Revista GGN

Assine
imagem de Jorge Lima

CONTEÚDOS DO USUÁRIO

Postagens

Carta Aberta ao Coordenador da "Lava Jato"

Hoje, por duas vezes, tomei conhecimento da opinião do douto Procurador Deltan Dallagnoll sobre a aprovação do seguimento do processo de impeachment da Presidente Dilma na Câmara dos Deputados. Sua Excelência afirmou que a "Operação Lava Jato" é uma operação técnica, que se encontra fora do alcance de ingerências políticas, e que continuará ampliando o rol dos investigados e condenados.

Tendo passado mais da metade da minha vida no serviço público, 06 anos no Exército e 21 na Polícia Civil do RS, além de ter me tornado um especialista em cobertura da mídia desde o processo do "mensalão", quero auxiliar o coordenador dessa operação a compreender o que acontecerá no dia seguinte a ascenção de Michel Temer ao cargo de Presidente da República.

Senhor Procurador, os vídeos em que Vossa Excelência aparece palestrando em igrejas neopentecostais serão exibidos no Jornal Nacional, onde especialistas dirão que seu comportamento é de um extremista religioso, que esqueceu as leis e resolveu agir de acordo com uma versão evangélica da "sharia". Comparações com a Al Qaeda, o Taliban e o Exército Islâmico serão a consequencia natural das análises. Leia mais »

Sem votos

O caso Jardel na Assembleia Legislativa do RS

Por Jorge Lima

Já é notícia nacional a bronca envolvendo o ex jogador Jardel, atualmente deputado pelo PSD no RS. Mas os detalhes mais importantes dessa história ficaram fora das manchetes.

O Deputado Jardel deu o voto de desempate para aumentar o ICMS no RS. Logo em seguida foi agraciado com uma viagem a Europa, que custou quase 40 mil reais para a ALERGS. As notícias sobre a viagem deixaram implícito que fora uma recompensa pelo voto decisivo. Mas ninguém sabia, na época, que o parlamentar estava grampeado pelo Ministério Público. Portanto as tratativas para negociar o voto estão registradas, e podem revelar um "mensalão gaúcho", com compra de votos para aprovar projetos de interesse do governo Sartori, que nada mais é do que um laranja do grupo RBS.

Leia mais »

Média: 4.6 (20 votos)

Dançando com o Diabo, por Jorge Lima

Um ex-aluno do CPOR publicou no Facebook um vídeo onde mostra um cartucho de fuzil e diz "Esta é para ti, Dilma. Estou só esperando o toque da corneta." O indivíduo vestia um uniforme do Exército Brasileiro, com as insígnias de oficial. Após o vídeo se tornar de conhecimento público, a conta foi apagada, e, entrevistado, o indivíduo afirmou que era uma brincadeira, e que alguém tornara o vídeo público, o que não seria sua intenção.

Questionados pela reportagem do G1, o Ministério da Defesa e a Polícia Federal deram as seguintes explicações: segundo o MD, o autor da ameaça serviu ao Exército em 1998, e não faz mais parte dos quadros da Força. O objeto exposto no vídeo é um chaveiro, portanto não há razão para que se investigue o fato. O uniforme usado no vídeo já não é mais usado, e o indivíduo apresenta-se com a barba por fazer, o que fere os regulamentos militares. Já a PF foi mais sucinta, dizendo que não cabe investigação por não se tratar de munição real.

Quanto ao GSI, responsável pela segurança da titular da Presidência da República, não há qualquer menção ao que pensa sobre o fato, e quais providências tomou em relação a ele, se é que tomou alguma. Sequer foi questionado pela reportagem. Tampouco saberemos por outros meios, porque é óbvio que tudo que se refere à segurança do ocupante da cadeira é secreto.

Leia mais »

Média: 4.7 (15 votos)

Pau de Vento

A reação do PT à última chinelagem da Veja me lembrou de uma anedota. O sujeito vivia com a esposa em uma cidade do interior. Um dia a esposa anuncia que está grávida. A barriga vai aumentando, passam-se os nove meses e ela entra em trabalho de parto. Mas não tem bebê, era uma gravidez psicológica.

A notícia se espalha na cidadezinha, e o pobre do marido ganha o apelido de “Pau de Vento”. Passam-se os meses e os anos, e o coitado suporta em silêncio as gozações. Mas a raiva vai se acumulando a cada dia. Não aguentando mais, e sentindo-se a beira de uma explosão, ele procura o padre da cidade e desabafa. O padre aconselha – Meu filho, não ligue. Um dia eles esquecem e param de atormentá-lo. Deus, em Sua infinita bondade vai compensá-lo por todo esse sofrimento.

