Revista GGN

Assine

instituições financeiras

Itaú se torna maior banco do país, superando o Banco do Brasil em ativos

 
Jornal GGN - O Itaú Unibanco atingiu um total de R$ 1,425 trilhão em ativos em dezembro do ano passado, superando o Banco do Brasil em R$ 4 bilhões e se tornando a maior instituição financeira do país. 
 
O banco das famílias Setubal e Moreira Salles já havia chegado a esse posto em 2008, quando houve a fusão com o Unibanco. A liderança durou pouco tempo, já que logo depois o Banco do Brasil comprou metade do banco Votorantim, assumindo novamente o primeiro posto. 
 
A perda da liderança do BB ocorre após a instituição anunciar uma forte queda em seus lucros no final do ano passado, influenciada pelas despesas com o plano de aposentadoria incentivada, redução nas concessões de crédito e crescimento das reservas contra eventuais calotes.

Leia mais »

Média: 1 (3 votos)

Desde começo da reestruturação, Banco do Brasil já fechou 217 agências

 
Jornal GGN - 217 agências bancárias do Banco do Brasil foram fechadas desde o anúncio da reestruturação da instituição, que pretende encerrar as atividades de 402 unidades até março.
 
O plano de reestruturação foi anunciado em novembro do ano passado e também prevê a transformação de 379 agências em postos de atendimento, além da extinção de 31 superintendências regionais. 
 
O objetivo do banco é economizar em torno de R$ 750 milhões, que deverão ser investidos no atendimento digital, já que, segundo o BB, cada vez mais correntistas usam computadores e celulares para realizar suas operações bancárias. Também é planejado a abertura de 255 escritórios e agências de atendimento digital. 

Leia mais »

Média: 4.2 (5 votos)

Banca, mídia e instituições, por Pedro Augusto Pinho

Banca, mídia e instituições

por Pedro Augusto Pinho

Comentário no post "A pós-verdade e o ódio levando à opressão à moda antiga"

QUEM É A BOLHA?

Nelson Rodrigues, com o sarcasmo que comentava a sociedade de sua época, escreve que a granfina, chegando ao Estádio do Maracanã, pergunta “quem é a bola?”.

Os pretensos analistas financeiros e econômicos que ocupam as páginas de jornais e revistas do Rio de Janeiro e São Paulo, assim como os comentaristas das redes de televisão, me sugeriram o título deste artigo, modesta homenagem à granfina das narinas de cadáver.

Desde os anos 1980, com crescente quantidade e densidade, o mundo tem conhecido “crises” fabricadas pelo sistema financeiro internacional – a banca. Elas foram importantes para o crescimento, fortalecimento e empoderamento da banca.

Leia mais »
Média: 4.2 (5 votos)

Mercado projeta inflação de 7,34% no final de 2016

Jornal GGN - De acordo com o Boletim Focus, do Banco Central, o mercado financeiro voltou a estimar queda da inflação neste ano, reduzindo a projeção do Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) para 7,34% ao final do ano, e não mais em 7,36% como na previsão anterior. Já para o ano que vem, o mercado mateve a expectativa do IPCA em 5,12%.

As estimativas ficam acima do centro da meta da inflação, que é 4,5%, sendo que o teto da meta é de 6,5% para 2016 e 6% para o ano que vem.

Leia mais »

Sem votos

Economia teve retração de 0,53% no segundo trimestre, diz Banco Central

Jornal GGN – De acordo com o Banco Central, a atividade econômica brasileira teve uma retração de 0,53% no segundo trimestre na comparação com o primeiro. Com isso, no primeiro semestre, a economia acumula uma baixa de 5,38%. Em 12 meses, a queda foi de 5,6%.

O resultado oficial do PIB do segundo trimestre, medido pelo IBGE, será divulgado no dia 31.

Os economistas e instituições financeiras consultados pelo BC esperam uma retração da atividade econômica de 3,23% no ano. A estimativa de retração do PIB para 2017 foi mantida em 1,1%, de acordo com a pesquisa. 

Leia mais »

Média: 1 (1 voto)

Tombini sai do Banco Central e vai para o FMI

Jornal GGN – Alexandre Tombini comandou na quarta-feira (8) sua última reunião do Comitê de Política Monetária. Ele foi substituído no comando do Banco Central por Ilan Goldfaj, que teve a nomeação aprovada pelo Senado na terça-feira (7).

A saída de Tombini motivou uma série de mudanças nas direções das instituições financeiras. Ele ficará no lugar de Otaviano Canuto como representante do Brasil no Fundo Monetário Internacional.

Canuto irá para o Banco Mundial, onde assumirá o cargo de diretor executivo do Brasil no lugar de Antônio Henrique Silveira. Silveira, por sua vez, irá para o Banco Interamericado de Desenvolvimento.

As trocas devem estar concluídas até o começo de agosto.

Leia mais »

Média: 2.5 (2 votos)

Daily Telegraph recebeu empréstimo de R$ 1,1 bi e atenuou críticas ao HSCB

Enviado por Ivo Miter

Donos de diário receberam R$ 1,1 bi antes de tirar o pé de cobertura sobre HSBC

Por Simon Bowers, do The Guardian

Traduzido pela equipe do Viomundo

Empréstimo de 250 milhões de libras aos donos do Telegraph levanta novas questões sobre cobertura

Irmãos Barclay garantiram empréstimo para uma companhia que perdia dinheiro antes de repórteres do Telegraph serem desencorajados na produção de artigos críticos ao HSBC

Thursday 19 February 2015 18.51 GMT

Os donos do Daily Telegraph asseguraram um empréstimo equivalente a R$ 1,1 bi — do HSBC para uma empresa do grupo que enfrentava dificuldades — pouco antes de repórteres do jornal terem sido alegadamente “desencorajados” a publicar artigos críticos ao banco, o Guardian descobriu.

O timing do empréstimo para a Yodel, uma empresa de entrega de pacotes de propriedade dos irmãos Barclay, levanta novas questões sobre a influência de considerações comerciais na cobertura editorial doTelegraph sobre o HSBC.

O empréstimo foi completado no dia 14 de dezembro de 2012, demonstram documentos da empresa. O ex-chefe de comentário político do jornal, Peter Oborne, alegou esta semana que houve uma grande mudança editorial no tratamento dado ao banco a partir do início de 2013.

Leia mais »

Média: 5 (4 votos)

Instituições financeiras reduzem projeção de crescimento para o Brasil

A economia brasileira deve crescer 1,91%, este ano. A estimativa é de instituições financeiras consultadas pelo Banco Central (BC), todas as semanas. Há uma semana, a previsão divulgada na pesquisa era 2%. Para 2015, a projeção para crescimento do Produto Interno Bruto (PIB), soma de todos os bens e serviços produzidos no país, caiu de 2,50% para 2,20%. Leia mais »

Imagens

Sem votos