Revista GGN

Assine

brigada militar

Lanceiros Negros: procuram-se os responsáveis pela atrocidade, por Jeferson Miola

lanceiros_negros_-_guilherme_santos_sul_21.jpg
 
Foto: Guilherme Santos/Sul21
 
Lanceiros Negros: procuram-se os responsáveis pela atrocidade
 
por Jeferson Miola

A atrocidade da Brigada Militar [BM] na desocupação do movimento Lanceiros Negros é triplamente abominável.

1. O edifício de propriedade do governo do Estado, localizado no centro de Porto Alegre, foi ocupado pelos Lanceiros Negros em novembro de 2015. Antes disso, por 10 anos este imóvel estatal ficou sem uso e abandonado.

Naquele edifício, dos Lanceiros Negros, convertido num lugar-movimento e transformado numa escola de vida e política, mais de 170 jovens constituíram famílias, geraram as crianças que recém nasceram [ali residia inclusive um bebê de 30 dias], montaram uma biblioteca para si e para seus filhos, definiram regras comunitárias e processos democráticos de deliberação, se integraram com dignidade e respeito à vida no bairro, se tornaram personagens do centro da cidade, enfim, se fizeram luzes indicadoras de que a reurbanização do centro histórico da cidade só é possível quando acolhe e integra com humanidade na sua paisagem o povo simples e trabalhador.

Leia mais »
Média: 4.9 (11 votos)

Gleise acusa governo Sortori de violência e abuso policial

Em nome da presidência do PT, senadora denuncia brutalidade na reintegração de prédio público da ocupação Lanceiros Negros

BM usa força para desocupar prédio no Centro de Porto Alegre
Foto: MARIANA CARLESSO/JC - Jornal do Comércio

Jornal GGN - Uma ação de reintegração de posse realizada no centro de Porto Alegre, de um prédio habitado por 35 famílias, a pedido do próprio Estado do Rio Grande do Sul, alegando ser o proprietário, terminou com a detenção do deputado estadual petista Jeferson Fernandes que foi algemado e preso, junto com outros ativistas da luta pelos direitos humanos e sociais, soltos algumas horas depois.

Quem acolheu o pedido do Estado de Porto Alegre foi a juíza Aline Santos Guaranha, da 7ª Vara da Fazenda Pública, na segunda-feira, permitindo que a reintegração fosse cumprida a qualquer momento. A ordem foi executada pela Brigada Militar, nessa quarta-feira (14) às vésperas do feriado. A tropa de choque utilizou gás lacrimogêneo, spray de pimenta e bombas de efeito moral para conseguir desmobilizar a resistência dos moradores da ocupação Lanceiros Negros.

Segundo informações do jornal Zero Horas, a ação policial começou por volta das 19h, enquanto ocorria uma audiência pública sobre a ocupação no plenarinho da Assembleia Legislativa. Em noda de repúdio contra a reintegração e a violência policial, a presidente do PT e senadora, Gleise Hoffman, destacou que as 35 famílias ocupavam o prédio desde 2015, denunciando entre os graves abusos, além da própria truculência da tropa de choque, o despejo de crianças e a falta de diálogo do governador Ivo Sartori, não abrindo negociação com a Comissão de Direitos Humanos da Assembleia Legislativa. Leia a seguir a nota na íntegra.
Leia mais »

Média: 5 (2 votos)

Em Porto Alegre, Brigada Militar usa bombas de gás em manifestação contra PMDB

Do Sul 21 Leia mais »

Média: 5 (6 votos)

Palestrante negro do Fórum Social é abordado pela Brigada Militar por ‘atitude suspeita’

Do Sul 21

No começo da tarde desta quinta-feira (21), o ativista Paulo Sérgio Medeiros Barbosa, da Rede Mocambos, de Pernambuco, foi abordado no Parque da Redenção, na Capital, por dois brigadianos, que justificaram a medida dizendo que Barbosa estava em “atitude suspeita”, ao circular pelo parque. O ativista está em Porto Alegre participando do Fórum Social Temático, onde palestrou em uma das mesas.

Segundo o relato de Barbosa, os policiais queriam revistá-lo e ele se negou. Diante da insistência da Brigada, muitas pessoas que circulavam pela Redenção se juntaram ao redor do representante da Rede Mocambos em apoio, quando mais três viaturas chegaram ao local. O objetivo da polícia era levar o ativista para uma delegacia, o que foi evitado graças aos populares que presenciaram a situação e os demoveram da ideia.

Leia mais »
Média: 3.3 (7 votos)

Enquanto isso, no Rio Grande do Sul...

Enviado por Oneide

O Rio Grande do Sul é a grécia sem os países ricos para ajudar.

Leia mais »

Média: 3.8 (9 votos)