Revista GGN

Assine
imagem de Ronaldo Bicalho

CONTEÚDOS DO USUÁRIO

Postagens

Um panorama sobre o desenvolvimento chinês

Enviado por Ronaldo Bicalho

Do Canal IE

Neste seminário, um conjunto de pesquisadores qualificados discutem os grandes desafios representados pelo desenvolvimento chinês.

Ao longo de seis mesas temáticas, 17 vídeos, esse debate propicia uma oportunidade rara de se conhecer um pouco mais sobre o enigma chinês.

Mesa 1: Economia Política da China: Padrões de Acumulação e Novas Tensões

Isabela Nogueira, Instituto de Economia, UFRJ

Leia mais »

Média: 5 (2 votos)

A reforma elétrica e a sua visão simplória do mercado elétrico, por Ronaldo Bicalho

do Instituto Ilumina

A reforma elétrica e a sua visão simplória do mercado elétrico

por Ronaldo Bicalho

A nova reforma do setor elétrico brasileiro proposta pelo Governo está delineada em uma nota técnica do Ministério de Minas e Energia que consta de um processo de consulta pública atualmente em curso.

No cerne dessa proposta encontra-se a aposta na liberalização do mercado elétrico brasileiro de maneira a permitir a operação plena dos mecanismos de preço e o exercício da gestão individual dos riscos. Para viabilizar essa virada em direção ao mercado livre e a descentralização das decisões, garantindo a sustentabilidade da expansão do sistema elétrico, recorre-se à introdução de uma separação entre lastro e energia de forma a compatibilizar competição e confiabilidade; um dos grandes problemas desse tipo de reforma.

Leia mais »

Média: 5 (2 votos)

A vez do setor elétrico

por Ronaldo Bicalho

Do Canal do Instituto Ilumina

A vez do setor elétrico

Depois do setor de petróleo, a bola da vez das "reformas" é o setor elétrico. No início do mês, o MME, por intermédio de uma nota técnica, sinalizou o que os atuais donos do poder desejam para o setor elétrico brasileiro.

Como o setor elétrico é bastante complexo, tornando a discussão muitas vezes pouco clara, eu sugiro o leitor dar uma olhada nos dois vídeos abaixo, que ajudam ao leitor a entender a encrenca em que estamos metidos.

São apresentações realizadas no início deste mês em um seminário do Instituto Ilumina. Disponíveis no canal do Instituto no YouTube, eles dão a ideia do tamano dos desafios enfrentados pelo setor elétrico brasileiro, tanto no que diz respeito às radicais transformações do setor elétrico no mundo quanto às implicações dramáticas da exaustão do potencial hidráulico brasileiro sobre o futuro do setor. Somados à sucessão de erros cometidos pelos diversos governos, que, a partir dos anos noventa, não conseguem construir um modelo institucional que se sustente no tempo, e ao desastre institucional vivido pelo país, está claramente armada uma nova crise no horizonte. Crise que a nova reforma não consegue nem mesmo vislumbrar, já que está mais interessada em privatizar ativos estatais e dar acesso à eletricidade barata aos grandes grupos industriais, O resto é perfumaria. 

Leia mais »

Média: 5 (3 votos)

Setor elétrico: o desastre anunciado, por Ronaldo Bicalho

do Instituto Ilumina

Setor elétrico: o desastre anunciado

por Ronaldo Bicalho

Diante da ameaça de uma nova reforma do setor elétrico cabe lembrar que, assim como o futebol, o setor elétrico não aceita desaforo. Tal qual a bola, o KW pune. Como um enigma, o setor elétrico atravessou os tempos devorando aqueles que não foram capazes de decifrá-lo.

Thomas Edison foi capaz de entender a natureza sistêmica do conjunto formado pelas atividades de geração, transporte e uso de eletricidade. No entanto, não foi capaz de lidar com os desafios que essa natureza impunha ao desenvolvimento desse conjunto.

Para isso foi necessária a genialidade de Nikola Tesla, que plantou as bases sólidas sobre as quais o setor elétrico, tal qual o conhecemos, foi erguido.

