Revista GGN

Assine

Veja, sobre o caso Pasadena e o papel de seu presidente

Conselheiros corroboram declaração de Dilma sobre Pasadena

 Nestor Cerveró, ex-diretor da Petrobras

O ex-diretor da área internacional, Nestor Ceveró. Segundo Haddad, ele fez apresentação consistente do negócio e recomendou sua aprovação (Estadão Conteúdo)

Depois de a presidente Dilma Rousseff declarar que a compra de uma participação na refinaria de Pasadena, no Texas (EUA), foi aprovada no início de 2006 pelo Conselho de Administração da Petrobras, que ela chefiava, com base em relatório executivo que depois se demonstrou "incompleto’ e ‘falho", integrantes e ex-integrantes do conselho de administração da empresa corroboraram os argumentos da presidente.

O site de VEJA ouviu Fabio Barbosa, presidente da Editora Abril,  que integrava o Conselho de Administração da Petrobras quando a compra da refinaria no Texas foi aprovada por unanimidade. Disse Barbosa: "A proposta de compra de Pasadena submetida ao Conselho em fevereiro de 2006, da qual eu fazia parte, estava inteiramente alinhada com o plano estratégico vigente para a empresa, e o valor da operação estava dentro dos parâmetros do mercado, conforme atestou então um grande banco americano, contratado para esse fim.  A operação foi aprovada naquela reunião nos termos do relatório executivo apresentado."

O ex-conselheiro Claudio Luiz Haddad, economista e empresário, afirmou ao jornal O Estado de S. Paulo que o ex-diretor da área internacional da Petrobras, Nestor Ceveró, fez apresentação consistente do negócio  e recomendou sua aprovação. Haddad também lembrou que as negociações foram assessoradas por uma instituição financeira, que deu aval às condições de compra da refinaria. "O banco atestou que o preço se enquadrava à prática do mercado, e as condições eram normais. Sendo uma apresentação consistente, não havia nada que oferecesse qualquer tipo de duvida", disse.

Por meio de nota, o empresário Jorge Gerdau Johannpeter, do grupo Gerdau, que ainda mantém cadeira no Conselho de Administração da Petrobras, afirmou que o negócio foi decidido com base em "avaliações técnicas de consultorias com reconhecida experiência internacional, cujos pareceres apontavam para a validade e a oportunidade do negócio." 

A mesma nota assevera que, ao aprovar em 2006 a operação de compra e 50% de participação na refinaria Pasadena, Gerdau  "não tinha conhecimento, como os demais conselheiros, das cláusulas Put Option e Marlim do contrato". A primeira dessas cláusulas obrigou a Petrobras, posteriormente, a comprar 100% a refinaria, o que trouxe prejuízos à estatal. 

 

http://veja.abril.com.br/noticia/economia/conselheiros-corroboram-declaracao-de-dilma-sobre-pasadena

Média: 4.2 (5 votos)
25 comentários

Comentários

Espaço Colaborativo de Comentários

Opções de exibição de comentários

Escolha o modo de exibição que você preferir e clique em "Salvar configurações".
imagem de Severino Fernandes
Severino Fernandes

É como eu já previra. Esse

É como eu já previra. Esse imbróglio de Pasadena é apenas jogada eleitoral e representa risco Z-E-R-O pra reeleição da presidente Dilma... Aos apressadinhos lamento, vão ter que procurar outros factoides e contar com a ajuda dos black-bobocas e revoluciotontos da extrema-esquerda pra ver se saem do canto...

Se até a Veja (isso mesmo a V-e-j-a...), corrobora a versão da presidente Dilma e parece não estar disposta a prolongar muito o assunto (sua especialidade mesmo é do Zé Dirceu - rs...). É porque já sentiu que isso não leva a nada...

Seu voto: Nenhum
imagem de Fabio !
Fabio !

O site de VEJA ouviu Fabio

O site de VEJA ouviu Fabio Barbosa

 

Que coisa , ao menos uma vez na vida eles foram ouvir o envolvido para publicar a notícia !

Seu voto: Nenhum (1 voto)
imagem de Crisitano
Crisitano

A Petrobrás é o "Calcanhar de

A Petrobrás é o "Calcanhar de Aquiles" do PT.....

Não da ala de Dilma...

Mas sim do grupo ligado a José Diceu.....que já lançou a ofensiva jogando de volta a responsabilidade para o conselho e consequentemente Dilma junto......

Agora é briga de fogo amigo, com mídia e oposição se aproveitando......

Seu voto: Nenhum (8 votos)
imagem de carlosc
carlosc

Este assunto já virou

Este assunto já virou especulação política

Que foi um mau negócio ninguém duvida. Mas foi chancelado por parecer de consultoria externa como é de praxe nesses casos para qq grande empresa. Mas na época daaquisição o valor foi algo no entorno de 180 milhões de dólares mais 180 milhões em estoque (segundo Ildo Sauer) e não os 45 milhões que a mídia quer  como verdadeiro

A Cláusula de recompra pode ter sido omitida e após a derrubada dos preços em 2008 o sócio quis passar para a empresa seu prejuízo. Inocência ou má fé? Melhor vender o ativo e realizar perdas antes que se acumulem mais.

Agora, o Ex- Diretor do ABAST hoje preso e o Nestor são figuras carimbadas desde  os tempos de FHC.

Seu voto: Nenhum
imagem de aliancaliberal
aliancaliberal

A patrulha foi colocado em

A patrulha foi colocado em alerta, 

Defendam o governo a todo custo.

Seu voto: Nenhum (11 votos)

Caro Aliança Qual

Caro Aliança

Qual patrulha?!

A sua vive em alerta.

Saudações deste petralha

Seu voto: Nenhum (6 votos)

Então, CAI FORA !, pois podem

Então, CAI FORA !, pois podem te confundir com um deles.

Seu voto: Nenhum (9 votos)

lenita

imagem de Ivan de Union
Ivan de Union

Eh que pelegos patrulham

Eh que pelegos patrulham comunistas nao marxistas, desde que sejam coletivistas.  Nao, espere!  Eh que comunistas marxistas patrulham nao pelegos desde que coletem papeis.  Nao, eh qu...

Coisa parecida...

Seu voto: Nenhum (5 votos)
imagem de Durvaldisko
Durvaldisko

Despudor da mídia  é de

Despudor da mídia  é de pasmar !  Lula,por exemplo, é  citado como   tendo criticado Dilma.

Como? Ouvidas criticas  ao vivo?Nada disso! O cunhado do ascensorista  do elevador  da Petrobras,comentou com o  motorista  do carro tanque,que ouviu do burro-sem rabo,que um tal de Lula tinha dado um tiro no pé da mulher do frias dono de uma recicladora de  excremento paulista, atualmente,  às voltas com excesso de produção doméstica.

Seu voto: Nenhum (7 votos)
imagem de iron
iron

Ferro-velho e sucatão.

Ferro-velho e sucatão. Milhões de dolares queimados.

Seu voto: Nenhum (8 votos)

Caro Nassif e demais Isso é

Caro Nassif e demais

Isso é efeito pré-sal. Os mesmos que tentaram desmontar a Petrobras e vender em pedaços, são os mesmo desmontadores e compradores, que estã atrás de todo esse esquema.

Já sabendo  de antemão da vitória do PT e da Dilma, estão tentando ganhar um dinheirinho extra.

Saudações

Seu voto: Nenhum (9 votos)
imagem de Marcos Coimbra 2
Marcos Coimbra 2

O PT tem que tomar na cara

O PT tem que tomar na cara mesmo. O Grupo abril desce o sarrafo neles desde a fundação do partido. Olha que fazia fazia parte do conselho. Tá ficando dificil votar nas eleições.

Seu voto: Nenhum (11 votos)
imagem de Pedro Penido dos Anjos
Pedro Penido dos Anjos

O cara, na época - com o

O cara, na época - com o perdão do trocadilho, era presidente ou algo assim do Bradesco, ou algo assim.

Seu voto: Nenhum (1 voto)
imagem de Dinis
Dinis

Não é bem assim Marcos. O

Não é bem assim Marcos. O conselho de uma empresa S.A. é formado por representantes dos acionistas, não sendo todos nomeados pelo governo.

Seu voto: Nenhum (4 votos)
imagem de Flavio Martinho
Flavio Martinho

Que nada. É tudo vira-lata. O

Que nada. É tudo vira-lata. O chefão - participante - mandou que se calassem e... todos obdeceram. Quem é doido de não obdecer. Só isso.

Seu voto: Nenhum (8 votos)

A Veja hein! Quem diria? Qual o jogo?

Será que viram que a mentira não iria colar?

Desta vez foi mais inteligente do que o Estadão e a FSP?

Seu voto: Nenhum (7 votos)
imagem de Ing
Ing

passadena

Só pra retificar, esta enrevista não é da Veja. É com o  Paulo Henrique Amorim, , bem diferente.

 

Seu voto: Nenhum
imagem de Ivan de Union
Ivan de Union

"Será que viram que a mentira

"Será que viram que a mentira não iria colar?

Desta vez foi mais inteligente do que o Estadão e a FSP?":

NAO, ASSIS.  Esbarraram em lavagem de dinheiro dos bancos.

Seu voto: Nenhum (2 votos)
imagem de Ivan de Union
Ivan de Union

Nao falei que esbarraram em

Nao falei que esbarraram em alguma coisa que a gente nao sabe o que eh ainda, Assis?

O assunto desapareceu de ambos jornal da rede golpe (quase completamente) e estadao (completamente).  So a falha de SP ainda esta continuando o assunto, com "falas" de Gurgel (!!!) e fogo centrado em presidenta Dilma e presidente Lula.

E o que temos na capa de OGlobo agora?  Tentativa de associacao eleitoral de queda de acao:

Ações da Petrobras caem mais de 2%

Mercado ficou decepcionado com pesquisa eleitoral que mostrou que Dilma Rousseff se mantém à frente da corrida presidencial

E tambem, mais primitivo ainda, um "mal estar" na Petrobras:

Nota de Dilma sobre Pasadena causa mal-estar na Petrobras

Dirigentes e funcionários da estatal ameaçam se colocar contra presidente abertamente

Ta esquizito.  Mais importantemente, ta na cara.

Dou uns 3 segundos pra Grandiosa E Importantissima CPI Da Petrobras por causa dessa compra desmoronar se a si mesma...

Tem alguma coisa envolvida que ainda nao esta clara,exceto bancariamente.  Se a oposicao quer saber o que ela eh, porque nao denuncia diretamente pras autoridades dos Estados Unidos?

Seu voto: Nenhum

Concordo!

Tá estranho mesmo, um assunto batido e já morto. 

Aí a presidenta do nada, o coloca em pauta.

Fez igual O Rei do Camarote. 

Seu voto: Nenhum (2 votos)
imagem de Ivan de Union
Ivan de Union

(Uma explicacao alternativa

(Uma explicacao alternativa em resposta ao Clever, aqui

http://jornalggn.com.br/noticia/a-insatisfacao-da-comunidade-cientifica-... )

Obrigadasso, Clever, especialmente pelo penultimo paragrafo!  So agora me ocorreu que qualquer vazamento da intencao da Petrobras de comprar a compania toda seria, direta e legalmente, considerado...

Manipulacao de stocks! Ilegalissimo.

Eh logico que ninguem foi informado!  Nem era pra ser.

Seu voto: Nenhum (1 voto)

Para bom entendedor: Fundos

Para bom entendedor:

Fundos querem vaga no conselho da PetrobrásAcionistas estrangeiros se uniram para pedir 'aprimoramento' da administração da estatal
 Antonio Pita - O Estado de S.Paulo

RIO - Na esteira de críticas dos conselhos de administração e fiscal à gestão da Petrobrás, principalmente no que se refere ao endividamento da empresa, diversos fundos de investimento estrangeiros se uniram em torno de uma nova candidatura para fortalecer a posição dos acionistas minoritários na empresa. Capitaneado pelo fundo britânico Aberdeen Asset, o grupo defende a abertura de uma nova vaga independente para "aprimorar" a governança da estatal, considerada "crítica".

O grupo formalizou na última sexta-feira uma chapa com indicações tanto para o conselho de administração quanto para o conselho fiscal, reivindicando a eleição de dois membros para cada tipo de minoritário, detentores de títulos ordinários e preferenciais.

Em comunicado, o grupo, que detém cerca de 0,5% do capital social da Petrobrás, critica a ingerência do governo sobre as decisões da companhia. "A política de definição de preços de gasolina e diesel tem sido prejudicial para acionistas da empresa nos últimos anos e ainda requer transparência. Olhando mais adiante, acreditamos que isso comprometerá a capacidade de investimento e de expansão da Petrobrás no longo prazo", diz o comunicado dos acionistas.

Para os investidores, mesmo as mudanças no modelo de precificação anunciadas pelo Conselho de Administração não se mostraram efetivas para os acionistas.

A indicação dos fundos estrangeiros é para a candidatura de José Monforte, que se uniria a Mauro Cunha, presidente da Associação de Investidores no Mercado de Capitais (Amec), que já ocupa um assento no Conselho de Administração.

Cunha foi o único integrante a se opor à aprovação das demonstrações financeiras da companhia na última reunião, realizada em fevereiro. Ele criticou a demora na liberação de informações para análise, além de operações relacionadas às refinarias e de hedge accounting - essa operação, utilizada pela empresa desde meados do último ano, busca diminuir o impacto da variação cambial sobre o endividamento.

Eleito no último ano, ele foi considerado o primeiro conselheiro legítimo representante dos minoritários. Até então, os nomes que ocupavam o cargo eram simpáticos às diretrizes do governo. Com a união dos fundos de investimento, os minoritários esperam conseguir maior poder de voto nas instâncias de governança da estatal.

Entre os investidores que apoiam a nova chapa, estão os fundos British Columbia Investment, The California State Teacher's Retirement System e Hermes Equity Ownership Services, entre outros.

Eles também indicaram os nomes de Reginaldo Ferreira Alexandre e Walter Albertoni para o Conselho Fiscal. Na última reunião, também em fevereiro, o colegiado alertou, em ata, para o risco de rebaixamento no rating de crédito da empresa em função do alto endividamento.

 

Seu voto: Nenhum

Oportunismo

Marco St.

Mauro Cunha é o único conselheiro independente, e defende as S.A., aí vem apergunta, porque permitir mais um representante externo?

Não faz qualquer sentido, sempre serão contrários a qualquer decisão da empresa, afinal, é prá este lobby que recebem $$$.

Seu voto: Nenhum (2 votos)
imagem de Ivan de Union
Ivan de Union

Agora eh que ta com cara de

Agora eh que ta com cara de lavagem de dinheiro bancario MESMO.  Se houve irregularidade, ela NAO veio de qualquer compra da Petrobras.

Seu voto: Nenhum (3 votos)

Será que já avisaram o

Será que já avisaram o Reinaldo Cabeção Azevedo e os blogueiros hidrófobos da Veja?

Seu voto: Nenhum (5 votos)

Este assunto pra mim isenta o

Este assunto pra mim isenta o conselho. O que precisa ser feito é verificar quem armou a armadilha.

Seu voto: Nenhum (7 votos)

Carlos Batista

Comentar

O conteúdo deste campo é privado e não será exibido ao público.
CAPTCHA
Esta questão é para testar se você é um visitante humano e impedir submissões automatizadas por spam.