Banco Central abre a torneira para manter liquidez bancária

Dados da própria autoridade monetária indicam que R$ 1,2 trilhão já foram liberados para sistema financeiro; valor representa 16,7% do PIB brasileiro

Sede do Banco Central, em Brasília. Foto: Reprodução

Jornal GGN – Enquanto o governo Jair Bolsonaro faz jogo duro com a ajuda financeira aos pobres para que fiquem em casa durante a pandemia do coronavírus, o sistema financeiro não tem essa preocupação.

Dados divulgados pelo Banco Central nesta segunda-feira (23/03) revelam que os bancos brasileiros podem contar com R$ 1,216 trilhão, um valor que representa 16,7% do Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro.

Segundo informações do jornal Correio Braziliense, a justificativa para a oferta desse montante de capital é manter a liquidez do sistema – ou seja, ter dinheiro disponível para que as operações com os clientes (pessoas físicas e empresas) possam ser feitas.

Entre as medidas tomadas nos últimos meses e que injetaram dinheiro no sistema financeiro, estão a redução das alíquotas do compulsório sobre depósitos a prazo, de 31% para 25%, além da redução da parcela dos recolhimentos compulsórios considerados no Indicador de Liquidez de Curto Prazo (LCR) dos bancos, que representam a injeção de R$ 135 bilhões no sistema.

A alíquota de recolhimento do compulsório, que já caiu para 25% em fevereiro, passou para 17% nesta segunda-feira. A medida será válida até 14 de novembro, e corresponde a um valor adicional de R$ 68 bilhões para o sistema financeiro.

Outras medidas incluem a flexibilização nas regras das Letras de Crédito do Agronegócio (LCA), a possibilidade de efetuar empréstimos aos bancos com lastro em Letras Financeiras (LF) garantidas por operações de crédito, e a realização de operações compromissadas com títulos soberanos brasileiros. Tudo para garantir liquidez ao sistema financeiro.

Leia também:  Nem pandemia de coronavírus esconde os bajuladores de Bolsonaro

Enquanto isso, vemos que o presidente só cortou o artigo relacionado ao corte de salários dos trabalhadores por quatro meses pois ‘estava apanhando muito’.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

1 comentário

  1. Não entendo a posição do MP (com moro e tudo o que ele representa), Congresso, FArmadas, pois o aloprado perdeu completamente a razão, quem sabe porque o hospital terá que divulgar o resultado, certamente positivo, do exame para o coronavirus, deixando o imbecil ficará pendurado no pincel, será o nosso Pinóquio.

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome