao posto, o episódio de Demóstenes tem um caráter exemplar. “A inércia foi uma demonstração de que o Ministério Público não adota para si a conduta criteriosa que exige dos outros”, afirma.Por causa de uma decisão do ministro Ricardo Lewandowski, vice-presidente do Supremo Tribunal Federal, Demóstenes também enfrenta um inquérito criminal no Tribunal Federal Regional da 1ª Região. É investigado por corrupção passiva, prevaricação e advocacia administrativa. Esse processo é mais demorado e não tem prazo definido para chegar a uma conclusão.Ao perder o mandato, Demóstenes ficou inelegível até 2027. Há poucas semanas, contestando o período em que não poderá candidatar-se, ele apresentou recurso ao Tribunal Regional Eleitoral para rever a decisão. Perdeu, mas cabe uma segunda tentativa. As incertezas da Justiça colocam várias opções no futuro político do ex-senador. Ele não foi totalmente abandonado pelos antigos aliados nem será. Muitos deles têm interesse confesso em sua herança. O deputado Ronaldo Caiado (DEM/GO), que atua na mesma fatia do eleitorado, prepara sua candidatura ao Senado em 2014 e conta com os votos de Demóstenes.No plano pessoal, Demóstenes pensa em atuar como advogado de grandes empresas. Atualmente, além dos vencimentos como procurador (R$24 mil), Demóstenes tem rendimentos como sócio da Nova Faculdade, estabelecimento de ensino em Contagem, Minas Gerais. O dono da instituição é Marcelo Limírio, sócio de Cachoeira em redes de laboratórios de Goiás. Nas conversas em que fala de seus planos, Demóstenes tem dito que, se for condenado pelo Conselho da Magistratura, poderá advogar. Wellington Salgado, ex-senador e amigo fiel, já se dispôs a ajudar.Colaboraram: Izabelle Torres e Claudio Dantas SequeiraFotos: Divulgação; Adriano Machado; DirectphotoFoto: Adriano Machado http://novobloglimpinhoecheiroso.wordpress.com/2013/01/27/a-vida-mansa-do-cassado-demostenes-torres/

 

Seu voto: Nenhum (1 voto)

webster franklin

Podem frequentar as mais

Podem frequentar as mais sofisticadas clínicas estéticas do mundo, que não adiantará nada. Como aquela pouco duradoura juventude extemporânea de Arthur Virgílio, que, quando já aguardávamos vê-lo um de menor,  derrepente a água de Changrilá parece que acabou, e ele voltou à idade cronológica própria. Assim vaidoso é também o calunista político Álvaro Dias. Devem gastar as fortunas que conseguem subtrair toda nisso, coitados. E nunca ficarão minimamente parecidos com José Dirceu, que é belo não só por fora, mas também por dentro; o que faz muita diferença no visual exterior.

Seu voto: Nenhum (6 votos)

A história se encarregará de fazer justiça ao José Dirceu...

Esse é o trágico destino dos homens e mulheres que escolheram viver um ideal. Na maioria das vezes são incompreendidos e injustiçados no seu tempo, mas a história fará justiça a este grande lider político que é e continuará sendo José Dirceu.

Só desejo que ele continue a ter força para resistir mais essa luta.

Força José Dirceu!

Seu voto: Nenhum (5 votos)

O Dirceu pode estar preso.

O Dirceu pode estar preso. Mas com certeza a imagem que deixará para a história é bem melhor do que a tosquisse de Joaquim Barbosa se exibindo feito atração de circo em Paris e Londres. E como ele não tem uma obra intelectual que o gabarite teve que correr para aparecer através do cargo público que ora ocupa.

Seu voto: Nenhum (4 votos)

Vera Lucia Venturini

Para nunca esquecer..

 Não tenho provas cabais contra Paulo Coelho, mas vou condena-lo porque a má literatura me permite.

Seu voto: Nenhum (7 votos)

Dirceu não morre, creio que

Dirceu não morre, creio que ate´os inimigos que tanto temem o homem

preferem tê-lo vivo . Dirceu e sua missão possivel irão longe, é assim.

Seu voto: Nenhum (4 votos)

Nunca morrerá. E mesmo que

Nunca morrerá. E mesmo que tenha, realmente, se aproximado daquela pessoa indesejável, mesmo assim é preciso ver se houve mesmo erro nisso. Não é tão simples julgar-se ações Políticas. Eu, tenho comigo que O homem faz a História nas condições dadas, como na convicção do mestre Karl Marx _ então, foi o que ele fez. Valeu a pena ? Tudo vale a pena se a alma não é pequena, como o mestre Fernando Pessoa diz, _ então, é o caso.  Me admira é ver petistas tão moralistas se apressando em condenar.

Seu voto: Nenhum (5 votos)

Inveja

A INVEJA corroi a alma dos medíocres. Já dizia alguem.......

Seu voto: Nenhum (8 votos)

lenita

José Dirceu sabe quem ele é e

José Dirceu sabe quem ele é e o que representa para milhares de militantes e simpatizantes e, talvez, por isso consiga manter seu espírito elevado. Sua luta é nossa luta e saber resistir, fazer toda a diferença num combate muito longo. José Dirceu é liderança, é o comando, o exemplo e das suas atitudes que brota a força de sua militância. Se ele resiste, nós resistimos, se ataca, nós atacamos, se recua, nós recuamos... seus algozes sabem disso e daí a necessidade imperiosa de dobrar, desfazer ehumilhar esse comando, sabem que com isso, estarão fazendo o mesmo com os milhares de militantes. Um Zé Dirceu de mimimi significa uma militância rendida, tb. A importância do gesto de resistência, que incomodou tanto a mídia, reside aí, tb. A ordem era clara, o momento é de resistência. De forma ou de outra, quase todos nós, em determinados momentos perdemos a cabeça e xingamos, trollamos, apelamos e aí é que fica evidente a necessidade das liderenças. Muito fácil acusar José Dirceu de stalinista, autoritário, frio, etc... Difícil é conseguir comunicar-se, mesmo em silêncio com um grupo de milhares de pessoas ávidas por vingança e convencê-las que o momento não é de ataque. Fazer isso livre é uma coisa; preso é outra, bem diferente. O único pensamento/desejo de qualquer preso é liberdade. Os líderes, de fato, entendem sua prisão como uma forma dos demais manterem-se libertos e, isso não é para qq pessoa. Um comando, de fato, sente-se responsável, pela batalha mas tb por seus combatentes e as ruas tem nos mostrado a diferença entre combatentes e " mercenários"; a omissão da figura dos líderes, a falta de objetivos ( ou objetivos difusos ), o imediatismo que coloca em risco combatentes e a prória batalha que,planejada para ser curta, caso se alongue, coloca em risco combatentes exaustos. Que, sem a liderança, se perdem e acabam por atirar para dentro da trincheira. Os militantes de José Dirceu sabem que atendem a um comando estratégico e que munição custa caro. Barulho não ganha guerra, embora atraia mídia; bem, não estamos em busca de holofotes mas de liberdade e, para isso, mais valem 3 ou quatro sementes que brotam a partir de raízes fortes, fincadas ao solo do que um jardim inteiro de flores artificiais. José Dirceu é comando e sabe disso, por essa razão, mantém seu espírito elevado. Sabe quem é e sabe pq está preso; seus detratores tb sabem e, por isso tem pressa; cada dia que passam sem vitórias e com JD preso é um dia perdido. Sabem que JD livre é só uma questão de tempo. Lamento, sobretudo pelos mais jovens que saem papagaiando mídia acerca de JD. É uma honra combater ao lado dele.

Seu voto: Nenhum (2 votos)
imagem de Rose G. Menchise
Rose G. Menchise

José Dirceu sabe quem ele é

Que bonito Cristiana o que você escreveu. De certa forma , dá um alento em todos nós. Fiquei emocionada ao ler seu comentário e concordo com ele.

Seu voto: Nenhum (4 votos)

Despertando um gigante

Dentro de você Cristiana, da filha do Genoíno e no coração de muitos de nós.

Não sei se conseguirão crucificar ele, mas, como a história tem ensinado, quanto mais apedrejarem a JD e quanto mais ele resiste, mais rápido cresce a sua imagem e, com ela, o partido combativo de anos atrás. É chato dizer isso sem estar na pele do JD, mas, passa pela minha cabeça que o Barbosa e o PIG, sem querer, fizeram até um favor, ressuscitando ao JD e o colocando de volta na vida política do Brasil. JD é a própria ave fênix

Seu voto: Nenhum (8 votos)
imagem de Marly
Marly

Lavando nossa alma!

Essa é a Cristiana lavando nossa alma! Dizer mais o que? Mil estrelinhas para a Cristiana!

Seu voto: Nenhum (4 votos)

Cristina, tiro o chapéu.

No tempo de meu saudoso pai, a expressão usada era " essa é de tirar o chapéu".

Naquele tempo, era grande o número de homens e até mulheres que usavam chapeús.

Então, tiro o chapéu para este maravilhoso comentário.

Seu voto: Nenhum (6 votos)

Mil estrelas !

todas para o seu comentário !

Seu voto: Nenhum (8 votos)

lenita

Brilhante, Cristiana,

Brilhante, Cristiana, subscrevo cada virgula. É exatamente como você muito bem descreveu. 

Seu voto: Nenhum (7 votos)

A frase do ex-beatle, é a mais perfeita tradução.

A frase final, do Paulinho, define exatamente, o que acontece, com os "urubús" querendo que o Dirceu vire carniça, sobre a qual se debruçarão, e farão a refeição.

Infeliz é a nação, que alem de não homenagear seus líderes, é incapaz de perdoar, qualquer falha política, se é que isso ocorreu, e torce tanto, para sua carnificina. 

Seu voto: Nenhum (9 votos)

O preço da liberdade, é a eterna vigilancia.

imagem de Franbeze
Franbeze

Parabéns Lula!!!

Saber que em  grande parte diso tudo é culpa do Lula. Sim, pois foi ele que escolheu boa parte dos ministros do stf sem conhecê-los. É impressionante como eu não vejo ninguém criticando o Lula por causa desse erro astronomico. Por causa desse erro o Lula pode por tudo a perder com relação as conquistas dos últimos 10 anos por parte dos trabalhadores. Falo isso porque um golpe é bem possível com a ajuda do stf e do PiG mesmo que Dilma se reeleja. Quando a direita está no poder ela sempre escolhe os amiguinhos ministros para o stf. Parabéns Lula por suas escolhas e é ´por isso que o Dirceu, o Jenuino e outros estão se fu...

 

 

Seu voto: Nenhum (5 votos)

Você não conhece o meio jurídico brasileiro

praticamente só existem reacionários (até retrógrados)  e/ou carreiristas. As escolhas foram as possíveis, e barbozão não é o primeiro a se mostrar bem diferente quando com poder na mão, só lembrar o Aires Brito e o Eros Grau.

O PT no poder errou feio várias vezes, mas acho que está melhorando aos poucos.

Seu voto: Nenhum (7 votos)

Acho que ele não conseguiu

Acho que ele não conseguiu achar 2/3 aguhas no palheiro. Juizes democratas são mesmo agulhas no palheiro.

Seu voto: Nenhum (5 votos)

Mera perseguição política

E assim, cada vez mais a justiça mostra sua verdadeira face persecutória, que o povo humilde já conhece de há muito. Mas nós, estamos tão somente à espreita, observando atentamente, embora que pasmos e apatetados, os limites, até onde vão em sua saga persecutória. Como disse a senhora Eliana Calmon, o Judiciário seria julgado nesse julgamento. Não sei se foi bem isso que quis adiantar, mas, de fato, o Judiciário está sendo julgado por nós desde o dia 13 de agosto de 2012, quando começou a representar a farsa na qual se embrenhou, não consegue retornar e ainda continua intrépido _ rumo ao abismo. 

