Revista GGN

Assine

edison lobão

Janot vai pedir investigação contra ministros e senadores do PMDB e PSDB, diz jornal

 
Jornal GGN - Rodrigo Janot, procurador-geral da República, deverá pedir a abertura de inquérito ao Supremo Tribunal Federal (STF) para investigar ministros do governo Michel Temer e também senadores do PMDB e do PSDB citados na delação da Odebrecht.
 
De acordo com a Folha de S. Paulo, a lista do PGR incluiria os ministros Eliseu Padilha e Moreira Franco, o presidente do Senado Eunício Oliveira e os senadores Renan Calheiros, Edison Lobão e Romero Jucá, todos do PMDB. Os tucanos Aécio Neves e José Serra também estariam no pedido de Janot. 
 
O PGR também vai pedir o desmembramento para instâncias inferiores de casos de políticos sem foro privilegiado mas também mencionados nas delações da Odebrecht, como Dilma Rousseff, Luiz Inácio Lula da Silva, Guido Mantega e Antonio Palocci.

Leia mais »

Média: 2.3 (9 votos)

A visível piscada de Moraes na sabatina, por José Roberto de Toledo

Jornal GGN - A piscada de Alexandre de Moraes, prestes a ser sabatinado pelos senadores, para o presidente da comissão que iria analisar a sua entrada no Supremo Tribunal Federal (STF), foi registrada em fotografia, que diz muito mais do que o simples gesto.

"Se aprovado – como viria a ser –, Moraes pode julgar vários daqueles senadores, a começar por Lobão, citado múltiplas vezes por delatores da Lava Jato. Aquela piscadela não denotava um ilícito, mas sua desenvoltura e cumplicidade reforçaram a conotação que já estava na cabeça de parte da opinião pública: 'estão todos combinados', 'está tudo dominado'", resumiu José Roberto de Toledo, em sua coluna publicada no dia da sabatina.
 
Ressaltando que não se trata de um coincidente clique do fotógrafo ou de interpretações preconceituosas que viriam, Toledo lembra que "vemos com os olhos, mas enxergamos com o cérebro e todos os seus vieses". Nesse cenário de hipóteses, coincidências ou teorias, o que sobra, lembra o jornalista é um acúmulo de "fatos nada alternativos que sugerem outras qualidades que não o saber jurídico para Moraes estar ali, piscando para a alcateia".
Média: 4.2 (15 votos)

Moraes deve ter se surpreendido com docilidade da sabatina, por Bernardo Mello Franco

alexandre_de_moraes_sabatina_2.jpg
 
Jornal GGN - Alexandre de Moraes, indicado para a vaga de Teori Zavascki no Supremo Tribunal Federal, pode ter se surpreendido com a docilidade dos senadores que o sabatinaram ontem (21), na Comissão de Constituição e Justiça. 
 
A opinião é de Bernardo Mello Franco, que afirma que os parlamentares governistas conseguiram deixar a comissão esvaziada. Moraes, que deixou o PSDB há duas semanas, estava à vontade em uma sabatina da qual ninguém esperava muito rigor.

Leia mais »

Média: 4 (8 votos)

Operação da PF investiga filho de Edison Lobão

 
edi_lobao.jpg
 
Jornal GGN - Nesta quinta (16), a Polícia Federal cumpriu mandados de busca e apreensão na Brasilcap, empresa do Banco do Brasil que administra títulos de capitalização. A companhia é presidida por Márcio Lobão, filho do senador Edison Lobão (PMDB-MA), ex-ministro e presidente da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) na Casa. 
 
A PF também cumpriu mandados em Belém (PA) em imóveis de propriedade de Márcio Lobão, em ação dentro da Operação Leviatã, que apura um suposto esquema de desvio de recursos e pagamento de propina na construção da Usina de Belo Monte. 
 
O nome do filho do senador foi citado por depoentes que afirmam que as empresas participantes do consórcio da obra pagavam aos envolvidos 1% do valor dos contratos em propina, segundo a PF. 

Leia mais »

Sem votos

PGR entra com medida cautelar contra quatro senadores do PMDB no STF

Jornal GGN - A Procuradoria-Geral da República (PGR) pediu ao Supremo Tribunal Federal deferimento de uma medida cautelar no inquérito que apura desvios em contratos na construção da Usina de Belo Monte. Quatro senadores do PMDB são alvos da ação: Romero Jucá, Edison Lobão, Jader Barbalho e Valdir Raupp.

De acordo com o site Os Divergentes, ainda há um quinto nome, mantido em sigilo. O relator do inquérito é o ministro Edson Fachin, e processo está em segredo de justiça desde a última sexta (2). Não há prazo para a decisão.

Leia mais »

Média: 5 (4 votos)

Edison Lobão vota pela admissibilidade, não pelo impeachment

Jornal GGN – O senador Edison Lobão, que foi ministro de Minas e Energia no governo Dilma, disse na madrugada desta quinta-feira (12) que votava pela admissibilidade do processo e não pelo impeachment. O parlamentar afirmou que não é possível avaliar o mérito da questão, mas que há indícios para prosseguir com a investigação.

“Eu não vim aqui para tripudiar sobre uma gladiadora ferida. Vim para o cumprimento do dever a que me obriga a Constituição da República. O voto que darei nesta manhã não é pelo impeachment da Presidente da República, mas pela admissibilidade do processo de investigação proposto”.

Leia mais »

Média: 1.8 (5 votos)

PF cumpre mandado de busca e apreensão na residência de Cunha

Jornal GGN - Nesta terça-feira (15), a Polícia Federal cumpre mandado de busca e apreensão na residência oficial e em endereços de Eduardo Cunha (PMDB) no Rio de Janeiro. O presidente da Câmara dos Deputados é suspeito de ligação com o esquema de corrupção da Petrobras. 

Em uma nova fase da Operação Lava Jato, a ação da PF envolve 53 mandados de busca e apreensão em São Paulo, Distrito Federal, Pernambuco, Pará, Rio Grande do Norte, Ceará e Alagoas. 

A polícia também cumpre mandados contra os ministros Henrique Eduardo Alves, do Turismo, e Celso Pansera, da Ciência e Tecnologia, e o ex-ministro e senador Edison Lobão, todos do PMDB. Fábio Cleto, aliado de Cunha que ocupava uma das vice-presidências da Caixa Econômica Federal, também foi alvo de busca em São Paulo.

Da Folha

PF faz busca em endereços de Cunha e de ministros em nova fase da Lava Jato

Em mais uma fase da Operação Lava Jato, a Polícia Federal cumpre nesta terça-feira (15) mandado de busca e apreensão na residência oficial do presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), que é alvo em dois inquéritos por suspeita de ligação com o esquema de corrupção da Petrobras, e dos ministros Celso Pansera (Ciência e Tecnologia) e Henrique Eduardo Alves (Turismo), ambos do PMDB.

Fábio Cleto, aliado de Eduardo Cunha que ocupava uma das vice-presidências da Caixa até recentemente, também foi alvo de busca em São Paulo. A ação da PF ainda atinge o deputado Aníbal Gomes (PMDB-CE), apontado como interlocutor do presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), nos desvios da Petrobras, do senador e ex-ministro Edison Lobão (PMDB-MA), que é investigado no Supremo Tribunal Federal pela Lava Jato, e de Sergio Machado, ex-presidente da Transpetro.

Leia mais »

Média: 5 (8 votos)

Postalis, mais uma vítima do pacto com o PMDB

Wagner Pinheiro e Alexej Predtechensy

O presidente dos Correios Wagner Pinheiro e o ex-presidente do Postalis, Alexj Predtechensky, responsável pelos golpes aplicados no Postalis

 

Nos próximos dias irá estourar mais um mega-escândalo do Postalis, o fundo de pensão dos Correios e mais uma evidência incomoda do desastre que foi para o país a utilização de estatais para acordos políticos.

O Postalis adquiriu R$ 150 milhões em debêntures da Construtora Mudar,  de um aventureiro carioca de nome Augusto Martinez. Recebeu, como garantia, terrenos avaliados em apenas R$ 7 milhões.

Graças a uma parceria com o programa Domingo Legal, do SBT, a Mudar estourou no mercado de baixa renda, em dois anos saltou de R$ 150 milhões para R$ 400 milhões em lançamentos, emitiu as debêntures. Logo depois, Martinez desapareceu deixando 3 mil mutuários sem receber os apartamentos.

