Revista GGN

Assine

rejeição

Cunha tem delação premiada rejeitada pela PGR, diz revista

Foto: Lula Marques

Jornal GGN - O ex-presidente da Câmara Eduardo Cunha (PMDB) teve o acordo de delação premiada encerrado pela Procuradoria Geral da República. A turma de Rodrigo Janot disse que o deputado cassado é "incapaz" de reconhecer desvios na Petrobras, não entrega os companheiros políticos e tampouco tem provas de corrupção praticada por Michel Temer.

No mesmo dia em que a notícia é publicada pela revista Época, a Polícia Federal confirma que Lúcio Funaro voltou para o presídio onde estava detido. Ele havia sido transferido para a carceragem da PF em Brasília, para fechar um acordo de delação.

Leia mais »

Média: 3 (2 votos)

Rejeição a Doria chega a 52%, aponta pesquisa Ipsos

doria_cesar_ogata_secom_1.jpeg
 
Foto: César Ogata/Secom
 
Jornal GGN - De acordo com levantamento nacional do instituto Ipsos realizado na primeira quinzena de junho, a rejeição do prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB), saiu de 39% para 52% em um mês. 
 
O patamar de rejeição de Doria é similar ao de Paulo Skaf, presidente da Fiesp, e fica abaixo do deputado federal Jair Bolsonaro (PSC-RJ), que tem 54%. Mesmo com o aumento, o percentual de rejeição do prefeito paulistano ainda é bem menor que a de seu padrinho político, o governador paulista Geraldo Alckmin (PSDB), que aparece com 71%. 
 
Já o índice de aprovação do gestor municipal se manteve estabilizado em 16%. Os pesquisadores creem que o aumento da rejeição foi causado por uma mudança de humor em pessoas que antes estavam indecisas. A piora no índice corre depois das ações na chamada cracolândia, no centro da cidade. 

Leia mais »

Média: 5 (6 votos)

Datafolha: Temer tem maior rejeição em 28 anos e 81% defendem impeachment

Foto: Lula Marques/PT
 
 
Jornal GGN - Pesquisa Datafolha divulgada neste sábado (24) mostra que Michel Temer bateu o recorde de rejeição aferido pelo instituto nos último 28 anos, perdendo apenas para José Sarney. Após as delações da JBS, Temer mantém apoio de apenas 7% da população. Sarney, em 1989, tinha apoio de 5%.
 
O estudo mostra que o governo Temer é rejeitado por 69% do eleitorado. Outros 23% dos entrevistados consideram a gestão "regular". 
Média: 4.7 (3 votos)

Derrota Temer: Reforma trabalhista é rejeitada por Comissão do Senado


Foto: Lula Marques
 
Jornal GGN - Conforme já tecido pelo líder do PMDB no Senado e uma das principais figuras de oposição ao governo Temer no Congresso, Renan Calheiros, a reforma Trabalhista sofreu derrota na Casa e teve o relatório rejeitado por 10 votos, contra 9 favoráveis na Comissão de Assuntos Sociais (CAS).
 
Foi a primeira derrota do mandatário peemedebista junto à sua grande base aliada no Legislativo. Dentro do Planalto, o governo esperava uma vitória de 11 votos favoráveis ao texto de autoria do senador Ricardo Ferraço (PSDB-ES). Mas não obteve.
 
Ainda assim, mesmo com o sinal negativo, a matéria foi encaminhada para a Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), onde deve ser lida amanhã (21). Na segunda Comissão, o presidente Michel Temer cria expectativa de reverter o cenário, encaminhando a reforma para o plenário antes mesmo do fim do primeiro semestre parlamentar.
Média: 3.7 (6 votos)

Cai de 41% para 31% percentual dos que acham que economia vai piorar

Foto: Marcos Corrêa/PR
 
Jornal GGN - É destaque de capa na edição da Folha de S. Paulo dessa terça (2) a pesquisa Datafolha que aferiu a expectativa do brasileiro em relação a economia. O principal resultado divulgado pelo jornal é a queda no índice dos que acham que o setor ainda vai piorar, de 41% para 31%. Outros 35% (antes eram 27%) acham que tudo vai ficar como está, enquanto a parcela dos que acreditam que vai haver uma melhora subiu, mas dentro da margem de erro de 2 pontos: de 28% para 31%.
 
