Revista GGN

Assine

pesquisa científica

Cientistas e pesquisadores realizam ato pelas Diretas Já na UFMG

diretasja_lula_marques_agpt.jpg
 
Foto: Lula Marques/AGPT
 
Jornal GGN - Nesta quinta-feira (20), cientistas e pesquisadores realizam em ato político pedindo pela realização de eleições diretas, durante o 5º Salão Nacional de Divulgação Científica, na Escola de Engenharia da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG).O ato também é contra as reformas Trabalhista e Previdenciária.
 
Na abertura do evento, Tamara Naiz, presidenta da Associação Nacional de Pós Graduandos (ANPG), disse que as diretas já são a saída para crise enfrentada atualmente pelo país. “Esse governo só faz o que faz porque não teve que colocar seu projeto sob o crivo do voto popular. Se tivessem feito ele teria sido derrotado, como aconteceu em 2014”, afirmou. 
 
A Campanha Cientistas e Pesquisadores por Diretas Já será lançada  junto com um manifesto com conta com a assinatura de mais de duzentos pesquisadores. 

Leia mais »

Média: 4 (4 votos)

Pesquisa científica tem queda histórica no orçamento e sofre com desmonte de Temer

pesquisa_cientifica_-_cecilia_bastos_usp_imagens.jpg

Foto: Cecília Bastos/USP Imagens

Da Rede Brasil Atual

 
Diretor do Andes, Epitácio Macário conta que verba destinada para o setor caiu a menos da metade do que era em 2010. "Estamos regredindo a um patamar inferior ao que era nos anos 90", afirma

De acordo com o diretor do Sindicato Nacional dos Docentes das Instituições de Ensino Superior (Andes) Epitácio Macário, a pesquisa nacional sofre com problemas orçamentários e o desmonte do setor traz um "prejuízo incalculável" para a população. Em entrevista à Rádio Brasil Atual, Epitácio diz que o Brasil está regredindo décadas.

"O orçamento federal destinado para o Ministério de Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações é menos da metade do que tínhamos em 2010. Na área de ciência e tecnologia estamos regredindo a um patamar muito inferior ao que era nos anos 90, pela falta de recursos", afirma o pesquisador.

Leia mais »
Sem votos

Cortes no orçamento vão afetar pesquisas e jovens cientistas, diz entidade

ciencia_cecila_bastos_-_usp_imagens_2.jpg
 
Foto: Cecília Bastos/USP Imagens
 
Jornal GGN - Nesta terça-feira (18), o 5º Salão Nacional de Divulgação Científica vai debater os cortes no orçamento do Governo Federal para a ciência, tecnologia, pesquisa e ensino superior. 
 
A Associação Nacional de Pós-Graduandos (ANPG) aponta que 90% das pesquisas são realizadas dentro da pós-graduação, e os cortes vão afetar diretamente os jovens cientistas. Em maio, o governo reduziu em 44% o orçamento da ciência, representando um corte de R$ 2,2 bilhões no financiamento de R$ 5 bilhões que havia sido inicialmente proposta para este ano.
 
A ANPG pontua que este é o pior orçamento da área nesta década, afirmando que ele vai atingir o futuro das novas pesquisas, afetando bolsas de pós-graduação e piorando as condições de trabalho. 

Leia mais »

Média: 3.2 (5 votos)

Pesquisadores analisam impactos psíquicos e sociais do desemprego

carteira_de_trabalho_pedro_ventura_agencia_brasilia_0.jpg

Foto: Pedro Ventura/Agência Brasília

Do Jornal da USP

 
Em novo livro, pesquisadores abordam questões psíquicas e sociais relacionadas ao tema
 
Por Raphael Concli
 
Dois homens, por volta de 40 e 50 anos, perderam seus empregos. O primeiro, motorista de caminhão, passou a acordar às madrugadas para ir à garagens buscar uma nova oportunidade. Num dia em que chovia forte, resolveu voltar pela manhã para casa e ajudar a esposa. Mas ouviu que ali não era lugar dele, e que deveria voltar a procurar trabalho.

O segundo, motorista de ônibus, teve outra experiência. A esposa lhe disse que poderia aumentar suas horas de trabalho como enfermeira enquanto ele poderia cuidar do trabalho doméstico. Com esta mudança, aprendeu a cozinhar e tomou gosto pela atividade, chegando a preparar um jantar para a mulher e as amigas.

Estas breves narrativas do desemprego ilustram formas distintas das famílias lidarem com este problema em seu interior. A partir de situações simples com estas, muitas dimensões estão em jogo: os papéis de gênero, o lugar de cada um na família, a tentativa de se ressituar após perder o emprego, a flexibilidade com que a situação pode ser enfrentada.

Leia mais »
Média: 5 (1 voto)

Brasil permanece estagnado em ranking mundial de inovação

inovacao_tero_vesalainen.jpg
 
Foto: Tero Vesalainen 
 
Jornal GGN - Divulgado no último dia 15, na Suíça, o Índice Global de Inovação mostra que o Brasil permaneceu estagnado e manteve sua 69º posição no ranking, que avalia dezenas de critérios para avaliar a performance em inovação de 127 países.
 
No ranking regional da América Latina e do Caribe, o Brasil está somente na 7ª colocação entre 18 países. O Chile ocupa a liderança da inovação na região e a 46ª no índice mundial. 
 
Já no ranking global, a Suíça aparece em primeiro lugar pelo sétimo ano seguido, seguido da Suécia, Países Baixos, Estados Unidos e Reino Unido. O Índice Global de Inovação avalia indicadores como registros de patentes, despesas em educação, e instrumentos de financiamentos. 

Leia mais »

Média: 1 (1 voto)

Na China, Nicolelis recebe prêmio por seu trabalho em neurociência

nicolelis_premio_na_china.jpg

Jornal GGN - Na manhã desta sexta-feira (26), o cientista Miguel Nicolelis recebeu o prêmio Daniel E. Noble For Emerging Technologies, concedido pela IEEE (Institute of Electrical and Electronics Engineers), em Shangai, na China. Leia mais »

Média: 5 (9 votos)

Estudantes e pesquisadores brasileiros no Reino Unido protestam contra fim do Ciências Sem Fronteiras

logo-vetorizada_portugues.jpg
Imagem: Ministério da Educação
 
Jornal GGN - Sediada em Londres, a Associação de Brasileiros Estudantes de Pós-Graduação e Pesquisadores no Reino Unido (Abep-UK) divulgou nota protestando contra a extinção do programa Ciência sem Fronteiras para os alunos de graduação. 
 
A entidade afirma que o anúncio se soma a outras “notícias preocupantes”, como o congelamento dos investimentos em saúde e educação, dizendo também que é “evidente a nossa defasagem númerica em relação aos estudantes provenientes dos demais países”. 
 
A Abep-UK ressalta que o programa é um “ambicioso projeto” que colocou o país no mapa da Ciência e Tecnologia mundial. “20% de seus estudantes de Graduação retornam para a pós-graduação no exterior, contra 5% dos demais estudantes Brasileiros”, cita a nota como exemplo dos resultados positivos do CsF. 

Leia mais »

Média: 3.5 (8 votos)

Reitores paulistas criticam redução de recursos para a Fapesp

Jornal GGN - Por meio de nota, o Conselho de Reitores das Universidades Estaduais Paulistas (CRUESP) demonstrou preocupação com a redução de recursos transferiso para a Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP).

A Assembleia Legislativa decidiu diminuir o percentual constitucional das transferências do Tesouro estadual para a fundação de 1% para 0,89%, com perdas estimadas de R$ 120 milhões neste ano.

Os reitores afirmam que a decisão vai contra o “compromisso histórico de financiamento estável e perene à Fundação”, assegurada pela Constituição estadual. O CRUESP também ressalta a importância da FAPESP no desenvolvimento econômico e social e também de políticas públicas para São Paulo e o Brasil.

Leia mais »

Média: 5 (2 votos)

Governo vai cortar R$ 1,41 bi de projetos de ciência

 
Jornal GGN - Alterações nas fontes de financiamento do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI) deverão retirar R$ 1,72 bilhão do setor no ano que vem, segundo especialistas em orçamento e cientistas. Já o Ministério do Planejamento crê que o corte será de R$ 1,41 bilhão. As informações são do Correio Braziliense.
 
Uma mudança aprovada pela Congresso e sancionada pelo presidente Michel Temer altera a fonte de financiamento de diversos programas de Ciência e Tecnologia. A Lei Orçamentária afirma que é necessária a criação de outra para garantir os R$ 1,7 bilhão em projetos. Anteriormente, o Tesouro garantia o financiamento dos projetos. Para os especialistas, a situação será agravada em razão da PEC 55, que congela as despesas por 20 anos. 

Leia mais »

Média: 3 (8 votos)

Cortes ameaçam bolsas do CNPq, por Durval Muniz Jr.

Jornal GGN - Durval Muniz Jr, professor titular da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), alerta para os riscos de cortes em Bolsas de Produtividade em Pesquisa do CNPq. Segundo ele, os pesquisadores foram informados de que haveria um corte entre 20% e 30% das bolsas que estão em vigência. Além disso, novas bolsas não serão concedidas.

Muniz diz que o presidente do CNPq convocou uma reunião para tentar tranquilizar os Comitês de Área, mas afirmou que, se o novo corte previsto para o orçamento do CNPq pela Lei Orçamentária se confirmar, os corte poderão ocorrer.

Leia mais abaixo:

Leia mais »

Média: 3.7 (3 votos)

Com queda na arrecadação, Fapesp perde 6% de sua receita e recorre a fundo

Jornal GGN - Devido à queda na arrecadação tributária no Estado de São Paulo, a Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp) perdeu 6% de sua receita real, mas o presidente da instituição, José Goldemberg disse que a queda afetou pouco os investimento da Fundação.

A lei determina que a Fapesp receba 1% do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) de São Paulo. Com a redução da atividade econômica, a arrecadação deste tributo também diminuiu, afetando não só a Fapesp como outras instituições, como as universidades estaduais (USP, Unesp e Unicamp).

Leia mais »

Média: 1.5 (2 votos)

Pesquisa estuda repelentes naturais contra vetor de doença da laranja

Jornal GGN - Pesquisadores da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar) analisam três espécies de plantas que produzem um óleo contra inseto vetores da bactéria causadora do greening, que é considerada a mais destrutiva dos citros no mundo e que ataca 17% das laranjeiras no Estado de São Paulo.

Foram estudadas a composição química dos óleos produzidos por 22 espécies do próprio gênero Citrus, entre eles a laranja, o limão, e a tangerina. A ideia era entender os efeitos dos óleos nos organismos que interagem com as plantas, incluindo o Diaphorina citri, inseto vetor da bactéria Candidatus Liberibacter spp, causadora do greening.

O inseto suga os brotos terminais das plantas, mas os danos são causados pelos ovos depositados na planta, que transmitem a bactéria. Uma fêmea chega a colocar 800 ovos.

Leia mais »

Média: 5 (1 voto)

Acordo entre Fapesp e Embrapii prevê R$ 40 milhões para pesquisa

Jornal GGN  - Acordo assinado ontem (31) entre a Empresa Brasileira de Pesquisa e Inovação Industrial (Embrapii) e a Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp) prevê o financiamento de projetos de pesquisa científica e tecnológica em instituições de ensino e pesquisa no Estado de São Paulo com a participação e cofinanciamento de empresas, com investimentos de até R$ 40 milhões ao longo de cinco anos.

“O acordo Fapesp-Embrapii vem facilitar a submissão de projetos de pesquisa ao programa Fapesp de Apoio à Pesquisa em Parceria para Inovação Tecnológica (PITE) que estimula a colaboração universidade-empresa”, disse  Carlos Henrique de Brito Cruz, diretor científico da Fundação.  

Leia mais »

Média: 3 (2 votos)

Pesquisas de instituto do Amazonas sofrem com crise econômica

Jornal GGN - O Instituto de Desenvolvimento Sustentável Mamirauá, única instituição de pesquisa localizada no interior da Amazônia, está com seu funcionamento ameaçado devido à crise econômica. O instituto, que fica em Tefé (AM), teve uma redução superior a 60% nos repasses do governo federal. No ano passado, o instituto recebeu R$ 16 milhões em repasses, bem abaixo da expectativa de R$ 27 milhões.

Para 2016, a previsão da Lei Orçamentária Anual é de R$ 9 milhões. Helder Lima de Queiroz, diretor-geral da instituição, disse que foram demitidas 75 pessoas, 42% dos integrantes do instituto, incluindo pesquisadores, funcionários e também bolsistas. Ele também afirma que cerca de 65% dos projetos de pesquisa foram cancelados ou suspensas.

Criado há 17 anos, o Instituto Mamirauá é fomentado pelo Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC), e desenvolve seus projetos na região do Médio Solimões, em uma área de mais de 3,470 milhões de hectares. 

Leia mais »

Média: 5 (1 voto)

Venda de fazendas de pesquisas gera críticas ao governo Alckmin

Jornal GGN - O projeto do Governo do Estado de São Paulo de vender 13 fazendas de pesquisas para equilibrar as contas públicas gerou críticas da comunidade científica à gestão de Geraldo Alckmin (PSDB) Enviado para a Assembleia Legislativa, o plano prevê a venda de áreas originalmente dedicadas a pesquisas e que, no total, tem 13,4 milhões de metros quadros. 

O governo paulista alega que a medida vai economizar mais de R$ 500 mil anuais, sem incluir os ganhos com a venda dos terrenos. Entre as propriedades, estão centro de pesquisas em Jundiaí, Brotas e Itapeva.

Para Joaquim Azevedo Filho, presidente da Associação de Pesquisadores Científicos do Estado de São Paulo, o projeto "preocupa como um todo". Ele também diz que não houve debate com as equipes das fazendas. O projeto de vender as fazendas faz parte de um plano amplo de se desfazer de 79 imóveis, com o objetivo de arrecadar R$ 1,49 bilhão. 

Leia mais »

Média: 5 (3 votos)