Não foi o primeiro golpe aplicado na Postalis pelo ex-presidente Alexej Predtechensky, o “Russo”, colocado no cargo, ao que consta, na cota do ex-Ministro Edison Lobão, ligado ao grupo de Sarney.

O Postalis aplicou em todos os micos recentes do mercado financeiro, em papéis do BVA, Banco Cruzeiro do Sul e Oboe.

Leia mais »

Média: 4.7 (15 votos)

Eletrobras vai quitar dívida de R$ 9 bi com Petrobras

Jornal GGN – Edison Lobão, ministro de Minas e Energia, disse ontem (11), que o governo vai fechar um acordo para que a dívida de R$ 9 bilhões que a Eletrobras tem com a Petrobras – referente à compra de combustíveis usados pelas termelétricas para geração de energia – seja paga.  De acordo com o ministro, R$ 3 bilhões serão pagos pela Eletrobras e R$ 6 bilhões por meio da Conta de Desenvolvimento Energético (CDE).

Enviado por Giovane Borges

Lobão anuncia acordo para quitar dívida de R$ 9 bi da Eletrobras com a Petrobras

Por Pedro Peduzzi e Luana Lourenço

Da Agência Brasil 

Segundo o ministro, a dívida será paga na forma de contrato de reconhecimento José Cruz/Agência Brasil

Leia mais »

Média: 5 (5 votos)

Edison Lobão ataca pessimistas que não acreditaram na Copa e no pré-sal

Coube ao Ministro das Minas e Energia Edison Lobão o discurso mais incisivo contra o que taxou de pessimismo renitente, no evento que marcou o recorde de 500 mil barris dia de produção do pré-sal.
 
"Recentemente fomos invadidos por uma onda de pessimismo sobre a Copa do Mundo. Está aí o sucesso absoluto da Copa. Também diziam obstinadamente que nós iríamos caminhar para um racionamento de energia. Não tivemos racionamento nenhum e não chegaremos a ele porque temos responsabilidade de planejar e executar a geração, a transmissão e o fornecimento de energia no nosso país".
 
Passou então para a Lei do Pré Sal: "Quando criamos novo Marco Regulatório do Petroleo, consagrando o regime de partilha da produção e colocamos Petrobras como operadora única, diziam que não iria dar certo, que Petrobras não teria competência. Eram os pessimistas de sempre, obstinados, determinados como se fossem a maioria da opinião pública brasileira. Leia mais »
Média: 4.8 (18 votos)

Lobão nega campanha para reduzir consumo de energia

O ministro de Minas e Energia, Edison Lobão, negou hoje (12) que o governo pretenda fazer qualquer campanha para incentivar a redução do consumo de energia. “Nós combatemos o desperdício. Existe muito desperdício no país. Mas nós não queremos propor que as pessoas parem de consumir o que precisam”, disse após palestra na Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp).
 
Lobão voltou a descartar qualquer risco de racionamento de energia elétrica no país. “Não trabalhamos com nenhuma possibilidade de racionamento”. Segundo ele, nem a estiagem na Região Sudeste ameaça o sistema elétrico brasileiro. “Tivemos um pique de demanda recentemente. Todavia, o sistema reagiu positivamente. Não temos nenhuma preocupação com a demanda, mesmo que persista a falta de chuva”, acrescentou.
 
A seca dos últimos meses no Centro-Sul é prova, na avaliação do ministro, da solidez do sistema. “No Sudeste, região onde se concentra a maioria dos reservatórios das grandes hidrelétricas, a falta de chuva chegou a comprometer o abastecimento de água das grandes cidades, como São Paulo. Nem por isso o sistema se abalou”.

Leia mais »

Média: 5 (2 votos)

Graça Foster e Lobão são convidados a explicar compra de Pasadena no Senado

Do Estadão

 
Governo consegue transformar convocação em convite para Graça Foster e Edison Lobão (Energia) irem ao Senado para prestar esclarecimentos sobre negócio de US$ 1,18 bi nos Estados Unidos
 
Nivaldo Souza
 
Brasília - A Comissão de Meio Ambiente, Defesa do Consumidor e Fiscalização e Controle do Senado Federal (CMA) aprovou na manhã desta terça-feira, 25, convite para a presidente da Petrobrás, Graça Foster, e o ministro de Minas e Energia, Edison Lobão, participarem de audiência pública para esclarecer denúncias sobre a aquisição da refinaria Pasadena, no Texas, Estados Unidos.