Leia mais »

Média: 5 (3 votos)

O Brasil na contramão do desenvolvimento sustentável, por Clarice Ferraz

Enviado por Ronaldo Bicalho

do Blog Infopetro

O Brasil na contramão do desenvolvimento sustentável

por Clarice Ferraz

Há tempos tem-se discutido a necessidade de se realizar uma reforma da organização do Setor Elétrico Brasileiro (SEB). Por repetidas vezes, nesses últimos anos, houve risco elevado de ruptura de abastecimento e um aumento muito expressivo do nível de preços do sistema. A estruturação das atividades do SEB em torno de um planejamento centralizado e comandado pelo poder concedente, na figura do MME, tem sido incapaz de garantir a contento a expansão da oferta e a modicidade tarifária.

Leia mais »

Média: 5 (1 voto)

A guerra de todos contra todos

Do Canal IE

Neste sexto episódio da série Diário da Crise, do Canal IE, Eduardo Costa Pinto, professor do Instituto de Economia da UFRJ, analisa o impacto da delação da JBS no acirramento do processo de desestabilização institucional vivido pelo país a partir da Lava Jato.

 

Leia mais »

Média: 4.3 (6 votos)

Conversando sobre o conteúdo local

petrobras_fpso_cidade_de_vitoria_-_thiago_guimaraes_-_ag_petrobras_1.jpeg

Foto: Thiago Guimarães/Agência Petrobraas

Do Canal GEE

Neste Arquivo GEE, o engenheiro Alberto Machado Neto, Diretor Executivo da ABIMAQ, fala sobre a importância do conteúdo local na indústria de petróleo e as dificuldades atuais dessa política.

Leia mais »

Média: 5 (1 voto)

Os bancos adotam a estratégia Joesley, por Ronaldo Bicalho

Foto G1

Os bancos adotam a estratégia Joesley

por Ronaldo Bicalho

O professor Eduardo Costa Pinto, em sua página no Facebook, levanta algumas hipóteses sobre os recentes movimentos no front bancário:

a) Com medo do Palocci ou assustados com os vídeos Temer-JBS, os bancos resolveram fazer um movimento de salvação da própria pele;

b) Para isso, os bancos teriam que antecipar suas delações (na frente do Palocci e do andamento da própria operação Lava Jato) seguindo a estratégia Joesley.

c) Temer e a atual equipe econômica, via a Medida Provisória 784, facilitariam isso. Ou seja, a provável manutenção de Temer contribuiria para viabilizar a salvação dos bancos e de seus proprietários (nesse momento salvar a pele é  mais importante do que aprovar reformas);

Leia mais »

Média: 5 (8 votos)

A Lava Jato e a destruição institucional sem controle, por Ronaldo Bicalho

A Lava Jato e a destruição institucional sem controle

por Ronaldo Bicalho

A Lava Jato é uma operação de investigação de corrupção e lavagem de dinheiro, reunindo Polícia Federal, Ministério Público Federal perante a Justiça Federal de Curitiba.

No entanto, analisando a sua evolução ao longo do tempo é possível identificar determinados métodos e ações empregados pelas instituições e agentes envolvidos com essa operação que dão a ela uma amplitude que ultrapassa em muito as restritas dimensões afeitas ao combate à corrupção. Esses métodos e ações dão à operação um caráter de ferramenta política que opera fortalecendo determinadas posições políticas em detrimento de outras.

Essa seria uma situação que se enquadraria na definição de Lawfare (guerra jurídica), que abarca aqueles casos nos quais a lei é usada como arma na guerra política, caracterizando o uso ilegítimo da legislação em manobras jurídicas com a finalidade de causar danos a um adversário político.

Leia mais »

Média: 4.7 (13 votos)

A Indústria de Petróleo e a Corrupção, por Marcelo Colomer

Enviado por Ronaldo Bicalho

A Indústria de Petróleo e a Corrupção

Por Marcelo Colomer

Do Blog Infopetro

“…o escândalo da Tampa do Bule como um todo – desde Fall, Doheny e Sinclair até Stewart – se encarregou de inculcar na mente do público uma imagem nefanda do poder e da corrupção do dinheiro do petróleo exatamente quando a Standard Oil Trust havia cessado de fazê-lo” (Yergin, D. 2010 pp. 243)

A passagem acima refere-se ao maior escândalo de corrupção envolvendo a indústria de petróleo norte-americana que ficou conhecido como o caso da Tampa do Bule[1]. Na década de 1920, os campos petrolíferos destinados a serem reservas estratégicas da Marinha americana foram arrendados para duas empresas privadas após uma série de manobras políticas pouco transparentes e, no mínimo, suspeitas.

