Revista GGN

Assine
imagem de Roberto São Paulo-SP 2016

CONTEÚDOS DO USUÁRIO

Postagens

Ouça áudio em que Temer fala como se impeachment tivesse sido aprovado

11/04/2016 18h31publicação---Brasília---Da Agência Brasil

O vice-presidente Michel Temer enviou uma mensagem de voz a parlamentares do PMDB em que fala como se a Câmara já tivesse aprovado a abertura de processo de impechament da presidenta Dilma Rousseff.

URL:
http://agenciabrasil.ebc.com.br/politica/noticia/2016-04/ouca-audio-em-q...

http://agenciabrasil.ebc.com.br/sites/_agenciabrasil2013/files/audio_tem...

 

You are missing some Flash content that should appear here! Perhaps your browser cannot display it, or maybe it did not initialize correctly.

Sem votos

Pesquisa nacional Ibope/Globo/Estadão, Protocolo TSE 31689/2010, Período de Realização de 21/09/2010 a 24/09/2010

TSE Acompanhamento de Pesquisas Eleitorais 

http://www.tse.gov.br/sadAdmPesqEleConsulta/procPesquisaBySession.jsp?in...

Data do Registro 18/09/2010 Protocolo 31689/2010  Período de Realização de 21/09/2010 a 24/09/2010

Área de abrangência Brasil, Cargos Presidente Leia mais »

Sem votos

Fabricante brasileira de painéis solares

.....Única empresa a produzir no Brasil
 A planta da empresa no interior de São Paulo iniciou a produção de painéis FV em 2011, a partir de células importadas, e conta com uma capacidade instalada de produção anual de 25 MWp, com um índice de nacionalização acima de 60%. Fundada em 1990 em Vespasiano (MG), a Tecnometal produz também equipamentos de grande porte para mineradoras e siderúrgicas. "A Tecnometal Energia Solar está em um processo de reengenharia e pretende ter um processo verticalizado, desde o crescimento do silício, e quem sabe até a etapa de metalurgia, em um prazo de tempo extremamente curto. Isso já está em andamento; tanto é assim que nosso projeto com o professor Mei, que já foi acolhido pelo BNDES, tem etapas sendo adiantadas", explicou Topel. Segundo Mei, quando a Tecnometal começou a produzir as placas FV, a empresa já procurou a Unicamp para desenvolver uma parceria.... Leia mais »

Sem votos

FGTS como garantia do crédito consignado privado

Ministério da Fazenda---Nota à imprensa---publicado: 28/01/2016 19h53 última modificação: 28/01/2016 19h54

O crédito consignado é um empréstimo cujas parcelas de amortização são deduzidas diretamente da folha de pagamento da pessoa física. Foi criado em 2003 com o objetivo de permitir o acesso ao crédito a juros mais baixos que os então vigentes. Isto porque parcela significativa do elevado custo dos empréstimos estava ligada ao risco de inadimplência por parte do tomador do recurso. Uma vez que o desconto em folha “virtualmente elimina” esse risco, a taxa de juros cobrada pelo empréstimo é reduzida substancialmente.   Leia mais »

Sem votos

Fazenda divulga nota sobre permissão da utilização do FGTS em operações de crédito consignado

---se apenas 10% dos trabalhadores utilizarem suas garantias para o consignado e os bancos não alavancarem essas garantias, o potencial de novas operações pode chegar a R$ 17 bilhões, o que corresponde a quase duas vezes o total de consignado privado concedido em 2015.---

----Hoje há aproximadamente R$ 340 bi depositados nas contas individuais do FGTS.

O impacto desta medida é o seguinte: Leia mais »

Sem votos

O regime de metas de inflação no Brasil: o que pode ser mudado?

Enviado por Roberto São Paulo

O Brasil é um dos poucos países que apresenta uma meta anual (ano calendário) como horizonte da meta de inflação. A implicação mais imediata é que face a choques de oferta (agrícola, petróleo, etc.), o Banco Central tem que responder imediatamente a tais choques, tendo em vista a prevalência de um horizonte curto para cumprimento da meta.

Por Luiz Fernando de Paula* e Paulo José Saraiva**

Na Carta Maior

Já é tempo de começarmos a discutir mais seriamente a estrutura do regime de metas de inflação, incluindo uma avaliação sobre o horizonte da meta.

EBC

Atualmente, 27 países desenvolvidos e emergentes adotam o regime de metas de inflação (RMI), ou alguma variante deste modelo. Este regime é visto como um “estado das artes” do que é conhecido como Novo Consenso Macroeconômico (NCM) entre os economistas da visão ortodoxa (“mainstream”). A ideia da existência de um NCM foi (auto)atribuída pelos proponentes do regime de metas de inflação, embora seja questionada por economistas heterodoxos. Após a crise de 2007-2008, foi parcialmente revisto pelos mesmos economistas ortodoxos defensores do RMI, apesar de nenhuma mudança substancial ter sido proposta.

Leia mais »

Média: 4 (4 votos)

Leilão consolida energia solar no Brasil, com deságio de 21,9%

País já contratou potência de 3,2 MWp, com investimento de R$ 12,9 bilhões
Assessoria de Comunicação Social---Ministério de Minas e Energia---Publicação: 13/11/2015 | 15:35----Última modificação: 13/11/2015 | 16:21 Leia mais »

Sem votos

Reservas cambiais, aumento dos juros americano e o empoçamento da liquidez

Por Roberto São Paulo

A venda de parte das Reservas Cambiais em um ambiente de aumento dos juros americanos, além de possibilitar uma estabilidade na taxa de câmbio, pode resultar em uma economia de mais de R$ 50 bilhões de juros na rolagem da dívida pública.

Com a perspectiva de aumento dos juros americanos haverá um deslocamento de capital em direção aos títulos americanos, aumentando a demanda por dólares no Brasil, mesmo assim é possível manter uma estabilidade cambial com a venda de parte das Reservas Cambiais.

Leia mais »

Média: 3.9 (7 votos)

Desvalorização e política cambial no Brasil

Enviado por Roberto São Paulo-SP
 
Da Carta Maior
 
 
A desvalorização cambial recente deve ser vista com cautela e a tarefa da política cambial exige um olhar transformador sobre o mercado de câmbio.

Pedro Rossi: Professor Doutor do Instituto de Economia da Unicamp e pesquisador do Centro de Estudos de Conjuntura e Política Econômica (Cecon/Unicamp)


Créditos da foto: KEN TEEGARDIN

A taxa de câmbio não é apenas um preço de mercado mas também um instrumento de política econômica e uma ferramenta para o desenvolvimento. Uma taxa de câmbio competitiva é condição necessária, apesar de não suficiente, para uma estrutura produtiva diversificada e um projeto de desenvolvimento soberano e social. Considerando sua importância, esse artigo propõe duas questões sobre o tema; 1a) a desvalorização cambial não é uma panaceia para os problemas brasileiros e seus efeitos sobre a estrutura produtiva e a distribuição de renda são complexos e 2a) a manutenção de uma taxa de câmbio competitiva depende da regulação do mercado de câmbio brasileiro. Leia mais »

Média: 5 (3 votos)

PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO DO DESENVOLVIMENTO E AS POLÍTICAS MACROECONÔMICAS

As políticas macroeconômicas que podem abrir caminho para o desenvolvimento do país são descritas a seguir.
1)Política monetária: deve administrar uma taxa de juros baixa, capaz de estimular o investimento produtivo e desestimular o investimento financeiro que pode ser gerador de desemprego; uma taxa de juros baixa que reduza o custo de carregamento de reservas por parte do Banco Central; e uma taxa de juros tal que não atraia capitais especulativos de curto prazo para o sistema financeiro doméstico.
2)Política cambial: deve administrar uma taxa de câmbio desvalorizada oucompetitiva para a exportação de produtos manufaturados – taxas neste nível são geradoras de mega-superávits comerciais sustentáveis no tempo. Uma taxa de câmbio desvalorizada é também uma proteção contra ataques especulativos, pois uma taxa já desvalorizada tem menor chance de ser ainda mais desvalorizada. Uma política de administração cambial deve também objetivar regular o movimento de capitais financeiros especulativos que tem se mostrado maléfico para as economias não desenvolvidas – tal como evidenciado na experiência brasileira entre os anos 1995 e 2002. Leia mais »

Sem votos

A rota metalúrgica de produção de silício grau solar: uma oportunidade para a indústria brasileira?

Resumo---
Este artigo tem o propósito de apresentar um quadro da indústria de geração de energia fotovoltaica no mundo e no Brasil e, em particular, da produção de seu principal insumo, o silício cristalino em grau solar (SiGS), com o qual se produzem as células fotovoltaicas. Inicialmente, apresentam-se as características e a ocorrência do silício e suas principais aplicações, enfatizando sua utilização na produção de módulos fotovoltaicos. Em sequência, discorre-se sobre a produção e o mercado global tanto de energia fotovoltaica quanto de SiGS. São feitas considerações sobre a viabilidade da produção, no Brasil, de SiGS pela rota metalúrgica, para suprimento do mercado interno e para que possa vir a ser um fornecedor em nível mundial, bem como para incentivar e ampliar o uso da energia fotovoltaica no país. Por fim, apresenta-se o papel que o BNDES pode desempenhar no estímulo ao desenvolvimento e fortalecimento da produção doméstica desse insumo. Leia mais »

Média: 3.7 (3 votos)

Aos eleitores mais jovens, com carinho.

Estamos muito próximo das eleições presidenciais, onde os mais jovens mais do que refletir, precisam também recorrer a pesquisas do passado recente para decidir o rumo que o país tomará depois das eleições.
Temos muito a melhorar, o Brasil ainda é o pais cheio de desigualdades sociais e de enorme concentração de renda, mas estamos no caminho correto para que todos nesse país possa viver mais e melhor.
Dentre as alternativas nestas eleições o PT é o melhor caminho para garantir a continuidade do processo de distribuição de renda, que garanta um maior acesso a bens e serviços pela população, e não é por menos que a maior parte da mídia apoia os candidatos da oposição Aécio Neves e Marina Silva.

Eu sei que lendo jornais e revistas ou vendo e ouvindo a rádio e a televisão nos dias de hoje, a impressão é de que vivemos numa terra arrasada pelo PT, e que a maioria dos brasileiros e brasileiras vivem em uma situação bem pior do que no passado recente, e que o governo FHC e os anteriores eram bem melhores do que os Governos do Presidente Lula e da Presidenta Dilma.
Mais não é bem assim, muito pelo contrário.
Leia mais »

Sem votos

Produção de petróleo aumenta 14,8% e a de gás natural 12% em julho

A produção total de petróleo e gás natural no Brasil no mês de julho atingiu 2,82 milhões de barris de óleo equivalente (BOE) por dia, sendo 2,267 milhões de barris diários de petróleo e 87,9 milhões de metros cúbicos de gás natural. O volume é o maior já registrado, superando o do mês anterior, quando a produção de petróleo e gás natural totalizou 2,79 milhões de barris de óleo equivalente por dia

ANP---Notas à Imprensa---2 de Setembro de 2014---Atualizado em 02/09/2014 16:04:36. Leia mais »

Sem votos

BNDES lucra R$ 5,47 bi no semestre e obtém melhor resultado da história do Banco

BNDES---22/08/2014
----• Desempenho foi impulsionado pelo bom resultado com participações societárias---
O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) registrou lucro líquido de R$ 5,471 bilhões no primeiro semestre de 2014. O resultado é o maior já apresentado para o período e 67,8% superior aos R$ 3,261 bilhões obtidos no mesmo semestre de 2013. O lucro foi influenciado pelo bom desempenho da BNDESPAR, empresa de participações do BNDES, que registrou lucro de R$ 2,148 bilhões, superando em 236,4% o valor do primeiro semestre do ano passado.

