Coronavírus: Argentina proíbe demissões por 60 dias

Depois de reverter corte em massa feito por empresa, decreto de Alberto Fernández busca impedir que outras empresas demitam trabalhadores sem justa causa

Foto: Reprodução

Jornal GGN – O presidente da Argentina, Alberto Fernández, emitiu um decreto nesta quarta-feira (01/04) proibindo as demissões “sem justa causa ou por conta de diminuição de trabalho e força maior” durante 60 dias.

Segundo informações do jornal Folha de São Paulo, o objetivo da medida é impedir que as empresas mandassem os trabalhadores embora por estarem cumprindo a quarentena obrigatória no país por conta da pandemia do coronavírus.

A decisão tomada por Fernández teve como ponto de partida a decisão da Techint, uma das principais empresas do país, de demitir 1.450 funcionários sem justa causa. Após um longo embate, o presidente conseguiu convencer os diretores da empresa a readmiti-los.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Leia também:  Desembolso de socorro a empresas não chega a 20% do crédito

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome