Coronavírus: o que o futuro pós-pandemia nos reserva

Histórias das gerações anteriores justificam pessimismo a respeito dos prognósticos para o futuro; reabilitação do discurso e das decisões será fundamental

Foto: Reprodução

Jornal GGN – Embora não exista nada de errado em olhar para o lado positivo da pandemia do coronavírus, não é possível saber ao certo o que vai acontecer com a sociedade contemporânea após o controle do surto.

“Minha cautela em ver o copo meio cheio está fundamentada na experiência da geração passada. Infelizmente, essa experiência oferece muitos motivos para ser pessimista sobre a próxima geração”, diz John Harris em sua coluna no site Politico, onde é editor-fundador. “As pessoas acham que a pandemia irá “acabar com a febre” das últimas décadas – que finalmente acabará com a malícia da vida pública, com seu vício em conflitos implacáveis e em teorias da conspiração (…). Gostaria de comprar essa ideia, mas ainda não posso”.

Harris levanta alguns argumentos a respeito: e se, ao invés de abrir uma nova era a respeito da ciência, os próximos anos fossem marcados pela distorção e desonestidade em torno do debate sobre a pandemia? E se, ao invés de abrir uma nova temporada de interesse público, uma economia enfraquecida deixe pouco dinheiro ou vontade para a resolução de problemas como as mudanças climáticas? E se a situação nos tornar ainda mais egoístas?

Na visão do articulista, o imperativo político e moral da próxima geração é a reabilitação do discurso público e da tomada de decisões. “O pessimismo superficial é menos atraente, até mesmo ante o otimismo superficial. Talvez o realismo no salve”. Diante disso, o articulista levanta três itens sobre as quais o resultado desse capítulo da história irá afetar: a confiança na economia, a confiança na democracia liberal e se temos confiança um no outro.

Leia também:  FFLCH repudia uso de espaços da USP para realização do São Paulo Boat Show 2020, em plena pandemia

 

Leia Também
Cai aprovação de Bolsonaro e metade quer renúncia ou impeachment, mostra Datafolha
No Brasil, a recuperação econômica será mais lenta, por Victor Leonardo de Araujo
Itamaraty não revela o que mandou falar sobre Marielle no exterior
Mercado especula dólar a 7 reais com crise política e coronavírus

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome