Revista GGN

Assine
imagem de Wilson Ramos
Profissão Economista

Conteúdos do usuário

Postagens

Sem colaborações até o momento.

Fotos

Sem colaborações até o momento.

Vídeos

Sem colaborações até o momento.

Documentos

Sem colaborações até o momento.

Áudio

Sem colaborações até o momento.

Comentários

25/02/2017 - 12:05

Moro mandou prender o sujeito para evitar que ele continuasse cometendo crimes semelhantes aos que foi acusado.

Se o MP pedisse minha prisão por entender que as esmolas que dou todo dia aos pobres constituem lavagem de dinheiro, Moro me prenderia preventivamente para me impedir de continuar dando esmolas.

Ué! Onde foi que mudatam o direito? Não precisariam primeiro provar que meu ato era crime e um julgamento me condenar? Somente assim poderiam tentar me impedir de continuar praticando crimes. Não é justamente esta a finalidade da punição após condenação transitada em julgado?

Isto não é a demonstração de que o pretenso juíz culpa antes do julgamento?

22/02/2017 - 10:49

Muito boa lembrança de Wadih Damous quando mostra que os funcionários públicos do MP e do Judiciários também são corruptos ao usarem seus cargos para benefício próprio. O que acusam nos políticos de desviar em algumas ações se compara ao que eles mesmos obtem a longo prazo com o crescimento nas suas carreiras, decorrente do prestígio que angariam sem merecer.

Estes nossos funcionários, nossos pois são públicos, são tão corruptos quanto os políticos a quem querem atribuir toda a responsabilidade por nossas mazelas. Cumpre a nós, como seus patrões, enquadra-los.

17/02/2017 - 14:23

Ciro não passa de um Celso Russomano da esfera federal. Basta abrir a boca em público pra se matar.

17/02/2017 - 14:11

o fato positivo é que o povo não é absolutamente bobo. Pode se impressionar num primeiro momento mas se lembra das coisas no decorrer do tempo. As políticas conciliatórias do Lula poderão prosperar sim, mesmo sem ciclo de commodities e outras chorumelas dos que adoram atribuir o sucesso do PT a fatores externos. O tempo mostrou pra muita gente qual tipo de sinceridade tem as classe mandantes deste país. E Lula nunca deixou de chamar a atenção para o povo de sua condição de classe mandada que só pode progredir se for ganhando paulatinamente poder de mandar também. A negociação é dura e cheia de reveses, mas é a única experiência que trouxe agum resultado. Algo pode ter sido subtraído com o golpe, mas nada que não seja possível reaver com a mesma força de antes e agora com muito mais consciência de onde estão os perigos.

 

17/02/2017 - 13:57

Os contraPT tem plena convicção que a eleição e exercício de mandatos de se inimigo é indevida e qualquer impecilho a ela constitui benefício público.

São absolutamente coerentes no uso das regras legais e das garantias constitucionais. Elas só são aplicáveis em relação a agentes em que reconhecem legitimidade.

Este me parece ser seu maior e primário crime: discordam da decisão da maioria nas eleições por julgarem-na ignorante e se acham no direito de respeitá-la. Deveríamos ser muito mais duros e exigir leis mais fortes quanto a qualquer desafio aos princípios democráticos, mormente o que diz que o poder é do povo e deve ser exercido em seu nome. Qualquer dúvida em relação ao respeito a esta máxima deveria ser punida sem remorso.

17/02/2017 - 12:55

acho até que, mais do que terem destinado a Moro uma tarefa, corromperam-no com oferta de passeios, cachês e populatidade em troca de desvios de suas funções como funcionário público.

É apenas um CORRUPTO! Simples assim.

14/02/2017 - 09:36

É um erro ficar procurando alguém que seja alternativa a Lula. Lula não é apenas uma pessoa candidato. É um projeto que possue estratégia, tática e objetivos. Ciro é apenas um pretendente a estrela. Não passa de um Russomano da esfera federal. Basta falar sinceramente o que pensa do povo para destrir tudo que apregoou antes. Enfim, quase que apenas mais um fanfarrão como Requião, com o perdão da rima, que não sei o que ainda está fazendo no sindicato de ladrões chamado PMSDB.

Aí reside a principal diferença. Não é uma questão de criar um partido pra dizer que tem apoio. Tem que ter apoio. O caráter conciliador que se aponta em Lula revela sua grande sabedoria, que ele tantas vezes nos ensinou, mas que muita gente recusa aprender: A negociação e conciliação, que ele definiu como a capacidade de ceder no outro dia, não é com um político ou com um representante de classe. É do povo que ele representa que Lula busca se apoximar quando negocia. E quem pode negar sua habilidade em fazer isto e os resultados concretos que conseguimos através disto? E quem pode  negar que Ciro vai espalhar merda na sala na hora de fechar um acordo? Ainda precisam de exemplos?

09/02/2017 - 15:26

Não tinham razão os juízes que barraram Lula e não tem razão os de agora. Se o cidadão não está impedido de assumir o cargo por alguma norma previamente definida, não pode ser impedido. A decisão de impedir sim é ilegal, já que não está escrita em lei alguma.

Está certo o Lula em questionar o STF quanto a decisão a seu respeito com um caso idêntico. Por mais que possa a alguém parecer que o objetivo da nomeação é a blindagem, cabe a quem faz tal denúncia apresentar provas cabais do que acusa. Nenhum juiz deveria apoiar uma denúncia desacompanhada de prova. Por mais que nos divirta por afetar adversários, não podemos conestar abusos judiciais.

09/02/2017 - 13:15

Ignácio Rangel, autor do antigo livro "A inflação brasileira" que continua atual, nos ensinava que o tal excesso de demanda pode ainda existir se, em resposta às medidas de contenção da demanda, a oferta cair mais acentuadamente que a demanda. A economia piora mas tem sempre mais gente querendo comprar do que vender.

Como acredito que a dinâmica da inflação saiu de moda no mundo desenvolvido e que deve bater por aqui no nosso capitalismos tardio em algum momento, quero viver para assitir estes comentarista geniais torcendo por um inflaçãozinha que traga algum ânimo à economia estagnada e em processo de deflação.

Arrisco um palpite aqui que o governo golpista terá que baixar a meta de piso da inflação para não correr o risco de não cumprir meta de inflação mínima autorizada ao BC.

09/02/2017 - 13:13

Ignácio Rangel, autor do antigo livro "A inflação brasileira" que continua atual, nos ensinava que o tal excesso de demanda pode ainda existir se, em resposta às medidas de contenção da demanda, a oferta cair mais acentuadamente que a demanda. A economia piora mas tem sempre mais gente querendo comprar do que vender.

Como acredito que a dinâmica da inflação saiu de moda no mundo desenvolvido e que deve bater por aqui no nosso capitalismos tardio em algum momento, quero viver para assitir estes comentarista geniais torcendo por um inflaçãozinha que traga algum ânimo à economia estagnada e em processo de deflação.

Arrisco um palpite aqui que o governo golpista terá que baixar a meta de piso da inflação para não correr o risco de não cumprir meta de inflação mínima autorizada ao BC.

09/02/2017 - 12:36

Assinei o manifesto contra nomeação de AM. Sabia das razões apontadas por Strek, que basicamente se resumem a questionar a surpresa da indicação em função de ser alguém parecido com os ministros atuais e passados.

Uma diferença fundamental me incentivou a assinar: Estas posições de AM se tornaram públicas antes da nomeação e e ajudaram a conhecê-lo muito tempo antes. Se tivesse o mesmo nível de conhecimento em relação aos outros, também protestaria. Afinal, este é um dos nossos poucos direitos que ainda não tiveram oportunidade de cassar.

Entre os fatos públicos desabonadores de AM daria para listar bem mais que 21 ações dele que me permitem qualificá-lo com um perfeito incompetente. Se entre os juristas ele é tido como competente, não me ajuda. Não tenho grande estima pelos juristas de forma geral.

AM é aquele tipo de imcompetente que se for demitido macula a imagem do seu chefe. Afinal as razões para removê-lo são conhecidas antes de ser nomeado. A solução, muito praticas em empresas, é demitir para cima. Ele é promovido para uma posição relevante, afastando um problema para longe e deixando que o tempo se encarregue de diluir seus estragos, até que uma demissão final seja tida como natural.

Como no caso das empresas, ele deve ter algum trunfo contra Temer para conseguir tanto sucesso. Nesta semana vieram a públicos relatos de sua ajuda com o caso da chantagem contra Marcela, por exemplo. Não tenho como ter certeza, mas é só o que consigo entender das razões destes patifes. Assino de novo se me pedirem.

03/01/2017 - 09:34

Posso acrescentar que a atitude dos empresários já era golpista muito antes das patifarias no Congresso. Hoje muito se fala do erro das desonerações tributárias: IPI, Pis/Cofins na cesta básica e Contribuição previdenciária sobre faturamento. Alguns elos da cadeia produtiva trataram de repassar as reduções de impostos para frente, mas no final os benefícios não chegaram ao consumidor, impedindo o efeito de desinflação de preços mas garantindo ganho de competividade aos produtores e comerciantes.

A atitude dos empresários foi canalha. Aplaudiram de pé a adoção das medidas e apoiaram as tramóias do golpe, inclusive com suborno de dePUTAdos no fatídigo 17 de Abril.

Isto, para mim, revela que o comando do golpe, que Nassif atribuiu ao Mercado no post, deve ser de outro agende. Chego a desconfiar que confrarias de homens bons e de bens estejam funcionando como organização, verdadeiros partidos políticos clandestinos e ilegais, agindo nas espreitas para encurralar a ralé que eles tanto temem pertencer. Por mero instinto de agentes de mercado, uns já teriam comidos os outros.

21/12/2016 - 10:15

Moro solta os que assinam delação momentos antes que ela seja aceita pelo STF. Para as estatísticas fica registrado que eles não estavam presos no momento em que a delação foi aceita. Moro então diz que isto prova que não usa a prisão para coagir o réu a delatar.

 

17/12/2016 - 12:13

Moro foi advertido pelo STF pelas molecagens que fez ao quebrar sigilo de Lula e Dilma e vazer para seus patrões da Globo.

Reconhecer o erro em pedido de desculpas dirido a Teori Zavaski. Não sabia que pedir desculpas remove o crime.

Questionado em seminário na Alemanha a respeito do episódio, voltou a se defender dizendo que a sociedade deve saber o que fazem seus governantes, mesma alegação que deu antes de ser censurado e pedir desculpas.

Ou seja, mentiu quando se disse arrependido por ter cometido os crimes apontados pelo STF.

Pergunto: mentir ao STF não dá cana?

17/12/2016 - 12:05

O coxinha é o sujeito que tem a cabeça em forma de uma coxinha, quitute de carne de frango com massa em forma de coxa. A parte mais estreita para cima, limitando o espaço para acomodar o cérebro. A parte grossa para baixo, aumentando muito a boca, para falar muito sem pensar, e chegando até a garganta inchada de tanto ingolir tranqueira.

A imagem que melhor descreve fisicamente é a do Dep. Heráclito Fortes.