Revista GGN

Assine

USP

Sala: inovação brasileira na odontologia, o controle da mídia por políticos e participação especial de Mafalda Minnozzi e Paul Ricci

Nesta edição do Sala de visitas com Luis Nassif exploramos a evolução do país na odontologia, carregando títulos no desenvolvimento de novos materiais e, ainda, conversamos com a autora de um livro que explora a relação entre mídia e políticos. Para fechar, recebemos a cantora italiana Mafalda Minnozzi  e o guitarrista Paul Ricci apresentado novo trabalho que reúne Jazz e Bossa Nova. Boa programação

Sala: inovação brasileira na odontologia, o controle da mídia por políticos e participação especial de Mafalda Minnozzi e Paul Ricci
 
Jornal GGN - As ciências odontológicas estão entre as áreas onde o país se destaca no mundo, profissionais e tecnologias brasileiras são exportados para vários países. Mas você já se perguntou por que isso acontece, qual é a origem know-haw adquirido por aqui? Nessa edição do Na sala de visitas com Luís Nassif essas questões são esclarecidas com a entrevista de Paulo Francisco Cesar, atual presidente da Academy of Dental Materials e professor da Faculdade de Odontologia da USP onde desenvolve pesquisas na área de biomateriais. A FOUSP é classificada em diversos rankings mundiais como a melhor faculdade de odontologia do mundo, com tradição tanto na formação de clínicos como de pesquisadores.
 
O principal destaque é justamente na área de biomateriais, desenvolvidos para durar o máximo de tempo possível na boca dos pacientes. Em 2011, um dos seus doutorandos, Lucas Hian da Silva, que também participa desta entrevista, ganhou o prêmio Paffenbarger Award da Academy of Dental Materials, concedido para propostas inovadoras na área. E um dos fatores determinantes para o bom desenvolvimento da odontologia brasileira, realizado na USP, é justamente a integração com outros centros de ensino e pesquisa, como explica Paulo Cesar para o nosso apresentador: 
Leia mais »
Média: 5 (2 votos)

Na próxima segunda, programa “Brasil Latino” estreia na Rádio USP

america_latina_0.jpg
 
Foto: Reprodução
 
Jornal GGN - No dia 8 de maio, estreia o programa “Brasil Latino”, apresentado pelo jornalista Marco Piva e transmitido pela Rádio USP e pela internet (http://jornal.usp.br/radio), às 17h. 
 
Em sua primeira edição, o Brasil Latino vai abordar a aproximação da América Latina com Brasil através da produção acadêmica da Universidade de São Paulo. Piva vai receber os professores Pedro Dallari, diretor do Instituto de Relações Internacionais da USP, e Lisbeth Rebollo Gonçalves, coordenadora do Programa de Pós-Graduação em Integração da América Latina (Prolam). O jornalista Haroldo Sereza, diretor de redação do site Opera Mundi, especializado no noticiário internacional, também irá participar da entrevista.

Leia mais »

Média: 3 (2 votos)

Singer, Haddad e Avritzer discutem democracia e sistema político no Brasil

Seminário, realizado no Teatro Aliança Francesa, analisará crise dos valores republicanos 

 
Jornal GGN - Nesta segunda-feira (24), a partir das 19h, no Teatro Aliança Francesa, acontecerá a primeira aula do seminário ‘Pensando a Democracia, a República e o Estado de Direito no Brasil’. O evento faz parte de uma série que será realizada nas cidades de São Paulo e Belo Horizonte para discutir a crise da democracia e dos valores republicanos, um fenômeno não só verificado no Brasil como em diversos países.
 
O idealizador da proposta é o professor dr. Leonardo Avritzer, coordenador do Projeto Democracia da Fafich-UFMG, graças ao apoio do BDMG e parceria do Cenedic-USP, Cedec-USP e Aliança Francesa.
 
Em Belo Horizonte, as aulas vão acontece todas as primeiras segundas-feiras, a partir de maio, no Auditório do BDMG. Em São Paulo, da mesma forma, no Teatro Aliança Francesa. 
Leia mais »
Média: 4 (4 votos)

Ivan Lins doa acervo para Instituto de Estudos Brasileiros da USP

ivan_lins.jpg
 
Uma das caixas com o Acervo Ivan Lins, doado ao IEB (Foto: Marcos Santos/USP Imagens)
 
Do Jornal da USP
 
 
Material conta a trajetória do cantor e compositor, que no dia 24 de abril estará em evento na Biblioteca Brasiliana
 
“Ivan Lins é um artista que tem muito cuidado com a memória.
Leia mais »
Média: 5 (5 votos)

Circo dos horrores na USP na gestão Zago, por Psicanalistas pela Democracia

usp_horrores.jpg

Dos Psicanalistas pela Democracia

Circo dos horrores na USP: brutalidade, feridas, sangue e lágrimas na gestão Zago

A USP ainda é uma universidade digna desse nome?

As tensões e conflitos entre estudantes, docentes e funcionários da USP se tornaram corriqueiras, diárias e crescentes ao longo da gestão do reitor Marco Antonio Zago. Tais tensões eclodem muitas vezes em conflitos violentíssimos com a participação da polícia militar, que tem sido acionada pelas instâncias superiores e age, com a autorização da reitoria, com toda a brutalidade ao seu alcance para intimidar os membros da comunidade acadêmica no livre exercício de seu direito de se manifestar.

São muitos os episódios que demonstram que o campus da USP se tornou um palco de horrores e, paradoxalmente, uma usina de práticas discricionárias, intimidatórias e verticalizadas. Custa acreditar que o diálogo em questões cruciais para a universidade, do lado de dentro dos portões, se converte em golpes de cassetete, chutes na cabeça, bombas de gás lacrimogênio, gás de pimenta e detenções de manifestantes, trabalhadores e estudantes dessa mesma universidade.

Leia mais »

Média: 4.1 (9 votos)

Deputados acionam Alexandre de Moraes na USP e na Procuradoria-Geral por plágio

Ação defende que Moraes perca títulos acadêmicos que lhe foram outorgados e cargo de professor

REPRODUÇÃOCopiar colar

da Rede Brasil Atual

Deputados acionam Alexandre de Moraes na USP e na Procuradoria-Geral por plágio

Se comprovado uso indevido de produção intelectual alheia, indicação do advogado para o STF teria de ser cancelada, porque ele deixa de ter conduta ilibada, critério importante para assumir o cargo

por Hylda Cavalcanti, da RBA

Brasília – Além de impedir a manobra que tentava antecipar a sabatina de Alexandre de Moraes para o Supremo Tribunal Federal (STF) no Senado, parlamentares da oposição também estão atuando fora do Congresso Nacional contra a indicação do advogado. Na noite desta segunda-feira (13), os deputados Wadih Damous (PT-RJ) e Paulo Pimenta (PT-RS) e o ex-procurador-geral de Justiça de São Paulo Márcio Sotelo Felipe entraram com representação contra o ministro licenciado de Justiça e Segurança Pública na Procuradoria-Geral da República (PGR). Eles também ajuizaram ação contra Moraes no Conselho de Ética da Universidade de São Paulo (USP), por plágio acadêmico.

Leia mais »
Média: 4.4 (8 votos)

Professores da USP soltam manifesto contra PEC 241

Jornal GGN - Professores e professoras do Curso de Gestão de Políticas Públicas da USP soltaram um documento contra a PEC 241, já aprovada em 1ª votação na Câmara dos Deputados. Para os signatários do documento, apontam vários motivos para que não seja aprovada tal PEC, e um deles é a falta de discussão em torno de temas tão complexos e que atingirão de forma tão profunda o país.

Leia o documento a seguir.

MANIFESTO CONTRA A PEC 241

Nós, professoras e professores do Curso de Gestão de Políticas Públicas da Universidade de São Paulo abaixo-assinados, diante da aprovação, em 1ª votação na Câmara dos Deputados, da Proposta de Emenda Constitucional 241/2016, manifestamos nossa apreensão com o eventual congelamento das despesas públicas primárias federais pelos próximos vinte anos. Segundo propõe a referida PEC, os investimentos no período deverão passar a variar conforme os índices oficiais de inflação, e não mais de acordo com o aumento das receitas, conforme prevê a legislação em vigor.

Compreendemos o momento econômico difícil que o país tem atravessado, mas repudiamos o mecanismo que este governo pretende aprovar.