A pesquisa foi encerrada na véspera da greve geral do dia 28 de abril, contra as reformas trabalhista e da previdência, projetos encampados pelo governo Temer.
Média: 3 (4 votos)

Rejeição a Temer faz Lula subir nas pesquisas e pesa contra PSDB, por José Roberto Toledo

Foto: Lula Marques/Agência PT

Jornal GGN - Quanto pior a avaliação do governo Temer, melhor é para Lula, que cresce nas pesquisas de opinião a despeito das denúncias da operação Lava Jato. Na visão de José Roberto Toledo, colunista do Estadão, é a rejeição a Temer que explica o crescimento de Lula nas sondagens com vistas a 2018. Por outro lado, o PSDB terá cada vez mais problemas, porque é associado a Temer pelo público. O jornalista também considerou uma hipótese menos provável uma eventual prisão de Lula virar uma barreira para sua tentativa de ser candidato a presidente, agora que o Supremo Tribunal Federal vem cortando as asas de Sergio Moro.

Leia mais »

Média: 4.7 (7 votos)

Reforma da Previdência de Temer é rejeitada por 71%, aponta Datafolha

Foto: CUT
 
Jornal GGN - Pesquisa Datafolha realizada dois dias antes da greve geral de 28 de abril apontou que 71% dos brasileiros são contrários à reforma da Previdência sugerida pelo governo Temer. Quando a parcela que se disse a favor da reforma foi confrontada sobre as propostas de Temer (idade mínima de 65 anos, nova base de cálcula e 40 anos de contribuição), 87% declararam oposição às mudanças.
 
Segundo reportagem da Folha, há maioria antirreforma entre mulheres (73%), brasileiros que ganham entre 2 e 5 salários mínimos (74%), jovens de 25 a 34 anos (76%) e os com ensino superior (76%). A rejeição chega a 83% entre os funcionários públicos.
Sem votos

Temer tem 61% de rejeição e 85% defendem eleições diretas, aponta Datafolha

temer_ministros_alan_santos_pr_0.jpg
 
Foto: Alan Santos/PR
 
Jornal GGN - Seguindo os resultados indicados por outras pesquisas de opinião, levantamento realizado pelo Datafolha mostra que a rejeição ao presidente Michel Temer (PMDB) continua crescendo, sendo que 61% dos entrevistados avaliam sua gestão como ruim ou péssima.
 
Os números se aproximam da rejeição enfrentada pela então presidente Dilma Rousseff (PT) pouco antes de ser afastada pela Câmara dos Deputados no processo de impeachment, quando ela tinha 63% de rejeição e 13% de aprovação.

Leia mais »

Média: 5 (3 votos)

Desaprovação a Temer continua aumentando e chega a 87%

temer_beto_barata_pr_3.jpg

Foto: Beto Barata/PR

Jornal GGN - De acordo com pesquisa da Ipsos realizada no começo de abril, a desaprovação ao presidente Michel Temer cresceu nove pontos em um mês e chegou a 87%, quase se igualando com a taxa do ex-presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha, que tem 90% de desaprovação.

Além disso, aprovação do presidente da República recuou de 17% para 10% também no período de um mês. Sua melhor taxa foi em outubro do ano passado, quando alcançou 31%.

Foram ouvidas 1200 pessoas em 72 municípios brasileiros entre os dias 1 e 12 de abril. A pesquisa foi realizada antes da divulgação das delações da Odebrecht, que atingem diversos ministros, aliados e até o próprio presidente da República.

Leia mais »

Média: 5 (5 votos)

Impopularidade de Temer no Congresso e nas ruas

Manifestação em São Bernardo do Campo, no dia 15 de março - Foto: Adonis Guerra/SMABC
 
Jornal GGN - Se as reivindicações contra o governo de Michel Temer se intensificam a cada dia, o reflexo da insatisfação popular no Congresso também deixa registros. Desde o fim do último ano, a aprovação das medidas políticas como saídas econômicas vem caindo, com uma porcentagem de menos 12 pontos desde julho de 2016 até abril deste ano.
 
