Aumentarão as pressões pela saída de Bolsonaro e Guedes, por Luis Nassif. Comentário de Vera Venturini

Não será desta vez que o país sairá da sua imaturidade para caminhar em direção de uma nação íntegra porque não tem lideranças ou instituições que farão a travessia.

Aumentarão as pressões pela saída de Bolsonaro e Guedes, por Luis Nassif

Comentário de Vera Venturini

Penso que o Brasil está num momento crucial de amadurecimento em sua história. Ou cruzamos esse Rubicão ou teremos mais 100 anos de solidão. Mas pressinto que teremos mais 100 anos de solidão a acrescentar aos 500 anos passados. Não será desta vez que o país sairá da sua imaturidade para caminhar em direção de uma nação íntegra porque não tem lideranças ou instituições que farão a travessia.

Na história recente vizinhos latino-americanos prenderam os torturadores e assassinos das ditaduras militares. Qual o significado desse tipo de ação na história de um país e de sua formação? Com relação ao mesmo período no Brasil promovemos a impunidade e temos hoje uma figura abjeta que faz apologia da tortura governando o país, apoiado pelos militares. E que foi expulsa do exército por desobedecer uma regra crucial da instituição: a disciplina. O mesmo ocorre no Judiciário, cujo exemplo ostensivo da Lava Jato e a permissividade de todos os escalões acabaram por destruir a economia e levar ao poder politico uma malta de hipócritas, corruptos e bandidos. Na grande imprensa temos o mesmo fenômeno: nenhum respeito a “instituição” do qual seus donos fazem uso para ganhar dinheiro e poder. A elite financeira é o que é: predadora, ignorante e com um profundo desprezo pela nação e pelas instituições que se dobram aos seus desejos a cada tentativa de mudança politica e social.

Reportando-se a crise humanitária atual: quem terá coragem de investigar, julgar e condenar os responsáveis pela morte de milhares de brasileiros pela covid na imensa campanha de desinformação que foi desenvolvida pelo governo federal e disseminada por grandes organizações religiosas e políticas?

Qual líder político de oposição terá coragem de enfrentar todo esse sistema apodrecido de poder para atravessar esse Rubicão. O PT esteve no poder e mostrou-se completamente despreparado e acomodado para enfrentar esses problemas estruturais. Ao contrário, acentuou-o, submetendo-se a regras corporativistas do judiciário, da procuradoria, da imprensa e aceitando todas as imposições da elite econômica para não criar conflito. No plano político apequenou-se associando-se a bandidos religiosos e delinquentes políticos. E assim deixou de exercer a política em sua grandeza conquistando o Estado e não submetendo-se ao mesmo(conceito de Maquiável).

E a travessia exige muito mais de um líder do que Ciro biruta de aeroporto ou o iniciante Boulos. E quais as figuras referenciais na direita? Indecentes FHC, Huck e Bolsodória?
Também nas instituições do país não há nenhum sinal de resiliência com um Judiciário apartado da nação, cujo exemplo maior são os conselhos federais pró formas que mantém a impunidade de seus membros, a imprensa submetida aos interesses financeiros e as religiões propagando a ignorância e servidão.

Na primeira vez que votei num presidente, por desinformação, deixei de apoiar o combativo e guerreiro Brizola para votar em Lula. Hoje me arrependo. Que falta faz um corajoso Brizola na história desse país.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora