Bolsonaro manda Defesa e Exército se calarem sobre Pazuello

Pazuello foi à manifestação em apoio a Bolsonaro, subiu no carro de som e discursou. Sendo ainda da ativa das Forças Armadas, o general violou o Estatuto Militar e o Código Disciplinar do Exército.

Reprodução

Jornal GGN – O presidente Jair Bolsonaro mandou o Exército Brasileiro e o Ministério da Defesa se calarem sobre ida do general Eduardo Pazuello ao ato político da motociata no Rio de Janeiro. Do Equador, Bolsonaro ligou para o ministro da Defesa, Braga Netto, após ter notícia de que uma nota seria publicada.

Depois da ordem do presidente, o Exército informou apenas que seria aberta apuração disciplinar contra Pazuello, mas sem divulgar nota. A notícia foi dada pelo Estadão, confirmada por outros veículos, com informações da caserna.

Pazuello foi à manifestação em apoio a Bolsonaro, subiu no carro de som e discursou. Sendo ainda da ativa das Forças Armadas, o general violou o Estatuto Militar e o Código Disciplinar do Exército.

O general terá dez dias para apresentar defesa e a punição, caso ocorra, poderá ser uma advertência até prisão, segundo decisão do comandante general Paulo Sérgio. Mas uma fonte ligada ao governo afirmou que Bolsonaro também disse não querer nenhuma punição ao general.

É mais uma crise entre governo federal e Forças Armadas. A segunda. No mês de março o presidente demitiu o ministro da Defesa e os comandantes do Exército, Marinha e Aeronáutica, um ato único desde a redemocratização.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

1 comentário

  1. Bolsonaro trucou o exército.
    Punição silenciosa, secreta, não é punição.
    Ou o exército grita seis e pune publicamente seu subordinado.
    Ou capitula e deixa de ser uma instituição do estado para se tornar uma instituição de um governos fascista.
    A semana promete e os próximos passo serão decisivos.

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome