Revista GGN

Assine
imagem de junior50

CONTEÚDOS DO USUÁRIO

Postagens

A 'Mani Pulite' versão século XXI, por Aurelio Junior

 
Por Junior50
 
 
O Moro está atrasado, baseia-se no passado, a "mãos limpas italiana" é década de 90, cuja face pública, não o "fascio", foi o alegado "combate à corrupção politica e econômica ", que até mesmo gerou um "filhote inconveniente", Silvio Berlusconi e seus "sobrinhos" - a extrema direita italiana.
 
Os sociólogos, analistas politicos, acadêmicos em geral, não se ativeram aos aspectos econômicos geopolíticos gerados por esta operação, no momento que ela foi utilizada como parte da ofensiva de "europeização", dos conglomerados nacionais, o caso FinMeccanica é bastante explicativo para esta análise, como também a situação ocorrida com a Aliança estratégica Fiat-Chrysler, a formação da PSA (Renault + Citroen + Peugeot), até pode-se incluir neste sistema de conglomerados, outras empresas formadas nesta época (pré Euro), como Airbus Group, MBDA....etc.

Leia mais »

Imagens

Média: 4.1 (23 votos)

Exército fecha contrato com a Saab para sistemas antiaéreos

Sugerido por junior50

Na segunda-feira, a SAAB Defense Systems, anunciou em seu site, a assinatura de um contrato no valor de R$ 30 milhões, para fornecer sistemas antiaéreos para o Exército Brasileiro, do modelo RBS 70 NG/ Bolide II - não especificando a quantidade de mísseis ou de lançadores ( acredita-se, de acordo com a IHS Janes, serão 16 tripés + 6 conjuntos completos de simulação, portanto pela linha logistica comum deste armamento, serão fornecidos no minimo 50 misseis operacionais + 12 misseis de treino - "azuizinhos").

-x-x-

Era antigo o desejo do EB em conseguir este sistema, ideal para operações de NÃO-Guerra ( o contrario dos Igla-S russos).

Transferencia de tecnologia: A SAAB se compromete, mesmo com uma encomenda tão pequena, a "abrir" o software de comunicação de dados ( link bateria - radar de tiro - radar de area ) do sistema, para que ele se agregue aos radares nacionais SABER -100/200 da BRADAR - EMBRAER ( ex- Orbisat), por consequencia a Rede Sisdabra/Comdabra, sendo que para este equipamento, tal "linkagem", é inédita na América Latina ( Argentina e Venezuela tb. possuem este sistema), e nos demais 16 paises que o utilizam, apenas na Suécia o RBS70 é linkado em rede.

Leia mais »

Média: 4 (7 votos)

Sistema NATO adquirido pela Embraer/ FAB

Autor: 

   Leiam em: www.aereo.jor.br/2013/10/09/iff-da-thales-equipara-os-a1m-e-e-99/

Em um mundo no qual a bisbilhotagem eletronica está no "ordem do dia" , um equipamento básico da avionica defensiva de duas de nossas principais aeronaves, que estão sendo modernizadas, são adquiridos da Thales, seguindo os milstd (military standards), da NATO - inclusive com a perspectiva, já contida e liberada, de comunicar-se com os modos operacionais (4 , 6 e S ) constantes na "babel" de frequencias-radar ativas e passivas NATO.

Claro que a Thales, liberou um dos modos, para que coloquemos nossa própria criptografia, compativel ao DataLink BR2 e aos F-5EM, cuja avionica defensiva é toda israelense (Elisra IFF/RWR) - um software nosso, em um total hardware turn-key. Eles são muito legais, mas a cada atualização de software, técnicos deles serão chamados, como por exemplo: atualização das bibliotecas eletronicas.

Pergunta 1: Quais os primeiros equipamentos de guerra eletronica desenvolvidos pela India, Israel, Africa do Sul e Irã, para suas aeronaves, incluindo as adquiridas de outros paises ?

