Jornalista de Serra Negra é ameaçada fisicamente por empresário

A ameaça foi feita por Hermínio Cardoso numa gravação enviada na segunda-feira à jornalista por um aplicativo de mensagens.

Jornalista de Serra Negra é ameaçada fisicamente por empresário

A jornalista Salete Silva, uma das editoras do site “Viva! Serra Negra”, criado há pouco mais de um ano para suprir a cidade turística do Circuito das Águas Paulista de um órgão de informação profissional, foi ameaçada fisicamente, nesta segunda-feira, 6 de julho, por um empresário local.

A ameaça foi feita por Hermínio Cardoso numa gravação enviada na segunda-feira à jornalista por um aplicativo de mensagens.

Na gravação, Cardoso diz que vai “acabar com essa mulher nesta cidade”, desafiando-a, em seguida, a “andar na Rua Coronel [Pedro Penteado, principal rua comercial de Serra Negra]”.

O site “Viva! Serra Negra” tem publicado notícias diárias sobre a evolução da pandemia do covid-19 na cidade e acompanhado a pressão que um grupo de comerciantes tem feito na prefeitura para a liberação de suas atividades. O município está enquadrado na Fase Vermelha do Plano SP, a mais rígida de todas, mas um decreto da prefeitura liberou o funcionamento do comércio sob as regras da Fase Amarela, que permite que as lojas atendam o público 4 horas por dia.

Esses comerciantes já ameaçaram os jornalistas do “Viva! Serra Negra” em conversas mantidas em um grupo que criaram no aplicativo WhatsApp.

Desta vez, porém, a ameaça à integridade física da jornalista foi direta, o que a motivou a prestar queixa na Delegacia de Polícia da cidade contra o empresário, que também chegou a publicar, em sua página pessoal do Facebook, uma nota na qual afirma que Salete “se diz ser jornalista”.

Salete é jornalista profissional com passagens pela Gazeta Mercantil, Estadão e Valor Econômico. Mudou-se de São Paulo para Serra Negra há cerca de duas décadas, depois de se casar com um comerciante da cidade.

1 comentário

  1. Difícil imaginar em quem Ciro Gomes votaria para presidente se tivesse votado. Fácil imaginar em quem esse empresário votou, se votou.

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome