Revista GGN

Assine

capitalismo contemporâneo

As novas e velhas máscaras da terceirização no capitalismo contemporâneo, por Christian Duarte e Carlos Salas

trabalho_sferrario1968_pixabay.jpg

Foto: Stefano Ferrario

Do Cesit/Unicamp

As novas e velhas máscaras da terceirização no capitalismo contemporâneo

Introdução

Em artigo recente do Wall Street Journal (2 de fevereiro de 2017), intitulado “O fim dos empregados”, se encontra a declaração de um diretor da empresa Virgin Airways feita em uma reunião com investidores em março de 2016: “vamos terceirizar cada um dos postos de trabalho que conseguirmos, sempre que estes não se relacionem com o tratamento direto com o público”. Em dezembro de 2016, quando a terceirização já se havia generalizado, a empresa foi vendida. Hoje, a Virgin Airways terceiriza a venda de passagens aéreas, o manejo das bagagens, as reparações maiores e a alimentação nos voos, o que se traduz em maiores lucros por passageiro que a média das companhias aéreas.

Leia mais »

Média: 5 (2 votos)