Leonardo Avritzer lança livro ‘Politica e Antipolítica’, analisando escalada do bolsonarismo

O bolsonarismo marca uma fase de profundas mudanças na sociedade brasileira. Com o coronavírus formatando uma crise sem precedentes

Jornal GGN – O professor titular de ciência política na Universidade Federal de Minas Gerais, Leonardo Avritzer apresenta seu mais novo livro, ‘Política e Antipolitica’, mostrando como um governo que se agarra na antipolítica, desdenhador da ciência e da democracia, mergulhou o país num impasse.

‘O argumento central do livro é que a lava jato e a campanha eleitoral de 2018 consolidaram um ataque a política no Brasil e convenceram a opinião pública de que um antipolítico seria a melhor opção para o Brasil. Obviamente que Bolsonaro não é um antipolítico. Afinal ele esteve 28 anos no congresso nacional, mas com uma boa ajuda da mídia ele conseguiu se vender como um antipolítico a partir do seu ataque à esquerda e ao centro. Minha tese principal no livro: a pandemia reabilitou a necessidade da política e do governo e o bolsonarismo ao insistir na antipolítica selou o seu destino. Não nos livraremos de Jair Bolsonaro rapidamente, mas tudo indica que ele não vai completar o seu mandato’, diz Avritzer ao dar um panorama sobre seu livro.

O bolsonarismo marca uma fase de profundas mudanças na sociedade brasileira. Com o coronavírus formatando uma crise sem precedentes, e o fim desta política não será visto tão cedo, não acaba num passe de mágica. A chegada da pandemia, em março de 2020, não derrubou os índices de aprovação do governo, mantendo a mesma faixa de dezembro de 2019.

O que Leonardo Avritzer faz, baseado em conceitos da ciência política, é uma leitura do governo Bolsonaro durante a pandemia, mostrando que a estratégia da ‘antipolítica’ do presidente, ou sua recusa de jogar conforme as regras, mergulhou o país numa instabilidade de difícil solução.

Leia também:  Governo faz alarde com verbas que destina à pandemia, mas não libera o gasto

O livro, em pré-venda, pode ser encontrado clicando aqui.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome