Japão poderá cancelar Olimpiadas e mergulhar em recessão

Com base na crença de que as Olimpiadas permitiriam a recuperação da economia, o Banco do Japão está prestes a aliviar a política monetária. Agora, com a possibilidade de cancelamento das Olimpíadas, analistas temem que até os cenários mais pessimistas se concretizem.

O Japão estava aguardando os Jogos Olímpicos como peça central da recuperação da sua economia. Mas autoridades japonesas começam a analisar seriamente a possibilidade de cancelamento, segundo a Agência Reuters.

Com base na crença de que as Olimpiadas permitiriam a recuperação da economia, o Banco do Japão está prestes a aliviar a política monetária. Agora, com a possibilidade de cancelamento das Olimpíadas, analistas temem que até os cenários mais pessimistas se concretizem.

Havia risco do Japão entrar em recessão mesmo antes da piora do surto de coronavirus.

A decisão final deverá sair no final de abril. Mas teme-se que, se as Olimpiadas foram canceladas, a economia japonesa desmorone. Analistas consultados pela Reuters estimam uma perda de US$ 66 bilhões, ou 1,4% do Produto Interno Bruto.

 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Leia também:  Governo Bolsonaro quer congelar por 2 anos valores de aposentadorias e pensões

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome