Revista GGN

Assine

pesquisa

Finep receberá US$ 1,5 bilhão do BID para financiar pesquisas

 
Jornal GGN - Segundo nota do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, a Financiadora de Estudos e Projeto (Finep) receberá US$ 1,5 bilhão do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) para o financiamento de pesquisas pelos próximos cinco anos.
 
Deste total, US$ 310 milhões serão executados neste ano. Entre os projetos que receberão recursos do BID, o Padiq (Plano de Desenvolvimento e Inovação da Indústria Química) e o Inova Mineral (voltado para o setor da mineração). 

Leia mais »

Média: 5 (4 votos)

Preço do material escolar pode variar até 457%

Imagem: Reprodução

Jornal GGN – Em dezembro de 2016, entre os dias 6 e 8, o Procon-SP realizou uma pesquisa de preço com 214 itens de material escolar, em dez comércios localizados em diversas regiões de São Paulo. O levantamento apresentou uma variação de até 457,14% no valor de um mesmo produto, dependendo do estabelecimento.

Os preços excessivos servem de alerta para o consumidor. Como no caso do lápis preto Natarja HB nº 2, da CIS/Sertic, que de R$ 0,35 chegou a custar R$ 1,95. Ainda, comparando o estudo de 2016 com o de 2015, o preço de 168 produtos comuns entre as listas subiu em média 12,97%. O IPC-SP (Índice de Preços ao Consumidor de São Paulo) da FIPE, referente ao período, registrou uma variação de 6,65%.

Leia mais »

Média: 5 (1 voto)

Os direitos trabalhistas de funcionários home office

Imagem ilustrativa Pixabay/PIX1861

Jornal GGN – Segundo dados da pesquisa Home Office Brasil 2016, realizada pela SAP Consultoria, pelo menos 68% das empresas, das 325 que participaram do estudo, adotam a possibilidade de seus funcionários cumprirem a jornada de trabalho em casa. Este modelo home office, ou escritório em casa, gera dúvidas nas questões que envolvem os direitos dos trabalhadores. Mas, como assegura o advogado Fabricio Sicchierolli Posocco, a Consolidação das Leis do Trabalho (CLT) já foi adaptada para manter os direitos home office.

A empresa que propõe o trabalho em casa deve cumprir processos básicos de contratação, como colocar a data da admissão na carteira de trabalho do prestador de serviço, a natureza do trabalho, o salário e como fará o pagamento.  Além de garantir direitos como férias, 13º salário, recolher Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS), fornecer vale transporte de acordo com os dias que o funcionário precise se locomover, entre outras obrigações.

Leia mais »

Média: 5 (1 voto)

Estudo analisa mulheres e negras na educação brasileira

 
Jornal GGN - Um projeto desenvolvido entre 2014 e 2016 trouxe para o debate as políticas educacionais no Brasil para a questão do gênero, com apoio do Comitê da América Latina e do Caribe para a Defesa dos Direitos da Mulher (CLADEM), da Comunicação em Sexualidade ECOS e do Geledés, Instituto da Mulher Negra.
 
Uma compilação de artigos aprofunda o desafio da educação e gênero no Brasil, a agenda para as políticas educacionais, o contexto histórico das propostas políticas já ou não implementadas, as mulheres negras na sociedade civil e no campo acadêmico, e como a ONU analisa a educação brasileira.
Média: 4 (1 voto)

Brasil precisa se reinventar para a recuperação econômica, por José Celso Cardoso

 
Jornal GGN - Para o economista e pesquisador do IPEA, José Celso Pereira Cardoso Junior, há três caminhos para o Brasil na busca de seu desenvolvimento: ou se entrega a políticas antidemocráticas e a "moralização arcaica dos costumes", ou se mantém subalterno econômico, político e socialmente, ou "se reinventa como nação para escrever o seu próprio destino histórico".
 
No artigo "Apontamentos para uma reforma do Estado de natureza republicana, democrática e desenvolvimentista ainda no século XXI", o pesquisador mestre em Teoria Econômica e doutor em Desenvolvimento pela Unicamp mostra o cenário de deterioração profunda da economia e política nacional desde 2015 e como novos negócios podem encontrar espaço para se sustentar e reerguer a economia.
Média: 5 (1 voto)

96% sabem que Lula é réu e maioria acha que ele fez mais coisas certas que erradas

Jornal GGN - Pesquisa CUT/Vox divulga na quarta (21) mostra que 96% dos entrevistados sabem que Lula é réu na Lava Jato e, ainda assim, 56% acham que ele fez mais coisas certas que erradas (35%) e outros 43% citam o petista como o melhor presidente da história. A pesquisa foi realizada entre 10 e 14 de dezembro pelo instituto Vox Populi.

Leia mais »

Média: 4.6 (9 votos)

Em 6 anos, cresce número de apoiadores do casamento gay e legalização do aborto

Jornal GGN - Uma pesquisa feita pelo Ibope e divulgada nesta quinta (22) pelo Estadão mostra que, nos últimos seis anos, cresceu o número de pessoas que defendem a descriminalização do aborto, em detrimento daquelas que não tinham opinião formada sobre o assunto. Também subiu o número de apoiadores do casamento entre pessoas do mesmo sexo. 

"Nas questões comportamentais, o conservadorismo não cresceu. Os mesmos 78% de 2010 continuam se declarando contrários à legalização do aborto, mas a taxa dos favoráveis cresceu de 10% para 17% (os 'nem contra nem a favor' caíram de 10% para 4%). E aumentou significativamente a aceitação do casamento entre pessoas do mesmo sexo: de 25% para 42%. Agora há um empate técnico com os contrários (estes caíram de 54% para 44%)."

Em contrapartida, o conservadorismo cresceu em relação a questões de segurança pública. A pena de morte é defendida por 49% (em 2010, era apoiada por 31%). A redução da maioridade penal tem apoio de 78%, ante 63%. E a defesa da prisão perpétua para crimes hediondos aumentou de 66% para 78%.

Leia mais »

Média: 5 (2 votos)

63% da população quer renúncia de Temer, apura Datafolha

Jornal GGN – De julho ao começo de dezembro, Michel Temer (PMDB) despencou na aprovação, conseguindo que 51% dos brasileiros considerassem sua gestão ruim ou péssima. Em julho estava em 31%. Temer conseguiu este feito antes do vazamento da delação da Odebrecht, que ocorreu na sexta-feira, sendo que a pesquisa do Datafolha foi feita em 7 e 8 de dezembro. Para quem já foi regular para 42% da população, agora é regular para 34%.

Outros dados apurados: 65% consideram Temer falso, mas inteligente (63%). Neste balanço, 50% o vêem como autoritário e 58%, como desonesto. A nota de Michel Temer, em uma escala de zero a dez, foi de 3,6.

O Datafolha apurou que maioria da população quer a renúncia de Temer, ou 63%, ainda este ano para que nova eleição direta possa ser realizada.

Leia mais »

Média: 5 (2 votos)

Maioria da população tem medo da PM, por Luís Francisco Carvalho Filho

 
Jornal GGN - Para o advogado criminal Luís Francisco Carvalho Filho, a última pesquisa do Datafolha sobre violência mostra que a imagem da Polícia Militar é equivalente ao preparo dos policiais para enfrentamentos. 
 
"Trata todos como suspeitos. Quanto mais distante do olhar crítico da imprensa, quanto mais afastada do centro geográfico das grandes cidades, mais excessos, mais truculência. O país se acostumou e vê com certa naturalidade tiroteios, batidas indiscriminadas, humilhação e prisões para averiguação", entende.
 
Por isso, não vê surpresas no resultado de que a maioria da população (59%) tem medo de agressões da PM, índice ainda maior entre os jovens de 16 a 24 anos, chegando a 67% dos entrevistados.
 
Média: 4.5 (8 votos)

A não-notícia ou como jornal pode ver copo "meio cheio" e "meio vazio"

 
Jornal GGN - O grande trabalho de tabular índices de 2.945 prefeitos que se candidataram à reeleição não gerou os efeitos esperados para a Folha de S. Paulo. Nem para mais, nem para menos. Isso porque o resultado da longa análise foi de 47% de êxito para os já prefeitos que tentaram pela segunda vez o posto e 54% foram os que perderam a disputa.
 
O balanço equilibrado não geraria notícia, uma vez que não se pode ter uma das duas constatações extremas, seja a positiva ou a negativa para os candidatos às Prefeituras. Mas já com o trabalho feito e gasto, os repórteres optaram pelo posicionamento no jornal, e com o maior destaque possível em um diário, estampando a capa do impresso e do online. Qual foi o posicionamento? Os dois.
 
A manchete de capa do jornal paulista em sua versão online trouxe: "Nem metade dos prefeitos consegue se reeleger no país em meio à crise", com a linha-fina: "Mesmo com o controle da máquina pública, mandatários centralizaram insatisfação". Diante dessas palavras, o leitor espera que a pesquisa vá revelar uma minoria considerável de prefeitos que alcançaram o feito. 
 
Mas, usando os mesmos critérios das pesquisas de votos em campanhas eleitorais, o que houve foi um "empate técnico". Porque aproximadamente metade deles conseguiu e a outra metade não.
Média: 3.6 (5 votos)

Neste ano, menos de 13% dos veículos atenderam à convocação de recall

 O levantamento foi feito pelo Procon-SP, órgão vinculado à Secretaria da Justiça e Defesa da Cidadania, com base na pesquisa do Banco de Dados de Recall

Jornal GGN – Um levantamento feito pelo Procon-SP, com base na pesquisa do Banco de Dados de Recall, mostra que entre os veículos chamados em campanhas, realizadas no 1º semestre de 2016, apenas 12,82% compareceram as concessionárias para realizar os reparos que envolvem risco de acidentes. Durante este ano já foram feitas 57 campanhas, que atingiram somente 911.028, dos 116.830 veículos chamados. O resultado preocupa a fundação, já que os recalls são feitos somente em casos que os defeitos colocam em risco a saúde e segurança do consumidor.

Pesquisas anteriores já indicavam o baixo índice de comparecimento ao recall, demonstrando que o consumidor dá pouca importância ao procedimento. Sendo que, na maioria dos casos, os riscos apresentados podem causar o incêndio do veículo, perda do freio, perda da dirigibilidade e lançamento de partes metálicas nos usuários do veículo causando ferimentos e podendo levar a mortes.

Leia mais »

Média: 5 (1 voto)

Assistência social vai perder R$ 868 bilhões até 2036, por causa da PEC 241

Jornal GGN - Com a aprovação da PEC 241, que impõe um limite aos gastos públicos, reduzindo o orçamento de áreas como saúde e educação pelos próximos 20 anos, o Brasil pode perder R$ 868 bilhões que seriam destinados para projetos de assistência social. Esse valor representa um corte de mais da metade dos recursos que seriam investidos até 2036 para manter os serviços nos padrões atuais, caso a PEC não fosse aprovada.

Leia mais »

Média: 2.4 (5 votos)

Governo Temer é igual ou pior que Dilma para 69%, aponta CNI/Ibope

Jornal GGN - Pesquisa CNI/Ibope divulgada pelo Estadão nesta terça (4) mostra que cresceu o número de entrevistados que consideram o governo Michel Temer pior do que o governo Dilma Rousseff. Hoje, 31% estão nesse grupo, ante os 25% registrados pela sondagem anterior. Para 24% o governo é melhor (antes, 23% pensavam assim) e outros 38% disseram que nada mudou. A parcela anterior dos que consideravam o governo Temer igual ao de Dilma era maior, de 44%. Somente 7% não souberam responder.

Leia mais »

Média: 2.3 (3 votos)

Apenas 2% dos paulistanos acham governo Temer ótimo

 
Jornal GGN - Ás vésperas das eleições municipais, as pesquisas Ibope avaliam os candidatos mais próximos de obterem vitória nas principais capitais do Brasil. Em São Paulo, além das perguntas envolvendo João Doria (PSDB), que atingiu 28% das intenções, Celso Russomanno (PRB) com 22% das preferências, Marta Suplicy (PMDB) com 16% e Fernando Haddad com 13%, o levantamento aproveitou para saber o que os paulistanos acham da gestão Michel Temer: apenas 2% avaliam como ótima e 26% caracterizam como péssima.
 
A somatória dos que enxergam o governo do peemedebista como positivo (ótima e boa) chega a apenas 12% dos entrevistas. Enquanto que o balanço negativo (ruim e péssima) atinge o patamar dos 42%. No meio termo estão 31% dos ouvidos pela pesquisa, que avaliam a gestão Temer como regular.
 
Além disso, o resultado do levantamento Ibope, divulgado na tarde desta quinta-feira (29), mostra que os mais insatisfeitos com o governo interino estão na faixa etária entre 25 e 34 anos, seguidos dos jovens de 16 a 24 anos. Os que caracterizam o governo Temer como ótimo ocupam a idade acima dos 55 anos.
Média: 4.3 (6 votos)

Brasileiros desenvolvem técnica para bloquear infecção de HIV

Jornal GGN – Cientistas brasileiros desenvolveram uma técnica para bloquear a infecção pelo vírus HIV. Utilizando nanopartículas, eles impediram que o vírus consiga fazer ligações com as membranas das células. Por enquanto, a técnica só foi testada em experimentos in vitro. Mas em tese, deve funcionar em seres humanos.

"Modificamos essas nanopartículas adicionando à superfície delas grupos químicos capazes de atrair determinadas partículas dos vírus, conectando-se a elas. Com esse espaço na superfície do vírus 'ocupado', ele não consegue ligar-se a receptores da membrana das células, o que seria o primeiro passo para que ele possa infectá-la", explicou o coordenador do estudo, Mateus Borba Cardoso.

O trabalho foi realizado no Centro Nacional de Pesquisa em Energia e Materiais. Os resultados foram publicados na última quarta-feira (17), na revista científica Applied Materials & Interfaces.

Leia mais »

Média: 5 (6 votos)