A informação foi contabilizada pelo Basômetro, do Estadão, fazendo um balanço das votações nominais realizadas na Câmara, em comparação com as orientações formais do governo. O ápice da modificação visível nos apoios ocorre em paralelo à tentativa das aprovações das reformas previdenciária e trabalhista.
 
Se nas primeiras vinte votações colocadas em pauta pelo Planalto, 92% dos parlamentares seguiram a orientação de Temer, nas últimas vinte, foram apenas 68% dos deputados. Dessa forma, a falha na principal estratégia para condução do governo - a extensão da governabilidade do peemedebista na Câmara e no Senado - mostra uma real crise política.
Média: 4.7 (12 votos)

O 3 marcos de Lula no Ibope: maior potencial de voto, eleitorado cativo e queda na rejeição

Foto: Roberto Stuckert Filho
 
 
Jornal GGN - Pesquisa Ibope divulgada nesta quinta (20) mostra entre 9 nomes testados para a presidência da República em 2018, Lula é o único que conseguiu atingir três marcos: reúne maior potencial de voto entre os concorrentes, é o único que conseguiu reduzir o índice de rejeição e tem o maior eleitorado cativo.
 
A sondagem foi feita antes da divulgação da chamada lista de Fachin, que inclui uma série de pedidos de abertura de inquéritos assinados pela Procuradoria Geral da República, no âmbito da Lava Jato.
Média: 4.3 (6 votos)

Temer dará verba publicitária a jornal que defender a reforma da Previdência

Foto: Agência Brasil
 
 
Jornal GGN - O governo Michel Temer decidiu adotar uma "ofensiva" para garantir apoio à reforma da Previdência, oferecendo verbas federais de publicidade a rádios e TVs, principalmente, que decidirem abordar o assunto sob um "ponto de vista positivo".
 
Segundo informações do Estadão, o governo anunciou que tem um orçamento de R$ 180 milhões para gastar em propaganda com meios de comunicação que aderirem à reforma, e esse valor não inclui outras campanhas de utilidade pública.
 
Os recursos não comprarão espaço publicitário, mas a opinião de articulistas, apresentadores e repórteres que puderem explicar a reforma com o ângulo que interessa apenas ao governo.
Média: 1.7 (9 votos)

Ipsos: Temer bate recorde de rejeição e Lula é o político mais popular

 
Jornal GGN - Mesmo após a liberação do saque do FGTS e inauguração de trecho da transposição do São Francisco, o presidente Michel Temer não ficou nem um pouco mais popular no mês de março. Ao contrário. Pesquisa Ipsos divulgada pelo jornalista José Roberto Toledo, nesta quinta (30), mostra que aumentou de 59% para 62% o volume de pessoas que acham o governo Temer ruim ou péssimo.
Média: 3.9 (8 votos)

Temer é reprovado por 62,4% dos brasileiros, mostra CNT/MDA

 
Jornal GGN - Enquanto o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva aparece com larga vitória frente a todos os cenários de intenções de votos para a Presidência em 2018, o atual presidente Michel Temer acumula reprovação da maioria dos brasileiros: 62,4%.
 
A informação é da pesquisa CNT/MDA, divulgada nesta quarta-feira (15), e que ouviu 2.002 pessoas, em 138 municípios nas 25 unidades federativas, entre os dias 8 e 11 de fevereiro. 
 
As perguntas foram para analisar o desempenho pessoal de Temer no comando do Palácio do Planalto. A desaprovação de 62,4% dos entrevistados foi a segunda maior já calculada até agora na gestão do peemedebista. 
Média: 5 (11 votos)

Desaprovação a Temer cresce e atinge 77%, mostra pesquisa Ipsos

Jornal GGN - Dados da pesquisa Pulso Brasil, monitoramento mensal de opinião pública feito pela Ipsos, mostram que 77% dos brasileiros desaprovam a forma como o presidente Michel Temer vem atuando no país, ante 72% em novembro e 59% em outubro. 

Leia mais »

Média: 5 (4 votos)