Revista GGN

Assine
imagem de Alexandre Tambelli

CONTEÚDOS DO USUÁRIO

Postagens

Qual o significado político da foto: Moro e Karnal amigos? Uma reflexão.

Como muitos de nós busco uma resposta para a repentina amizade de Moro e Karnal. Façamos uma reflexão coletiva. 

Temos uma estratégia em andamento da Elite Midiática capitaneada pela Rede Globo de Televisão nestes dias que correm:

A de tirar o Golpe e seus articuladores centrais no Brasil do seio (a imagem) da extrema-direita, não se associando ao Bolsonaro e aos seus seguidores, aos desvios de conduta Ética (vide as delações seguidas) não mais possíveis de serem escondidos de Aécio Neves e de José Serra, ao discurso mais virulento e odiento que foi o resultado do antipetismo necessário ao sucesso do Golpe de 2016.

Como disse o André Araújo aqui no GGN, ontem, o Leandro Karnal é o neoliberal Globonews, e tem a vantagem de ter uma imagem/ roupagem mais moderna, conciliadora, nova, imparcial e humana. Leia mais »

Sem votos

Senador Humberto Costa do PT nas páginas amarelas da Veja: quem se beneficia?, por Alexandre Tambelli

Por Alexandre Tambelli
 

É interessante notar o comportamento da militância petista e de esquerda + os lulistas e dilmistas em relação ao fato do Senador Humberto Costa do PT dar uma entrevista para as páginas amarelas da Revista Veja (revista de extrema-direita e com ausência explícita de qualquer respeito para com a Ética, a verdade, com os Direitos Humanos e o Jornalismo).

Há uma indignação coletiva. Eu compartilho desta indignação.

Apenas acredito que precisamos observar o outro lado, o lado do Golpe, da qual a Veja pertence, e a abertura repentina para uma entrevista destas.

É só o outro lado que tem benefício desta entrevista. Pensemos comigo.

Quais dois fatos marcantes estão em movimentação no Brasil de fevereiro de 2017?

1) O Governo do Golpista Temer se esfarela e sua aprovação não passa de 10% mesmo com toda a velha mídia oligopólica apoiando Temer até janeiro de 2017. 63% dos brasileiros desaprovam por completo o Governo do Golpe.
Leia mais »

Média: 4.6 (38 votos)

O brasileiro médio é educado para o individualismo, por Alexandre Tambelli

O brasileiro médio é educado para o individualismo

por Alexandre Tambelli

Tentando pensar e entender o Brasil e o individualismo do brasileiro médio nasceu este texto e surgiram as reflexões particulares que seguem. Compartilho aqui.

(brasileiro médio entendido como aquele que não foi à escola ou recebeu (mesmo que poucos anos de estudo) e recebe uma Educação formal voltada para o individualismo (mercado de trabalho, vestibular, carreira, sucesso profissional), para conquistas materiais e individuais, com os princípios da meritocracia arraigados e que se informa e compreende a realidade do Brasil e do Mundo a partir da velha média, em especial via Rede Globo de Televisão, e sua defesa intransigente da Ideologia Neoliberal e do mérito pessoal). E não uma formação educacional em busca de uma cidadania plena.

Para entender o Brasil de hoje é preciso buscar a pergunta básica:

Leia mais »

Média: 4.4 (14 votos)

O PT no Poder: a aliança Capital e Trabalho rompida e o Golpe veio.

Pensar o PT e a centro-esquerda no Executivo Federal nos 13 anos e 4 meses até a consumação do Golpe via parlamento e a forma como se deu a Governança é pensar em um Projeto de Poder diferenciado.

O Projeto de Poder, certamente estava sendo exitoso, o que assustou o Capital. Ninguém precisa dar Golpe se consegue vencer a Eleição pela via do voto.

Todavia, por ser um Projeto de Poder sem uma transformação radical das estruturas política, econômica/tributária, midiática, da Classe Jurídica no Brasil ele deixou a brecha para uma ruptura do processo Democrático, para prosperar o Golpe parlamentar.

