Bolsa encerra pregão em alta de 1,37%; dólar chega a R$ 5,19

Índice encosta nos 80 mil pontos, em dia de alta nos mercados diante da desaceleração dos casos de coronavírus em diversos países

Jornal GGN – A desaceleração dos casos de coronavírus em diversos países no mundo, aliado à divulgação de números do comércio exterior chinês, ajudou o mercado financeiro a fechar em alta pelo segundo dia consecutivo.

O Ibovespa (índice da Bolsa de Valores, Mercadorias e Futuros de São Paulo) subiu 1,37% nesta terça-feira, aos 79.918 pontos e com um volume negociado de R$ 21,356 bilhões.

Um dos destaques do dia ficou com a divulgação dos dados de comércio exterior na China – as exportações do país caíram 6,6% em março em relação ao ano anterior, o que representa uma melhora em relação à queda de 17,2% vista no bimestre de janeiro e fevereiro.

Ao mesmo tempo, notícias envolvidas com a diminuição nas restrições de atividades, uma medida adotada para evitar a disseminação do coronavírus, também foram destaque no dia: dez estados nos Estados Unidos (incluindo Nova York e Califórnia) anunciaram que vão começar a desenvolver planos coordenados de reaberturas regionais.

No Brasil, agentes acompanharam os debates em torno do projeto de auxílio a estados e municípios, aprovado pela Câmara dos Deputados nesta segunda-feira.

No câmbio, a cotação do dólar comercial subiu 0,10%, sendo negociado a R$ 5,1891 na compra e R$ 5,1906 na venda. O Banco Central negociou os 10 mil contratos de swap cambial tradicional que foram oferecidos pela autoridade monetária, em operação de rolagem do vencimento de maio.

 

(com informações da Reuters)

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Leia também:  Em Nova Iorque direção da Petrobrás recebe a ordem para pagar US$ 35 bilhões em dividendos

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome