Revista GGN

Assine

crise no Rio de Janeiro

MP-RJ entra com ação de improbidade administrativa contra Pezão

 
Jornal GGN - O Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro entrou com ação civil pública por ato de improbidade administrativa contra o governador Luiz Fernando Pezão (PMDB).
 
A ação foi ajuizada ontem (20), no mesmo dia em que o Tribunal Regional Eleitoral (TRE) publicou decisão pedindo a cassação de Pezão e seu vice, Francisco Dornelles, por abuso de poder econômico durante as eleições. 

Leia mais »

Média: 5 (1 voto)

Alerj aprova privatização do Cedae e ao menos 20 são detidos em protesto

protesto-alerj_cedae.jpg
 
Jornal GGN - Nesta segunda-feira (20), a Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj) aprovou o texto-base do projeto de lei que autoriza a privatização da Cedae, empresa estatal de águas e esgoto.
 
O projeto foi aprovado por 41 votos a favor e 28 contra, sendo que um deputado não votou. A privatização da estatal faz parte das exigências do governo Temer para o plano de recuperação fiscal do Rio de Janeiro. 
 
Manifestantes contrários à medida se concentraram em frente à Assembleia e saíram em passeata em direção à Candelária. De acordo com o jornal O Globo, ao menos vinte pessoas foram detidas, incluindo um adolescente que foi levado para a Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente. 

Leia mais »

Média: 1 (3 votos)

Deputados do RJ adiam decisão sobre Cedae, mas servidores continuam com protestos

alerj_protesto_cedae.jpg
 
Jornal GGN - No Rio de Janeiro, o Movimento Unificado dos Servidores Públicos Estaduais do Rio (Muspe) mantiveram o protesto em frente à Assembleia Legislativa (Alerj) contra a privatização da Cedae (Companhia Estadual de Águas e Esgoto). 
 
Os deputados estaduais iriam votar o projeto da venda do Cedae nesta terça, mas o presidente da Alerj, Jorge Picciani (PMDB), anunciou que a votação foi adiada para a semana que vem. 
 
Outra manifestação contra a privatização da companhia na semana passada deixou uma pessoa baleada após confronto entre polícia e manifestantes. 

Leia mais »

Média: 5 (4 votos)

Estudantes realizam ato contra abandono da Uerj

uerj_protesto_2.jpeg
 
Jornal GGN - Neste domingo (12), estudantes da Universidade Estadual do Rio de Janeiro (Uerj) realizaram um ato contra a precarização e a ameaça de fechamento da instituição. 
 
As aulas do atual período letivo ainda não tiveram início, e o conselho universitário denunciou, em carta à população, o abandono da universidade pelo governo do Rio, que deixou de repassar recursos desde julho de 2016. 
 
Segundo o conselho, foram afetados serviços de manutenção e limpeza, bem como o funcionamento do restaurante e dos elevadores. Também há falta de materiais básicos e pagamento dos salários está sendo irregular. 

Leia mais »

Média: 5 (2 votos)

No RJ, parentes de policiais realizam protestos em batalhões da PM

 
Jornal GGN - Na manhã de hoje (10), parentes de policiais militares do Rio de Janeiro realizaram protestos em 27 batalhões, com bloqueios em quatro unidades, segundo a PM. 
 
Entre as reivindicações, estão o pagamento do 13º salário, do Regime de Adicional de Serviço (RAS) pelo trabalho nos Jogos Olímpicos e Paralímpicos e das metas atrasadas.

Leia mais »

Média: 3 (6 votos)

Funcionários e estudantes protestam em defesa da Uerj

 
Jornal GGN - Nesta quarta-feira (18), estudantes e funcionários realizaram um ato em defesa da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj). A instituição tem sido afetada por falta de recursos, causando prejuízos às atividades acadêmicas e ao funcionamento do Hospital Universitário. 
 
“A população precisa nos dar este apoio. A Uerj é um patrimônio do nosso estado. Ela não é minha, é de todos. Nossa situação hoje é triste”, afirma a estudante Natália Trindade. Leia mais »
Média: 5 (4 votos)

UERJ pode se tornar primeira grande universidade fechada pelo PMDB, por Jean Wyllys

 
 
Por Jean Wyllys, via Facebook
 
 
A Universidade do Estado do Rio de Janeiro, uma das maiores e mais conceituadas do país, corre sério risco de não reabrir as portas nesse ano. É isso que diz a carta aberta do Conselho Universitário, divulgada esta semana, endereçada ao governador Luiz Fernando Pezão. Segundo a universidade, faltam condições básicas de manutenção das atividades e os salários de novembro, dezembro e o décimo terceiro dos funcionários não foram pagos.

Leia mais »

Média: 4.5 (8 votos)

Arrecadação do RJ com petróleo é prejudicada por estratégia da Petrobras

Jornal GGN - A arrecadação com a produção de petróleo do Estado e de municípios do Rio de Janeiro teve uma forte queda em razão de uma estratégia contábil da Petrobras.

A Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), foram arrecadados R$ 55 milhões no terceiro trimestre em participação especial no Campo de Lula, o maior do país. O valor 94,2% menor que o trimestre anterior, quando foram arrecadados R$ 941 milhões.

A redução ocorreu mesmo com recordes de produção no campo e com o aumento do preço do petróleo no mercado internacional. A diminuição acontece em razão da dedução de gastos acumulados durante o período de exploração das reservas.

Leia mais »

Média: 5 (1 voto)

A repressão da PM no RJ e a invasão da Igreja de São José, por Aurélio Júnior

Por Aurélio Junior

Comentário ao post "Xadrez da teoria do caos"

Na história brasileira ocorreram períodos de extrema repressão, desde Arthur Bernardes, passando por GV/Filinto Müller, culminando na mais recente, a fase  agressiva da Ditadura Civil - Militar após o AI-5.

Mas não recordo, não li, nem tenho referências - mesmo no "Brasil Nunca Mais " - de uma invasão a um templo religioso por parte de policiais, uma ação que ocorreu hoje no Rio de Janeiro, quando PMs invadiram a Igreja de São José, para montar em suas sacadas, pontos de ataque a manifestantes, em sua maioria colegas, servidores publicos estaduais como eles.

A pífia justificativa da PMRJ, sobre a utilização da Igreja de São José, a de proteger suas instalações e entorno - quebrando vidros, detonando sacadas de um bem tombado pelo IPHAN - alem de ridicula é estapafúrdia, era melhor não escrever ( a PM manifestou-se pelo twitter, sem "assinatura" ) nada.

Leia mais »

Média: 5 (5 votos)