Revista GGN

Assine
imagem de ANTONIO ATEU
Profissão EM LIBERDADE CONDICIONAL = DESEMPREGADO

CONTEÚDOS DO USUÁRIO

Postagens

Documentário: A colaboração da Volkswagen com a Ditadura Brasileira

Sugestão de Antonio Ateu

INÉDITO: COMO A VOLKSWAGEN COLABOROU COM A DITADURA

DO OUTRAS PALAVRAS

Num vídeo da TV pública alemã, a história oculta da Volkswagen: espionagem interna, delação de operários aos órgãos repressivos, prisões dentro da fábrica. Um exemplo emblemático da ligação entre capital e totalitarismo.

Leia mais »

Média: 5 (2 votos)

Histórico: Ângela Davis E O Futuro Da Luta Contra O Racismo

Angela Davis: As negras brasileiras representam o futuro do movimento


A ativista, professora e filosofa norte-americana responde perguntas sobre racismo, mulheres e o sistema carcerário em coletiva de imprensa no dia da Mulher Negra Latino-Caribenha.

Por Alessandra Monterastelli*





Angela Davis esteve nesta terça-feira (25) na Universidade Federal da Bahia (UFBA), em Salvador, para uma conferência em homenagem ao Dia da Mulher Negra Latino-Caribenha.
Leia mais »

Sem votos

Entrevista: Juarez Guimarães e a encruzilhada de 2018

Enviado por Antonio Ateu

do Sul21

Não há nada mais desmobilizador hoje do que 2018. Entre nós e 2018 há um abismo

por Marco Weissheimer

“O golpe em curso no Brasil se insere no processo internacional da contrarrevolução neoliberal que está construindo estados constitucionais não democráticos pelo mundo inteiro. Os golpistas estão divididos e enfrentam dificuldades para lidar com a crise de legitimidade decorrente do golpe, mas estão unificados programaticamente. E esse programa põe em questão princípios fundamentais do pensamento democrático do pós-guerra, gerando um cenário de instabilidade , ódio e intolerância”. A avaliação é do cientista político Juarez Guimarães, da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), que aponta graves conseqüências desse quadro nos planos nacional e internacional. “Os valores fundamentais da paz, da liberdade, dos direitos humanos, do pluralismo e da tolerância estão em questão e é por isso que falo que estamos vivendo uma crise civilizacional”, diz o cientista político em entrevista ao Sul21.

Juarez Guimarães analisa os acontecimentos recentes da vida política brasileira sob a perspectiva de uma linha histórica mais longa, aponta um déficit de consciência da esquerda sobre o que está acontecendo no Brasil e no mundo, defende a centralidade da campanha por Diretas Já e adverte sobre os riscos de depositar todas as esperanças em 2018 para a superação da crise atual. Para ele, quem achar que estamos vivendo apenas um intervalo no processo de normalidade democrática, pode avaliar, por exemplo, que a sentença do juiz Sérgio Moro contra o ex-presidente Lula deve ser reformada em segunda instância, uma vez que não tem base jurídica nem provas. No entanto, diz, estamos vivendo um estado de excepcionalidade onde a exceção é a regra. “Moro é corrompido politicamente e está exercendo seu mandato de juiz de forma partidária”. E acrescenta:

Leia mais »

Média: 4.3 (11 votos)

Žižek: A lição da vitória de Corbyn

Enviado por Antonio Ateu

do Blog da Boitempo

A lição da vitória de Corbyn

por Slavoj Žižek

O segredo do sucesso de Corbyn foi ter evitado se pautar tanto pelos corretivos da cultura "politicamente correta" quanto pelo jogo populista do "políticamente incorreto". O fato de tal abordagem representar nada menos do que uma mudança de peso em nosso espaço político é um triste indicativo dos nossos tempos. Mas é também uma nova confirmação da velha assertiva hegeliana de que, às vezes, a franqueza ingênua é a mais devastadora e sagaz de todas as estratégias.

O inesperado sucesso de Jeremy Corbyn e do Labour Party nas urnas inglesas deixou vermelha de vergonha a sabedoria cínica predominante entre os pretensos especialistas políticos. Até mesmo aqueles que se diziam simpatizar com Corbyn, mas que se esquivavam com a desculpa de que “Sim, eu votaria nele, mas a realidade é que ele é inelegível, o povo está muito manipulado e amedrontado, o momento ainda não é ideal para um lance tão radical.”