O cara se sente confortado e diz ao padre que não vai mais ligar para as chacotas. Despede-se e sai da igreja. O padre está se dirigindo ao altar quando ouve uma série de tiros na rua. Sai correndo e encontra o apelidado com um revólver fumegante na mão, e no chão um homem morto, caído sobre uma bicicleta, com seis buracos de bala no rosto. Leia mais »

Média: 1 (1 voto)

O ecossistema da corrupção, por Jorge de Lima

Por Jorge de Lima

Há tempos que venho pensando em escrever sobre “Corrupção”. Coloco entre aspas porque me parece que todo o debate a respeito parte de uma premissa intencionalmente equivocada. Fala-se de “Corrupção” como se estivéssemos tratando de algo tangível, algo personificado ou materializado, contra o quê fosse possível utilizar meios físicos para que fosse eliminada.

Mas “Corrupção” não é uma coisa. “Corrupção” é o meio pelo qual se burla as leis escritas e não escritas. Exemplifico: como policial, durante 21 anos, me habituei a ver conceituada “corrupção policial” como o ato de receber dinheiro ou vantagens pessoais para não investigar e prender determinado indivíduo. Mas o fato de que promoções, transferências arbitrárias, escolha de servidores para missões que garantiam vantagens financeiras fossem decididas pelas chefias a partir de simpatias pessoais fosse encarado como fato normal, prática institucionalizada, me surpreendeu depois de alguns anos.

Ora, quando se entra em um ambiente corrompido, nos quais as práticas corruptas são o padrão, demora-se algum tempo para notar que algo está errado. Durante anos eu considerei corruptos os policiais que se aliavam a criminosos. Quanto ao fato de que muitos eram promovidos, ocupavam as melhores funções, eram escolhidos para as melhores missões, do ponto de vista de ganho financeiro, me parecia algo normal, já que era assim quando eu entrei, e continuaria assim quando eu me aposentasse. Só recentemente me dei conta de que o favorecimento pessoal, por conveniência e simpatia entre chefe e subordinado, é uma modalidade de corrupção, até de peculato uso, além de improbidade administrativa tipificada em lei.

Leia mais »

Média: 5 (3 votos)

"Seu" Gabino

Faz dias que eu lembro do "Seu" Gabino. Desde que começaram as manifestações, principalmente. Quem é de Rosário o conheceu. "Seu" Gabino era uma boa pessoa, amigo do meu pai, mas era meio selvagem. Uma vez ele machucou um dedo, a ferida infeccionou, então ele colocou o dedo no picador de lenha e o decepou com uma machadinha. Ninguém me contou. Eu vi a mão dele enfaixada e assisti ele dizer a meu pai o que tinha feito. Mas tenho lembrado do "Seu" Gabino não pelo dedo decepado a machadinha, mas pelas convicções políticas dele. Em plena ditadura, "Seu" Gabino tinha certeza de que tudo aquilo era a implantação do Comunismo no Brasil. AI-5? Comunismo. Fechamento do Congresso? Comunismo. Presos políticos? Comunismo. "Seu" Gabino acreditava que o golpe militar de 1964 tinha dado início a implantação do Comunismo no Brasil. E não adiantava meu pai dizer que era o contrário. Que o golpe tinha acontecido para evitar o Comunismo. "Seu" Gabino ouvia rádio e não entendia o que era dito. Leia mais »

Sem votos

Tráfico de Órgãos

Apesar de não ter nenhuma fé na raça humana, nunca levei muito a sério esse negócio de tráfico de pessoas e de órgãos. Sempre achei que era muito lenda urbana, e que seria impossível fazer um transplante em uma clínica de fundo de quintal, dada a tecnologia e os recursos exigidos.
Mas hoje, assistindo a um filme cujo título em português é "Tráfico de Órgãos", eu mudei de opinião. Esse filme está passando há dias na Sky, e eu não tinha assistido porque é classificado como filme de terror. Leia mais »

Sem votos

Tráfico de Órgãos

Apesar de não ter nenhuma fé na raça humana, nunca levei muito a sério esse negócio de tráfico de pessoas e de órgãos. Sempre achei que era muito lenda urbana, e que seria impossível fazer um transplante em uma clínica de fundo de quintal, dada a tecnologia e os recursos exigidos.
Mas hoje, assistindo a um filme cujo título em português é "Tráfico de Órgãos", eu mudei de opinião. Esse filme está passando há dias na Sky, e eu não tinha assistido porque é classificado como filme de terror. Leia mais »

Sem votos

Nova PEC para unificação das polícias

O Senador Blairo Maggi apresentou uma Proposta de Emenda Constitucional (PEC), para alterar o sistema de segurança pública em vigor. A PEC 102/2011 propõem que seja permitido ao Distrito Federal e Estados que disponham sobre o modelo de polícia que desejam. Cada unidade federada poderá optar pelo modelo atual, com polícia civil e polícia militar, ou adotar uma polícia única.

Além da unificação das polícias, a PEC também estabelece que, a exemplo do que já ocorre com Saúde e Educação, um porcentual do orçamento será vinculado à área de segurança pública. Como razão para isso, a proposta refere que os recursos da segurança pública costumam ser contigenciados, reduzindo os investimentos em tecnologia e equipamentos.

A proposta é boa, mas pode ser melhorada. Seria interessante que fosse estabelecida uma única porta de entrada, com a adoção de carreira única. Um dos pontos mais criticados atualmente, tanto nas polícias estaduais quanto na Polícia Federal, é o fato de pessoas sem qualquer experiência policial, ou profissional, terem a possibilidade ingressar nas instituições policiais já em cargos de comando. Isso não acontece em nenhum outro lugar do mundo. Leia mais »

Sem votos

Governo do RS debocha dos policiais estaduais

O governador Tarso Genro, do PT, mostrou hoje qual será sua política para os servidores da Segurança Pública. Em reunião com entidades de classe dos agentes da Polícia Civil e dos praças da Brigada Militar, Sua Excelência ofereceu 6% de reajuste, sendo 3% em outubro/2011 e 3% em março/2012. O porcentual representa cerca de R$ 60,00 para um soldado da BM e R$ 90,00 para um agente policial. Desde o começo do ano, o governo nomeou mais de 300 CCs, todos da companheirada do Partido, a um custo de cerca de R$ 3.000.000,00 anuais. Assim não tem mesmo como pagar um salário digno para quem se arrisca todo dia na rua.

 

Sem votos

Choque e Terror

Minha impressão é que instalou-se um clima de "choque e terror" na blogosfera com o resultado da eleição presidencial, que remete ao segundo turno. Não consegui encontrar uma única análise racional em todo o dia de hoje. Parece que a votação da Marina, e a possibilidade, concreta eu diria, de ela declarar apoio ao Serra no segundo turno apavorou todo mundo.

No entanto, ninguém se concentra em um fator fundamental: a abstenção, que chegou a 1/4 do eleitorado. Contando brancos e nulos, 34 milhões de eleitores não votaram no primeiro turno. Pelo que eu li hoje, só os que deixaram de comparecer às urnas somam 24 milhões de votos, o que ultrapassa a candidata verde em 4 milhões. Se isso está correto, o problema não é a votação de Marina, que superou em 4% a previsão das pesquisas. Leia mais »

Sem votos

A "bala de prata" virá da Colômbia

Nos últimos dias tem sido especulado, em diversos blogs, sobre qual seria a "bala de prata" a ser disparada na última semana da campanha, quando, em tese, não haveria tempo para desmentidos. Alguns apostam em uma entrevista com familiares de alguém morto durante os anos da luta armada, atribuindo o fato à Dilma. o que seria uma forma de materializar as acusações de terrorismo e prática de crimes imputados à candidata.

Acredito que o mote será outro. O ataque que matou o líder das FARC, Mono Jojoy, esta semana pode muito bem ser a matéria prima com o qual será forjado o projétil que tentará abater a candidatura governista. Todos lembram do que ocorreu em episódio semelhante, a morte de Raul Reyes, há algum tempo. Logo em seguida, foi noticiado que fora apreendido o computador de Reyes, onde havia sido encontrada grande quantidade de informação. Essas "informações" foram largamente utilizadas por uma revista colombiana, pertencente ao irmão do atual presidente Juan Manuel Santos, para lastrear reportagens com acusações generalizadas, inclusive a ministros do governo brasileiro e oficiais de nossas forças armadas, prontamente repercutidas na imprensa brasileira. Leia mais »

Sem votos

Novos juízes no RS

O portal da RBS publicou agora há pouco a notícia de que o TJ-RS divulgou a lista de aprovados no último concurso para o cargo de Juiz de Direito substituto. A notícia está no site do TJ, nesse link: http://www1.tjrs.jus.br/site/imprensa/noticias/?idNoticia=121410.

A parte interessante está bem no final da notícia:

 A maior parte dos aprovados são assessores de Desembargador ou Juiz - 15; e Advogados, 13, seguidos de Assessores do Ministério Público, sete, e outras funções. 17  são egressos da PUCRS; 12 da UFRGS, quatro da UPF e da UFPEL, e 3 do Instituto Cenecista de Ensino Superior de Santo Ângelo.

Pois é...eu nunca imaginaria algo assim. Deve ser só coincidência...

Sem votos

Algo interessante está acontecendo

 

Há cerca de 01 mês voltei a trabalhar na "linha de frente", pois fui movido da burocracia para a área de investigação da DP onde trabalho. Iniciamos algumas operações para obter provas contra suspeitos de diversos delitos e, depois de alguns dias sem conseguir resultados, descobrimos que eles haviam sumido do nosso radar porque optaram por reintegrar-se a sociedade e estavam trabalhando em empregos formais, com carteira assinada.

Parece que a situação da economia, com crescimento exponencial de vagas, está gerando um bem vindo efeito colateral, que é a reinserção social de pequenos (ou nem tanto) delinquentes de "carteirinha".

 

Sem votos

Fotos

Sem colaborações até o momento.

Vídeos

Assim se faz campanha...

Zeitgeist - O Filme

Não sei como classificar: zen, teoria da conspiração, libertarians... De qualquer forma, achei muito interessante e faz sentido. 

Seu navegador não é capaz de exibir esse conteúdo multimídia.

Documentos

Sem colaborações até o momento.

Áudio

Sem colaborações até o momento.