Leia mais »

Média: 4.2 (5 votos)

USP perde liderança para UFRJ em ranking universitário

Jornal GGN - Pela primeira vez, a Universidade de São Paulo perdeu a liderança em ranking de universidades elaborado pela Folha de S. Paulo. A Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) obteve 97,46 pontos na avaliação e ficou em primeiro na avaliação das instituições.

O ranking é baseado em cinco indicadores e a USP não pontuou em um dos componentes do indicador de ensino que leva em consideração a nota do Exame Nacional de Desempenho de Estudantes (Enade), já que a universidade não participa da prova.

A Unicamp lidera o ranking de cursos, com o primeiro lugar em 14 deles. A USP, que ocupava a liderança em 29 cursos, hoje está em primeiro apenas em nove de 40 carreiras avaliadas.

Leia mais »

Média: 5 (5 votos)

Ex-ministro se gaba de ter iniciado movimento para derrubar Dilma

Jornal GGN - O ministro aposentado do Superior Tribunal Militar Flávio Flores Bierrenbach disse que não sabe onde o impeachment de Dilma Rousseff vai dar, mas sabe que a onda que iniciou o movimento pela derrubada da presidente reeleita em 2014 nasceu num tradicional almoço entre advogados, em São Paulo, no ano passado, quando ele fez um duro discurso pedindo a renúncia da petista.

“Esse pronunciamento gerou algo irresistível no Brasil. Não sabemos o que vai acontecer, sabemos que aconteceu por nossa causa. Sabemos que hoje temos no exercício da Presidência da República um presidente colega nosso — interino, é verdade, mas com a mesma legitimidade de votos, os mesmo 54 milhões de votos”, afirmou Bierrenbach, segundo o Conjur.

Alguns advogados presentes no almoço em comemoração ao 11 de Agosto, Dia do Advogado, discordaram de Bierrenbach e mandaram um sonoro "Fora Temer".

Leia mais »

Média: 1.9 (13 votos)

Médico inventava cirurgia a pacientes com Parkinson para desviar recursos do SUS

Jornal GGN - A Polícia Federal e o Ministério Público Federal deflagraram nesta semana, em São Paulo, uma operação chamada Dopamina, que investiga um esquema de corrupção no Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP. Segundo a PF, um médico empurrava cirurgias desnecessárias a pacientes com Parkinson, porque recebia propina sobre a compra de itens usados na operação.

"O valor do equipamento superfaturado saía por R$ 114 mil. Comprado com licitação pelo SUS, o equipamento custava R$ 27 mil, um quarto do valor. De acordo com a investigação, o esquema funcionou entre 2009 e 2014. Nesse período, foram realizadas 154 cirurgias para implante de marca-passo. O prejuízo aos cofres públicos, segundo a polícia, chega a R$ 18 milhões."

Leia mais »

Média: 4.5 (8 votos)

O silêncio da FAU-USP com os crimes da Ditadura Militar, por Sérgio Ferro

 
Jornal GGN - Em artigo do blog da editora Boitempo, o arquiteto, artista plástico e professor Sérgio Ferro relembra as persguições da ditadura militar na Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de São Paulo, a FAU-USP. Logo após o golpe, o reitor Gama e Silva instarou uma comissão para investigar "atividades subversivas" na faculdade, denunciando os professores Jão Batista Villanova Artigas e Abelardo Rediy de Souza e o estudante Silvio Barros Sawaia. Depois, Villanova Artigas, fundador da FAU, é indiciado, preso e aposentado compulsoriamente.
 
Preso em 1970 pela OBAN, Sérgio Ferro deixou o país em 1972. Ele diz que não tem "conhecimento de nenhuma declaração oficial ou de alguma ação clara que demonstre  repúdio por parte da USP ou da FAU-USP com relação a inquéritos, prisões, torturas ou assassinato perpetrados contra professores, alunos e funcionários destas instituições". E afirma que o silêncio da USP e da FAU durante a Ditadura faz delas "aliadas objetivas de seus crimes".
 
Do blog da Boitempo
 
 
por Sérgio Ferro.

Logo após o 1° de abril de 1964, o reitor Gama e Silva nomeia uma comissão não oficial composta por professores para investigar “atividades subversivas” na USP (Universidade de São Paulo). Na FAU-USP (Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de São Paulo), esta comissão denuncia os professores João Batista Villanova Artigas e Abelardo Reidy de Souza, e o estudante Silvio Barros Sawaia. Afora os professores Paulo Duarte e Florestan Fernandes, quase ninguém  protesta. O Conselho Universitário aprova uma moção apresentada pelo professor Alfredo Buzaid de apoio à comissão. Votam contra somente os professores Erasmo Garcia Mendes e Valter Colli, representantes dos ex-alunos e auxiliares de ensino. Todos os catedráticos votam a favor. A comissão é, deste modo, “legalizada”.

Leia mais »
Média: 4 (4 votos)

Descaso com a educação pública chegou ao nível federal

Jornal GGN – O descaso com a educação pública, marca do governo do Estado de São Paulo, chegou, com Michel Temer, ao nível federal. Essa é a opinião da Associação de Docentes da Unicamp (ADUNICAMP), que lançou na última quarta-feira (8) o Movimento S.O.S Universidade Pública.

Em manifesto, os docentes da Unicamp dizem que as ações governamentais têm contribuído para um “desmonte sistemático do ensino público e gratuito”. “Isso tem sido fortemente adotado, já há anos, pelo governo estadual paulista, ao se omitir deliberadamente de sua responsabilidade ante a deterioração do orçamento das universidades, bastante comprometido pela subtração indevida de recursos da base de cálculo do ICMS que deveriam ser repassados integralmente à USP, UNICAMP e UNESP”, afirmam.

Leia mais »

Média: 4.1 (9 votos)

Reitoria da USP tenta se livrar do Hospital Universitário

Jornal GGN – Os médicos do Hospital Universitário da USP estão em greve desde o início da semana reivindicando que sejam realizadas contratações para recompor as equipes. Essa é a apenas a crise mais recente de um desmonte sistemático levado a cabo nos últimos anos, com demissão de profissionais, fechamento de leitos e redução no número de atendimentos à população.

De acordo com dados de estatística do Hospital Universitário obtidos pela Folha de S. Paulo, de 2013 a 2015, as consultas ambulatoriais caíram 30%, as urgências recuaram 24%, as internações caíram 21%, os procedimentos cirúrgicos minguaram 25%. Saíram do hospital 43 médicos e 195 servidores administrativos.

Para o vice-diretor do HU, Gerson Salvador, a reitoria quer "se livrar" do hospital. "A situação é reflexo do desmonte da USP, mas a população é a maior prejudicada".

Leia mais »

Média: 3.7 (3 votos)

Evento no Sesc apresenta biografia de Milton Santos

Do Jornal da USP

Biografia de Milton Santos é apresentada em evento no Sesc

De autoria do jornalista Fernando Conceição, obra reconstitui a carreira acadêmica do geógrafo da USP em várias universidades do mundo

O Centro de Pesquisa e Formação do Sesc de São Paulo (CPF Sesc) receberá no dia 27, às 19h30, o professor e jornalista Fernando Conceição, que apresentará o livro Milton Santos, uma biografia.

O geógrafo Milton Santos (1926-2001) foi professor titular do Departamento de Geografia da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH) da USP, onde lecionou Geografia Humana de 1983 a 1997. Trabalhou também em várias universidades do mundo. Em sua obra, destacam-se especialmente os estudos sobre a urbanização nos países subdesenvolvidos.

Leia mais »
Média: 5 (7 votos)

Alunas desocupam prédio da USP, mas universidade não cumpre acordo

sas_ocupada.jpg

Da Rede Brasil Atual

 
Instituição não garantiu eleição da comissão autônoma que irá apurar casos de violência contra a mulher. Moradia estudantil tem pelo menos um agressor por andar, de acordo com dossiê
 
por Sarah Fernandes

Apesar de o grupo de alunas da Universidade de São Paulo ter desocupado o prédio da Superintendência de Assistência Social (SAS) na última sexta-feira (13), como foi acertado judicialmente, a universidade não cumpriu todos os pontos acordados para investigar casos de violência contra a mulher no Conjunto Residencial da USP (Crusp). A instituição não garantiu a eleição de uma comissão autônoma para apurar as denúncias, como havia sido acordado, e acabou indicando as professoras e funcionárias, todas vinculadas com a reitoria.

Leia mais »
Média: 5 (2 votos)