Resposta: IFF e RWR Leia mais »

Sem votos

o material de defesa russo - 1

   Notei já há algum tempo, nos participes do blog, e em algumas noticias da grande midia, e em até alguns artigos veiculados por pequenos jornais partidários e/ou blogs "engajados" (de ambos os sentidos do chamado "espectro ideológico"), que faz-se necessário algumas considerações relevantes sobre a nova industria de defesa russa, ainda mais agora quando nosso governo propõe a aquisição de equipamentos desta origem, certamente a quitanda de abobrinhas será aberta, e o besteirol tupiniquim tipico "anos 60/70", se derramará pelas paginas.


    De chofre já informo que não sou um "apaixonado" pelos sistemas russos, ou mesmo pelos americanos ou europeus, particularmente prefiro os de origem israelense, talvez por melhor entende-los e conhece-los, mas não sou idiota em negar a expertise russa na area, e a comprovada eficiência de alguns de seus sistemas, conjunto de sistemas e/ou vetores especificos. Leia mais »

Média: 3 (2 votos)

FX2: Proposta Gripen NG-BR - 2

     Enquanto os outros dois concorrentes se movimentam, principalmente na area politica, ou como os franceses dizem: " 65 projetos de cooperação com industrias e entidades brasileiras, que ja geraram 39 memorandos de entendimento com parceiros brasileiros", os suecos da SAAB realizam ações mais diretas e públicas. Leia mais »

Sem votos

China/ Boa experiência

    Desculpem minha agressividade dos ultimos dois posts, mas não sou de negar o que penso.

    A FAELP (força aerea do exercito de libertação popular), tem desde os anos 60, alem do objetivo básico de força aerea, o controle de todas as fabricas,laboratórios e institutos de pesquisa, que de alguma forma se relacionam com a aviação, a India se assemelha, com o estado indiano detendo os centros de pesquisa, laboratórios e após decisão governamental a produção é destinada a empresas privadas, mas de capital majoritariamente indiano, portanto quando uma empresa ou governo estrangeiro (inclusive a parceira fundamentla na defea indiana, a Russia) participa de algum contrato, não é com uma empresa, é com o DRDO (defense reseach developement organization) . Leia mais »

Média: 1 (1 voto)

Defesa: Fatos relevantes para pensar

      É fato corriqueiro nos posts sobre defesa (fx,submarinos e etc.), a "torcida" ou discussóes técnicas a respeito dos temas, mas sempre nesta area especifica devemos verificar os menores movimentos, o que ocorre com as empresas, os governos, são sempre varios atores que participam do processo, e no caso os militares são os menos relevantes, não fiquem bravos, mas é assim que funciona, por que? Defesa é produto, é capital empregado de maturação lenta, e riscos, para os investidores, alto. Portanto devemos sempre, independente das discussões técnicas, nos ater aos fatos relevantes na area economica e suas variaveis.Alguns dados:

      Possuimos varias empresas privadas que atuam na area, tipo: Atech,Avibrás,Mectron,Orbisat,Aeroeletronica,Inbra,Atmos,Engeprom,Inace,Akaer e outras, todas empresas de porte variando de pequeno a médio, alem de estruturas estatais como o ITA, AMRJ, CTEX, mas estas recebem subsidios, poucos, do governo federal ou Min Ciencia e Tecnologia, as privadas se "viram" em matéria de capital, tanto financeiro quanto humano, as universidades passando ao largo do processo, como se ele não existisse. Leia mais »

Sem votos

Cyber guerra (hackers em ação real)

     Na balada dos ataques virtuais ao nosso governo,este artigo dá uma idéia real de como é necessária uma abrangente estrutura de cyber defesa, e de que como, mesmo os mais preparados governos e entidades podem ser "atacados", e complementa meu post sobre a 5a dimensão da defesa - a virtual.

      UAVs americanos são alvos de hackers iraquianos,

      Em 2010 noticia do Wall Street Journal afirma que rebeldes xiitas iraquianos estariam usando softwares para roubar imagens e informações enviadas automaticamente por UAVs americanos em operação no Iraque. Os dados transmitidos pelas aeronaves não-tripuladas foram capturados por sotwares do tipo Skysoftware, desenvolvido para interceptar musicas,videos,fotos e outros arquivos disponibilizados pela web, e o Skygrabber, que intercepta downloads feitos via satélite. São softs" de baixo custo, idealizados para capturar e trocar conteudos legais que circulam na web, e na mão de hackers, ganharam outra finalidade. Leia mais »

Sem votos

Custos X Defesa

    Muito foi falado no blog, a respeito do contrato formalizado pela Embraer junto ao MinDef, refrente a modernização dos 11 caças F-5E/F, adquiridos em 2009 da Real Força Aerea da Jordania, e curioso fui procurar o contrato, achei.

