Revista GGN

Assine

obra

Exclusivo: As suspeitas desapropriações da Linha 5 do Metrô pelo governo Serra

Nem só de formação de cartel e fraude em licitação vive a Linha 5 do Metrô paulista. Quando anunciado por José Serra, o projeto de expansão previa a construção de 4 poços de ventilação e saída de emergência em bairros ricos de São Paulo. Após despender milhões em desapropriação, o Metrô decidiu não construir nada nesses espaços e entregá-los à iniciativa privada

Foto: Divulgação

Jornal GGN - No governo de José Serra (PSDB), o Metrô de São Paulo desapropriou, em caráter de emergência, 4 lotes de terrenos em bairros nobres da capital para construir postos de ventilação e saída de emergência, os chamados VSEs, previstos no projeto básico da expansão da famigerada Linha 5. Porém, anos depois de gastar milhões com as desapropriações, a companhia decidiu não utilizar os espaços para sua finalidade original, com a desculpa de que esses postos não eram mais necessários. 

Leia mais »

Imagens

Média: 4.4 (7 votos)

A vida de Saramago com Pilar é abordada em documentário

Imagem: Divulgação

Jornal GGN – A segunda edição do Cine Lusco Fusco, promovido pelo Consulado Geral de Portugal em São Paulo, traz neste sábado, 1 de outubro, o documentário “José e Pilar”, do diretor português Miguel Gonçalves Mendes. A exibição, às 16h, é parte do ciclo de cinema que todo mês exibe um filme português, gratuito e aberto ao público.

“José e Pilar” conta a vida e obra de José Saramago, o primeiro escritor da língua portuguesa contemplado com o Prêmio Nobel de literatura, e a relação com sua esposa Pilar. O público pode conferir o dia-a-dia do casal em Lanzarote e Lisboa, além de um Saramago desconhecido e seu processo de criação.

Leia mais »

Média: 4.4 (7 votos)

Escritor é denunciado por obra de ficção

Jornal GGN - Escritor é intimado pela PF para explicar seu livro... não! Escritor é intimado pois em seu livro tem falsificação de documento... não! Escritor é denunciado por obra de ficção... não! Espera! Vamos do começo. Ricardo Lísias, escritor, é alvo de denúncia anônima por falsificação de documento público. O crime teria ocorrido nas páginas de seu livro.

A matéria do Estadão, de autoria de Guilherme Sobota, discorre sobre o crime. Segundo consta, o escritor foi intimado a esclarecer o caso pois que seu livro levou à intauração de inquérito na Polícia Federal por falsificação de documento. Segundo Lísias, "o Brasil está vivendo um estado de alucinação". É verdade!

O paulistano recebeu uma intimação para comparecer à Polícia Federal para esclarecer o crime que foi motivado por peça de ficção criada por Ricardo Lísias para a série Delegado Tobias (publicada pela e-galáxia), que tem uma decisão judicial ficcional que orna com a narrativa. Ou seja: dentro de tal contexto ficcional a decisão tem seu apelo por ali estar.

Tudo começou com um denúncia anônima enviada à Justiça Federal via Facebook, que foi encaminhada ao Ministério Público Federal. Um procurador de Justiça, anônimo nestas paragens, decidiu requerer à Polícia Federal que fosse instaurado inquérito para esclarecer tudo. Pela Constituição, se a PF recebe uma requisição, tem que cumprir. Daí que o Lísias será então investigado por falsificação de documento público e uso de documento público falsificado, crimes que estão nos artigos 297 e 304 do Código Penal.

Leia mais »

Média: 4 (8 votos)

Obra da Sabesp que custou R$ 28 milhões está inoperante por falta d'água

Jornal GGN - A obra de R$ 28,9 milhões que o governo Geraldo Alckmin encampou para "socorrer" o Sistema Alto Tietê da crise hídrica em São Paulo está inoperante porque o rio onde a Sabesp (Companhia de Saneamento Básico do Estado) investiu os recursos está sem água.

Segundo reportagem do Estadão, a transposição de águas do rio Guaió para a Represa Taiaçupeba, em Suzano, onde fica uma estação de tratamento, foi inaugurada há 50 dias, com o intuito de beneficiar "diretamente mais de 300 mil moradores” da Grande São Paulo. Mas, por causa da estiagem no local, a operação não foi iniciada.

O jornal publicou que após visitar pessoalmente o rio Guaió, detectou que as bombas que foram ligadas por Geraldo Alckmin no evento de inauguração da obra não estão ligadas. “Não há água para retirar do rio”, admitiu o superintendente de Produção da Sabesp, Marco Antônio Lopez Barros, durante apresentação sobre as obras emergenciais da empresa para o Comitê da Bacia do Alto Tietê, na semana passada.

Leia mais »

Média: 5 (3 votos)

BR-163 será repassada para iniciativa privada

Jornal GGN - O governo federal decidiu repassar para a iniciativa privada sua parte nas obras de recuperação e duplicação da BR-163, no Mato Grosso. Os 371 quilômetros da rodovia estão, atualmente, sob a responsabilidade do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit), mas o órgão não tem dinheiro para continuar tocando as obras.

Com uma dívida crescente que já beira os R$ 2 bilhões, o DNIT teve o orçamento cortado em 40% neste ano e vem atrasando vários pagamentos às construtoras que lhe prestam serviço.

Os contratos do Dnit com as empreiteiras contratadas devem ser rescindidos nas próximas semanas. O trecho será assumido pelo Consórcio Rota do Oeste, que já administra outros 453 quilômetros da BR-163. O consórcio, por sua vez, é controlado pela Odebrecht.

No primeiro momento, será realizada uma “recuperação funcional” da pista, que consiste na execução de obras de conservação. O consórcio também vai cuidar da sinalização vertical e horizontal do trecho.

Leia mais »

Média: 3.6 (8 votos)

Obra do Rodoanel afeta ainda mais crise hídrica em SP

BBC Brasil

Crise hídrica: obras de anel rodoviário de R$ 6,8 bi afetam rios e nascentes em SP

Ricardo Senra, BBC Brasil

Em meio à mais grave crise hídrica já registrada no Sudeste brasileiro, rios e nascentes que abasteceram a capital de São Paulo até o início dos anos 1960 são alvo de desavenças entre governo estadual, Ministério Público e ambientalistas.

Em visita a trecho em construção do Rodoanel em área de preservação, reportagem encontrou vazamento de água drenada de uma montanha por todo o canteiro de obras (Foto: Ricardo Senra/BBC Brasil)

Promotores do Ministério Público de São Paulo (MP-SP) suspeitam de falhas em licenças ambientais relacionadas a um túnel que desabou em dezembro no Trecho Norte do Rodoanel ─ rodovia de 44 quilômetros, orçada em R$ 6,8 bilhões, que cruza áreas de preservação ambiental na Serra da Cantareira.

Por meio de blogs, redes sociais e vídeos no YouTube, a população local alega que mais de 100 nascentes teriam sido soterradas durante a construção da rodovia. Entre pilares de concreto, aterros e túneis, a reportagem flagrou um vazamento em uma nascente desviada pela construção, além de acúmulo de sedimentos no fundo de córregos.

Leia mais »

Média: 3.3 (7 votos)

O bicentenário da morte de Aleijadinho e curiosidades sobre o artista

Jornal GGN - Nesta terça-feira (18) celebra-se os 200 anos da morte de Aleijadinho. Em função disso, a reportagem do G1 publicou uma especial que traz detalhes e curiosidades da vida do artista, a partir da visão de um promotor e um médico que dedicam parte do tempo a pesquisar a trajetória e a obra do mineiro.   

Bicentenário de morte de Aleijadinho é celebrado nesta terça-feira

Do G1

Antônio Francisco Lisboa, artífice, nascido de pai português e mãe escrava forra [escrava liberta por carta de alforria] no século XVIII em Minas Gerais, criador de esculturas em madeira e pedra-sabão, mestre, pai, mundialmente conhecido como Aleijadinho.

Mestre Aleijadinho, um dos mais importantes nomes da arte barroca brasileira, tem nesta terça-feira (18) a celebração de 200 anos de sua morte. Enterrado em 1814 na Matriz Nossa Senhora da Conceição em Antônio Dias, bairro de Ouro Preto, o artista barroco marcou a história da arte no Brasil e no mundo.

Leia mais »

Média: 5 (6 votos)

60 anos sem Frida Kahlo

Enviado por Mara Baraúna
 
Por Marli Miranda Bastos e Maria Anita Carneiro Ribeiro
 
Magdalena Carmen Frieda Kahlo y Calderón1 (Coyoacán, 6 de julho de 1907 — Coyoacán, 13 de julho de 1954)
 
 
 
 
Magdalena Carmem Frida Kahlo Calderón, nasceu em Coyoacán, México, no dia 6 de julho de 1907, em sua casa, chamada por ela de Casa Azul, hoje Museu Frida Kahlo. Nesta mesma casa, construída em 1904 por seus pais, aconteceram três fatos importantes: seu nascimento, seu casamento e sua morte. Veio a falecer em 13 de julho de 1954.
 
Frida Kahlo é a terceira das quatro filhas do casal Wilhelm Kahlo, posteriormente Guillermo Kahlo e Matilde Calderón y González. Suas irmãs são: Matilde, Adriana, Cristina. Após o nascimento de Adriana, nasceu um menino que morreu poucos dias após seu nascimento, de pneumonia.
 
Guillermo Kahlo, filho de Jakob Kahlo que era joalheiro e comerciante de artigos fotográficos,nasceu em Baden-Baden, judeu, fotógrafo profissional, emigrou para o México, aos 19 anos. Foi considerado o “primeiro fotógrafo oficial do patrimônio cultural do México”.  Ele é descrito como um homem culto e em seu estúdio fotográfico havia uma pequena biblioteca, selecionada com muita atenção. Cultivava o hábito de sentar-se ao piano e tocar Beethoven e Johann Strauss.

Leia mais »

Média: 5 (3 votos)

Trinta anos sem Michel Foucault e sua "ontologia do presente"

Jornal GGN - Em junho de 1984, há 30 anos, portanto, o mundo perdia um dos maiores pensadores do século XX, o francês Michel Foucault. Conhecido por obras como Vigiar e Punir, História da Loucura e História da Sexualidade, Foucault diferenciava-se por ser um filósofo que participava, na teoria e na prática, de movimentos de contestação da ordem política e social. 

Do trabalho do pensador, depreende-se que "os seres humanos não dominam os acontecimentos que constituem o solo de suas experiências, eles atestam ao mesmo tempo que, no espaço limitado do presente, as pessoas dispõem da possibilidade de questionar o que muitas narrativas apresentam como necessário, assim como as formas de poder e dominação que se pretendem absolutas", conforme destaca Bruno Lorezatto no artigo abaixo.

Leia mais »

Média: 5 (4 votos)