Chegaremos até o motivo de o Golpe do Impeachment ser exitoso no decorrer do texto.

Vou colocar em prática uma análise particular.

Bem sabemos que Lula, Dilma, o PT e a centro-esquerda no Poder não se colocaram (desde o início) na direção de uma radicalização nem com a Elite Midiática nem com o Empresariado nem com o Mercado nem com o Agronegócio. Leia mais »

Sem votos

Como foi possível existir e vingar a Lava-Jato? A meritocracia, por Alexandre Tambelli

Como foi possível existir e vingar a Lava-Jato no seio da sociedade brasileira?

por Alexandre Tambelli

Pensando e opinando de forma particular sobre a Lava-Jato e sua existência real saiu este texto abaixo:

A possibilidade da formação de uma casta antinacional dentro do Judiciário, do Executivo atual e do Legislativo no Brasil vem da própria formação educacional que temos.

Somos um País sem uma Educação a privilegiar o conceito de identidade nacional, de Nação, de que País queremos construir e não há senso de coletividade. Somos um amontoado de pessoas, de diferentes partes do mundo e sempre cabendo uma etnia nova em busca de um trabalho, em busca de uma oportunidade de melhoria de Vida, mas, tudo centrado no “Eu” e no máximo no particular da família e dos amigos.

Tirando o idealismo das esquerdas, a maioria dos brasileiros é centrada no processo educacional que vige no Brasil: o meritocrático.

Leia mais »

Média: 4.1 (14 votos)

A Santa Hipocrisia de Malafaia, Aécio, Serra, Moro, Gilmar, Temer & Cia, por Alexandre Tambelli

A Santa Hipocrisia de Malafaia, Aécio, Serra, Moro, Gilmar, Temer & Cia

por Alexandre Tambelli

Um fenômeno no Brasil salta aos olhos: o falso moralismo de certos personagens da Política e da Sociedade com voz diária e sem questionamentos maiores nos microfones da mídia hegemônica e oligopólica no Brasil: Rede Globo, Veja, Estadão, Folha, Band, etc.

Vazam delações de processos em sigilo de Justiça, acusações são fabricadas diariamente contra petistas, Lula e Dilma e os falsos moralistas nos microfones das mídias hegemônicas brasileiras consideram que tudo é uma verdade incontestável e justa são as ações de Juízes, procuradores, ministros. Já condenam qualquer petista de antemão e nem se precisa apresentar provas e nem se precisa constituir defesa, transitar em julgado o processo, sequer ter lógica a acusação, vide o Power Point do Procurador Dallagnol, onde Lula é o Chefe do Petrolão, mas quem leva a grana de verdade são os seus adversários no Golpe de Estado contra Dilma. Lula fica com pedalinho e barquinho de lata e Serra leva 23 milhões depositados na Suíça, Temer leva 10 milhões entregues, segundo delação, no escritório de Advocacia de seu “Psicoterapeuta Político” e assim por diante.

Leia mais »

Média: 4.3 (17 votos)

Eleição Direta Já no modus operandi de 2010, 2014 e do Impeachment?

É preciso se aprofundar no tema de uma Eleição Direta Já, antes de propô-la.

Pode ser uma solução paliativa de durabilidade mínima ou com resultado positivo. Leia mais »

Sem votos

Temer: refém consentido da Rede Globo e da Lava-Jato.

Acima de tudo é preciso compreender que o Temer foi convidado para o Golpe de Estado, lhe deram uma senha chamada “Ponte para o futuro”.

Esta senha não vem por acaso, é o Sistema Lava-Jato que lhe ofereceu tal senha em troca de não ser indiciado na Operação, de não se tornar réu da Justiça Morista.

É assim que funciona o sistema/processo da Lava-Jato.

Velha mídia capitaneada pela Rede Globo + seus tentáculos no Judiciário por detrás das câmeras ameaçam a reputação, a permanência em suas funções políticas e a liberdade de inúmeros deputados e senadores envolvidos em relações de caixa dois ou de doações de campanha legalizadas, tornadas ilegais, com empresas privadas, empreiteiras, bancos, etc. ou, ainda, corrupções possíveis em licitações públicas e, assim por diante. 

Este processo de ameaça tem dois parâmetros básicos: a coação e a produção de reféns midiáticos. Leia mais »

Média: 3 (2 votos)

A Revolução está próxima...

É uma bola cantada chegarmos ao ponto da Revista mais suja da praça fazer um convescote para eleger as personalidades do ano e lá estarem as figuras exponenciais do Golpe dos Iluminados.

O Iluminado da Justiça seletiva;

O iluminado das petroleiras americanas;

O Iluminado do PCC;

O Iluminado mil vezes delatado;

O Iluminado da meritocracia;

O Iluminado do gás de pimenta e da porrada em estudante secundarista;

O Iluminado aposentado com centenas de milhares de dólares;

O Iluminado empresário arrependido e que propaga: agora vai, para onde?;

E o herói da festa, o Iluminado sem votos e da aposentadoria integral só com 50 anos de trabalho.

É tautológica a coisa. Leia mais »

Sem votos

Incompetente, Temer detonou o Golpe dos Marinhos, Moro e tucanos, por Alexandre Tambelli

por Alexandre Tambelli

O Plano inicial da Globo, Lava-Jato e tucanos (e seus aliados de Golpe estrangeiros: financiadores em solo americano, as 7 irmãs do Petróleo e os neoliberais radicais do mercado financeiro) foi colocar o Temer para fazer o serviço - ofereceram a ele a tal da "Ponte para o futuro" e ele aceitou - ao qual o PSDB não iria sujar as mãos para implementá-la, queriam apenas que os tucanos recebessem o “serviço sujo” pronto e posariam diante das câmeras da Globo & velha mídia como os ILIBADOS, com a indignação dos salvadores da pátria, apenas, pós estes fatos concretos se consumarem:

Venda da Petrobrás, entrega do Pré-Sal as 7 irmãs do petróleo, destruição da CLT e a Previdência do caos e a joia do Golpe: 20 anos de congelamento dos gastos públicos como sonha o ultraneoliberalismo (o pilar máximo do golpe: 20 anos de controle do orçamento público brasileiro pelo Mercado).

Leia mais »

Média: 4.5 (39 votos)

A volta do Brasil de FHC e Armínio Fraga ou o Golpe fará água antes da hora?

Interessante constatar a narrativa de "manifestações à vista" da Folha de São Paulo, hoje.

Tantas manifestações pelo Brasil afora contra as ações do Governo Temer e o jornal diz: manifestações à vista.

É assim o mundo da velha mídia capitaneada pela Rede Globo.

Só as manifestações desejadas são visíveis, todas as outras sequer existem, se existem não são válidas, são vândalos atrapalhando o trânsito, são antidemocratas que não querem deixar as pessoas estudarem, trabalharem, gente que quer atrapalhar as medidas corretas do Governo Temer, como a PEC 55 e a reforma educacional via decreto presidencial.  Leia mais »

Média: 3 (2 votos)

Golpe de Estado: a Política no banco dos réus, por Alexandre Tambelli

Imagem: colagem com trabalho de Jens Galschiot

Golpe de Estado: a Política no banco dos réus

por Alexandre Tambelli

Torna-se interessante observar que no Brasil pós-Golpe de Estado quem estava unido para a consumação do mesmo hoje não está mais e nos damos conta de uma tentativa de ir além da Política, como “a solução autoritária” para a resolução dos problemas ligados à economia brasileira, sem contar os problemas ligados à corrupção.

É o enfraquecimento do Executivo e do Legislativo em favor do Judiciário. Enfraquecimento, no frigir dos ovos da Política. Há uma separação explícita para os olhos mais atentos.

Quem pôde dar o Golpe de Estado foi o Legislativo. Agora, o Judiciário + a Rede Globo e demais mídias aliadas oligopólicas que apoiaram o Legislativo no Golpe, querem impor supremacia sobre o Executivo e o Legislativo e se tornarem, eles, o Poder central, para além do voto popular. Único e soberano Poder do Brasil.

Leia mais »

Média: 4.2 (17 votos)

Papa Francisco, secundaristas e a Rede Globo e o golpe dentro do golpe.

Diante do silêncio da Rede Globo e velha mídia para com o 3º Encontro Mundial dos Movimentos Populares esta semana no Vaticano convocado pelo Papa Francisco - Terra, Teto e Trabalho e do silêncio da Globo (não tomada de partido pró ou contra) em relação aos estudantes secundaristas e as ocupações de escolas - surgiu este texto.

Papa Francisco e a Rede Globo.

É interessante fazer uma comparação do pensamento, das ideias e defesas do Papa Francisco e da Rede Globo de Televisão, pois estão em campos diametralmente opostos.

O Papa Francisco está no caminho da defesa da Justiça Social, seguindo a opção idêntica de Jesus Cristo com a opção pelos pobres.

A Rede Globo no caminho da defesa da concentração, cada vez maior, do dinheiro do mundo nas mãos de 1% da sociedade e a opção pelo mercado (aqui me refiro aos banqueiros, megainvestidores de ações e títulos da dívida pública e as 500 grandes corporações mundiais).

Dai advém a pergunta. Leia mais »

Sem votos

Bolso cheio ou vazio decide eleição no Brasil, por Alexandre Tambelli

por Alexandre Tambelli

Uma discussão que precisamos resgatar na hora da análise do voto do brasileiro é a constatação de que a maioria do eleitorado vota pelo bolso e decide uma eleição este voto.

Quando a economia começou a ratear pós Levy a população sentiu no bolso.

Claro, que juntamos neste quadro eleitoral atual a criminalização da Política e das esquerdas, em especial a destruição das imagens do PT, Lula e Dilma fabricadas pela velha mídia oligopólica e corroboradas pelo Judiciário by Moro. E a Política do Legislativo by Cunha & PSDB do quanto pior melhor combinada com os reflexos da crise internacional que adentrou em terras brasileiras com mais força no segundo mandato de Dilma. 

O voto de 2016 é uma mistura de antipolítica, anti-petismo e bolso vazio.

Leia mais »

Média: 3.3 (10 votos)

Capa da Veja com Crivella: a Globo terceirizou o serviço, por Alexandre Tambelli

por Alexandre Tambelli

Veja e Rede Globo e a inusitada situação de não terem outra opção senão torcer para o Freixo no Rio de Janeiro. A capa da Veja com o Crivella fichado e preso.

É interessante imaginar a situação de uma direita midiática capitaneada pela Rede Globo que precisa apelar para uma capa da Veja com o Crivella fichado e preso: o candidato da direita contra a esquerda na eleição municipal do Rio de Janeiro.

Alimentaram tanto furor destes fundamentalistas religiosos contra o PT e as esquerdas em geral, contra a lucidez, contra a moderação, contra o diálogo, a favor da disseminação de ódio, de preconceitos, etc. e de repente, não mais que de repente, um deles pode chegar ao posto de Prefeito do Rio de Janeiro.

E o eleitorado teleguiado da Rede Globo e Veja, não evangélico, votando no Crivella para evitar de se instalar no Rio de Janeiro uma "facção do Foro de São Paulo, uma Ditadura bolivariano-comunista radical".

No quintal da Rede Globo a ascensão da Universal do Bispo Edir Macedo, inimigo fidagal da Globo e dono da emissora concorrente: a Record.

Leia mais »

Média: 4.9 (7 votos)

Fotos

Sem colaborações até o momento.

Vídeos

Sem colaborações até o momento.

Documentos

Sem colaborações até o momento.

Áudio

Sem colaborações até o momento.