     "Em 24/12/2010 o DOU publicou o extrato de dispensa de licitação numeros 4/2010 e 5/2010 referentes a modernização da frota de caças Embraer A-1 A/B e F-5E/F. Pelo extrato 4, serão revitalizadas 43 aeronaves A-1, sendo 33 A-1A e 10 A-1B, pela Embraer Aviation International, ao valor de 55.372.860,54 de Euros, aproximadamente 1,29 milhões de Euros por aeronave. A mesma Embraer realizará a revitalização dos 11 jordanianos, 3 F e 8 E , ao custo de US$ 107.519.244,09, que perfaz um custo por célula (11) de US$ 9,77 milhões" Leia mais »

Sem votos

Dos Emirados para Anápolis

     Eu já tinha ouvido esta história algumas vezes, mas agora lendo a coluna do Cel. Camazano na revista ASAS n. 60, parece que a "coisa" é séria, pois ele sabe das coisas e especialista em bastidores da FAB:

      Do Camazano: " dois experientes pilotos da FAB estiveram nos Emirados Arabes Unidos analisando e avaliando o estado dos caças Mirage 2000-9 daquele país. Tendo em vista que os nossos Mirage 2000 C/D somente podem operar (com sorte -destaque meu) até 2014, os jatos dos EAU se mostram como uma boa opção, uma vez que eles possuem sistemas embarcados de altissima tecnologia, se comparados aos nossos"

      Os EAU tem uma frota de aproximadamente 60 M-2000-9, biplaces e monoplaces, a maioria deles operando desde 2003, sendo que uma pequena parte destes vetores são modernizações dos M2000-5 que anteriormente eram operados pelos Emirados.

      É papo corrente já há alguns anos que os EAU estariam interessados na aquisição de Rafales, mas exigiam que a Dassault (governo frances), arruma-se algum país que compra-se seus M2000-9 usados. Leia mais »

Sem votos

Copa do Mundo e Olimpiadas

      Caro Nassif e demais amigos,

      Apesar das discussões no blog sobre os FX, Submarinos, Navios etc, estou vendo o mercado de defesa e segurança, se "agitando" com vistas aos eventos internacionais que se realizaram no País, e salvo melhor juizo, não vi nada na midia tradicional ou nos blogs mais lidos, discussões a este respeito.

      Acredito que quem ja leu meus posts, tem idéia que eu me preocupo com esta area especifica, e em minhas idas e vindas, reparei que algumas empresas estão se enfrentando e "lobando" fortemente, com vistas as verbas destinadas as rubricas referentes a segurança anti-terror e criminal que podem ocorrer nestes eventos de 2014 e 2016, e é muita "grana" que vai rolar.

       Sei de movimentações "off", como as da SAAB Systems, da Africa do Sul, que fez a ultima copa; da EADS + Odebrecht (Copa Segurança e Defesa); dos israelenses, através da Aeroeletronica e Rafael Defense;  e da prospecção de parceiros internacionais que está movimentando a Embraer Segurança e Defesa. Leia mais »

Sem votos

Embraer S&D/Orbisat x Thales/Omnysis

    É corrente no mercado que os projetos de médio e longo prazo mais interesantes na area de defesa nacional, são: SISFRON (sistema de proteção de fronteiras) e o SiGerAAz (sistema de gerenciamento da Amazonia Azul ou SIVAM-Azul e Pré-Sal).

    Basicamente a arquitetura dos dois sistemas demanda uma eletronica de ponta, com radares, vants estratégicos, sistemas C4IS (comunicação,comando,controle,computadores, inteligencia e vigilancia) todos integrados aos meios presentes e projetados pertencentes a MB e a FAB.

    O CTex (centro tecnologico do exército) desenvolveu junto com a Orbisat o radar SABER M60, que é proposto, quase vencedor, do SisFron, agora a Orbisat foi adquirida, a divisão de radares, pela Embraer S&D, somente os contratos para 2011 da Orbisat estão em US$ 50 milhões, com a MB e EB. Com a aquisição pela Embraer a capitalização desta pequena empresa será multiplicada, podendo concorrer em outro nivel, e até estabelecer parcerias. Leia mais »

Sem votos

Defesa: Brasil + Israel

     Para que os colegas do blog compreendam um pouco melhor de como a "banda toca", na area de aquisições e transferencias de tecnologia, em relação a defesa, leiam abaixo:

      Todos conhecem o projeto aprovado pelo EB do novo veiculo blindado sobre rodas 6x6, anteriormente chamado Urutu III, rebatizado de Guarani, cuja concorrencia foi ganaha pela IVECO (Fiat) e serão fabricados em Sete Lagoas(MG), e pode resultar em até 2.044 veiculos até 2030. (R$ 6,0 bi).

       Em 31/12/2010 foi publicado no DOU a dispensa de licitação 4/2010, que originou a aquisição de 216 sistemas Elbit UT30BR (torretas com canhão de 30mm) a serem integradas aos Gauaranis, no valor final de US$ 440 milhões, com os contingenciamentos do inicio do novo governo, parte da encomenda foi destinada a torreta de 12,7mm Remax, fabricada pela ARES Aeroespacial , do Rio de Janeiro, que agora é controlada pela ELBIT, que tambem adquiriu a Periscópio Equipamentos Eletronicos, vencedora da concorrencia para fornecer ao Guarani os equipamentos optronicos. Leia mais »

Sem votos

O samba da OTAN doida

     Em qualquer campanha de vendas de material de defesa, o equipamento ter a qualidade de "testado em combate real" agrega valor, vai dai que hoje (29/03/2011) o ministro da defesa da Suécia (que não faz parte da OTAN, formalmente, mas age junto), disse que é do interesse da Suécia participar da operação multinacional que pretende libertar o povo libio das mãos do ditador sanguinário, o ex-amigo M. Kadaffi

      O apoio se traduzirá, caso aceito, em 8 aviões Gripen C/D, 1 Hercules C130 e um SF340 A&W Eriye - se tal acontecer será a primeira utilização do Gripen em combate (contra o que não sei, Kadafi não tem mais aviões no céu)

       Pergunta interessante: Se a resolução da ONU é para que as forças internacionais protejam o povo libio, como esta força irá atuar agora, pois os insurgentes/rebeldes/libertadores (chamem como quiser) estão atacando o reduto principal da tribo de Kadafi, a cidade de Sirte (onde ele inclusive nasceu), e os "civis" desta região libia apoiam o governo de Tripoli, será que a coligação irá protege-los dos revolucionários anti-kadafi?

Sem votos

Defesas de Kadafi

       " A Libia tem a 2a maior defesa aérea do O.Médio" de Robert Gates, secretário de defesa dos EUA - " Kadafi vencerá" - Gen. Clapper - diretor de inteligência dos EUA.

          É plenamente lógico que as forças insurgentes não possuem poderio de fogo para vencerem as forças leais a Kadafi (principalmente seus mercenários e a Brigada Mecanizada que é comandada por seu filho), que possuem forte apoio aéreo. Afinal os insurgentes se utilizam apenas de armamento leve e de equipamentos tomados a unidades do exército libio, de 2a linha: AKs e familia, RPGs, BM-21, mtr 14,5mm, canhões AAe 23mm, alguns missieis anti tanque AT3 da década de 70, e tanques T55 em pequeno numero e largamente ultrapassados, alem de poucos SA-7 e Igla K38 anti aéreos (suspeita-se), estoques de munição reduzidos , pessoal destreinado e mal enquadrado. Leia mais »

Sem votos

Fotos

Sem colaborações até o momento.

Vídeos

Sem colaborações até o momento.

Documentos

Sem colaborações até o momento.

Áudio

Sem colaborações até o momento.