Guedes fala o óbvio: sistema financeiro empoça recursos

Em conversa online com empresários do varejo, ministro diz que governo deve aprofundar programas para que dinheiro chegue na ponta

Foto: Reprodução

Jornal GGN – O ministro da Economia, Paulo Guedes, admitiu o óbvio em conversa com empresários do setor do varejo: os recursos liberados aos bancos para ampliar o crédito em meio à pandemia do coronavírus estão “empoçados no sistema financeiro”.

Em outras palavras: mesmo com as medidas tomadas pelo governo para estimular o crédito, o dinheiro não está chegando a quem realmente precisa.

Segundo informações do jornal O Estado de São Paulo, Guedes defendeu que o dinheiro deve sair de Brasília e “ir onde o povo está” – para isso, disse que o governo deve aprofundar os programas propostos para garantir que o dinheiro chegue “na ponta”.

Embora siga falando que a situação inédita pela qual passa o País está recebendo as devidas respostas por parte da equipe econômica, ele disse que ainda não fez tudo o que é preciso para conter os impactos do coronavírus.

O ministro chegou a dizer que, se necessário, serão liberados mais recursos. “Vamos liberar mais dinheiro se for o caso”. Ele disse que em pouco mais de três semanas, ajuda será de mais de R$ 800 bilhões.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Leia também:  Coronavírus: Espanha registra zero mortes por Covid-19 pela primeira vez desde março

2 comentários

  1. Como assim? No segundo dia, ele já “ajudava” os bancos. Fez reunião com a XP e agora o banco central vai comprar os títulos podres do bancos/financeiras. luciane.

  2. Os bancos emprestam ao povo o dinheiro do próprio povo mas com juros. Estão aproveitando a epidemia para acumularem mais dinheiro.

    São incapazes de qualquer ato humanitário.

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome