Revista GGN

Assine

2018

Doria manda espalhar bandeiras do Brasil pela capital após condenação de Lula

Foto: Prefeitura de São Paulo

Jornal GGN - O prefeito de São Paulo Joao Doria Junior (PSDB) orientou o time de prefeitos regionais a espalhar pela capital bandeiras do Brasil com a desculpa de que é preciso despertar o espírito cívico da população. Mas a medida, segundo o Estadão desta quarta (26), foi tomada após a condenação de Lula no caso triplex e ainda pode estar atrelada a um plano para projetar Doria no "tabuleiro nacional".

O tucano sonha com o Palácio do Planalto e tem se colocado como "oposto a Lula" em diversas agendas públicas, numa tentativa de capitalizar o voto do anti-petismo. Há duas semanas, em passagem por São Bernardo do Campo, Doria chegou a provocar Lula, dizendo-se duplamente feliz em pisar na cidade onde mora o ex-presidente sabendo que ele foi condenado por Sergio Moro.

"O tucano, que já costumava encerrar seus eventos políticos com o tema da vitória de Ayrton Senna e o mote de que a bandeira do País não é vermelha como a do PT, reforçou o tom nacionalista após o juiz Sérgio Moro condenar, no dia 12, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva a 9 anos e 6 meses de prisão", disse o Estadão.

Leia mais »

Média: 1.4 (9 votos)

As poucas chances de Lula na Justiça rumo a eleições 2018

 
Jornal GGN - A condenação de Luiz Inácio Lula da Silva pelo juiz de primeira instância da Operação Lava Jato, Sérgio Moro, prevê que o ex-presidente não possa concorrer a eleições e cargos públicos por 7 anos. A sentença passaria a valer, contudo, somente se o Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4) confirmá-la. Ainda assim, o cenário não está fechado: Lula pode recorrer até que sua ação seja analisada pela última instância e pedir uma espécie de "licença" para concorrer à Presidência em 2018.
 
Ainda assim, as chances são pequenas. Isso porque a jurisprudência traz exemplo de desfavor ao ex-presidente. Além do próprio histórico da 8ª turma do TRF-4, que julgará Lula, de não apenas confirmar as decisões de Moro, como também em alguns casos aumentar as penas impostas, o Supremo Tribunal Federal (STF) trouxe outras jurisprudência para complicar ainda mais a situação do líder petista.
 
Conforme o GGN divulgou, o relator das revisões das sentenças de Moro, desembargador federal João Pedro Gebran Neto, e os integrantes da 8ª Turma do TRF4 vêm adotando as mesmas metodologias e interpretações do juiz da Vara Federal da Curitiba, mas na segunda instância. Gebran, que já foi apontado por supostamente ter relações pessoais de amizade com Moro, também é caracterizado como juiz "linha-dura", concordando com os despachos do juiz do Paraná em grande parte das sentenças.
Média: 3.1 (16 votos)

Haddad nega candidatura a presidente: "PT não trabalha com essa possibilidade"

Foto: Reprodução

Jornal GGN - O ex-prefeito Fernando Haddad compartilhou em sua página pessoal no Facebook a entrevista cedida a Mário Sergio Conti, da GloboNews, na quinta (21), ocasião em que foi apresentado como potencial candidato a presidente da República em 2018. A projeção foi feita por Lula, numa entrevista em que o ex-presidente abordou a dificuldade do PT em criar novas lideranças.

"Sinceramente, o PT não trabalha com essa possibilidade [de Lula não ser o candidato]. O PT trabalha com a tese de que vai reverter a decisão de primeira instância, contrária ao ex-presidente, e ele vai ter condição de disputar, o que acho a estratégia correta. (...) O que vi depois da sentença foi verdadeira mobilização de dezenas de juristas que querem escrever uma opinião técnica, balizada, sobre a decisão tomada, dizendo que não havia base para a condenação [no caso triplex", comentou Haddad. 

Leia mais »

Média: 3.7 (3 votos)

Marco Aurélio Garcia: o apoio silencioso a Lula, e um cenário possível para 2018

Por Rodrigo Vianna

Na Revista Forum

Dilma e Lula estavam lá.

Haddad, Suplicy e outras lideranças do PT também estavam.

Jovens acadêmicos, que Marco Aurélio Garcia ajudou a formar e hoje ocupam cátedras nas universidades Brasil afora, marcaram presença.

Militantes emocionados, professores, jornalistas…

Marco Aurélio era um bem-humorado professor e militante. Frasista brilhante. Culto, sem ser pernóstico.

O texto mais bonito sobre ele talvez tenha sido escrito por Gilberto Maringoni – hoje no PSOL (clique aqui para ler).

O discurso mais emocionante, claro, veio de Lula – clique aqui para ver:

Mas a imagem mais marcante do velório, em São Paulo, veio de um grupo que aos poucos se aglomerou numa escada, a poucos metros do caixão onde o corpo era velado.

Leia mais »

Média: 3.4 (7 votos)

Dória precisa de muito Nescau para tirar Alckmin da eleição de 2018, por Helena Chagas

Foto: Agência Brasil
 
 
Jornal GGN - A jornalista Helena Chagas publicou em Os Divergentes, nesta terça (18), artigo mostrando que a preocupação de Geraldo Alckmin com o afilhado político João Doria Junior por conta da eleição de 2018 reduziu ao nível mínimo. Isso porque Doria não tem demonstrado o bom senso inerente a um presidenciável. O prefeito não sabe quando falar nem quando calar. Morre pela boca, na maioria das vezes. Desse jeito, vai precisar de muito Nescau para tirar Alckmin do páreo.

Leia mais »

Média: 3.8 (4 votos)

Lula viaja ao Nordeste de ônibus e defesa está "entusiasmada" com decisão do STJ

Foto: Ricardo Stuckert
 
 
Jornal GGN - O PT planeja um tour de Lula por capitais e cidades do sertão nordestina ao longo de 20 dias, a partir de 16 de agosto, como o lançamento da pré-candidatura do petista ao Palácio do Planalto em 2018. Segundo informações do Painel da Folha desta terça (18), o "roadshow deve começar em Salvador e seguir para Sergipe."
 
"Lula percorrerá poucas capitais. Dará mais atenção a cidades do sertão. A caravana marcará a estreia de sua agenda como pré-candidato ao Planalto e será seu primeiro grande ato após a condenação pelo juiz Sergio Moro", acrescentou a coluna.
Média: 4.4 (7 votos)

Guru de Marina defende chapa com Joaquim Barbosa e eleição sem Lula

Foto: Elza Fiuza/Agência Brasil

Jornal GGN - De olho no eleitorado de Lula, Marina Silva já começou a mexer os pauzinhos em torno da eleição de 2018 tão logo saiu a sentença do caso triplex e o País passou a se questionar se a candidatura do petista será viável.
 
Em entrevista à Folha, publicada no domingo (16), o economista Eduardo Gianetti, um dos gurus de Marina, defendeu um cenário sem Lula em 2018 como se fosse a melhor opção para o País sair da crise política.
 
"É muito mais arejada para o país [a disputa ocorrer sem Lula]. Neste caso, haverá uma grande pulverização de candidaturas. Isso seria bom para o eleitorado, nos daria oportunidade de fugir de uma discussão burra e debater temas importantes. E muita gente iria se animar a concorrer", disse.
Média: 1.6 (14 votos)

É "remota" a chance de Lula ser candidato mesmo condenado em 2ª instância

Foto: Agência Brasil

Jornal GGN - É destaque na coluna de Mônica Bergamo, na Folha desta sexta (14), que as chances de Lula ser candidato a presidente mesmo condenado em 2ª instância foram consideradas "remotas" por ministros do Supremo Tribunal Federal.

A jornalista divulgou apenas a fala de Marco Aurélio Mello, afirmando que a Lei da Ficha Limpa é bem clara sobre a inelegibilidade após condenação em segunda instância. O magistrado disse ainda que, "por esse ser um efeito 'extrapenal', e não de 'execução da pena', não caberia a discussão" no Supremo. Assim, dificilmente Lula conseguiria uma decisão em caráter liminar que o permitisse entrar na disputa.

Leia mais »

Média: 1.8 (5 votos)

A Veja solta enquete, e Lula é aclamado

A votação na manhã desta sexta, dia 14

Jornal GGN – Nesta quinta-feira, dia 13, a Veja soltou uma enquete para sondar o público: Lula será preso ou voltará à presidência em 2018? As redes sociais se alvoroçaram, blogs e sites de esquerda deitaram e rolaram, e o motivo é hilário: a Veja comprovou a popularidade de Lula e a fragilidade da Lava Jato.

No final da tarde e início da noite, Lula presidente liderava com 86%, enquanto Lula preso ficava na casa dos 14%. No início desta manhã de sexta, dia 14, o quadro mudara um pouco, mas não tanto que não pintasse o mesmo quadro. Lula presidente com 75% e Lula preso com 25%.

Leia mais »

Média: 4 (8 votos)

Moro deixou ao TRF-4 o fator eleições 2018 para condenar Lula

 
Jornal GGN - Condenado na primeira instância, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva só precisará cumprir a sentença do juiz da Lava Jato no Paraná, Sérgio Moro, se a segunda instância, neste caso o Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4), confirmar a decisão. Enquanto criminalistas analisam que o natural seria um prazo de, pelo menos, um ano para o veredito, o fator eleições 2018 deve antecipar o julgamento.
 
Reportagem divulgada nesta quinta-feira (13), pelo Uol, entrevistou diversos advogados criminalistas, que analisam, pelo histórico de recursos de apelação criminal de defesas, o tempo médio de um ano para a segunda instância decidir sobre uma sentença da primeira.
 
De acordo com o coordenador da pós-graduação em direito penal econômico do IDP-SP (Instituto de Direito Público), Fernando Castelo Branco, um processo adota um novo começo quando é transferido para uma instância superior. "É uma nova fase do processo. Há um nível de assoberbamento de processos no tribunal. E a estimativa com que se trabalha hoje é que não seja em menos de um ano para esse julgamento da apelação ser realizado", disse ao Uol.
Média: 2.3 (9 votos)

Ministro de Temer foi "estrela" em convenção da Assembleia de Deus

Foto: Marcos Santos/Diário do Pará
 
 
Jornal GGN - O ministro da Fazenda Henrique Meirelles foi "estrela" da Convenção Geral das Assembleias de Deus no Brasil na última segunda-feira (3), segundo a colunista Mônica Bergamo. O evento, que reuniu 4 mil pastores, ressalta a aproximação de Meirelles com a igreja que tem 20 milhões de seguidores e nenhuma resistência às reformas de Michel Temer.
 
Segundo Bergamo, a aproximação de Meirelles e da igreja está sendo "monitorada por dirigentes partidários". Eles "desconfiam" que o ministro está de olho em uma candidatura ao Palácio do Planalto em 2018.
Média: 1.8 (5 votos)

A rejeição de Bolsonaro e de Doria cresce mais do que sua aceitação. Lula segue favorito, por Marina Lacerda

A rejeição de Bolsonaro e de Dória cresce mais do que sua aceitação. Lula segue favorito.

por Marina Lacerda

Temos discutido aqui os movimentos de opinião que as últimas pesquisas eleitorais indicam. Havíamos dito, em fevereiro, que Bolsonaro crescia estrondosamente, e que havia superado o máximo da extrema direita brasileira em eleições nacionais – o que segue sendo verdade. Segundo a última pesquisa Datafolha, hoje ele tem 16% das intenções de voto, 20% excluídos brancos e nulos -- mais que o dobro da votação do integralista Plínio Salgado em 1955, que obteve 8,3% dos válidos.

Já em abril dissemos que Bolsonaro provavelmente havia alcançado seu limite máximo. Se Bolsonaro bateu no teto ou não a última pesquisa Datafolha não ajuda a elucidar totalmente, mas é provável que sim. Bolsonaro cresceu um ponto percentual desde abril, dentro da margem de erro. Lula também se mantém estável nessa perspectiva (30%), considerando o Cenário A.

O que chama atenção, porém, é que a rejeição de Bolsonaro cresceu muito. Consideremos os candidatos mais viáveis nesse momento.  De abril para cá, de acordo com o mesmo instituto, a rejeição a Lula cresceu 2% (de 45 para 46%), a de Marina 19% (de 21 para 25%) a de Alkmin 21% (de 28 para 34%), a de Dória 25% (de 16 para 20%) e a de Bolsonaro 30% (de 23 para 30%). Aécio e Temer nem foram considerados pelo instituto de pesquisa, e são realmente carta fora do baralho eleitoral.

Leia mais »

Média: 4.6 (9 votos)

"Vai ser curioso ver petistas votarem contra a denúncia de Temer", diz Helena Chagas

Foto: Beto Barata/PR
 
 
Jornal GGN - A jornalista Helena Chagas publicou artigo em Os Divergentes, nesta segunda (26), apontando que parte da bancada do PT deve votar contra a denúncia da Lava Jato contra Michel Temer porque, segundo as últimas pesquisas Datafolha, Lula vem crescendo em cima do desgaste do atual presidente.
 
"Vai ser muito, muito curioso mesmo, ver os petistas, em sessão aberta e televisionada da Câmara, votarem contra a denúncia de Michel Temer", disse.
Média: 1.8 (19 votos)

Lula lidera no 1º turno com Bolsonaro crescendo. No 2º, tem disputa com Moro

Foto: Ricardo Stuckert/Instituto Lula
 
 
Jornal GGN - Apesar das investidas da Lava Jato, o ex-presidente Lula segue liderando a pesquisa de opinião feita pelo Datafolha de olho na eleição de 2018. Nas simulações de primeiro turno, o petista desponta diante de todos os concorrentes e, no segundo turno, Lula só enfrenta disputa acirrada com Marina Silva e o juiz Sergio Moro. Em meio à crise de Aécio Neves, ex-presidenciável do PSDB, Jair Bolsonaro (PSC) cresce e chega em segundo lugar. No segundo turno, a disputa é acirrada com Sergio Moro e Marina.
Média: 5 (3 votos)

"Se (TSE) absolver Temer e Dilma, a casa cai", diz presidente do PSDB

Foto: PSDB

Jornal GGN - O presidente nacional do PSDB Tasso Jereissati demonstrou preocupação com a possibilidade do Tribunal Superior Eleitoral não cassar a chapa Dilma-Temer com o julgamento que deve ser concluído no próximo sábado (10). Segundo o tucano, Temer tem perdido as condições de governar a cada escândalo que aparece por causa da delação da JBS. Se a cassação não sair, a Lava Jato deve criar um fato novo atrás de outro, inviabilizando a gestão do peemedebista e acelerando o descolamento de aliados.

Leia mais »

Média: 3 (6 votos)