Revista GGN

Assine

caminhonete

Moro não consegue congelar 94% do que calculava de Lula

Quantia foi vasculhada, sem sucesso, nas quatro contas do ex-presidente e até um carro de mais de 30 anos ficou de fora do bloqueio
 

Foto: Ricardo Stuckert/ Instituto Lula
 
Jornal GGN - Ao decidir bloquear as contas e bens do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, o juiz da Vara Federal de Curitiba, Sérgio Moro, conseguiu congelar apenas 6% da quantia que previa para a condenação de Lula. O magistrado do Paraná também dispensou reter o carro do lider petista, por ser uma caminhonete antiga, de 1984.
 
No despacho que integra o processo que condenou Lula a 9 anos e meio de prisão por corrupção passiva e lavagem de dinheiro, o juiz federal pediu o sequestro de três apartamentos de Lula em São Bernardo do Campo, no ABC paulista, sendo um deles a própria residência do ex-presidente, e pediu ao Banco Central que congele um limite de até R$ 10 milhões em contas encontradas relacionadas a ele.
 
O pedido de Moro ocorreu no dia 14 de julho e tramitava em segredo de Justiça. Seria uma forma de reparação de danos à Petrobras, no âmbito da Operação Lava Jato. Mas ao vasculhar as quatro contas bancárias de Lula, o Banco Central conseguiu detectar pouco mais de 6% do limite imposto pelo magistrado: 606.727 reais e doze centavos.
Média: 4.5 (15 votos)

Caminhonete invade Ministério da Fazenda

 
Jornal GGN - Um motorista invadiu o edifício do Ministério da Fazenda, na manhã desta segunda-feira (04), em Brasília. O acidente provocou o rompimento da estrutura de entrada do prédio, destruindo as portas de vidro e as catracas que registram a entrada de visitantes e funcionários. Não há feridos.
 
A caminhonete que atravessou o prédio, por volta das 4h40 de hoje, foi identificada com placa de Londrina. A empresa que faz a segurança no Ministério acionou a Polícia Militar e deteve o homem, que foi levado à Polícia Federal. Até o momento, a identidade do motorista não foi divulgada.
Média: 2.2 (10 votos)