O governo conseguiu transformar a convocação obrigatória em convite. Assim, Graça e Lobão ficam desobrigados a comparecer à sessão. A data do comparecimento ainda não foi definida porque depende de deliberações de outras comissões para a audiência ocorrer em uma sessão conjunta.

O convite para Lobão também foi feito para o ministro prestar esclarecimentos sobre o sistema elétrico do País e a situação econômica da Eletrobrás.

Leia mais »
Média: 1 (1 voto)

Prominp garante expansão da indústria brasileira de petróleo

Jornal GGN - O Programa de Mobilização da Indústria Nacional do Petróleo e do Gás Natural (Prominp), que em dezembro de 2013 completou dez anos, “tem exercido papel fundamental na expansão do setor petrolífero e no apoio à atividade industrial brasileira”, declarou o ministro de Minas e Energia, Edison Lobão, ao presidir, nesta terça-feira, 28 de janeiro, a 5ª Reunião do Comitê Diretivo do Programa.
 
Durante a reunião, na sala plenária do Ministério de Minas e Energia, Lobão disse “que o programa promoveu, entre outros benefícios, a expansão da indústria naval brasileira, que, há dez anos, estava praticamente paralisada”. Ele destacou que, “naquela época, essa indústria empregava cerca de sete mil pessoas, e hoje esse número aproxima-se dos 80 mil empregos e será 100 mil em 2017".
 
Da reunião participaram representantes do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC), Instituto Brasileiro do Petróleo, Gás e Biocombustíveis (IBP), Organização Nacional da Indústria do Petróleo (ONIP), Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e Petrobras. Leia mais »
Sem votos

Setor de distribuição de energia defende solução equilibrada

Da Agência Brasil
 
Representantes de 17 grupos empresariais, que congregam 41 distribuidoras, reuniram-se nesta terça-feira (21) com o ministro de Minas e Energia, Edison Lobão, capitaneados pela Associação Brasileira de Distribuidores de Energia Elétrica (Abradee). O encontro teve como objetivo discutir soluções para as empresas, parcialmente descontratadas e afetadas pelo alto custo da energia elétrica no mercado à vista.  Segundo o presidente da Abradee, Nelson Leite, o encontro serviu para apresentar ao MME a situação das empresas e as medidas que podem ser adotadas para que o consumidor não arque com o prejuízo.
 
“Nós temos que pesar todos esses impactos de efeito no caixa das distribuidoras para que elas consigam honrar com os compromissos e fazer os investimentos e as melhorias necessárias no sistema, exigido pelos consumidores. E, ao mesmo tempo, não pesar demais para os consumidores. A solução a ser dada tem que ser equilibrada”, explicou o presidente da Abradee. Leia mais »
Sem votos

Governo acrescentará 6 mil megawatts à capacidade instalada do país em 2014, diz Lobão

Da Agência Brasil
 
Por Mariana Branco
 
Brasília – O governo pretende acrescentar pelo menos 6 mil megawatts de capacidade instalada em novas usinas de energia elétrica, disse ontem  (16) o ministro de Minas e Energia, Edison Lobão, na abertura da primeira reunião do Comitê de Monitoramento do Setor Elétrico neste ano. Lobão anunciou também a construção de 6,8 mil quilômetros de linhas de transmissão. No ano passado, foram acrescentados 6,5 mil megawatts ao parque gerador e construídos 10 mil quilômetros de linhas de transmissão. Atualmente, a capacidade instalada total do Brasil é cerca de 120 mil megawatts.
 
As informações estão em nota divulgada pelo Ministério de Minas e Energia. O comunicado diz ainda que Lobão reiterou a realização de sete leilões de energia e cinco de transmissão para 2014. De acordo com a nota, os participantes da reunião fizeram ainda um "relato otimista" sobre o nível dos reservatórios das hidrelétricas para o ano. Não foram divulgados números relativos ao assunto. Leia mais »
Sem votos