Revista GGN

Assine
imagem de Geraldor
Formação -Bacharel - UFMG

CONTEÚDOS DO USUÁRIO

Postagens

Primeira sexta-feira, por GeraldoR

Primeira sexta-feira, por GeraldoR

Ao levar meu carro para lavar fui informado pelo lavador de rua, a boca pequena, que excelente partida de fumo estava sendo comercializada em Cabana, uma comunidade de Belo Horizonte. “Coisa nova, chegou recentemente, veneno”, afirmou o lavador entusiasmado.

Era final dos anos 70, sempre que precisava levava meu Karmann Ghia para lavar com conhecidos lavadores na região do bairro Santo Agostinho. Vivíamos um período de intensa repressão aos usuários, cana dura ou, dependendo do juiz, internação em clínica para "tratamento", de onde muitos saiam chué.

Na ocasião, conhecido delegado circulava pela cidade em um Dodge Dart que tinha uma escopeta sob o capô, cuspia chumbo 2t, anos pesados.

Leia mais »

Média: 4.4 (14 votos)

O deserto de Tepântar

 

O deserto de Tepântar

 

RABINDRANATH TAGORE

 

Não sei que horas são, mãe.

Mas a luz do dia vai escurecendo no céu,

E não estou achando nenhuma graça no meu brinquedo;

Por isso vim para junto de ti.

 

Hoje é sábado, o nosso dia santo.

Deixa o trabalho, mãe; senta-te aqui junto à janela

E dize-me onde é o deserto de Tepântar,

do conto de fadas.

 

A névoa da chuva cobre o dia de um a outro lado.

Os relâmpagos arranham o céu com suas unhas de fogo.

Estala o trovão ribombando pelas nuvens.

Como eu gosto de ter medo, então, e de agarrar-me a ti.

 

Quando a chuva goteja horas nas folhas do bambual

e as janelas estremecem e rangem às rajadas do vento,

eu gosto de ficar no quarto sozinho contigo, mãe,

e ouvir-te falar do deserto de Tepântar, do conto de fadas. Leia mais »

Média: 5 (1 voto)

Fotos

Sem colaborações até o momento.

Vídeos

Som

.

.

.

.

.

.

.

.

.

Documentos

.

.

.

.

Solo

O SOLO


 Redação RuralNews


 Toda a estrutura de uma propriedade rural se baseia na terra ou melhor, no solo, ou seja, a camada superior ou externa, em geral de cor preta, escura ou avermelhada da qual dependem, diretamente, todas as plantas do mundo e indiretamente, toda a vida animal desse nosso planeta.


 Apesar de toda essa importância, o solo mede, em média, apenas 20 a 30cm de espessura. É dele que todas as plantas retiram os elementos nutritivos de que necessitam para germinar, crescer e produzir flores, frutos e sementes – dele depende toda a humanidade. Onde o solo é destruído, nasce um deserto. É por essa razão que devemos fazer todos os esforços para preservar essa fina camada de terra.


 Assim sendo, para que continue produzindo satisfatoriamente, não ficando fraco devido à perda dos elementos nutrientes que o compõem, devemos adotar algumas práticas para  preservá-lo, conservando suas qualidades e evitando sua exaustão. Para isso, devemos: Leia mais »

ECOTURISMO NÃO PODE SER ECODESTRUIÇÃO

ECOTURISMO NÃO PODE SER ECODESTRUIÇÃO


Redação RuralNews


  Leia mais »

Áudio

Sem colaborações até o momento.