Seu voto: Nenhum (7 votos)
imagem de Afrânio
Afrânio

Prezado Paulo;    

Prezado Paulo;

 

   ......Nossa justiça esta começando a dar indicíos de que para a contravenção existem penas, e devem ser aplicadas.

         Ainda esta longe, mas no caminho.

         Se o Ministério Público investigou e os Juizes do Supremo condenaram, cabe-nos acatar.

         O STF é a nossa competência juridica máxima e seus membros estão lá, por reconhecimento dessa competência e o Exmo Sr. Joaquim Barbosa é um exemplo no judiciário brasileiro, e deve ser respeitado como tal.

          .......essa é a opnião da maioria dos brasileiros que querem um novo Brasil.

     

         

Seu voto: Nenhum (3 votos)

JB VESTE PRADA, AFRANIO APLAUDE E A CASA GRANDE MORRE DE RIR

JOAQUIM BARBOSA VESTE PRADA, AFRANIO APLAUDE E A CASA GRANDE MORRE DE RIR DA PALHAÇADA

Seu voto: Nenhum (9 votos)

Francisco de Assis

O chapéu, além de tudo, está

O chapéu, além de tudo, está pequeno para a cabeça. Mas a bem da verdade, a loja não é Prada, e sim uma daquelas de departamentos parisienses ( me ajude aí a classe média envergonhada do blog  : Au Bon Marché ?)

Seu voto: Nenhum (3 votos)

Que chapeuzinho lindo!

A verdade é que o chapeuzinho é uma belezinha mesmo!

Seu voto: Nenhum (9 votos)

Prezado senhor Afrânio

         Se o Ministério Público investigou e os Juizes do Supremo condenaram, cabe-nos acatar. Mas, acontece que, felizmente _ já não somos como na chegada, calados e magros esperando o jantar. Vimos como o MP investigou e STF condenou, e como estão agindo no pós-condenação. Não é possível que todos nós tenhamos também que renunciar à logica, ao bom senso, à cidadania, aos Direitos Humanos, para profanar, juntamente com eles, esses valores consagrados pela Humanidade, e a Verdade.  

 

Seu voto: Nenhum (10 votos)

Parabéns mulheres !

Parabéns pelo seu comentário Nilccemar. Aliás, vc e Cristiana são de uma lucidez e  sensibilidade em seus comentários, que poucos conseguem. E não só vocês duas, outras tb, como a Marly. E viva as mulheres

Seu voto: Nenhum (2 votos)

lenita

Caminho de que ?

Prezado, a sua concepção de justiça, passa longe da verdadeira justiça, aquela em que os juízes não veste camisas partidárias, nem porta-vozes da grande mídia, e queira Deus, que julgamentos excepcionais, como esta.

Seu voto: Nenhum (8 votos)

O preço da liberdade, é a eterna vigilancia.

AfrânioQuem disse que no

Afrânio

Quem disse que no nosso país existe justiça...???...!!!....

Dizem que a justiça é cega, mas no nosso país ela enxerga muito, mas muito bem......

Nossos mestres e doutores do direito, as grandes bancas de advogados,  estão perdidos com o que foi feito nessa ação penal....

Pense nisso....

 

Seu voto: Nenhum (9 votos)

Mário Mendonça

imagem de Ugo
Ugo

remêdios

Para burrice apenas barbacena, respeitando as vitimas, para comendador acacio justo lugar!

Seu voto: Nenhum (4 votos)

A contra-lógica

Nassif, a melhor vitória dos perdedores é quando os vencedores se sentem perdidos!

Seu voto: Nenhum (7 votos)

Hélio Jorge Cordeiro

Boa !

Boa,Hélio !

Em tempo: Quer apostar, como o Joaquimzão vai proibir a doação de valores, pelos correligionários, para pagar as multas das penas dos reus do mensalão?

Seu voto: Nenhum (7 votos)

O preço da liberdade, é a eterna vigilancia.

Comentar

O conteúdo deste campo é privado e não será exibido ao público.
CAPTCHA
Esta questão é para testar se você é um visitante humano e impedir submissões automatizadas por spam.