A transação acima ocorreu durante o período em que Albert Fall foi Secretário do Interior dos EUA. Após sucessivas manobras políticas, Fall conseguiu transferir o controle das reservas estratégicas do Ministério da Marinha[2] para o Departamento do Interior. Posteriormente, o então secretário do interior arrendou as reservas da Armada, por meio de acordos extremamente favoráveis, a Harry Sinclair e Edward Doheny.

Leia mais »

Sem votos

E o capitalismo brasileiro capotou

Enviado por Ronaldo Bicalho

Do Canal IE

Neste Diário da Crise, Eduardo Costa Pinto, professor do Instituto de Ecoomia da UFRJ, fala sobre a capotagem do capitalismo brasileiro, encaixotado entre o consenso da insensatez das reformas e a instabilidade jurídica gerada pela lava jato.

Leia mais »

Média: 3.8 (8 votos)

O futuro do desenvolvimento, com Luciano Coutinho

Foto - Agência Brasil

Enviado por Ronaldo Bicalho

Do Canal IE

Neste conjunto de apresentações, os desafios do desenvolvimento brasileiro são discutidos. O primeiro vídeo apresenta uma síntese do seminário apresentada pelo professor Luciano Coutinho. O vídeo seguinte reúne o conjunto de apresentações dos diversos palestrantes.

Leia mais »

Média: 3.3 (7 votos)

A lava Jato e o fator externo

Enviado por Ronaldo Bicalho

Do canal IE

Neste quarto episódio da série Diário da Crise, Eduardo Costa Pinto, professor do Instituto de Economia da UFRJ, analisa a natureza externa da crise brasileira.

Leia mais »

Média: 4.3 (6 votos)

A Revolução Trump

Do Canal IE

Neste IE Especial, Francisco Carlos Teixeira,Professor Titular de História Moderna e Contemporânea da UFRJ, analisa o início da administração Donald Trump.

 

Leia mais »

Imagens

Média: 2.3 (3 votos)

A lava jato e a criminalização da relação público/privado

Do Canal IE

Neste terceiro episódio da série Diário da Crise, do Canal IE, Eduardo Costa Pinto, professor do Instituto de Economia da UFRJ, analisa o papel da criminalização da relação público/privado na crise brasileira.



Leia mais »

Média: 2.8 (6 votos)

Fotos

Sem colaborações até o momento.

Vídeos

Perspectivas para o setor elétrico em 2015

Do Canal GEE

Neste episódio do programa InfoPetro, Luciano Losekann, Professor da Faculdade de Economia da Universidade Federal Fluminense e Pesquisador do Grupo de Economia de Energia, faz uma avaliação das perspectivas do Setor Elétrico para o ano de 2015; discutindo racionamento, bandeiras tarifárias, geração distribuída e outros temas.

Leia mais »

O Pré-sal, a Indústria e a Lava-Jato

Do Canal GEE

Neste episódio do programa InfoPetro, Carlos Frederico Rocha, Professor do Instituto de Economia da Universidade Federal do Rio de Janeiro, fala sobre os grandes desafios da política industrial associada ao Pré-sal e analisa os impactos da operação Lava-Jato sobre este esforço de qualificação tecnológica e industrial ensaiado pelo país.

Parte 1

Parte 2

Para os dias dos pais

Jim Croce em família ao som de Time in a Bottle. Infelizmente Jim não teve muito mais momentos como esse. Morreu jovem com 30 anos em um acidente aéreo, em 1973. Uma carreira promissora abortada pelo destino. Para nós ficaram as suas canções. Entre elas a deste vídeo, que fala um pouco da vontade e da impossibilidade de reter o tempo para ficar com aqueles que amamos. Uma experiência que imagino todo o pai já passou.

If I could save Time in a bottle 
The first thing that I'd like to do 
Is to save every day 
'Til Eternity passes away 
Just to spend them with you 

If I could make days last forever 
If words could make wishes come true 
I'd save every day like a treasure and then, 
Again, I would spend them with you Leia mais »

2046

Documentos

Sem colaborações até o momento.

Áudio

Sem colaborações até o momento.