Leia mais »

Média: 4.3 (8 votos)

Ricardo Musse: Um Balanço Para Não Cair

 “Roupa suja se lava em casa”, diz professor Ricardo Musse sobre PT

 

 

 

DA AGÊNCIA PÚBLICA

por Ciro Barros | 19 de junho de 2017

 

Fundador do partido, sociólogo diz que PT “não tem que ir a público fazer autocrítica” e que nossos ricos, ao contrário do 1% americano, “não têm legitimidade para governar” porque foram incapazes “de construir um Estado nacional”

“Vou te pedir para não usar o termo ‘autocrítica’, porque é um termo stalinista.” A frase vai de encontro ao intuito da reportagem. Em quase duas horas de entrevista, Ricardo Musse, doutor em Filosofia e coordenador do Laboratório de Estudos Marxistas (LEMarx) da Universidade de São Paulo, foi instigado pela reportagem da Pública a fazer um balanço dos últimos movimentos do Partido dos Trabalhadores – do qual não é filiado, mas fundador e entusiasta. Leia mais »

Sem votos

Governo Golpista: O Sujo E O Podre

O indigitado sucessor do actual presidente do Brasil

 

Meirelles, tão sujo quanto Temer

 

por Osvaldo das Neves

'.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

  Leia mais »

Sem votos

França: Eleições com abstenção recorde

O partido A República em Marcha, do presidente Emmanuel Macron, foi o grande vencedor da eleição legislativa francesa.REUTERS/Bertrand Guay/Pool

media
 

Enviado por Antonio Ateu

do RFI

Partido de Macron vence eleição legislativa francesa marcada por abstenção recorde

Os cerca de 47 milhões de eleitores convocados para o segundo turno da eleição legislativa francesa não se mobilizaram para o pleito. Menos da metade foi às urnas neste domingo (17). Confirmando as previsões, o partido A República em Marcha, do presidente Emmanuel Macron, foi o grande vencedor, e terá mais de 350 deputados, dos 577 que compõem a Assembleia Nacional da França.

Leia mais »
Média: 2.7 (3 votos)

Portugal: Chamas da tragédia

Enviado por Antonio Ateu

do Expresso

A estrada mais triste de Portugal

por Ricardo Marques

Dizem que é uma estrada, mas não passa de uma ausência. Como se vida tivesse sido sugada de repente e o caminho entre Figueiró dos Vinhos e Castanheira de Pera não passasse agora de uma coisa que já foi. Dezena e meia de quilómetros reduzidos a nada. Há ramos caídos, fios de eletricidade tombados e, na berma, um homem que pede lume. “Já viu a ironia disto”, pergunta, enquanto acende uma cigarrilha. Depois segue o seu caminho, em direção a um dos epicentros do pior incêndio florestal que atingiu Portugal.

Leia mais »

Média: 5 (2 votos)

Governo Golpista: A Pec Dos Gastos Garantiu A Reforma Da Previdência

REFORMA DA PREVIDÊNCIA JÁ FOI GARANTIDA E VOCÊ NÃO VIU: COMO A PEC DO TETO SELOU O DESTINO

 

Helena Borges

 

 

19 de Junho de 2017, 12h48

UM DOS EFEITOS colaterais mais danosos da PEC do Teto, aprovada no ano passado, tem passado despercebido nos últimos meses: ela tornou a Reforma da Previdência obrigatória. Por ordem da emenda constitucional aprovada, o orçamento da Previdência (assim como de demais áreas) deverá ser “congelado” por vinte anos nos níveis de 2016, sendo corrigido apenas pela inflação. O problema é que a quantidade de idosos no país vai aumentar neste período, de acordo com dados do IBGE. Ou seja, para que orçamento da Previdência se encaixe no teto, será obrigatoriamente necessário limitar o valor investido em aposentadorias.

  Leia mais »

Média: 5 (1 voto)

Economia: Crash À Vista

Alerta Wall Street: Perigoso Superaquecimento No Preço Das Ações Mundiais

 

Leia mais »

Sem votos

Crise: O Que Se Passa Na Venezuela

VENEZUELA SEM FAKE NEWS

Esqueça muito do que você leu por aí: não há catástrofe humanitária nem Maduro está para cair; mas há manifestantes quase todos os dias nas ruas, e eles não são “terroristas”, como dizem os apoiadores do governo

DA PÚBLICA

por Natalia Viana | 13 de junho de 2017

Leia mais »

Sem votos

Naomi Klein: Resistir À Doutrina do Choque

COMO RESISTIR À DOUTRINA DO CHOQUE DE DONALD TRUMP

Naomi Klein

15 de Junho de 2017, 7h00

DO INTERCEPT

 

Resultado de imagem

“CHOQUE”. ESSA PALAVRA tem aparecido muito no noticiário desde novembro – por motivos óbvios.

Estudei a questão do choque durante muito tempo. Dez anos atrás, publiquei o livro A Doutrina do Choque, uma análise do fenômeno ao longo de quatro décadas: de 1970, com o golpe de Pinochet no Chile – apoiado pelos EUA –, a 2005, com o Furacão Katrina.

Notei uma tática brutal empregada repetidamente por governos de direita: se aproveitar da desorientação causada por episódios traumáticos – guerras, golpes de Estado, atentados terroristas, crises econômicas e catástrofes naturais – para suspender a democracia e implantar medidas “neoliberais”, enriquecendo os mais ricos às custas dos pobres e da classe média. Leia mais »

Sem votos

'Fomos ingênuos' em relação à mídia, afirma Dilma

Por Antonio Ateu

Política: A Poderosa Entrevista de Dilma Rousseff

Entrevista exclusiva: Dilma Rousseff sem censura, ou quase

DO PÁGINA 13

“A pauta política dominante é machista, fundamentalista e tende à regressão”

“Não percebi a aversão das classes enriquecidas a pagar qualquer parte da crise”

“Fomos ingênuos em relação aos meios de comunicação. São antidemocráticos!”

 

Leia mais »

Média: 3.3 (10 votos)

Politica: A Suruba Do Conchavo Ou O Conchavo da Suruba

 

SURUBA DO PSDB COM DORIA E TEMER DESNUDA OPÇÃO PELA VELHA POLÍTICA DE CONCHAVOS

 

 

 

 

 

DO INTERCEPT

 

 

 

Tomás Chiaverini

 

14 de Junho de 2017, 16h49

 

O BRASIL ESTÁ FARTO dos políticos tradicionais, não aguenta mais corrupção, o sistema está podre e precisa mudar. Das manchetes às redes sociais, passando por botecos e padarias, esse é o discurso dominante. Precisamos desesperadamente de algo novo. O que se vê na prática, contudo, é que os brasileiros e seus principais partidos continuam apostando no de sempre. Leia mais »

Sem votos

Naomi Klein: a agenda catastrófica de Trump

Sugestão de Antonio Ateu

do The Intercept

O pior da agenda tóxica de Donald Trump só será desencadeado com uma grande crise nos EUA

por Naomi Klein

DURANTE A CAMPANHA PRESIDENCIAL, algumas pessoas achavam que os pontos mais abertamente racistas da plataforma de Donald Trump eram apenas uma estratégia para causar irritação, não um plano de ação concreto. Porém, na primeira semana de seu mandato, quando ele vetou a entrada de cidadãos de sete países de maioria muçulmana, a ilusão logo foi desfeita. Felizmente, a reação foi imediata: marchas e protestos em aeroportos, greves de taxistas, manifestações de advogados e políticos locais. Por fim, o veto foi considerado ilegal pela Justiça americana.

Esse episódio mostrou a força da resistência e a coragem da Justiça; havia muito o que comemorar. Alguns chegaram a dizer que essa primeira derrota havia disciplinado Trump, que a partir de então seguiria uma rota mais convencional e racional.

Outra perigosa ilusão.

Leia mais »

Média: 4 (4 votos)

Fotos

Sem colaborações até o momento.

Vídeos

GAIARSA: O PENSAMENTO VIVO DA SEXUALIDADE

A HERANÇA DE GAIARSA

UM MOMENTO HUMANO

UM MOMENTO HUMANO

Documentos

Sem colaborações até o momento.

Áudio

Sem colaborações até o momento.