Os demais indicadores do período também foram muito positivos. A rentabilidade sobre o patrimônio líquido médio do Sistema BNDES alcançou 8,53%, acima dos 6,73% do mesmo semestre de 2013; e o índice de Basileia atingiu 18,4%, situação confortável diante dos 11,0% exigidos pelo Banco Central e superior aos 17,1% de março deste ano e dos 15,8% apurados em junho de 2013.
Leia mais »

Sem votos

BNDES define condições de apoio a vencedores de leilão de energia solar

Enviado por Roberto São Paulo - SP

Do BNDES

 
Regras de nacionalização progressiva estimulam criação de uma cadeia produtiva de equipamentos fotovoltaicos no Brasil
 
Empreendedores que utilizarem maior parcela de conteúdo nacional terão crédito mais barato

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) definiu as condições de apoio financeiro para os vencedores do primeiro leilão de geração de energia elétrica a partir de fonte solar realizado no Brasil, marcado para 31 de outubro.

A entrada da fonte solar na matriz energética brasileira também abre caminho para o desenvolvimento de uma cadeia de fornecedores locais de equipamentos, e o BNDES quer aproveitar a oportunidade para desenvolver essa indústria. Para isso, o Banco está divulgando a nova Metodologia de Credenciamento e Apuração de Conteúdo local de Módulos e Sistemas Fotovoltaicos.

Leia mais »
Média: 5 (6 votos)

Fotos

Sem colaborações até o momento.

Vídeos

Sem colaborações até o momento.

Documentos

Nanopartículas aumentam rendimento de biocombustível

http://www.agencia.fapesp.br/materia/13713/divulgacao-cientifica/nanopar...
Divulgação Científica
Nanopartículas aumentam rendimento de biocombustível
Agência FAPESP, 11/4/2011
Agência FAPESP – Uma alternativa para aumentar o rendimento dos biocombustíveis só pode ser vista com poderosos microscópios, uma vez que seu tamanho está na casa dos bilionésimos de metro. São as nanopartículas.
Um novo estudo publicado no Journal of Renewable and Sustainable Energy demonstrou que a adição de nanopartículas de óxido de alumínio é capaz de melhorar o rendimento e a combustão do biodiesel. Outra vantagem é menor emissão de poluentes. Leia mais »

Bens de capital devem ampliar peso na taxa de investimento

Por Fernando Puga e Gilberto Borça Jr. Economistas da APE /Visão do Desenvolvimento  95 20 jun 2011

Visão do Desenvolvimento é uma publicação da área de Pesquisas Econômicas (APE), do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social. As opiniões deste informe são de responsabilidade dos autores e não refletem necessariamente o pensamento da administração do BNDES.

Leia mais »

Arquivo

Novos projetos siderúrgicos atenderão ao aumento da demanda até 2014

Visão do Desenvolvimento Nº 83 30 jul 2010

Autores: Fernando Puga e Gilberto Borça Jr., Pedro Sérgio Landim de Carvalho e Marcelo Machado da Silva
Data: 07/2010

http://www.bndes.gov.br/SiteBNDES/export/sites/default/bndes_pt/Galerias...

 

...........O objetivo dessa edição do Visão do Desenvolvimento é traçar um breve cenário para o setor de siderurgia até 2014. Para isso, utilizam-se os indicadores de NUCI e produção industrial a partir do levantamento dos investimentos e da perspectiva de entrada em operação de novas unidades pro dutivas.

O argumento central é que, apesar da recente alta do NUCI setorial e do cenário de aumento da demanda de aço nos próximos anos, existem projetos em curso que levarão a uma ampliação da capacidade de produção. Nesse sentido, a perspectiva é de queda no NUCI do setor. Esse movimento deverá contribuir para reduzir não somente as pressões de custos existentes na cadeia industrial, mas também minimizar osefeitos sobre a própria inflação.........

 

 

Mercado brasileiro de biodiesel e perspectivas futuras

Autores: André Pompeo do Amaral Mendes e Ricardo Cunha da Costa

Respectivamente, economista do Departamento de Gás e Petróleo e Cadeia Produtiva da Área de Insumos Básicos e assessor da Área de Infraestrutura do BNDES.

Este artigo foi escrito originalmente em dezembro de 2009. Por essa razão, os dados estatísticos disponíveis à época e aqui apresentados referem-se a até setembro ou novembro de 2009

Data: 03/201,BNDES Setorial 31, p. 253-280 .

O BNDES Setorial contém textos objetivos sobre diversos aspectos da estrutura produtiva da economia brasileira. O objetivo desta publicação é divulgar parte do conhecimento técnico do BNDES aplicado à análise de projetos.

  Leia mais »

Análise de Conjuntura dos Biocombustíveis Jan 2009 – Mar 2010

http://www.epe.gov.br/Petroleo/Documents/Painel%20de%20Biocombust%C3%ADv...

 Empresa de Pesquisa Energética - EPE, Empresa pública, vinculada ao Ministério de Minas e Energia, instituída nos termos da Lei n° 10.847, de 15 de março de 2004, a EPE tem por finalidade prestar serviços na área de estudos e pesquisas destinadas a subsidiar o planejamento do setor energético, tais como energia elétrica, petróleo e gás natural e seus derivados, carvão mineral, fontes energéticas renováveis e eficiência energética, dentre outras.

No EPE-DPG/2010-Data: 08 de julho de 2010

Apresentação

Elaborado com o intuito de apresentar uma síntese da conjuntura dos mercados decombustíveis renováveis, o Painel de Biocombustíveis analisa, em sua primeira edição, a evolução dos indicadores de etanol, biodiesel e cogeração derivada da biomassa d ecana, identificando os eventos mais relevantes ocorridos recentemente, assim como as principais tendências de curto prazo. Leia mais »

Inmetro desenvolve motor movido a óleo vegetal para tratores

Inmetro desenvolve motor movido a óleo vegetal para tratores

Alana Gandra, Repórter da Agência Brasil
 06:38-01/06/2010, Edição: Graça Adjuto, da Agência Brasil 0
Rio de Janeiro - O Instituto Nacional de Metrologia, Normalização e Qualidade Industrial (Inmetro) e a Fiat apresentam hoje (1º), no 10º Challenge Bibendum, no Riocentro, projeto que transforma motores a diesel em motores para tratores movidos a óleo vegetal puro. Desenvolvido em parceria pelo Inmetro e a montadora, o projeto busca desenvolver tecnologia para melhorar o desempenho dos tratores. Leia mais »

EPE cadastra 517 usinas com 15.774 MW para Leilão de Fontes Alternativas

INFORME À IMPRENSA,  Leilão de Fontes Alternativas 2010, Rio de Janeiro, 18/06/2010

Normas do Sistema de Metas para a Inflação

Banco Central do Brasil
Normas do  Sistema de Metas para a Inflação     
Observação:* Alguns Decretos são direcionados ao site do Planalto (www.planalto.gov.br) e abrirão em uma nova janela

Data               Título                      Ementa

01/07/2008

Resolução 3.584

Fixa a meta para a inflação e seu intervalo de tolerância para o ano de 2010. Leia mais »

Boletim do Banco Central do Brasil - Relatório anual 2009

Publicado na Internet em 21/05/2010

Publicação anual do Banco Central do Brasil/Departamento Econômico (Depec). Os textos e os corres-

pondentes gráficos e quadros estatísti­ os são de responsabilidade dos seguintes componentes:

A Economia Brasileira – Consultoria de Conjuntura Econômica (Coace)(E-mail: [email protected]);
Moeda e Crédito – Divisão Monetária e Bancária (Dimob) (E-mail: [email protected]);
Mercados Financeiro e de Capitais – Divisão Monetária e Bancária (Dimob) (E-mail: [email protected]);
Finanças Públicas – Divisão de Finanças Públicas (Difin) (E-mail: [email protected]);
Relações Econômico-Financeiras com o Exterior – Divisão de Balanço de Pagamen­os (Dibap)(E-mail: [email protected]);
A Economia Internacional – Consultoria de Estudos Econômicos e Conjuntura (Copec)
(E-mail: [email protected])
Organismos Financeiros Internacionais – Departamento da Dívida Externa e de Relações Internacionais (Derin)(E-mail: [email protected]). Leia mais »

Áudio

Sem colaborações até o momento.